This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    segunda-feira, fevereiro 28, 2011

    10 ways to improve the oscar ceremony

    Amplify’d from www.guardian.co.uk
    Anne Hathaway's endless woops of excitement; Gwyneth Paltrow's 'singing'; those inept pauses. Surely it could have been done better?

    1. Don't let Anne Hathaway present ever again

    2. Instead, hire James Franco's grandmother

    Anne Hathaway presenter of the 83rd Oscars
    If the prospect of an event that involved Hathaway doing Les Mis in a tux, Gwyneth Paltrow pretending to be from Nashville and singing in a faux southern accent and Kevin Spacey breaking into song for no obvious reason doesn't have you attempting to scrape out your own eardrums, you are a stronger Oscars viewer than me.
    Read more at www.guardian.co.uk
     

    Oscar epic failure

    Amplify’d from ca.news.yahoo.com

    CTV’s Ben Mulroney brands Academy Awards ceremony ‘an epic failure’

    "I felt it was an epic failure," Mulroney told CTV National News anchor Sandie Rinaldo. "I've just never seen a more boring show. I just haven't.

    "I don't know what else to say. I'm not trying to be rude. I went in wanting to like it."
    Read more at ca.news.yahoo.com

    domingo, fevereiro 27, 2011

    Ronaldo faz escola


     
    (Belo Horizonte, MG)
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Ricky Gervais já preparou seu discurso de apresentação do Oscar

    Amplify’d from www1.folha.uol.com.br


    Ele ironiza o fato de Hathaway ter sido escolhida para representar a Mulher Gato ("e eu sou a nova Mulher-Gato. A primeira mulher branca a fazer o papel desde Michelle Pfeiffer. Quero ser uma inspiração às pessoas brancas de todo lugar. Seus sonhos podem virar realidade, também em Hollywood.").


    Gervais também ironiza o filme "127 Horas", que valeu a Franco uma indicação ao Oscar ("vocês devem me conhecer de '127 Horas', em que faço o papel de um cara preso em um lugar fechado que decide que prefere cortar fora seu braço a ficar onde está. Isso soa muito maluco, mas esperem até chegar à metade desta cerimônia. Vocês vão começar a identificar-se com ele.").


    "Mas todo o mundo pode relaxar, porque Ricky Gervais está em Londres", diz Hathaway. "Ele está fazendo trabalho de caridade. Está visitando órfãos com câncer e dizendo a eles que são uns baixinhos perdedores e carecas."

    O humorista Ricky Gervais
    See more at www1.folha.uol.com.br
     

    Fisk: por que falam em religiões se as revoltas são seculares?

    via Denise Garcia....
    Amplify’d from www.cartacapital.com.br

    São revoltas seculares. Por que só se fala das religiões?

    Por Robert Fisk (do Bahrain)*
    Estamos sendo assassinados por armas dos EUA, disparadas por soldados bahrainis treinados nos EUA, em tanques fabricados nos EUA” – disse-me um médico na 6ª-feira. “E Obama, agora, quer aparecer como nosso aliado?”
    O melhor a fazer é não ler, ignorar completamente todos os analistas e os “think tanks” cujos ‘especialistas’ imbecilizados dominam todos os canais de televisão. Se os checos podem ser livres, por que os egípcios não poderiam? Se se podem por abaixo ditaduras na Europa – primeiros os fascistas, depois os soviéticos – por que não se podem derrubar ditadores no grande mundo árabe muçulmano? E – só por um instante, pelo menos – deixem a religião fora da discussão.
    Read more at www.cartacapital.com.br

    Filme da noite: Exit through the gift shop, dir Banksy (Ing, 2010)

    Bansky é genial. Documentário (verdadeiro? falso? faz diferença?) desmoralizando completamente os conceitos atuais de arte.


    Scliar, o centauro deixa o jardim

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Morre aos 73 anos o escritor Moacyr Scliar

    "Não preciso de silêncio, não preciso de solidão, não preciso de condições especiais. Preciso só de um teclado."
    Read more at www.estadao.com.br
     

    sábado, fevereiro 26, 2011

    Pela Cochlea: Yo la Tengo, com Black Flowers


    A boa vida da família Gadafi

    Amplify’d from www.nytimes.com

    WikiLeaks Cables Detail Qaddafi Family’s Exploits


    As for the 68-year-old Colonel Qaddafi, the cables provide an arresting portrait, describing him as a hypochondriac who fears flying over water and often fasts on Mondays and Thursdays. The cables said he was an avid fan of horse racing and flamenco dancing who once added “King of Culture” to the long list of titles he had awarded himself. The memos also said he was accompanied everywhere by a “voluptuous blonde,” the senior member of his posse of Ukrainian nurses.
    Read more at www.nytimes.com

    sexta-feira, fevereiro 25, 2011

    São Paulo está bolado


    (Campinas, SP) 
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Marcadores: ,

    quinta-feira, fevereiro 24, 2011

    Filme da noite: The King´s Speech, dir Tom Hooper (Ing 2010)

    Um filme academico, com uma historia tradicional de superação e amizade. Mas é muito muito bem feito. O trabalho dos atores é impressionante. Edição, fotografia, produção de arte, também.


    ... PELA COCHLEA

    Baiana System - Oxe como era doce




    Encontre mais artistas como BaianaSystem em Myspace Music

    Marcadores:

    Marisa Furtado lança em DVD o Will Eisner: Profissão Cartunista

    Amplify’d from cubo3.com.br

    DVD Will Eisner, Profissão Cartunista

    O premiado documentário Will Eisner, Profissão Cartunista, produzido pela diretora brasileira Marisa Furtado, já rodou o mundo, e só agora - mais de dez anos depois de seu lançamento oficial - chega ao Brasil. Em função deste feito heróico, o cubo3 foi conversar com Marisa Furtado, esta eterna amante dos quadrinhos que tornou este documentário realidade.
    Read more at cubo3.com.br
     

    Madame Butterfly (em animação)

    Via Ana Pinta e Deborah Dumar


    Sons de arrepiar a espinha! HD agonizando...

    Amplify’d from datacent.com

    Hard drive sounds




    These are some typical sounds we hear in our data recovery lab. If your hard drive makes noises like these and you are still able to access your files - backup immediately.

    Read more at datacent.com
     

    Juiz decide que Assange pode ser extraditado

    Amplify’d from www1.folha.uol.com.br
    O juiz britânico Howard Riddle decidiu nesta quinta-feira que o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, pode ser extraditado para a Suécia para responder a acusações de ter cometido crimes sexuais.
    Partidários do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, mostram cartazes que pedem sua libertação em Londres
    See more at www1.folha.uol.com.br
     

    Grandes Sucessos da Parada Política


    CERINO
    (Brasília, DF)

    clique na charge para ve-la em tamanho maior


    para ver outras charges clique em marcadores:charges



    Marcadores: ,

    quarta-feira, fevereiro 23, 2011

    Filme da noite: Due Date, dir Todd Philips (EUA, 2010)

    Plágio descarado de Planes Trains & Automobiles, comedia anos 80 de John Hughes, com o sujeito que tem que atravessar o país forçado à companhia de um chato desastrado. Não tem John Candy, mesmo assim engraçado, do diretor de Hangover, repetindo seu ator grego Galifianakis.


    Esse clip é espetacular, explorando branco no preto e preto no branco (Control Joy Division Africano)





    Control: Spoek Mathambo & Pieter Hugo team up for wild Joy Division cover/video



    the new video explores township cults and teen gangs. Shot on location in a squatted train boarding house in Langa, Cape Town, the video features a cast mostly made up of local neighborhood kids who run their own dance troop, Happy Feet.
    See more at www.dangerousminds.net

    Idolos com sangue nas cordas vocais

    Nas noticias sobre o ruir violento da ditadura líbia não se mencionou que a cantora Beyoncé, por dois milhões de dólares, aceitou cantar numa festinha particular do filho do Kadaffi.



    Ah sim, Mariah Carey tambem, por um cache de one million dollars...

    Marcadores:

    Voce está financiando o desmatamento da amazonia?

    Amplify’d from moglobo.globo.com

    Estudo aponta desmatamento e escravidão no rastro de carne, soja e madeira

    RIO - Por trás de cadeias produtivas contaminadas por desmatamento ilegal, ocupação irregular de terras e até trabalho escravo estão grupos econômicos que atuam em setores estratégicos, como carne, soja e madeira. Ainda que mais de 70 empresas destes segmentos sejam hoje signatárias de pactos setoriais e estejam empenhadas em monitorar suas cadeias produtivas, os crimes continuam ocorrendo, sobretudo na região da Amazônia, e envolvendo gigantes como JBS Friboi, Cargill, Bunge, Louis Dreyfus, Carrefour e Wal-Mart.

    o levantar casos envolvendo fornecedores e varejistas, o estudo mostra que a cidade de São Paulo é a mais importante financiadora da devastação na Amazônia, por ser o principal mercado consumidor do país.

    Ao levantar casos envolvendo fornecedores e varejistas, o estudo mostra que a cidade de São Paulo é a mais importante financiadora da devastação na Amazônia, por ser o principal mercado consumidor do país.

    Read more at moglobo.globo.com
     

    Kadafica ou não?


    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  
     

    Marcadores: ,

    terça-feira, fevereiro 22, 2011

    HUmor desmoraliza qualquer ditadura!

    Amplify’d from www.time.com

    Dispatch from "Free Libya": The Right to Laugh at Gaddafi

    In "Free Libya," the people are laughing at Muammar Gaddafi as he goes on and on in a speech, dressed in a traditional outfit called a jard. A dozen men gathered in a roadside cafeteria in the town of Tobruk, about 100 miles from the Egyptian border, to watch the spectacle in one of the few buildings lit up on Tuesday night. The towns here are poorer and sparser than their Egyptian counterparts. But the locals now have the luxury of poking fun at the man who once had the power of life-or-death over them. "He has a hole in his shirt," one said. "Now he is a poor man!" another shouted. They all laughed.
    Read more at www.time.com

    As idéias tem poder - o homem que escreveu um manual para revoluções

    Amplify’d from m.noticias.uol.com.br

    Intelectual norte-americano tímido criou manual usado em revolução

    A meio mundo de distância da praça Tahrir no Cairo, um intelectual norte-americano de idade anda para cá e para lá em sua bagunçada casa geminada de tijolos num bairro de classe trabalhadora em Boston, nos EUA. Seu nome é Gene Sharp. Corcunda e com cabelos brancos, aos 83 anos, ele planta orquídeas, ainda precisa dominar a internet e dificilmente parece um homem perigoso.



    Mas para os déspotas do mundo, suas ideias podem ser fatais.

    O protesto pacífico é o melhor, diz ele – não por nenhum motivo moral, mas porque a violência provoca os autocratas e os fazem revidar.



    “Se você luta com violência”, diz Sharp, “você está lutando com a melhor arma de seu inimigo, e você pode ser um herói corajoso porém morto.”

    Read more at m.noticias.uol.com.br
     

    segunda-feira, fevereiro 21, 2011

    Charge Escolar


    (Campinas, SP) 

    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Marcadores: ,

    What Egypt learned from the students who overthrew Milosevic

    Amplify’d from www.foreignpolicy.com
    BY TINA ROSENBERG

    The
    botched April 6 protests, the leaders
    realized in their aftermath, had been an object lesson in the limits of social
    networking as a tool of democratic revolution. Facebook could bring together
    tens of thousands of sympathizers online, but it couldn't organize them once
    they logged off. It was a useful communication tool to call people to -- well,
    to what? The April 6 leaders did not know the answer to this question. So they
    decided to learn from others who did. In the summer of 2009, Mohamed Adel, a
    20-year-old blogger and April 6 activist, went to Belgrade, Serbia.
    The
    Serbian capital is home to the Center for Applied NonViolent Action and
    Strategies, or CANVAS, an organization run by young Serbs who had cut their
    teeth in the late 1990s student uprising against Slobodan Milosevic. After
    ousting him, they embarked on the ambitious project of figuring out how to
    translate their success to other countries.
    Read more at www.foreignpolicy.com

    A diplomacia americana tem que se antecipar aos fatos... e não sair tropegando atrás

    Amplify’d from www.foreignpolicy.com

    In one fell swoop, the candor of the cables released by WikiLeaks did more for Arab democracy than decades of backstage U.S. diplomacy.


    America's
    relationship with China did not crumble when Hillary Clinton challenged its
    government to stop censoring the Internet last year, or when she challenged the
    country to account for the dissidents it has disappeared
    over the years just days before last week's summit between presidents Barack Obama and
    Hu Jintao. America's Arab friends did not walk away from their alliances with
    the United States after Clinton told them, at a
    recent public forum in Qatar, that "people have grown tired of [their] corrupt institutions and stagnant political order." Such
    public candor not only encourages dissidents in repressive societies, but
    stimulates debate among elites, who often privately admit that the Americans
    have a point. It can contribute to those magical moments -- unpredictable,
    infrequent, but in the longer scheme of things inevitable -- when stagnant
    order gives way to vibrant change.

    The
    people of Tunisia shouldn't have had to wait for WikiLeaks to learn that the
    U.S. saw their country just as they did. It's time that the gulf between what American
    diplomats know and what they say got smaller.
    Read more at www.foreignpolicy.com

    Quantos cargos quer o PMDB?



    IVAN CABRAL
    (Natal, RN)


    clique nas charges para ve-las em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    domingo, fevereiro 20, 2011

    Mais um bichinho de Dona Dilma


    Depois de Aroeira,

    agora é HUMBERTO que retrata os animais domésticos da presidência:


    Marcadores: ,

    A foto e as sequencias da foto

    Dica de Jim Skea...
    Amplify’d from www.guardian.co.uk

    Elliott Erwitt's law of intended consequences

    Elliott Erwitt's photo sequences leave his subjects multiply exposed, as the mood of one frame is shattered in the next
    Eliott Erwitt Mexico 1
    It's all very well for a photograph to still life and immobilise a moment, but we can't help wondering what comes next, when time resumes and the transfixed bodies stop pretending to be dead.
    Elliott Erwitt's sequences reveal the afterlife of photographs, in cinematic jump cuts that show people or animals kinetically recovering from the poses that the camera inflicts on them. Once a tragedy ends, the human comedy is bound to resume.
    Read more at www.guardian.co.uk

    Chega de realidade na arte!

    Amplify’d from www.guardian.co.uk

    It's time to stop this obsession with works of art based on real events

    Throughout their history, movies have been talked about in terms of dreaming: studios are "dream factories"; Hollywood is "the land of dreams". But scanning the list of contenders for this year's Oscars, such descriptions feels misplaced. The most striking thing about the leading films of the last 12 months is how many draw their inspiration from fact.
    What has prompted this flood of fact-based storytelling? The reasons for these kinds of cultural shift are never easy to pinpoint, but this one surely has a lot to do with changing ideas about privacy and truth
    This scaling back of the private sphere has coincided with something else: a growing belief that it is in personal relationships and feelings that the important truths about the world are to be found.
    For one thing, if interest in a work of art is triggered by a desire to learn about real events, that represents a radical shift in our understanding of art's purpose. Throughout history, people have turned to art for various reasons, but two consistent ones have been a desire to be entertained or transported and a desire to learn more about what might be called (for want of a better term) the human condition.
    Read more at www.guardian.co.uk

    Ouvindo Puccini, Quando men vo, com Anna Netrebko


    sábado, fevereiro 19, 2011

    Fotógrafo capta explosão de cores em detalhes de aranhas e moscas

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Usando lentes Macro, americano Thomas Shahan surpreende com imagens de artrópodes

    See more at www.estadao.com.br

    Egito: junta tudo e joga fora


    (São Paulo, SP)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    O tempo circular: de akhenaton a mubarak

    Amplify’d from sergyovitro.blogspot.com


    Premiado escritor, ensaísta, tradutor de poesia árabe, o carioca Alberto Mussa, descendente de libaneses, é estudioso apaixonado do Oriente pré-islâmico. Num mergulho de 3.400 anos, ele decifra, nos relatos da revolta contra um antigo faraó, o cerne da vitalidade e do espírito democrático do povo egípcio, e roga ao Ocidente: “Deixe a história, enfim, caminhar em linha reta.” (Arnaldo Bloch)
    Read more at sergyovitro.blogspot.com

    Marcadores:

    sexta-feira, fevereiro 18, 2011

    Ronaldo deu uma de Jânio

    Marcadores: ,

    O harém do sultão lá de Bahrein não vale mais um vintém http://amplify.com/u/bqs5q

    Something is happening here but you dont know what it is do you mr Jones?

    Em janeiro os serviços de inteligencia dos EUA estimaram quais as chances do movimento contra a ditadura na Tunísia afetar o Egito: 20% .

    Something is happening here but you dont know what it is do you Mr Jones?







    "O Dia da Polícia deve ser dedicado a homenagear a luta contra o imperialismo britânico. Devemos estar celebrando entre nós. Todas essas pessoas estão no Facebook, mas sabemos quem eles são? Não podemos amarrar nossos partidos e entidades a um mundo virtual"



    - Essem Erian,



    um dos líderes da Irmandade Muçulmada, desaconselhando os jovens a participarem das manifestações de rua marcadas para o dia 25 de janeiro.

    Uma nova consciência, e juventude

    Amplify’d from www.nytimes.com

    A Tunisian-Egyptian Link That Shook Arab History



    CAIRO — As protesters in Tahrir Square faced off against pro-government forces, they drew a lesson from their counterparts in Tunisia: “Advice to the youth of Egypt: Put vinegar or onion under your scarf for tear gas.”


    The exchange on Facebook was part of a remarkable two-year collaboration that has given birth to a new force in the Arab world — a pan-Arab youth movement dedicated to spreading democracy in a region without it. Young Egyptian and Tunisian activists brainstormed on the use of technology to evade surveillance, commiserated about torture and traded practical tips on how to stand up to rubber bullets and organize barricades.

    They fused their secular expertise in social networks with a discipline culled from religious movements and combined the energy of soccer fans with the sophistication of surgeons. Breaking free from older veterans of the Arab political opposition, they relied on tactics of nonviolent resistance channeled from an American scholar through a Serbian youth brigade — but also on marketing tactics borrowed from Silicon Valley.
    Read more at www.nytimes.com

    Domesticado



     AROEIRA 
    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  
     

    Marcadores: ,

    quinta-feira, fevereiro 17, 2011

    Triste Belo Monte

    Amplify’d from www.alphen.com.br

    Apesar de controvérsias técnicas que dão conta de uma obra cujo potencial é hiperdimensionado em função da sazonalidade do rio, apesar de controvérsias sociais que dão conta de condicionantes impostas pelo IBAMA e pela FUNAI que não foram atendidas na pré-licença de construção do canteiro, apesar de controvérsias ambientais que dão conta do impacto na vazão do rio que irá comprometer espécies e populações, apesar de controvérsias econômicas que dão conta da matriz energética brasileira que privilegiará, nesse caso, indústrias consumidoras de muita energia (alumínio por exemplo) e que o mundo socioambientalmente consciente refuga para a periferia do mundo (nós), apesar de uma lista infindável de mais apesares, no apagar das luzes entre governos, na carona obscura de desastres midiáticos de grandes proporções, depois de demissões sucessivas de técnicos que se opunham à construção, Belo Monte vai ser construída.

    Depois de 30 anos, a ganância, a miopia, o imediatismo e o poder sem controle vencem.
    Fernand Alphen
    Read more at www.alphen.com.br
     

    A informação explodiu! Diego Beas analisa o clamor das ruas

    Amplify’d from diegobeas.com
    La calle conecta con la red
    Se miren desde donde se miren los acontecimientos en Túnez y en Egipto de las últimas semanas, es evidente que ambos movimientos de protesta fueron producto de un nuevo clima social, de nuevas condiciones que no existían meses, incluso semanas, antes del estallido

    ¿Qué ha pasado? ¿Qué ha permitido que se pongan en funcionamiento en un periodo tan breve mecanismos que en otras condiciones habrían tomado años, incluso décadas, provocar el tipo de reacciones sociales que hemos visto en el mundo árabe en las últimas semanas?

    Las lecciones, desde luego, van mucho más allá del mundo árabe. La organización por SMS después del 11-M, la campaña presidencial de Obama en 2008, el impacto de las diversas filtraciones por parte de Wikileaks y ahora, Túnez y Egipto…parte de una misma tendencia en la que el poder de las redes ha comenzado a socavar y sacudir las certezas políticas más enraizadas.

    Read more at diegobeas.com

    diegobeas

    Read more at diegobeas.com
     

    Filme da noite: The kids are all right. dir Lisa Cholodenko (EUA, 2010)

    Conheci uma família com duas mães e um casal de filhos. Quando os filhos resolvem procurar o pai - o desconhecido doador de esperma...



    O filme é uma comédia de costumes só que com os sinais trocados. Seu lance é justamente a troca de sinais. Fora isso é comum. Sua transgressão talvez seja um filme independente com essa temática estar entre os finalistas do Oscar. Seu valor está também na performance das atrizes.


    Desenhistas que não ficam só na prancheta


    Caricatura Solidária em Nova Friburgo

    No domingo, dia 13 de fevereiro de 2011, foi realizada mais uma ação voluntária do grupo Caricatura Solidária em parceria com a Cruz Vermelha Brasileira,
    Read more at zerobertograuna.blogspot.com
     

    O velhinho desconectado que inspira revoluções

    Amplify’d from www.nytimes.com











    BOSTON — Halfway around the world from Tahrir Square in Cairo, an aging American intellectual shuffles about his cluttered brick row house in a working-class neighborhood here. His name is Gene Sharp. Stoop-shouldered and white-haired at 83, he grows orchids, has yet to master the Internet and hardly seems like a dangerous man.



    Based on studies of revolutionaries like Gandhi, nonviolent uprisings, civil rights struggles, economic boycotts and the like, he has concluded that advancing freedom takes careful strategy and meticulous planning, advice that Ms. Ziada said resonated among youth leaders in Egypt. Peaceful protest is best, he says — not for any moral reason, but because violence provokes autocrats to crack down. “If you fight with violence,” Mr. Sharp said, “you are fighting with your enemy’s best weapon, and you may be a brave but dead hero.”

    Read more at www.nytimes.com
     

    Censura ou zelo? Facebook exclui usuário por postar pintura com nudez

    Amplify’d from g1.globo.com

    Internauta publicou imagem de quadro do francês Gustave Courbet.
    Pintura feita em 1886 exibe um close do sexo feminino.


    "É uma censura sem razão porque este quadro famoso, que faz parte da herança cultural francesa, estava destinado a ilustrar meus comentários para um canal de televisão dinamarquês", declarou Steinicke à AFP.

    Read more at g1.globo.com
     

    quarta-feira, fevereiro 16, 2011

    Crianças de rua nas manifestações egipcias

    Amplify’d from www.itamaraty.gov.br

    Um triste legado do regime, menores foram forçados a atacar manifestantes

    Robert Fisk
    Do Independent





     Depois, ele atirou em Mariam. Ela estava
    tirando fotos dos policiais com seu telefone celular e caiu no chão
    com uma bala nas costas. As outras crianças
    a carregaram até
    o Hospital Mounira, nas proximidades — onde, aparentemente, se recusaram a
    aceitá-
    la —, e, depois, para o Hospital AhmedMaher, onde a bala foi removida. Ismail
    foi libertado e conseguiu chegar à
    Praça
    Tahrir onde os manifestantes pró-democracia
    estavam sob fogo. Ele subia a rua Khairat quando foi alvejado na cabeça
    e morto.

    Read more at www.itamaraty.gov.br
     

    A prova de que Roberto Carlos não tem mais ojeriza ao marrom:

    Marcadores:

    PALAVRAS: Jean-Pierre Filiu



    Não devemos olhar para o Egito com olhos do passado. A era dos líderes salvadores terminou. Esses jovens não querem um líder, um modelo. 

    Este problema é nosso, não deles. Nosso problema, nossa ansiedade, é ver alguém no lugar de Mubarak. Os egípcios não estão nem aí. Eles não fizeram esta revolução para substituir um Mubarak por outro. Se não entendermos esta mensagem, estaremos interpretando o movimento de uma maneira totalmente errada. Se houver pressa em chegar a uma conclusão de que agora é ElBaradei ou Moussa, corre-se o risco de cair nos mesmos erros do passado. Temos que entender que essa geração é jovem não apenas porque usa o Facebook ou o Twitter, ela é jovem porque não quer um pai que diga a ela o que é certo e o que é errado. A questão mais importante, para eles, certamente não é ter um líder. Tudo tem que ser reconstruído. Vai levar muito tempo, não se constrói um partido político ou um sindicato num piscar de olhos, nem mesmo uma ONG. Eles querem imediatamente o fim do estado de emergência, que gera vulnerabilidade a todos. Mas não estão correndo para encontrar um salvador. Eles estão sendo muito maduros, querem antes desmanchar esse aparelho de repressão. Para eles, o mais importante é a eleição para o Parlamento, não o voto para presidente. É fascinante ver como essa pressa vem de fora, não de dentro do Egito. 



    Filiu repete o que venho escrevendo. Os acontecimentos no Egito foram fascinantes não só pela contestação espontânea (e bem organizada) como por ser algo novo, uma outra geração, outras cabeças. Dogmas antigos não exercem interesse. Pode nem dar em nada agora, mas... o mundo está mudando...

    Ouvindo Tony Joe White - Polk Salad Annie... imperdível!


    A historia pelo controle da série Milênio é quase tão interessante quanto os próprios livros

    Amplify’d from www.slate.com

    The Girl Who Wanted Revenge

    Millenium Stieg et moi.By now, the books have acquired their own creation myth: Long-suffering investigative journalist decides to write a mystery novel (the proceeds of which he and his longtime partner plan to retire on), bangs out three lengthy volumes in two years, then, in 2004, not long after submitting the manuscripts, drops dead from too much coffee and fast food. He does not see the books become international bestsellers, nor is he around to see his partner shut out of his legacy when his father and brother claim his estate—including control over his work—for themselves.

    In Gabrielsson's view, Larsson's work was his life, and his life was also her life, and now all of it has been hijacked
    In Gabrielsson's view, Larsson's work was his life, and his life was also her life, and now all of it has been hijacked.

    it is the account of Larsson's (and by extension Lisbeth Salander's) feminism that is most fascinating. Famously, this feminism is said to have originated in a rape that he witnessed as an adolescent. Gabrielsson confirms the story, explaining that he was horrified by the way modern society ignored violence against women.

    And so Larsson dreamed into existence Lisbeth Salander, an asocial young woman with a dark past, a superheroic skill for computer hacking, and a deep desire to exact revenge, both on her own abusers and on a misogynist society at large.

    Read more at www.slate.com
     


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER