This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quinta-feira, outubro 31, 2013

    pela cochlea: Lou Reed - Last Great American Whale


    Well Americans don’t care for much of anything
    land and water the least
    And animal life is low on the totem pole
    with human life not worth more than infected yeast

    Americans don’t care too much for beauty
    they’ll shit in a river, dump battery acid in a stream
    They’ll watch dead rats wash up on the beach
    and complain if they can’t swim

    They say things are done for the majority
    don’t believe half of what you see and none of what you hear
    It’s like what my painter friend Donald said to me
    “Stick a fork in their ass and turn them over, they’re done”


    Canini, a alma carioca do Zé Carioca


    Marcadores:

    Halloween was so much WEIRDer back then: Creepy and disturbing vintage Halloween photos



    "Lord knows that we are suffering from a plague of plenty these days. All you have to do is go look on-line or visit your local seasonal Halloween Store. 

    Years and years ago people didn’t have this problem. They had to come up with their own costumes. From the look of the old pictures below it seems that all they needed was some old clothes, an adequate supply of Paper Mache´ and a little bit of imagination. Even if the results weren’t very refined, they do have a strong air of primitive weirdness that is enhanced even more by the black and white photography."


    check out the gallery
      Halloween was so much WEIRDer back then: Creepy and disturbing vintage Halloween photos:

    Charge Desconvocada




    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Em coletiva, Felipão se recusa a responder pergunta “ridícula” de repórter da Folha

     

    Primeiramente, o jornalista foi interrompido ao falar que o treinador ficou “muito irritado” por ter de retirar Diego Costa, do Atlético de Madrid, da lista de convocados.

    Ao finalmente conseguir formular a sua pergunta, Rangel ficou sem resposta. Ele queria saber, na visão do treinador, qual a diferença do caso do atacante “desconvocado” para o do coordenador da CBF, Carlos Alberto Parreira, e do próprio Felipão – que já estiveram à frente de outras seleções de futebol.

    Veja o vídeo divulgado pelo site do canal Bandsports, mostrando, inclusive, que Felipão ameaçou abandonar a coletiva graças à pergunta de Sérgio Rangel
     Em coletiva, Felipão se recusa a responder pergunta “ridícula” de repórter da Folha:

    A arte de lembrar : Reinaldo lembra Carlos Drummond de Andrade




     leia aqui
    A arte de lembrar | piauí_85 [revista piauí] pra quem tem um clique a mais

    pela cochlea: velvet underground - venus in furs (lou reed)

    Kiss the boot of shiny, shiny leather Shiny leather in the dark Tongue of thongs, the belt that does await you Strike, dear mistress, and cure his heart


    Esse Felipão é engraçadinho, né?
    Tái esbravejando porque Diego Costa preferiu jogar pela Seleção Espanhola. Quer até cassar a cidadania brasileira do cara.
    E não foi ele mesmo quem insistiu tanto para que Deco, o brasileiro, se naturalizasse portugues para jogar pela Seleção que ele treinava (na época, a de Portugal)?
     
    ..

    Remembering Lou Reed’s Darkness and Light



    People were always keen to call Reed a nihilist, to play his public persona into a comment on his art in general. But no one could call the man who wrote “Pale Blue Eyes,” or “Candy Says,” or the songs from Magic and Loss a nihilist. Indeed, it was one of the great wonders and mysteries of Reed’s career that a man so man so apparently debauched and dark and cynical and often unpleasant could write songs so beautiful. 

    And importantly, even his darkest songs were characterized by a sort of bruised compassion — they were never sentimental, but they were full of humanity.

    read the article by TOM HAWKIN

    Remembering Lou Reed’s Darkness and Light – Flavorwire:

    Charge Incendiária




    PELICANO
    (São Paulo, SP)
    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    ADEUS, RENATO CANINI !!







    Porque em Vila Xurupita as maiores tristezas também acabam em samba e alegria!!!

    Marcadores:

    Morre no RS o ilustrador Renato Canini, que 'abrasileirou' o Zé Carioca



     "Foi um dos maiores artistas gráficos do Brasil. Era conhecido por 'abrasileirar' o Zé Carioca, mas sempre teve orgulho dos personagens dele, como o Tibica e o Dr. Fraud",

    leia mais
     G1 - Morre no RS o ilustrador Renato Canini, que 'abrasileirou' o Zé Carioca - notícias em Rio Grande do Sul:

    Marcadores:

    quarta-feira, outubro 30, 2013

    pela cochlea: Velvet Underground - Heroin (Live)


    Because when the smack begins to flow
    I really don't care anymore
    About all the Jim-Jim's in this town
    And all the politicians makin' crazy sounds
    And everybody puttin' everybody else down
    And all the dead bodies piled up in mounds

    And I guess I just don't know

     see it here

    Folha de S.Paulo - Mundo - China tem exército de 2 milhões de censores da internet - 11/10/2013

     

    "Analistas de opinião" tentam controlar o fluxo de informações na rede no país
    Contingente supera o número de soldados do país; dado negativo publicado some em até 24 horas, afirma estudo



    leia reportagem de MARCELO NINIO
    Folha de S.Paulo - Mundo - China tem exército de 2 milhões de censores da internet - 11/10/2013

    Os mascarados

    "Um Estado violento não gera paz, gera violência. Quanto mais o Estado reprimir a população e quanto mais sua face "pega Amarildo" revelar-se, mais a ação dos "black blocs", caso não atinja o patrimônio público, ganhará legitimidade. 

    Como os governantes pensam em lidar com isso? Parece que eles estão com uma fórmula meio velha e inócua nas mãos. 

    Tudo que sabem fazer é fornecer doses homeopáticas de AI-5 associadas às mentiras cabeludas de sempre. É falta total de criatividade, bom senso e honestidade."

    leia mais
     Folha de S.Paulo - Opinião - Os mascarados - 11/10/2013:

    Troca-troca (3)



    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Mé que cultura é essa??




    Sei que a cultura aqui não vale nada, que as autoridades não ligam para o que tem valor, mas as gestões para esvaziar e acabar com a Radio MEC doem.

    Justiça determina interrupção de obras em Belo Monte por problemas ambientais

    Na decisão, Souza Prudente afirma que as 40 condicionantes definidas pelo Ibama para a expedição da licença prévia não foram integralmente cumpridas. Essas ações teriam que ser tomadas pelo consórcio para garantir estrutura aos moradores da região da usina, como a retirada de ocupantes não indígenas das terras indígenas da região e a instalação de uma infraestrutura de saúde, educação e segurança nas cidades em torno da usina.

     O juiz afirma, em sua decisão liminar, que o MP apontou impactos negativos da obra a quem vive nos arredores. Ele informa que caso o trabalho não fosse interrompido poderia ser impossível reverter os efeitos negativos.

    leia mais
    Notícias > Justiça determina interrupção de obras em Belo Monte por problemas ambientais:

    pela cochlea: Velvet Underground - Pale Blue Eyes (Lou Reed)

    Rebaixamento está uma zona




    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    A escolha de Diego Costa e o vexame de Felipão |



    "O técnico fez questão de avisar que Diego estava “desconvocado” e não merecia atuar pela seleção brasileira. Eu pergunto: como assim, desconvocado? Não merece? Foi ele que não quis atuar pelo Brasil. Parece coisa de criança carente e desesperada que dá chilique: eu queria ser seu amigo, mas agora que você não quer mais, eu também não quero mais.

    O populismo (que assim como o bairrismo e o provincianismo são refúgios dos mais atrasados) apareceu quando o técnico brasileiro cunhou o seguinte argumento: “Ele está dando as costas para um sonho de milhões, o de representar a nossa seleção pentacampeã em uma Copa do Mundo no Brasil”. É uma anedota. Felipão falou como um estadista militar, um discurso atrasado e ofensivo. Foi também injusto porque jamais garantiu que Diego estaria garantido em 2014. Pior: coloca o atleta como vilão, na tentativa de jogar os seus asseclas contra o atacante do Atlético de Madrid . Não teve gentileza, compreensão e respeito. Não desejou boa sorte ao jogador. Foi só rancor e despeito. Um vexame."

    leia artigo de FERNANDO GRAZIANI
     A escolha de Diego Costa e o vexame de Felipão | Esporte Fino:

    Video: Lou Reed Moments : The New Yorker




    In his postscript for the musician Lou Reed, who died on Sunday, Sasha Frere-Jones writes, “The measure of his influence and importance dwarfs the news item, the obituary, the tribute. He is everywhere.” As memories of Reed are shared around the globe, here’s a selection of some quintessential Lou moments.

    see it here
     Video: Lou Reed Moments : The New Yorker:

    terça-feira, outubro 29, 2013

    Rolling Stone's Lou Reed Cover


    Farewell, Lou Reed



    (Salvador, BA)

    Marcadores: ,

    How to Manhattanize a City :



    his is the new meaning of “Manhattanization”: turning a city into a playground for the wealthiest inhabitants, even as it forgets about the poorest.

    read the article by Elizabeth Greenspan 
     How to Manhattanize a City : The New Yorker: T

    pela cochlea: Lou Reed - There is no time

    This is no time to turn away and drink
    Or smoke some vials of crack
    This is a time to gather force
    And take dead aim and attack

    This is no time for celebration
    This is no time for saluting flags
    This is no time for inner searchings
    The future is at head

    This is no time for phony rhetoric
    This is no time for political speech
    This is a time for action
    Because the future's within reach

    This is the time

    Puta Merda, PM

    A Rocinha está realmente funcionando como vitrine para as ações pacificadoras da Policia Militar Carioca. Só que não no sentido de como seu comando e seus defensores adorariam ( e apregoam).  Na vitrine desse morro exibem-se as ações costumeiras da PM e que costumeiramente ocorrem nas sombras, às ocultas, ou revestidas de uma normalidade tal que ninguem espanta.

    No caso Amarildo, alardeou-se para o mundo as práticas de tortura e humilhação tanto de bandidos quanto de outras pessoas por policiais prepotentes e sádicos.

    Hoje o Extra publicou reportagem expondo também a prática usual de acertos entre policiais e traficantes (um não deveria estar combatendo o outro?). Bandidos entregam um lote de armas (que talvez nem estivessem usando), polícia alardeia a "apreensão", engordando artificialmente suas estatísticas triunfantes, e um não enche o saco do outro.


    ..



    A melhor escola da atualidade




    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    This site contains blocked messages

     

    The biggest eyesore in New York is not graffiti, argues Banksy, it's under construction at ground zero

     "It reminds you of a really tall kid at a party, awkwardly shifting his shoulders trying not to stand out form the crowd. It´s the first time I've ever seen a shy skyscraper."

    read Banksy's op-ed that the New York Times refused to publlish:

    Better Out Than In

    segunda-feira, outubro 28, 2013

    pela cochlea: Lou Reed - Caroline Says Pt. II

    < br />

    When she takes speed, they laugh and ask her
    What is in her mind

    She put her fist through the window pane
    It was such a funny feeling

    It's so cold in Alaska

    Por que estamos longes de ter um programa desses no Rio de Janeiro ?!!!

     O Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura de São Paulo, ou Proac, revelou a lista de contemplados do seu concurso para criação de quadrinhos. O programa já financiou 35 álbuns desde 2010, e selecionou mais 15 para serem produzidos nos próximos 12 meses.

    leia aqui a lista: 
     Proac | Sai a lista de 15 projetos de HQ que receberão financiamento do governo de São Paulo > Quadrinhos | Omelete:

    Enquanto isso, em Belo Monte...

     

    : As primeiras 290 famílias devem “inaugurar” um dos setores do reassentamento Jatobá. Elas receberão as primeiras casas de uma leva de 4,1 mil que devem ser construídas para os deslocados pela barragem em cinco áreas na periferia da cidade. Para cumprir a meta, a empresa fará casas mais precárias do que as anunciadas inicialmente. 

    A desconfiança quanto ao material das casas e à temperatura em seu interior, descontentamento quanto ao seu tamanho e a distância do centro e do rio Xingu estão entre os problemas comumente apresentados pelos atingidos por Belo Monte na área urbana de Altamira.

    leia materia de Elisa Estronioli: 
     Belo Monte contra o tempo — CartaCapital

    Até inimigos podem conversar



    (Campinas, SP)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Lou Reed Never Compromised



     Words like "iconoclast" and "trailblazer" tend to be overused in obits for artists of all types, but they fit no one if they don't fit Lou Reed. From the Velvet Underground to his own solo releases to his fabulously combative interviews to his extra-musical efforts, Reed's life was him doing exactly what he wanted and advocating that everyone else do the same. More remarkable—reassuring, even—is that he changed the world by doing that (cue the canard about everyone who bought the first Velvet Underground album starting a new band); he connected by refusing to compromise.

    What's also remarkable is how he kept at it till the end. Reed's among our first and best examples of how to age gracefully as a rock star, which is to say by not trying to be graceful at all. By continuing to make noise.

    read article by Spencer Kornhaber

    pela cochlea: Femme Fatale - Nico & The Velvet Underground (Lou Reed)






    Um das musicas que mais gosto de cantar.



    Ah! Finalmente uma polêmica mais interessante do que biografias autorizadas ou beagles em laboratórios:
    se Dercy foi enterrada em pé ou deitada...
    ..





    App que acrescenta um 9 na frente do numero de celular é bobagem... preciso achar um app que acrecente um 9 na frente do numero do meu saldo bancário.

    ..

    Mal-estar no Globo – as manifestações chegam à redação



    Essa mudança de patamar é causada pela passagem da consciência do nível de subsistência de parte significativa da população – aquele no qual o importante é contar com energia elétrica e ter dinheiro, a fim de comprar a geladeira que permitirá guardar os alimentos por mais tempo, liberando uma parte dele, antes usado de obtê-los – para aquele em que o tal tempo ganho pela existência da geladeira fica à disposição para outras tarefas, como refletir sobre o futuro da família, especialmente a educação dos filhos, e sobre por que raios ele/ela precisa deslocar-se 100 quilômetros para a consulta com um médico que nem sempre está lá, levando um tempo enorme no trajeto devido ao péssimo transporte público. 

    A adaptação a esse novo tipo de racionalidade é um problema que afeta, em primeiro (e em segundo e terceiro) lugar os políticos e as diversas instâncias governamentais e suas burocracias. Outras instituições da sociedade, porém, terão que passar por esse processo e seria de bom alvitre para elas irem pensando nisso. Entre essas instituições, até pelo seu papel central na sociedade, estão os meios de comunicação.

    leia mais 
     Coleguinhas, uni-vos! | Mal-estar no Globo – as manifestações chegam à redação:

    A situação no Brasileiro é a seguinte:




    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Lou Reed's last post on Facebook

    the caption simply reads

    The door




    posted six hours before his death

    domingo, outubro 27, 2013

    pela cochlea:: Lou Reed - Perfect Day



    J ust a perfect day
    you made me forget myself
    I thought I was someone else
    someone good

    Adeus, Lou Reed, príncipe da escuridão | André Barcinski



    O primeiro disco do Velvet, o mitológico “Velvet Underground &; Nico”, de 1967 – o disco da banana – inventou o rock urbano. 

    Enquanto os hippies contemplavam viagens psicodélicas e balançavam as cabeças ao som da lisergia de “Sgt. Pepper’s”, Reed e sua trupe criavam a trilha sonora de metrópoles cinzas, sujas e perigosas, em canções sombrias sobre heroína, prostitutas, gigolôs e masoquistas. 

    Contra a complacência tecnicolor do hippismo, o Velvet só usava preto. Preto era a cor daquela época, em que napalm era despejado em aldeias do Vietnã e heroína infestava a Nova York que Reed e Cale conheciam tão bem. 

    Woodstock era para amadores. Troco meio milhão de hippies num pasto imundo por uma puta falando com seu cafetão em uma esquina imunda do Harlem, parecia dizer Reed, sempre dez anos à frente de todo mundo.


    leia artigo do Barcinski e confira sua lista de dez grandes momentos de Lou Reed:

     Adeus, Lou Reed, príncipe da escuridão | André Barcinski - Folha de S.Paulo - Blogs:

    Clássicos do Rock



    (Florianopolis, SC)
    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges 

    Marcadores: ,

    Lou Reed, Velvet Underground Leader and Rock Pioneer, Dead at 71 |



    " With the Velvet Underground in the late Sixties, Reed fused street-level urgency with elements of European avant-garde music, marrying beauty and noise, while bringing a whole new lyrical honesty to rock & roll poetry. As a restlessly inventive solo artist, from the Seventies into the 2010s, he was chameleonic, thorny and unpredictable, challenging his fans at every turn. Glam, punk and alternative rock are all unthinkable without his revelatory example. "One chord is fine," he once said, alluding to his bare-bones guitar style. "Two chords are pushing it. Three chords and you're into jazz." "

    read more
    Lou Reed, Velvet Underground Leader and Rock Pioneer, Dead at 71 | Music News | Rolling Stone:

    Enem que nao tem


    Enem: 24 eliminados por postarem fotos na web

     

    (Vila Velha, ES)
     
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    sábado, outubro 26, 2013

    As grandes metrópoles do mundo se voltam para o centro



    "Do Meatpacking à Luz, parece estar em jogo a retomada de valores básicos para um urbanismo que prioriza a vida agitada das calçadas, o comércio de rua e soluções pontuais para problemas de bairro. 

    : Esse coro sublinha o que teóricos americanos batizaram de “inversão geográfica do sonho americano”: a volta ao centro dos mais afluentes que migraram para o subúrbio atrás de calma e tranquilidade e hoje se veem atolados em dívidas impossíveis de pagar e reféns do automóvel.
     
     Se, por um lado, o novo Brooklyn fez a felicidade do mercado imobiliário e injetou vida nova num pedaço da cidade antes ignorado pelos mais ricos, a exemplo do que já ocorrera no Meatpacking, é também um sinal de encarecimento insustentável, que expulsa as classes trabalhadoras e reserva o bairro a uma elite global."




    leia artigo de SILAS MARTI
     Um urbanismo mais saudável « Revista Digital


    pela cochlea: Paulinho Tapajós - No tempo dos quintais (Sivuca & Paulinho Tapajós) IN MEMORIAM

    < br/>

    Havia frutos num pomar qualquer
    De se tirar do pé
    No tempo em que os casais
    Podiam mais se namorar
    Nos lampioes de gas
    Sem os ladroes atras
    Tempo em que o medo se chamou- jamais

    pela cochlea: Paulinho Tapajós - No tempo dos quintais (Sivuca & Paulinho Tapajós) IN MEMORIAM

    < br/>

    Havia frutos num pomar qualquer
    De se tirar do pé
    No tempo em que os casais
    Podiam mais se namorar
    Nos lampioes de gas
    Sem os ladroes atras
    Tempo em que o medo se chamou- jamais

    sexta-feira, outubro 25, 2013

    Charge Biografada





    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    APPM


    Uma das novidades da feira Google Ideas em Nova York é um gadget desenvolvido por um instituto brasilero para uso pela Polícia Militar daqui. É uma camera acoplada ao bolso da frente do uniforme do policial que registra e arquiva tudo que acontece em suas diligências. O material pode ser acessado ao vivo ou posteriormente pelo comando da PM.

    Bacana, mas já sabemos como esse aparelho funcionará (ou não funcionará). Quando for o caso de alguma imagem ou gravação que realmente interesse, claro, ele terá apresentado defeito, ou terá sido desligado por engano, ou alguem apagará o material sem querer, etc...


    ps - um detalhe interessante: A PM Vanessa, que está representando a corporação e apresentando o app Smart Policing em Nova York, é uma das indiciadas no caso de tortura e morte do pedreiro Amarildo.

    Troque o seu beagle por uma criança pobre



    "Ninguém é a favor de que se maltratem os animais. Essa luta está na agenda do dia. Ninguém pode achar que bichos devam ser torturados para se obter cosméticos. É um debate que precisa ser travado. É uma luta legítima. E se for para criar uma vacina para seu filho? Se a experiência for com um rato, e não com um beagle, tudo bem? E se for com uma criança? Alguns ativistas sugerem que se fizesse testes com pessoas" .

    leia o texto de KIKO NOGUEIRA
    Troque o seu beagle por uma criança pobre | Diário do Centro do Mundo:

    Conceitos e Preconceitos


     


     

    (Vitoria, ES)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Descendentes de haitianos perdem cidadania na República Dominicana


     

    Filha de haitianos, a dominicana Juliana saiu de sua casa em 2008 para tirar sua cédula de identidade e voltou sem sua certidão de nascimento original. 

    E foi assim que Juliana se transformou, nas palavras de Rincón, na “protagonista da história de mais de 200 mil pessoas” que acreditavam serem cidadãs dominicanas até que o país redefiniu a existência deles como de “estrangeiros em trânsito”.


    leia a reportagem de ANDRÉ LOBATO
    Descendentes de haitianos perdem cidadania na República Dominicana - Jornal O Globo:

    pela cochlea: Okkervil River: "Down Down The Deep River,"


    Shivering from the late fall cold,
    I felt like a solid ghost.
    I ran and then I couldn't slow.
    My father found me though, my father took me home.
    He said, Oh, son, I saw you get knocked down,
    and I ran out I bet your head was spinning.
    With that bright pain you stunned,
    when you've only just begun to be only just beginning.
    Tossed in the viper pit, all those feelings and fears,
    and all that difficult shit in all those tender years.
    There was something in the air; something gathered in the air.
    Something singing in the wind.



    Though it's not all right. It is so far from all right.

    Sob o signo de Libra




    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges 
     

    Marcadores: ,

    Os detalhes do assassinato de Amarildo



    Duas haviam sido obrigadas a ficar em um outro contêiner, bem perto de onde Amarildo era agredido. Ouvindo a tortura, elas entraram em pânico, caíram em prantos e tentaram deixar o local, mas foram impedidas, de acordo com o inquérito, por outros policiais. O relato é de que uma delas tapou os ouvidos para não escutar os gritos de dor e pedidos de ajuda de Amarildo.

    — Eles pediram que parassem a tortura e um deles chegou a ser hostilizado pelos demais, que faziam chacota, dizendo “deixa de ser frouxo, tu é polícia! (sic)”.

    leia : a reportagem de ELENILCE BOTTARI 
    Ministério Público revela detalhes do assassinato de Amarildo - Jornal O Globo

    ilustração de ANDRE MELLO

    segunda-feira, outubro 21, 2013

    Black Bleagles


    (Belo Horizonte, MG)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Pré-sal brasileiro é ouro em pó. Entrevista especial com Carlos Lessa




    O fato é que é um crime a Petrobras descobrir o campo de Libra e ter de partilhar a exploração.

    Nenhum país do mundo faz partilha de um campo já conhecido. O país poderia fazer uma concessão caso quisesse ser um país petroleiro, mas eu pessoalmente quero dizer que não há pior destino nacional do que ser exportador de petróleo. Basta olhar pelo mundo o que acontece com esses países: são sociedades atrasadas, com desequilíbrios sociais brutais.

    O argumento da Graça (Graça Silva Foster) é sem graça. É uma desgraça. Não consigo entender como isso está acontecendo se a presidente Dilma disse, em discurso quando candidata à presidência da República, que não iria privatizar o pré-sal.

    Me sinto mal, como idoso, em vender as empresas do Brasil, porque meus netos serão prejudicados.

    leia aqui>
     Pré-sal brasileiro é ouro em pó. Entrevista especial com Carlos Lessa:

    domingo, outubro 20, 2013

    Charge Adiantada


    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Mavis Staples - "Holy Ghost"


    Leio que militantes dos direitos animais invadiram um laboratório e libertaram mais de cem beagles cobaias de testes com remédios. Mas não levaram com eles os ratinhos de laboratório. Que absurdo! Discriminação! Isso é ratismo!

    Na casinha do PSB



     
    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Enquanto isso, em Minas...


     
    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    “Fio Maravilha” antecipou debate sobre pagamento de direitos a biografados


     

    Depois de alguns anos cantando a música, cujos versos descrevem um momento apoteótico do jogador (“Tabelou, driblou dois zagueiros / Deu um toque driblou o goleiro / Só não entrou com bola e tudo / Porque teve humildade em gol”), Ben Jor alterou a letra e passou cantar “Filho Maravilha”.

    leia a coluna de MAURICIO STYCER
     “Fio Maravilha” antecipou debate sobre pagamento de direitos a biografados - Entretenimento - UOL Entretenimento:

    quinta-feira, outubro 17, 2013

    Charge embolsada



     
    (Campinas, SP)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    quarta-feira, outubro 16, 2013

    pela cochlea: THE ORLONS not me (1963)


    É... Caetano e Gil mancharam suas biografias...
    quer dizer, manchariam, se alguem pudesse escrever suas biografias....




    .

    PALAVRAS: Milton Temer


    Enquanto o cidadão puder ir ao supermercado, botar o filho na escola e comprar um carro, a economia do cotidiano não mudou.

    - Milton Temer

    terça-feira, outubro 15, 2013

    Casal 20 (20% nas pesquisas)


     
    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Como funcionam as estatísticas dos grandes jornais

     O dado mais surpreendente era que a renda do brasileiro cresceu em 2012, ano em que o PIB subiu apenas 0,9%. Na Folha, esse fenômeno só foi citado no meio de uma reportagem sobre a desigualdade.

    leia a análise de Suzana Singer, ombudswoman da Folha
     Suzana Singer - “Arauto das más notícias”, copyright Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 6/10/2013 | Observatório da Imprensa | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito:

    segunda-feira, outubro 14, 2013

    pela cochlea : David Bowie - The Next Day

    "Listen to the whores", he tells her
    He fashions paper sculptures of them
    Then drags them to the river‘s bank in the cart
    Their soggy paper bodies wash ashore in the dark
    And the priest stiff in hate now demanding fun begin
    Of his women dressed as men for the pleasure of that priest


    quarta-feira, outubro 09, 2013

    Brasil no Tunel do Amor

     
    SID
    (Salvador, BA)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges 
     

    Marcadores: ,

    Norma Benguell






    (do meu acervo de revistas, 1968)

    Escritores brasileiros aproveitam vitrine de Frankfurt para fazer protestos



    "O texto informa que os signatários apoiam a greve de professores no Rio, "como parte da luta pela melhoria da qualidade do ensino público no Brasil", e repudiam a violência policial, pedindo "um amplo debate sobre a atuação da polícia no país". 

    Outro assunto que deve ganhar espaço no evento é o debate em torno da obrigatoriedade de autorização prévia de retratados para a publicação de biografias no Brasil."

    leia mais
     Folha de S.Paulo - Ilustrada - Escritores brasileiros aproveitam vitrine de Frankfurt para fazer protestos - 07/10/2013:


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER