This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, abril 16, 2016

    A ultima ceia de Dilma




    (São Paulo, SP)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Mumford & Sons - Whispers In The Dark

    ou hold your truth so purely
    Well swerve not through the minds of men
    This lie is dead
    And this cup of yours tastes holy
    But a brush with the Devil can clear your mind
    And strengthen your spine
    But fingers tap into what you were once
    And I'm worried that I blew my only chance

    Whispers in the dark
    Steal a kiss and you'll break your heart
    Pick up your clothes and curl your toes
    Learn your lesson, lead me home

    Spare my sins for the ark
    I was too slow to depart
    I'm a cad but I'm not a fraud
    I'd set out to serve the Lord

    pela cochlea: Mumford & Sons - Whispers In The Dark

    ou hold your truth so purely
    Well swerve not through the minds of men
    This lie is dead
    And this cup of yours tastes holy
    But a brush with the Devil can clear your mind
    And strengthen your spine
    But fingers tap into what you were once
    And I'm worried that I blew my only chance

    Whispers in the dark
    Steal a kiss and you'll break your heart
    Pick up your clothes and curl your toes
    Learn your lesson, lead me home

    Spare my sins for the ark
    I was too slow to depart
    I'm a cad but I'm not a fraud
    I'd set out to serve the Lord

    Empresariado já se mexe para emplacar propostas com Temer; veja os pedidos - Economia - Portal O Dia





    "Estão na agenda: enterrar a ideia de recriar a CPMF e aumentar outros impostos, a flexibilização das leis trabalhistas e deixar de controlar o retorno das empresas que vencerem leilões de concessões de serviços públicos, entre outros pedidos.

    Nessa fase, a preocupação da equipe que rodeia Temer é evitar a vinculação direta com grandes empresários para não dar margem à interpretação de que seu governo trocaria a agenda social –marca do governo petista– pela do capital."

    leia mais: 

    Empresariado já se mexe para emplacar propostas com Temer; veja os pedidos - Economia - Portal O Dia

    Olha mãe!




    (São Paulo - SP)

     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Dilma Rousseff Targeted in Brazil by Lawmakers Facing Scandals of Their Own


     

    "Ms. Rousseff’s opponents in Congress include Éder Mauro, who is facing charges of torture and extortion from his previous stint as a police officer in Belém, a crime-weary city in the Amazon.

    Another congressman aiming to impeach Ms. Rousseff: Beto Mansur, who is charged with keeping 46 workers at his soybean farms in Goiás State in conditions so deplorable that investigators say the laborers were treated like modern-day slaves."

    "Mr. Maluf, the former mayor who supports the president’s removal, spent weeks in jail a decade ago on charges of money laundering and tax evasion.

    But he was released under a law allowing people older than 70 to face such accusations at home. Then Mr. Maluf won a seat in Congress, giving him the privileged judicial standing that keeps nearly all senior Brazilian politicians with such privileges out of jail."

    "Scholars note the sweeping legal protections enjoyed by about 700 senior officials, including cabinet ministers and every member of Congress. Only the Supreme Federal Tribunal can try them, producing years of appeals and delays.

    “Winning election to Congress is a license to steal for certain figures,” said Sylvio Costa, the founder of Congresso em Foco, a watchdog group that tracks legislative corruption. “In this grotesque system, the biggest thieves are those who wield the most power.”"


    read the article b Simon Romero​ and Vinod Shreeharsha 

    Dilma Rousseff Targeted in Brazil by Lawmakers Facing Scandals of Their Own - The New York Times

    Cunha altera ordem da votação do impeachment





    (Belo Horizonte, MG)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Dilma propõe pacto


    (Curitiba, PR)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Tear down the wall


    de LUCAS LEVITAN



    Eduardo Cunha: o preço vergonhoso que a oposição aceitou pagar


     

    "Das multitudinárias manifestações que sacudiram o Brasil no último ano e meio, o ponto comum relevante, mostrou o Datafolha, é que mais de 95% quer a queda de Cunha, um consenso bem maior do que em torno do impeachment. Para parte deles e do sistema político, no entanto, venceu a praticidade: “Vamos derrubar Dilma e depois a gente vê”.

    O problema, como demonstrou a bizarra reunião em que o PMDB encenou uma saída da base governista, é que Cunha não quer sair da foto. Ele sabe tudo que fez para conseguir a derrubada do Governo para justamente agora livrar seus sócios deste constrangimento.

    Se a pauta for, finalmente, um ajuste fiscal e reformas palatáveis ao empresariado e ao mercado, duvido que haja patos gigantes infláveis contra o peemedebista. Como se diz em espanhol, amanecerá y veremos."


    leia artigo de flavia marreiro


    Eduardo Cunha: o preço vergonhoso que a oposição aceitou pagar | Opinião | EL PAÍS Brasil

    Impeachment - modo de fazer





    (Belo Horizonte, MG)
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    A família brasileira em perigo





    LEONARDO
    (Rio de Janeiro, RJ)
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Carmen Miranda - Nosso amô veio dum sonho (Ary Barroso , 1932)

    Todo dia quando o sol vai mergulhando
    e a lua despontando por detrás da serrania
    desolada passo os olhos na estrada
    procurando na amplidão
    se vem lá meu coração... 

    Oh! meu amô, minha vida oh! criatura
    Já não posso suportá esta dor que me tortura

     

    Circo pegando fogo





    (Recife, PE) 
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Pai busca punição para morte do filho por 20 anos, mas caso é






    Ao longo dos últimos oito anos, em todo 15 de abril, José Luiz Faria da Silva, 55, vira a noite acampado na porta do Ministério Público do Rio, no centro da cidade.

    Ele posiciona um colchonete na calçada da Procuradoria, ao lado de fotos e de uma estátua feita com isopor que reproduz a imagem de seu filho, Maicon, morto aos dois anos de idade na favela de Acari, zona norte do Rio.

    Nesta sexta-feira (15), Zé Luiz, como é conhecido, fez seu último protesto em busca de punição. O caso prescreveu ao completar 20 anos. 

    "Nos últimos 20 anos minha vida foi totalmente dedicada a fazer justiça pelo Maicon, mas ninguém foi responsabilizado. Eu culpo o Ministério Público, que tinha todas as evidências e nunca fez nada. É por isso que, na favela, o policial, também pobre, mata o povo pobre. Nunca vai mudar", disse.

    leia a reportagem de LUCAS VETORAZZO e veja a galeria
    Pai busca punição para morte do filho por 20 anos, mas caso é arquivado - 16/04/2016 - Cotidiano - Folha de S.Paulo

    Maluf não decepciona


     
    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    O governo Temer não existirá



    Temer agora quer se apresentar como líder de um governo de "salvação nacional". Ele deveria começar por responder quem irá salvar o povo brasileiro dos seus "salvadores". Seu partido, uma verdadeira associação de oligarquias locais corruptas, é o maior responsável pela miséria política da Nova República, envolvendo-se até o pescoço nos piores casos de corrupção destes últimos anos, obrigando o país a paralisar todo avanço institucional que pudesse representar riscos aos seus interesses locais. Partido formado por "salvadores" do porte de Eduardo Cunha, Renan Calheiros, José Sarney, Sérgio Cabral e, principalmente, o próprio Temer. Pois nunca na história da República brasileira houve um vice-presidente que conspirasse de maneira tão aberta e cínica para derrubar o próprio presidente que o elegeu. Em qualquer país do mundo, um político que tivesse "vazado" o discurso no qual evidencia seu papel de chefe de conspiração seria execrado publicamente como uma figura acostumada à lógica das sombras. No Brasil de canais de televisão de longo histórico golpista, ele é elevado à condição de grande enxadrista do poder.

    Diante da crise de um governo Dilma moribundo, outras saídas, como eleições gerais, eram possíveis. Elas poderiam reconstituir um pacto mínimo de encaminhamento de antagonismos. Mas apelar ao poder instituinte não passa pela cabeça de quem sempre sonhou em alcançar o poder por usurpação.

    mas na coluna de VLADIMIR SAFATLE 

    sexta-feira, abril 15, 2016

    Política & Internet





    (São Paulo, SP)

    Marcadores:

    O que vem por aí

    Ilmar Franco
    Panorama Político
    O GLOBO

    Se a Dilma cai entra o...







    (Porto Alegre, RS)

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    pela cochlea: Tiger Darrow ft. Andrew Orkin- "Little Talks" (Of Monsters and Men Cover)


    Temer: o não dito



    "Temer também deixou de citar a estabilidade fiscal como meta de governo. Passou batido pelo tema que teria dado argumentos técnico e jurídico ao processo de impedimento de Dilma Rousseff. Não foram as pedaladas fiscais e seus danos às contas públicas ponto central da petição assinada pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Jr. e Janaína Paschoal? Faria sentido, então, que o virtual sucessor da presidente se comprometesse com a austeridade na gestão orçamentária. Em vez disso, o vice sinalizou para governadores afogados em crises financeiras a renegociação das dívidas com a União: “Há estudos referentes à eventual anistia e revisão dos juros sobre a dívida das partes federadas. Nós vamos levar isso adiante”.

    "
    Se presidente for, o vice prometeu manter Bolsa Família, Pronatec, ProUni e Fies. Nada disse sobre Minha Casa, Minha Vida, programa habitacional do governo do qual é o primeiro na linha sucessória há seis anos. Tampouco sobre territórios indígenas. Não tratou do sistema de cotas em universidades ou concursos públicos. Não reservou uma palavra à agenda de direitos civis de negros, mulheres, LGBTs. Temer, em seu discurso, ignorou reivindicações caras à sociedade civil organizada, historicamente identificado com a agenda petista. São omissões que podem tanto significar mera desatenção, como também esconder a aproximação de um futuro governo com os setores mais conservadores do Congresso Nacional. O não dito preocupa."

    mais na coluna de FLÁVIA OLIVEIRA

    Cidadãos se arriscam para ajudar imigrantes na Dinamarca


     

    "Nos países nórdicos, historicamente receptivos à chegada de imigrantes, as medidas para conter a onda migratória geraram casos como o da dinamarquesa Lise Ramslog, uma aposentada de 70 anos, acusada de tráfico humano por ter dado carona a dois casais de imigrantes que ela recolheu na estrada e levou até a fronteira da Suécia. Lise, assim como centenas de cidadãos, foi indiciada pelo que antes seria visto como uma boa ação aos olhos da sociedade.

    A ativista e escritora Lisbeth Zornig também foi levada à Justiça por ajudar refugiados sírios a chegarem à Suécia. Por ter levado imigrantes à estação de trem, Lisbeth foi condenada a pagar uma multa equivalente a US$ 3.350 e acusada de tráfico humano, um delito tradicionalmente associado a contrabandistas gananciosos, e não a bons samaritanos."

    leia mais>> 

    Cidadãos se arriscam para ajudar imigrantes na Dinamarca - Jornal O Globo

    quinta-feira, abril 14, 2016

    O gigante acordado





    LEONARDO
    (Rio de Janeiro, RJ)

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Golpe brasileiro ameaça democracia


    "A campanha do impeachment, que o governo descreveu corretamente como golpe, é um esforço da elite brasileira tradicional para obter por outros meios aquilo que não conseguiu conquistar nas urnas nos últimos anos."

    "O Brasil precisa, pelo contrário, de um estímulo sério para fazer sua economia pegar no tranco. O principal obstáculo à recuperação é o poder dos grandes bancos.

    O Brasil está pagando juros de quase 7% de seu PIB sobre a dívida pública, mais que a Grécia no auge de sua crise. Mas o Brasil não tem crise de dívida nem apresenta qualquer risco significativo de moratória. Seus juros usurários são o resultado do poder político de seus próprios bancos, que hoje desfrutam um "spread" recorde de 34% entre suas taxas de empréstimos contraídos e concedidos.
    A simples redução dos juros sobre a dívida pública para o nível de alguns anos atrás criaria condições para um estímulo importante."

    mais no artigo de MARK WEISBROT

    Cunha define processe de votação







    SAMUCA
    (Recife, PE)

    clique na charge para ve-la maior
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    pela cochlea: Mahna Mahna by Cake

    Padabada

    Acordo. Tomo cafe.

    Marcadores:

    Veríssimo: A Ilusão


    "Gosto de imaginar a História como uma velha e pachorrenta senhora que tem o que nenhum de nós tem: tempo para pensar nas coisas e para julgar o que aconteceu com a sabedoria — bem, com a sabedoria das velhas senhoras. Nós vivemos atrás de um contexto maior que explique tudo mas estamos sempre esbarrando nos limites da nossa compreensão, nos perdendo nas paixões do momento presente. Nos falta a distância do momento. Nos falta a virtude madura da isenção. Enfim, nos falta tudo o que a História tem de sobra.

    Uma das vantagens de pensar na História como uma pessoa é que podemos ampliar a fantasia e imaginá-la como uma interlocutora, misteriosamente acessível para um papo.

    — Vamos fazer de conta que eu viajei no tempo e a encontrei nesta mesa de bar."

    leiamais na coluna do VERISSIMO

    Outono no Brasil



     

     "A questão é que qualquer que seja o resultado de impeachment – que não tem absolutamente nada de técnico, apesar dos cínicos argumentos da oposição – estaremos sob o jugo de parlamentares que exercem seus mandatos não em benefício dos eleitores, mas sim de seus interesses particulares, no mais das vezes escusos. É patético observar os governistas reclamarem hoje da infidelidade do PMDB, já que em 2010 o PT se aliou àquela agremiação visando ganhar o pleito e perpetuar-se no poder mesmo sabendo que por trás da fachada daquela sigla havia (e há) apenas um grande balcão de negócios."

    "Nunca pensei que um dia estaríamos sendo governados por um grupo de homens e mulheres justos e probos, o exercício da política não admite essa utopia... Mas nem em meus mais terríveis pesadelos imaginei que seríamos conduzidos a essa rua sem saída, a esse outono sem perspectiva de primavera. Afundamos todos num lamaçal de corrupção, acuados pelo desemprego, pela violência descontrolada, pela zika, pela dengue, pela H1N1, enquanto nossos líderes – se é que podemos designá-los assim – discutem a repartição do butim."

    leia o artigo de Luiz Ruffato​  >> 

    Outono no Brasil | Opinião | EL PAÍS Brasil

    Diário da Presidenta



    (São Paulo, SP)

    Marcadores:

    A fala do trono de Temer







    "Corrupção. Faltou não só a palavra, faltou qualquer referência ao tema. Pode ter sido esquecimento, o que não é pouca coisa, pois nesse caso Michel Temer seria o único brasileiro capaz de falar durante 14 minutos sobre a crise política, pedindo um governo de "salvação nacional", sem qualquer referência às iniciativas que feriram a oligarquia política e econômica brasileira."

    leia a coluna de ELIO GASPARI

    ilustração ANDRÉ MELLO  

    Tá na cara





      QUINHO 
    (Belo Horizonte, MG) 
    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Dave Brubeck Quartet - Blue Rondo a la Turk

    Golpes e contragolpes





    A história do Brasil, diferentemente do que a imaginamos – “deitada eternamente em berço esplêndido”, conforme verseja nosso Hino Nacional – é toda feita de golpes de Estado.A independência política de 1822 pode ser considerada nosso primeiro Golpe de Estado

    leia o artigo de LILIA SCHWARCZ

    Golpes e contragolpes - Nexo Jornal

    quarta-feira, abril 13, 2016

    Psycho

     
    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Aliel diz que grupo marcou reunião com Temer e perguntou o que ele queria





    "Mas o Temer está articulando assim tão abertamente?

    Vergonhoso. E de fato está fazendo. Ele foi para o Rio de Janeiro conquistar os deputados do PMDB. E foi para outros estados. E quem está operacionalizando isso para ele é o Cunha. Eu tive uma conversa com o Cunha na semana passada. Porque eu fui na sala dele porque tinha um grupo querendo entrar no plenário e ele não autorizava. Fiquei puto da cara e fui lá. O Cunha falou: “Você não vai mais andar em Ponta Grossa. O Temer vai ser presidente, você vai ver. Ele estava numa reunião com o Paulinho da Força e o Rodrigo Maia do DEM. Eles coordenando, articulando e chamando os líderes partidários, os deputados, convencendo. O Mendonça Filho veio me pedir, do DEM: “Você tem que ser a favor”. Vários deles. Os caras que estão a favor do impeachment estão montando o governo com o Temer, eles vão assumir o comando de tudo. DEM, PSDB, todos esses caras. É o jogo aqui."

    maos na entrevista para Rogerio Galindo​ >> 

    Aliel diz que grupo marcou reunião com Temer e perguntou o que ele queria | Caixa Zero | Gazeta do Povo

    Tem o chefe conspirador e tem o vice-chefe





    (Recife, PE) 

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Ladysmith Black Mambazo. Feat. Lou Rawls - Chain gang (Sam Cooke)

    Um país binário



    De WILMA VIEIRA

    Poucas coisas na História do Brasil recente são mais vergonhosas do que o muro levantado diante do Congresso Nacional para dividir os brasileiros.

    Com 27 partidos com representatividade na Câmara, com milhões de tons de pele, com imigrantes de milhares de nacionalidades, com gente que gosta de todos os ritmos e ritos, gente de todos os credos e crenças, de todas os times e escolas de samba, de todas as idades, de todas as comidas, de todas as artes, de todas as profissões, seremos oficialmente reduzidos a apenas dois grupos. Os brasileiros do sim e os brasileiros do não.


    Somos, esta semana, aos olhos do mundo, um país binário.

    Se tudo correr conforme o planejado, neste final de semana a Câmara dos Deputados protagonizará o primeiro plebiscito indireto da História.

    Quando os jardins estiverem lotados de brasileiros, divididos em dois grupos, teremos chegado ao mais baixo de nível de nossa intransigência.

    Com o muro, fica institucionalizado que só existe uma verdade: a nossa aqui desse lado.
    Só que ao entrar pelo Congresso, seria cômico se não fosse trágico, o maniqueísmo do lado de fora dá lugar a uma plêiade de interesses e opinões.

    Lá dentro não é mais o sim e o não que interessam. Lá dentro da Câmara o que interessa é o que cada deputado vai levar com seu voto.

    Para eles, que se dane o apartheid que esta classe política medíocre conseguiu impor ao país com régias doses de incompetência e corrupção.

    Para eles, que se dane se nos dividiram em dois Brasis.

    Para eles o que interessa mesmo é o vil metal. Os conchavos. As vantaginhas. As benesses. Os cargos.
    Porque, não se engane. A culpa não é nem de Lula, nem de Aécio. Nem de Dilma, nem de Alckmin. A culpa não é de apenas um. A culpa é de todos, FHC incluído.

    A culpa não é sua nem minha. Você votou em quem pode votar. O sistema já estava podre muito antes de você tirar o título de eleitor.

    A culpa por esse crash histórico é de uma classe política podre, que se compra e se vende descaradamente.

    E não me venha dizer que sempre foi assim, desde 1500.

    Bobagem.

    No fim do Governo Militar poderíamos ter zerado o "sistema".

    Ou na Diretas Já.

    Ou na Constituinte.

    Ou no Collor.

    Mas nunca tomaram vergonha.

    Depois de décadas dessa gente porca, inútil, escondida em Brasília roubando o futuro de nossos filhos, finalmente nós chegamos ao sim e ao não. Ao nós e aos eles.

    Como se qualquer uma dessas mudanças, impeachment, renúncia, nova eleição, fosse fazer qualquer diferença.

    Aqui fora, os sins vão odiar os nãos, e vice versa. Temo que esse muro não vá nem aguentar tanta ira.
    Só não percebemos, os sins e os nãos, que o inimigo não mora ao lado. Está lá na frente. O certo não será pular o muro. O certo seria invadir o Congresso e cobrar daquele chiqueiro o que fizeram com o nosso país.

    Dilma negocia cargos no governo





    (Recife, PE)

    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges 

    Marcadores: ,

    Marcha dos boçais



    De MICHEL LAUB

    Ao contrário das telenovelas, que muitas vezes foram vanguarda na discussão sobre política e costumes, inclusive durante o regime militar, a cultura em torno do futebol sempre esteve na retaguarda do país. Ou, quando muito, nas mesmas posições retrógradas que volta e meia se manifestam em nossa história. De modo menos ou mais aberto, estádios ainda comportam comentários racistas e homofóbicos. 

    As arenas luxuosas de 2016 carregam resquícios do tempo — não tão distante assim — em que mulheres eram importunadas abertamente e sacos de urina cruzavam os céus. Não surpreende, portanto, que o atual clima do debate no Brasil reflita a selvageria de setores da arquibancada. E que a expressão “Fla x Flu” tenha virado um clichê para defini-la. Muita gente já atribuiu ao futebol uma espécie de papel simbólico, em que as batalhas dentro de campo substituiriam as tradicionais guerras entre etnias, nações e facções políticas, com os instintos de agressão canalizados para uma simulação com vencedores e vencidos, relatos de heroísmo e retórica militarista, mas sem sangue, pilhagem e destruição concretos. 

    É uma tese interessante, mas que não comporta a violência surgida — ou não surgida apenas por detalhe — da visão de mundo de certos torcedores. Só no último mês, houve invasão no treino do Flamengo, jogadores do Fluminense foram cercados nas Laranjeiras e uma briga entre organizadas de Corinthians e Palmeiras resultou em morte. Desde 2010, segundo estatística publicada na Folha de S.Paulo, foram 113 vítimas fatais nesse tipo de confronto. 

    Já do outro lado do espelho, militantes de direita cercaram a casa de um ministro do Supremo (Teori Zavascki) e de um jornalista esportivo (Juca Kfouri), e um militante de esquerda (José de Abreu) fez piada com a morte de um suposto inimigo ideológico (o jornalista Sandro Vaia). Um limite parece estar sendo rompido na sociedade. E o futuro é ainda mais desolador quando pensamos nas lideranças que, tanto na política quanto no futebol, poderiam fazer algo para deter a marcha dos boçais.

    O dinheiro fala




    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochea: Mark Anthony Thompson: Haul Away Joe



    When I was a little lad or so my mammy told me, to me
    Way haul away, we'll haul away Joe

    That if I didn't kiss the girls, me lips would all grow moldy,
    Way haul away, we'll haul away Joe

    King Louis was the king of France before the revolution,
    Way haul away, we'll haul away Joe

    And then he got his head cut off, it spoiled his constitution,
    Way haul away, we'll haul away Joe

    Nada terá vida onde só se respira o mesmo ar viciado de sempre



    De FRED COELHO

    Não importa se você é contra ou a favor do governo. Não importa se você gosta ou odeia o PT. Não importa se você acha que uma mudança com ruptura do regime representativo pelo voto popular em eleições diretas pode ser descartado porque "é preciso mudar" ou se você defende com todas as forças esse direito conquistado. Nada disso importa porque o que se avizinha no horizonte é a morte. O ataque vai do controle dos corpos ao uso livre da internet. O que viceja no rosto e nos gestos, nas falas e nos atos dos que assumirão a presidência é claramente o Horror. Nada sairá de bom, nada engendrará um novo país. Nada terá respaldo de grande parte de uma população que sabe sim definir por conta própria seu destino político. Nada terá vida onde só se respira o mesmo ar viciado de sempre. 

    E os novos ares não estão em Brasília, mas nas universidades, escolas e ações políticas e culturais que circulam nesse momento em nosso país. Isso, não tem mais troca de governo que pare. A transformação do país já está em curso e virá em definitivo, queiram ou não os senhores de Brasilia. É quase impossível não pensarmos que nossos destinos estarão selados domingo, mas mudanças profundas já aconteceram e, se não sofrerem repressão policial, se não forem assassinadas, se não forem presas, se não forem cerceadas em seus direitos, vão mudar o país de baixo pra cima. Utopia? Ilusão? Prefiro ver a vida não com Olho-Fóssil, mas com Olho-Míssil (para usar a maravilhosa frase-poema de Waly Salomão).

    Temer tira selfie





    (São Paulo, SP)

    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Um golpe e nada mais


    Uma regra básica da justiça é: quem quer julgar precisa não ter participado dos mesmos atos que julga.
    O atual Congresso, envolvido até o pescoço nos escândalos da Petrobras, não tem legitimidade para julgar sequer síndico de prédio e é parte interessada em sua própria sobrevivência. Por estas e outras, esse impeachment elevado à condição de farsa e ópera bufa será a pá de cal na combalida semi-democracia brasileira.

    Alguns tentam vender a ideia de que um governo pós-impeachment seria momento de grande catarse de reunificação nacional e retomada das rédeas da economia.

    Nada mais falso e os operadores do próximo Estado Oligárquico de Direito sabem disto muito bem. Sustentado em uma polícia militar que agora intervém até em reunião de sindicato para intimidar descontentes, por uma lei antiterrorismo nova em folha e por um poder judiciário capaz de destruir toda possibilidade dos cidadãos se defenderem do Estado quando acusados, operando escutas de advogados, vazamento seletivo e linchamento midiático, é certo que os novos operadores do poder se preparam para anos de recrudescimento de uma nova fase de antagonismos no Brasil em ritmo de bomba de gás lacrimogêneo e bala.

    Uma fase na qual não teremos mais o sistema de acordos produzidos pela Nova República, mas teremos, em troca, uma sociedade cindida em dois.


    leia mais na coluna de Vladimir Safatle

    terça-feira, abril 12, 2016

    Toing!



    (Salvador, BA)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Weezer - California Kids


    When you wake up
    Cobwebs on your eyelids
    Stuck in rigor mortis
    Just get going
    Til you hit the ocean
    And you turn Californian



    Quais são as possíveis consequências da restrição de uso da internet imposta pelas operadoras



    Limite de consumo de dados não impactará apenas nos filmes e séries, mas impacta pesquisas e outros trabalhos. Sociedade civil prepara reação contra a medida

     Empresas estão aplicando limite à banda larga de internet


    "“Eu não tenho sequer a opção de ser pesquisador independente, porque a franquia impossibilitou meu acesso à informação”, criticou. A possibilidade levantada por Cordeiro mostra que a restrição imposta pelas operadoras vai além de limitar o acesso a filmes, séries e games - que, normalmente, consomem mais internet. Seu impacto é em várias áreas diferentes e vai além do entretenimento."

    leia reportagem de Andre Cabette Fábio

    Quais são as possíveis consequências da restrição de uso da internet imposta pelas operadoras - Nexo Jornal:

    Maioria da comissão vota a favor do impeachment





                (Rio de Janeiro, RJ)

    Vem aí o presidente 1%



    O levantamento apresenta um paradoxo. De todos os nomes do principal cenário, o menos citado pelos eleitores é o que tem mais chances de assumir a Presidência. Estamos falando do peemedebista Michel Temer, que aparece com apenas 1% das intenções de voto.

    O dado leva a outro paradoxo: sete em cada dez brasileiros apoiam o afastamento de Dilma, mas quase nenhum se empolga com o vice. É um cenário desalentador, porque a recessão não vai evaporar com o impeachment. Um presidente 1% seria capaz de nos tirar do buraco?

    leia o artigo de BERNARDO MELLO FRANCO

    Estendendo a mão



    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Courtney Barnett - Kim's Caravan - Live in Melbourne ..


    Watermarks on the ceiling
    I can see Jesus and he's frowning at me
    I see a dead seal on the beach
    The old man says he's already saved it three times this week
    Guess it just wants to die
    I would wanna die too
    With people putting oil into my air
    But to be fair, I've done my share
    Guess everybody's got their different point of view

    I was walking down Sunset Strip, Phillip Island, not Los Angeles
    Got me some hot chips and a cold drink
    Took a sandy seat on the shore
    There's a paper on the ground, it makes my headache quite profound
    As I read it out aloud
    It said "The Great Barrier Reef it ain't so great anymore
    It's been raped beyond belief, the dredgers treat it like a whore"
    I drank 'til I was sinking, sank 'til I was thinking
    That I'm thankful for this view
    We either think that we're invincible or that we are invisible
    When realistically we're somewhere in between
    We all think that we're nobody but everybody is somebody else's somebody

    Os de cabeça preta


    Caiu a máscara





    (Curitiba, PR)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Áudio de Temer não vazou, ele foi vazado e é parte do golpe



    michel-temer


    Seu discurso tem por objetivo assumir alguns compromissos tanto com parlamentares, quanto com alguns setores da economia e do empresariado.

    É como se fosse a Carta aos Brasileiros de Lula. Só que num processo de golpe e não de eleições.
    Temer fala em união nacional, como se ela fosse possível depois de um golpe.

    E como primeira medida deixa claro que quer entregar o país, apontando que já fez muitas viagens para o exterior e que como presidente vai procurar os investimentos internacionais. Provavelmente para explorar o Pré-Sal.

    Depois, Temer fala de retomar o emprego. E diz que fará isso num acordo que terá que passar por empregados e empregadores.

    Sabem o que significa?

    Empresário só faz acordo com redução de direitos. É esse o sinal que ele está dando à turma da Fiesp. Ou seja, Temer vai jogar no lixo a CLT falando de forma clara que haverá “sacrificios iniciais para o povo brasileiro”.

     LEIA MAIS NO BLOG DO ROVAI
    Áudio de Temer não vazou, ele foi vazado e é parte do golpe - Blog do Rovai: S

    Temer "vaza" fala como presidente





    (Rio de Janeiro, RJ)

    clique na charge para ve-la maior
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges


    CHARGE ON LINE

    Marcadores: ,

    I Put Cloud Prints On Buildings To Brighten City Streets


     

    "I decided to stick to this very simple concept, without other aesthetic or arty interference, to reinforce the universality of the message, and make it stronger despite its apparent simplicity. So I went to the countryside near Dijon in France famous for its amazing view and took loads of pictures of clouds. Then they were printed on paper or sticker and put on the walls for a temporary period."

    see more>> 

    I Put Cloud Prints On Buildings To Brighten City Streets | Bored Panda:

    segunda-feira, abril 11, 2016

    Questão de agenda






    (Belo Horizonte, MG)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Johann Sebastian Bach: Cantata BWV 179 - Magdalena Kožená, John Eliot Ga...


    Temer divulga áudio em que fala como se impeachment estivesse aprovado




    "A fala é uma espécie de carta de apresentação do que seria uma gestão capitaneada por ele. "

    leia o artigo, ouça o audio eleia a integra do audio

    Temer divulga áudio em que fala como se impeachment estivesse aprovado - 11/04/2016 - Poder - Folha de S.Paulo:

    PALAVRAS


    O problema da política neste momento, eu diria, é a falta de alternativa. Não tem para onde correr. Isso é um desastre. Porque, numa sociedade democrática, a política é um gênero de primeira necessidade. A política morreu. Talvez eu tenha exagerado, mas ela está gravemente enferma. É preciso mudar.

    Luís Roberto Barroso

    E agora, Lula?



    (Curitiba, PR)
     
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Vi: THE DEEP BLUE SEA (dir Terence Davies bas Terence Rattigan,Inglaterra, 2011).


    Na onda de Tom Hiddleston no seriado Night Manager, emendamos com este filme.
    Terence Davies retorna ao seu universo, a Inglaterra após a II Guerra, ampliando a história da peça celebre de Terence Rattigan.

    Rachel Weisz está brilhante. Quer dizer, está sombria, mas é a alma do fime com sua Hester em busca de amor numa sociedade opressora, entre um marido juiz seco e distante e piloto amante com quem vai viver fingindo estar descompromissada.

    As cenas de abertura são um dos melhores casamentos entre imagem e música do cinema. O filme todo, nem tanto. Mas deixe-se arrastar pela paixão de Hester, entre o diabo e o profundo mar azul.

    Deputados Pró- Impeachment aprovam Terceirização para todos empregos

    Mato Grosso libera uso de Correntão para abertura de áreas



     


    "O “Correntão” é um implemento agrícola composto por uma corrente de aço reforçada, com elos de até 40cm de comprimento. Cada uma de suas extremidades é presa em um trator de esteira com alto torque, que vão rebocando a corrente, varrendo a vegetação existente no espaço entre os dois tratores

    Também ficou acordado que os pecuaristas não precisarão de autorização ou comunicação formal da Sema para fazer a roçada, utilizada para limpeza de áreas de pastagens para criação de animais."

     leia mais
    Mato Grosso libera uso de Correntão para abertura de áreas: Mato Grosso libera uso de Correntão para abertura de áreas

    pela cochlea> Tia Eulália Na Xiba - Nei Lopes


    Violência



    RICARDO COIMBRA

    "A burguesia brasileira aposta numa política de espoliação social como solução do problema economico."


     
    "A agenda que os empresários querem, que é o fim da CLT, a contrarreforma radical da Previdência Social, o avanço do desemprego, o avanço da flexibilização do trabalho via, fundamentalmente, as terceirizações, o aprofundamento da informalização do trabalho, o aprofundamento da flexibilização da jornada de trabalho, tudo isso que tem sido discutido e apresentado pela classe empresarial.

    Não à toa a Fiesp [Federação das Indústrias de São Paulo] é uma das principais entidades que lidera propriamente o processo de golpe contra a Dilma. A própria Fiesp participou daquele pacto neodesenvolvimentista com a CUT, a Força Sindical e o governo em 2010, 2011. Ela pula [para fora do governo] porque percebe que o governo se mostra titubeante e pouco eficiente, pouco capaz de aprofundar ainda mais essa agenda de espoliação social que, segundo a Fiesp, seria necessária para restabelecer as bases da acumulação capitalista privada no país. E isto é o que tem feito com que muitos setores do empresariado abandonem o governo porque perceberam que este governo não é forte o suficiente para aplicar essas medidas em vista a pressão das suas bases sociais. Daí a ideia de substituir esse governo por um governo Michel Temer puro sangue, ou seja, um governo PMDB-PSDB completamente alinhado com essa agenda daquilo que eu chamaria de política de espoliação social. É nesta política que a burguesia brasileira aposta como uma via de solução do problema econômico. Só que isso vai ser um tiro n´água."


    mais na entrevista para Cátia Guimarães​ >> 

    ‘Caso o golpe seja vitorioso, o país caminha para um processo de colapso social’ | Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

    Troca de apoio





    (São Paulo, SP)

    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges 

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Fascinating Rhythm (Gershwin) - Jacob Collier

    domingo, abril 10, 2016

    O trampo dos cartunistas está sendo vandalizado por grupos anti e pró-governo



    "O cartunista independente Gilmar Machado, com um blog no UOL, vê de forma passiva vários de seus desenhos criarem uma estranha vida próp No ano passado, o blog governista Tijolaço fez um pequeno vandalismo num quadrinho em que hienas devoram uma carniça sem dó nem piedade. "Sentiremos remorso?", pergunta uma besta e a outra responde "não" pois as vítimas são "pobres". Na versão do veículo "pobres" virou "petista". Os traços e a assinatura de Gilmar, que não é ligado à partido político algum, continuaram lá. "Tenho simpatia pela esquerda e pelo PT até, mas eles não podem usar o desenho para defender uma posição que não é minha", reclamou"

    leia a matéria por Camilla Feltrin



    Boston Globe publishes fake front page imagining a Trump presidency.



     bostonglobetrumpfakefrontpage


    The banner headline on the faux front page reads: “Deportations to begin, President Trump calls for tripling of ICE force; riots continue.” That story refers to Attorney General Chris Christie and how Megyn Kelly had to cover the speech “from a sports bar near Rockefeller Center because she has been placed on a White House blacklist.” Another headline warns of economic calamity: “Markets sink as trade war looms.” Also: “US soldiers refuse orders to kill ISIS families” and “New Libel law targets ‘absolute scum’ in press.”

    The paper also has Trump starting a diplomatic crisis with China after he insulted the country’s first lady Peng Liyuan by tweeting a photo of his new pet shar-pei, “a wrinkly pupp named Madame Peng.”


    read the story by Daniel Politi
    Boston Globe publishes fake front page imagining a Trump presidency.


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER