This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    domingo, outubro 31, 2004

    Hoje, Halloween em certas partes do globo terrestre.
    Deixo portanto um link de um video de Halloween.


    sábado, outubro 30, 2004

    BUSH RESOLVE OS PROBLEMAS DA TERCEIRA IDADE

    O presidente e candidato a ser de novo presidente George W.Bushinho anunciou seu revolucionário projeto para resolver os problemas da terceira idade a ser implementado no seu próximo mandato.

    bush


    idéia original da wonkette

    quinta-feira, outubro 28, 2004



    PAPO DIVINO

    Terry Jones (do Monty Python) estava presente quando o Imperador Bush encontrou-se com a Divindade Deus.

    Deus conversa com Bush em ingles

    Deus conversa com Bush em portugues



    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    Apesar de todo o bater de cabeças no governo (e da falta de autoridade do presidente para simplesmente demitir o comandante do Exército), esse episódio está fazendo andar a marcha da resdescoberta de um período histórico.

    Vem fortíssimo agora o clamor para abrir os arquivos. Simplesmente abri-los, mostrá-los, em vez de fingir que eles não existem.

    O Brasil precisa de uma comissão de verdade e reconciliação, como aquela da África do Sul. Provavelmente não a terá, mas apenas colocar uma luz sobre essa fase importante de nossa história já terá sido muito bom.




    Refere-se a este post



    MATA A MATA!

    Na semana passada escrevi sobre minha viagem por onde outrora houvera a Mata Atlantica
    hoje pastos devastados

    li hoje que há um projeto de preservaçao da Mata Atlantica parado há tempos no Senado Federal. Ninguem se interessa por ele. Neste Governo, entáo, táo avesso aas questóes do ambiente, nada. E no Senado, dominado por pelo setor pecuario, pelo agro-negocio, pelos grandes fazendeiros...



    PORQUE O SANGUE É MAIS RALO QUE O ÓLEO

    A imprensa aqui ja deu o assunto
    mas nao deixa de ser interessante comentar
    o site onde os proprios parentes de Bush - alguns deles republicanos! - pedem aos americanos que nao votem no George:
    Bush Relatives for Kerry

    (E nem tem cunhado - a maioria dos depoentes sáo primos).

    POUPE-NOS!!

    Existe a tortura fí­sica e a tortura ao bom senso.
    Palavras capturadas, sob sevi­cias da obtusidade, confessam sentidos que jamais teriam.

    Exemplo é o ministro do STJ, Edson Vidigal, abusar de um morto - sem direito de resposta - sequestrando uma letra de Ral Seixas para justificar que nao se reabra arquivos da época da ditadura:
    E agora eu me pergunto: e daí? Eu tenho uma porçao de coisas grandes para conquistar, eu náo posso ficar aí parado.

    Logo Raulzito, táo sacaneado pela mesma ditadura!
    E tem mais: conseguir esclarecer pontos obscuros e dolorosos do passado, discutindo-os francamente como gente, náo seria uma coisa grande para conquistar ?

    Estudar o passado náo é ficar parado, é avançar ao futuro de melhores maneiras.

    Edson Vidigal acha que náo, diz que olharmos para tras nesta questáo nos transformaria em estatuas de sal, tal e qual a mulher de Lot.
    Náo ajuda o pais remexer nessas fissuras. Tentam mexer nesas feridas que já cicatrizaram.

    Será que para as familias que ainda procuram por seus mortos, realmente cicatrizaram?
    E se tivessem mesmo cicatrizados, porque a milicada reagiu tão ferida nos brios por causa de alguma fotografias?

    É sintomático que Vidigal repita que esses fatos estejam "sepultados".
    Quando se fala justamente de tantos corpos e pessoas nunca encontrados, jamais velados, atirados por aí em valas, nos mares, em poróes, insepultos.

    quarta-feira, outubro 27, 2004



    A excelente tira diária Boondocks, do Aaron McGruder, traz um comentário interessante sobre o mundo de hoje:



    tradução por alto:

    - Você tem que reconhecer que a apatia que os jovens sentem com relação a votar não é completamente sem justificativas.

    - A verdade é que o sistema eleitoral neste país está uma bagunça total, e as pessoas se sentem incapazes de consertá-lo, de modo que os jovens concentram-se em outras coisas, como os péssimos reality shows.

    - Talvez se pusessemos cameras na cabines de votação e chamassemos eles de "confessionários".

    - AGORA você está pensando estrategicamente!




    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    A amizade virtual é uma amizade mais que real porque a gente vê a alma em vez de ver só o rosto...



    Refere-se a este post

    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    O governo Lula é leniente com um monte de coisas acontecendo no segundo e terceiro escalão do governo.

    Putz, até o Chile, que fez a transição democrática mais longa da América do Sul, já superou esse medo de revolver o passado, tanto que o ditador está sendo processado.

    Aqui, quando se quer apenas que os arquivos sejam abertos, fica essa celeuma toda...




    Refere-se a este post



    BUSH ON DRUGS

    Depois das histórias sobre o ponto eletronico
    que "estranhamente" foram ignoradas pela imprensa tradicional
    com nenhum jornalista investigando a fundo questão tão interessante
    as teorias na internet com relação ao Imperador Bush II
    passam a versar sobre o mesmo não estar aguentando a onda da campanha presidencial e ter perdido o pouco que restava de suas bolinhas de gude.

    Explico: lost his marbles em ingles significa o cara ter pirado.
    Perdido as estribeiras pode ser uma tradução literal, mas é mais forte que isso.
    E Bush a cada dia pira na direção da religiosidade insana
    ou seja, a cada dia se aproxima mais de seu Deus.

    Leiam, por exemplo, este interessante (e assustador) relato do Capitol Hill Blue, uma fonte fidedigna de informações.

    O correlato disto é que agora, pra segurar a onda no final da campanha,
    e evitando que deh uma despirocada em público que ponha tudo a perder,
    ele anda entupido de anti-depressivos e remédios contra a ansiedade
    ou seja, estão sedando o maluco.



    Pela Cochlea: John Peel Sessions

    Ontem de manhã cedo liguei o computador, iniciando a faina do dia, e logo toquei para o BBC 1 para ouvir - como faço frequentemente - o programa do John Peel.
    Este seria particularmente interessante pois como Peel estava de férias a semana traria reprises de programas históricos: com The Cure em 82, New Order em 84, etc.
    Na semana anterior suas férias haviam sido cobertas por nomes como Underworld, Siouxsie e Robert Smith tocando suas seleções musicais.

    Mas na homepage da BBC encontrei estampado bem grande uma foto do Peel com a notícia de sua morte. Parece que teve problemas com a altitude no Peru e enfartou.



    John Peel era presença constante na minha vida e nos meus ouvidos há quase 40 anos. Pra terem idéia, quando comecei a ouvir seus programas
    sempre atentos ao novo e ao diferente, onde inumeros craques do rock começaram a bater suas bolinhas
    quando comecei a ouvir seus programas tinha que apelar para um radiozão que pegava ondas curtas (isso era 1967)
    com a música pela internet então
    passei a ouvi-lo constantemente por sete anos seguidos.

    Mas para terem idéia de quem foi John Peel, sua importancia musical e da tristeza que estou sentindo, passo o texto para
    Maurício Valladares no seu blog Tico-Tico no Fubá


    terça-feira, outubro 26, 2004




    BUSH RECLAMA CONTRA CAMPANHA SUJA




    foto de Jason Reed



    ELEIÇÕES EM FINADOS

    Olha, esse negócio tá se encaminhando prum melê geral.
    Os indícios de fraudes já são gigantescos e ainda nem chegamos ao dia propriamente dito, estamos nas preliminares de esparsas votações antecipadas.
    Essa história de voto eletronico sem recibo, sem nenhuma forma de comprovação depois, seria suficiente para anular qualquer resultado.
    A eleição presidencial americana tá com toda cara de ir pro tapetão.
    E o destino do mundo poderá ser decidido por advogados
    (como, em 2000, foi definida por juízes).

    As urnas eletronicas de Ohio, estado chave na votação, por exemplo, são fabricadas por uma empresa chamada Diebold. E o presidente desta Diebold declarou textualmente: Estou dedicado a ajudar Ohio a entregar seus votos para o presidente Bush.
    Vá ser imparcial assim na China! (Aliás, um exemplo de democracia)

    Por falar nisso: o tortuoso e anacrônico sistema eleitoral americano é um acinte num país que se propõe a ser o reluzente modelo planetário do sistema democrático.

    segunda-feira, outubro 25, 2004



    QUINTA NO DOMINGO

    Estive ontem na Quinta da Boa Vista , fazia pelo menos quinze anos que nào visitava o museu .
    Não estava preparada para encontrar tanta destruição ! Cupins e umidade tomaram conta do piso , do teto e das paredes . Peças belíssimas em vitrines rachadas , com pequenas notas explicativas batidas a máquina em papel amarelado . As múmias mais valiosas apodrecem na companhia de um sterilair caseiro .

    Não é permitido fotografar , diz o guarda . Justifica : - Não pode divulgar as imagens do museu .

    Explico que queria só tirar fotos das janelas , da vista do jardim , da Maracanã surgindo entre as árvores ... - Não !

    Eles deviam ser os primeiros a permitir que se mostre esse abandono , pedir socorro , patrocínio , simpatia , piedade , esmola , o que for !



    foto e post de Ana Pinta



    FOTOSSINTESE

    Claro, não tenho as intimidades e as lembranças que teria uma viuva,
    mas reparando nas célebres fotos desta semana eu teria que descordar de Clarice Herzog, pois não é o Vlado quem aparece ali, nu, alquebrado, careca entre as mãos.

    Vejam a foto em que aparece de frente. Está sobre uma cama que são dois estrados juntados. Numa cadeia - e numa cadeia como o DOI-CODI - não haveria duas camas ajuntadas.
    Observem a foto em que aparece de lado. Cela de DOI-CODI não tem porta daquele jeito. Muito menos a tomada bonitinha para aparelhos elétricos.
    (Os aparelhos elétricos de tortura eram na base do fio desencapado e direto em gerador).

    Fora os indícios óbvios: preso fica com o relógio? Etc...

    adendo

    A não ser que este seja mesmo Vladimir Herzog e as fotos tenham sido tiradas em outro local. Teriam tirado Vlado do DOI-CODI para matá-lo em outro lugar?



    PORQUE ME UFANO DO MEU PAÍS

    Dizem que contra fatos não há argumentos.
    Mas primeiro os fatos tem que ser apropriadamente divulgados.
    E pra cabeça de americano, nem isso, porque não vem provido com um processo de apreensão dos fatos.

    Observem por exemplo estes números:
    47% dos eleitores do Bush acreditam que o Iraque tinha armas de destruição em massa quando de sua invasão. Apesar disto estar totalmente desmentido inclusive pelos proprios repúblicanos.

    63% dos eleitores de Bush acreditam existir fortes conexões entre o Iraque de Saddam e o Al-Qaida de Osama (tambem desmentido).

    E 85% desse pessoal acham que os EUA tomou a decisão certa ao invadir o Iraque.
    Então...

    adendo

    Uma outra leitura destes dados é tambem impressionantes. Quer dizer que 53% dos eleitores do Bush já sacaram que aquele papo de armas de destruição em massa era pura balela
    e vão votar no líder engabelador mesmo assim?

    sábado, outubro 23, 2004

    BUSH NAO FOI BEM NO ULTIMO DEBATE



    sexta-feira, outubro 22, 2004



    BUSH PARTE PARA O CORPO A CORPO

    Preocupado com a possibilidade do queixudo Kerry passar à sua frente nas pesquisas, a campanha presidencial de Bush entrou numa fase intensiva de contato pessoal com o eleitorado.

    Bush tem percorrido inúmeras cidades, beijando criancinhas e apertando a mão de milhares de eleitores. Não contava, porém, que na cidade de Washkashtushpas, um careca mais animado apertasse outra coisa !


    quinta-feira, outubro 21, 2004



    ESQUELETOS NO ARMÁRIO

    Tereza Cruvinel tem razão quando escreve que a recente atitude despudorada do Exército, botando os cassetetes pra fora,
    e sal nas chagas dos que ainda tem memória
    tornou-se possível pelo clima permitido neste Governo Lula
    que - esquerda elevada ao poder, a princípio principal interessada nisto - trata de manter este armário trancado
    obstruindo inclusive os esforços para esclarecer passados escabrosos e escusos.

    Janio de Freitas também levanta ponto interessante ao perguntar
    por qual descaso estas fotos herzoguescas ficaram por sete anos nos arquivos da Comissão dos Desaparecidos
    sem que despertassem maiores interesses?



    ASSALTO

    Li na coluna do Boechat que tem uma medida rolando no Supremo que isentaria os bancos dos ítens constantes no Código de Defesa do Consumidor!

    Sei que as mega-instituições financeiras estão entre os dominadores do país e de seu povo - portanto acima das leis - mas que cara de pau, hein!



    ASSALTO

    Li na coluna do Boechat que tem uma medida rolando no Supremo que isentaria os bancos dos ítens constantes no Código de Defesa do Consumidor!

    Sei que as mega-instituições financeiras estão entre os dominadores do país e de seu povo - portanto acima das leis - mas que cara de pau, hein!



    POLONIA PODE DECIDIR ELEIÇÃO AMERICANA

    Um site engraçado sobre os debates à presidencia do Império
    principalmente porque muito besteirol
    é este em cima do célebre argumento de Bush
    rebatendo a citaçãode Kerry quanto à coalizão de araque para invadir o Iraque:
    Inglaterra e Austrália de parceiros.

    Bush então emendou triunfante:
    You Forgot Poland !

    O site traz variações imagística em torno destas palavras, como se fossem a base da plataforma bushiana.
    Brinca também com outros bordões dos debates,
    como It´s Hard Work
    e Need Some Wood?

    É interessante também a visão deste site do debate dos vices:


    VLADO

    A publicação das fotos de Vladimir Herzog nu em sua cela
    rompeu as neblinas do tempo
    me transportando a um passado
    quando recebemos a noticia de que ele fora suicidado em sua cela.
    Depois vimos a célebre foto com seu contorcionismo ao "se enforcar de pernas dobradas".

    Foi um momento marcante. E chocante. Vlado poderia ser qualquer um de nós.
    Foi prestar depoimento e não voltou.
    Cada um de nós, ao transpor as portas para um simples depoimento, depositava esperanças numa conta sem fundo de que não seria encontrado depois no fundo de alguma vala.



    Rasgou tambem o veu encobrindo essas feridas, ainda não curativadas, os tenues esparadrapos da omissão. Fatos forçados ao exílio do oblívio, porém subjacentemente não-esquecidos. Tanto que detonou-se sentimentos que se julgavam dissipados.
    Que nada. O passado está bem ali. E ainda presente.
    Quem insiste em negar o passado corre riscos de repeti-lo no futuro.



    O CODIGO DA CHENEY

    Saiu o livro-sequencia ao retumbante best-seller O Codigo Da Vinci.
    Não, não foi escrito pelo Dan Brown nem traz de volta o criptólogo ingenuo Robert Langdon.

    Na verdade é uma paródia, satirizando não só os temas e o estilo do CDV
    como os recentes acontecimentos (e personagens) da política americana.
    Daí seu titulo: The Dick Cheney Code.

    Bobo que dói mas até que é engraçado..
    Aqui tem um trecho do seu primeiro capitulo

    adendo
    O blog Pasta Bagel
    entrega o que (na sua opinião) é o grande segredo da trama deste livro:
    O segredo é que sob a liderança de Cheney, Haliburton construiu uma máquina que converte Sangue em Petróleo. Esta máquina é baseada num desenho original datando da Idade Média e oculta nos arquivos do Vaticano que transformava Sangue em Rotas Comerciais para o Oriente. Uma máquina semelhante foi utilizada por Espanha e Portugal nos séculos XV e XVI para transformar Sangue em Especiarias.



    FALA SÉRIO, AÍ !

    O Exército descrever-se no seu periodo ensandecido da ditadura
    como "uma força pacificadora da Nação" é muito, né não?

    Novilíngua perde!



    PALAVRAS

    Se Adoniran Barbosa compusesse o "Trem das Onze" hoje, na era do telemarketing de manual, a canção ficaria assim (copyright do meu amigo Affonso Brinho): "Não posso estar ficando/Nem mais um minuto com você/Vou estar sentindo muito, amor/Mas não vai estar podendo ser/Moro em Jaçanã/Se eu estiver perdendo este trem/ Que vai estar saindo agora, às 11 horas/Só amanhã de manhã."

    - Arnaldo Bloch


    conforme este post

    quarta-feira, outubro 20, 2004


    PONTO C ELETRONICO

    Não é de agora que o Imperador Bush anda enroscado nos fios de seu ponto eletronico. O site Bushwired
    mostra, por exemplo, que já no espetaculo publicitario a bordo daquele porta-avião na suposta vitoria no Iraque isto era usado. Só que os fios eram colocados num lugar mais discreto e não eram percebidos.
    Ou seria um lugar mais indiscreto?




    REPI BODE IAPURU

    Poxa, agora nem se pode aniversariar em paz!
    Uma empresa chinesa registrou, em 25 paises, a expressão "happy birthday" como sendo de sua propriedade!
    Agora quem for usar estas palavras comercialmente tem que pagar royalties à Fufeng (parece nome de alguma federação brasileira).

    Por falar em brasileiros, já se deixou escapar o registro das palavras Cupuaçu, Cachaça e Rapadura, que agora pertencem a empresas particulares estrangeiras. É a sina da colônia.



    ETERNO FORNECEDOR DE MATERIA-PRIMA

    Vejo que a imprensa esportiva rejubilou-se com os dados de que os grandes artilheiros dos gramados europeus neste fim de semana tenham sido os brasileiros: 11 patrícios nossos marcaram 15 gols na rodada.

    Onde está a alegria ou o orgulho nisso?
    No esporte aqui estar tão fudido que os atletas tenham que partir?
    Imaginem esses craques todos jogando no Brasil - como poderia ser diferente o Campeonato Brasileiro!

    BANANAS AO VENTO

    A dessocialização que se associa com a proliferação dos computadores
    clichê de ficções científicas e dogma de luditas sociológicos
    ocorre de fato em nosso mundo desenraizado
    porém não é uma constante determinada.

    A internet - uma rede de troca de informações, rasteiras ou profundas - é um escoamento importantíssimo de contatos entre as pessoas
    mesmo que "virtualmente"
    porem a tela fria não incorre necessariamente em incalor-humano.

    O plano de convivencia-nao-fisica não se cria apenas pela possibilidade internáutica, é uma existencia demandada por nossos tempos conturbados.
    Vivemos num novo mundo. A pracinha das domingueiras mudou.
    Para pior! - muitos gritam. Mas estamos nele e temos que nos alcançar de alguma forma.

    Cito exemplo pessoal (embora possa me reconhecer como exceção).
    Através da internet fiz diversas amizades.
    Não, não contatos eventuais, troca de emails, falsos dados de superfície.
    Amigos mesmo, alguns de anos, acompanhando histórias no tempo, vivendo vidas aparte porém tocando-se em algumas vertentes.
    E outros alguns destes passei a conhecer fisicamente.
    Outros, os conheço melhor (e com eles converso mais) do que com a maioria de meus conhecidos "reais".

    Atualmente a grande esquina do encontro para bebericos virtuais é o Orkut.
    Com minha paixão por imagens prefiro coisas como a imensa comunidade mundial do Fotolog
    onde conheço não só as pessoas
    mas sua arte, seus olhares, suas sensibilidades (ou ausencias de), suas moradias & cidades, seus universos.

    (No caso dos fotologgers cariocas, com a sociabilidade peculiar à região - caracteristica em resistencia!- isto transbordou para encontros pessoais e físicos e enriquecedores, impulsionando-nos a sair às ruas e galgar paisagens novas, desmentindo categoricamente o caráter alienante e isolador em se estar plugado.)

    No Fotolog já nos solidarizamos por problemas diversos, nos consolamos com fotos perdidas, computadores roubados, mortes de cães, passagem de parentes, roubos de gatos, doenças de periquitos, nos mobilizamos para dar uma força a subitamente endividados e até nos organizamos em revolta contra o próprio Fotolog.

    Pela primeira vez agora compartilhamos uma dor maior que é a morte de um dos companheiros de um círculo mais próximo de criadores de imagens, aqueles que nos acompanhamos todos os dias, trocando constantemente textos, fotos e impressões sobre o mundo. O falecimento do Joaquim Marques após uma longa luta - que também fomos acompanhando - acaba sendo sentido como se eu, e nós, fossemos dele amigos "de verdade".

    O ciberespaço é um mundo "de mentirinha"
    com amigos "imaginários"
    e de emoções bem reais.



    foto de Joaquim Marques



    PALAVRAS

    O movimento de 1964, fruto de clamor popular, criou, sem dúvidas, condições para a construção de um novo Brasil, em ambiente de paz e segurança. Fortaleceu a economia, promoveu fantástica expansão e integração da estrutura produtiva e fomentou mecanismos de proteção e qualificação social.

    (..)

    Quanto às mortes que teriam ocorrido durante as operações, o Ministério da Defesa tem, insistentemente, enfatizado que não há documentos históricos que as comprovem, tendo em vista que os registros operacionais e da atividade de inteligência da época foram destruídos em virtude de determinação legal. Tal fato é amparado pela vigência, até 8 de janeiro de 1991, do antigo Regulamento para a Salvaguarda de Assuntos Sigilosos (RSAS), que permitia que qualquer documento sigiloso, após acurada análise, fosse destruído por ordem da autoridade que o produzira caso fosse julgado que já tinha cumprido sua finalidade.

    (...)

    Mesmo sem qualquer mudança de posicionamento e de convicções em relação ao que aconteceu naquele período histórico, considera ação pequena reavivar revanchismos ou estimular discussões estéreis sobre conjunturas passadas, que a nada conduzem

    -Nota divulgada em nome do Exército Brasileiro

    segunda-feira, outubro 18, 2004

    ENQUANTO ISSO, NO TERCEIRO DEBATE...




    VIVA NÓIS !!

    Primeiro foi a repercussão dos bloqueiros que desmascararam a falsificação de documentos sobre o desserviço militar de George Bush (deixando a CBS com um mico nas mãos).
    Agora foram os blogs que perceberam os fios embutidos na roupa nova do Imperador Bush
    e puxaram este tópico - ignorado pela imprensa - para a linha de frente da campanha.

    A melhor cobertura da campanha presidencial americana - de longe - está nos blogs. O mesmo ocorrera quando da invasão do Iraque.

    Interessante matéria sobre a importancia jornalistica nascente dos blogs.


    Telecine Classico - The Glass Menagerie - seg18 21:00 qua20 13:05

    Esta semana o Telecine Classico, que andava meio apagado, estreia uma serie de filmes interessantes baseadas em peças de teatro.
    O primeiro talvez seja o melhor. O autor é Tennessee Williams.
    Escritor barra pesada mesmo nas adaptações hollywoodianas
    (embora este filme seja bastante fiel ao texto original).

    Jane Wyman é a moça aleijada que se esconde dentro de casa com seus figurinos de vidro. Kirk Douglas é o irmão que tem que sustentar a familia e aturar a mãe sufocante.

    O mundo de ilusão será espatifado pela realidade.
    O nome em portugues é ótimo: Algemas de Cristal.




    VOLTANDO DE VIAGEM

       relembro as paisagens passando com tristeza.
    A viagem foi uma peregrinação.A idéia era irmos levando as cinzas funerárias de minha mãe até uma certa curva num certo rio, no extremo norte do Espirito Santo, numa área brasileira que antes chamavam de Mata Atlântica.
    Acabou não rolando, ficou para o Dia de Reis, em janeiro, quando mais gente da familia partiria na jornada.

    Mas a jornada houve, com quem pode ir, aos primórdios de uma vida passada.
    Passada no interior do Brasil. Onde a sifilização mal chegara. Num escuro de fogueiras sem luz elétrica e suas aparelhagens derivadas. Onde as histórias se criavam de boca.

    A tristeza nem foi a propria peregrinação.As vidas transmutam mesmo em cinzas e vão embora. O pesar foram as paisagens. O mesmo rio rolava pela mesma curva mas não eram os mesmos barrancos verdejantes. Por onde se andava ali eram estradinhas de terra em meio a matas e matas e morros de matagal. Eventualmente, clareiras, vilas, cidadezinhas e alguns pastos e bastante roçados.
    As viagens duravam dias.

    Agora se vai por asfalto entre pastos e pântanos e casas e prédios de andares e se anda mais rápido nas cheganças mas em terras desoladas e carecas. Os bichos foram embora onde ruminam os bois. Bem, por trechos longos vê-se árvores sim, muitas, enfileiradas. São eucaliptos. E mais eucaliptos. Iguais.

    Fui vendo tudo com olhares de decadência e descuido. Os índios se espalharam e as tradições foram destratadas. Tudo pobre. O vento uiva pelos barracos e as madeiras descascadas e o banquinhos quebrados e as bandeirolas rotas.

    As águas ainda rolam e o mar vem em ondas e as baías e os barrancos são belos. Mas estão saudosos.

    Eles vieram, derrubaram tudo, a terra virou-se de pernas pro ar, e partiram em busca de novas paragens, deixando este rastro. Pessoas vivem neste rastro. Definham.


    adendo

    Descobri que até o pitu está ameaçado de extinção (e não se pode mais pescá-lo).
    Por outro lado, consegui comer pitanga no mato, como antes. Gosto de infância.
    Eram dois ou tres pés esparsos porém carregados. Lembrei de quando passava ali, e de minha casa até a praia eram pítangueiras direto. Chegava na praia com as mãos e a cara vermelhas.





    terça-feira, outubro 12, 2004




    vindo do Dangerous Times



    AVISO À PRAÇA

    por motivo de viagem para os cafundós do Brasil
    levando as cinzas da minha mãe
    para sobre as águas do Rio Reis Magos
    só voltarei a postar no blog0news na próxima segunda-feira.

    publiquei muita coisa no fim de semana
    scrolem para baixo, explorem isto até meu retorno...



    Pela COCHLEA:
    Vote for Change - Final Concert.
    Acabei de ver/ouvir a transmissão pela internet.
    Para um velho roqueiro e eterno anti-Bush como eu, um evento emocionante.
    Citando momentos só do último set:
    Bruce Springsteen e John Fogerty (ex-Creedence) re-emitindo a canção de protesto da época do Vietnam (e atual hoje) Fortunate Son
    Springs e Michael Stipe do REM cantando Because the Night de Patti Smith
    e o hino Born to Run.




    Cinemax - Motoboys - qui14 22:00

    como não estarei aqui para postar, deixo adiantado a dica deste documentário, recém-lançado, passando na Mostra SP e no Festival do Rio, e já no Cinemax.
    Dizem que, a partir da observação dos frenéticos e estressados motoqueiros, monta um painel interessante da vida na urbe metropolitosa.

    segunda-feira, outubro 11, 2004



    BUSH USOU PONTO ELETRONICO ?

    A teoria que vinha sendo divulgada na internet pelas beiradas
    - noticiada no sábado por este blog0news -
    cresce a ponto de agora estar saindo na grande imprensa:
    Bush teria usado um ponto eletronico durante os debates dos candidatos presidenciáveis.

    A reação imediata é pensar: Puxa, mas mesmo com ponto ele e atrapalhou tanto? Mas aí se pensa em como um ponto pode atrapalhar alguem que já tem dificuldades de concentração.

    A onda chegou ao ponto do pessoal da campanha republicana ter que emitir um desmentido. Primeiro disseram que as fotos eram forjadas. Depois que o tal "fio debaixo do terno" era uma dobra na roupa.
    Com tantas negativas começa a surgir uma nova teoria,
    mais humoristica do que conspiratória:
    será que o Bush estava usando... soutien ???

    Bem, mergulhem neste fascinante mundo e examinem as evidências por si mesmo.
    Um ponto interessante para começar é no Dangerous Times

    Ali, além de uma explicação, há links para vários outros lugares, inclusive para o indymedia (cujos servidores acabam de ser derrubados por ordem do governo) ou para o endereço central do caso: Is Bush Wired ?

    Pontos são levantados através de textos, fotos, audio e videos.
    Acompanhem.



    UMA LUFADA DE AR DA SERRA

    Não é interessante que justamente no momento em que Maluf meio de leve dá um apoio à candidatura Marta-Suplicy
    estoura um documento incriminador contra ele na Isto É ?

    Isto não se parece com circunstâncias que vimos antes?



    REDES

    Diversos Bushismos cometidos nos debates presidenciais americanos tem sido comentados, mas não li ninguem falando de uma perola que ele soltou especialmente ligada a nós que navegamos pela Web.

    Para mostrar como sua campanha é moderna, ele citou lá uns dados e arrematou: If you want to know more, you can look it up on the internets.

    Puxa, eu imaginava que existia apenas uma internet onde pudessemos fazer pesquisas.
    (Ou será que Bush é tão sofisticado que estava incluindo em seu comentário a célebre Internet II exclusiva para militares? )




    O cinefilo Lucas Murtinho
    após pesquisa de campo vivenciando sessões do Festival do Rio
    lançou no Blog do Bonequinho
    interessante teoria
    denominada TRI (Teoria do Riso Inteligente)
    fenomeno que tive oportunidade de muitas vezes constatar.

    A TRI defende que muitas pessoas riem durante alguns momentos de um filme apenas por considerar essa a reação mais inteligente e sofisticada ao que estão vendo. Um marido traído sendo enterrado vivo pelo amante da mulher? Não entendi muito bem, melhor dar uma risada. Um capitalista sequestrado fazendo o jantar enquanto seus sequestradores, envolvidos num triângulo amoroso, pensam sobre a vida ao som de uma música triste? Melhor dar risada. Fica todo mundo se achando muito sofisticado, capaz de compreender as ironias sutis que o diretor pôs em cena. Que se dane se tem ironia ou não.



    SITES AMERICANOS COM GENTE

    No Real Voices estão os anúncios por esta ONG que visam influenciar eleitores a votarem contra Bush. A maneira de fazer isto é dar voz a pessoas reais que contam as suas histórias.

    Como dizem no seu editorial
    Se você tivesse um minuto para dizer o que quisesse para George W. Bush em frente de milhares de eleitores americnaos, o que você diria? O fustigaria por sua aventura militar insensata no Iraque? Lhe daria uma bronca pela política nacional que machuca americanos comuns enquanto enriquecem a poucos? Ou apenas o incentivria a ser honesto com o povo americano, para variar? (...)
    Seja um pai ou mãe que perdeu um filho ou uma filha no Iraque, uma criança doente que pode ser curada por avançadas pesquisas com células embrionárias, ou um cientista que conhece a verdade sobre aquecimento global e poluição tóxica.


    Qualquer americano pode mandar seu recado pra lá que se for aprovado eles mandam uma equipe na sua casa te filmar e depois colocam o anúncio no ar.


    Outra semelhante foi uma dica que vi no multiply do David Mendes


    Qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode mandar um video de 30 segundos com um recado para o povo americano nesta véspera de eleições presidenciais.
    Todos os videos ficam disponiveis no site.



    ONDE ANDARÁ SUELY

    Senhorita Suely
    (veja post anterior)
    tampouco mora em São Paulo!

    Daniela Name, repórter do Globo, fez suite da matéria agora pelo lado paulista.
    De onde vem a futura vereadora do Rio pelo Prona ???


    Por outro lado, finalmente descobriram o Mido !
    (leia post anterior)

    Monica Bergamo fez interessante coluna sobre os lanterninhas das eleições em algumas capitais

    (sorry, o link só vale para assinantes folha e uol - escroto, né?)
    Mido, carioca de Paciência, é o Vladimir Peixoto, candidato pelo PAN - Partido dos Aposentados da Nação - embora tenha 38 anos e esteja longe de se aposentar!
    Mido aproveita para protestar contra a eleição fradulenta, pois votou nele mesmo e apareceu com zero votos. Sem falar nos demais apoios à sua candidatura: A minha mulher eu não garanto. Mas a minha mãe eu sei que votou em mim.

    De qualquer maneira, com 0,1 ou 2 votos sua candidatura está impugnada.
    Só pra se garantir, Mido também se candidatou pelo PFL.




    PALAVRAS

    Esta administração é surpreendentemente inepta e incompetente. John Ashcroft encarregado da Justiça? Esse cara pensa que dançar é pecado. Vejam todas as pessoas que prenderam durante meses só pra soltar depois quando não tinham acusações. Dick Cheney formula nossa política energética em reuniões secretas com produtores de energia e mais ninguem. Donald Rumsfield tenta transformar os militares mas ignora os conselhos de seus generais, contribuindo para o atoleiro no Oriente Médio.

    Tem uma coisa no qual eles são bons: ocultar a verdadeira natureza do que fazem atrás de nomes bastante sonoros. "Florestas Saudáveis" permite que as madeireiras derrubem à vontade mais de nossas florestas nacionais. "Céus Límpidos" tira da reta os poluidores das corporações. Esta administração diz constantemente uma coisa e faz outra, e isso é errado.


    -Mike Mills
    baixista, R.E.M



    lembrando que o mega-concerto de encerramento da turnê Vote fo Change será transmitido pela Real Networks mundialmente a partir de 16:30 hora de brasilia.



    E NÃO É O ALFRED NEUMAN

    Uma pessoa que vai ficar triste se o Imperador Bush não continuar no poder:
    Brad Mendenhall, o sósia do Bushinho.



    Morreu Christopher Reeves, o homem que fazia o Superhomem.
    Seu drama contra a paralisia ironica após cair do cavalo comoveu o mundo.

    Outra espécie de superhomem faleceu. Vítima direta dos vilões.
    Seu lutar sobrehumano era a favor dos povos indígenas.
    Apoena Meirelles.

    sábado, outubro 09, 2004

    Confiram o estado de George W. Bush após o debate em St. Louis nesta sexta-feira:




    DEBATE-BOCA AMERICANO - 1

    Voces viram como é o formato dos debates nos EUA?
    É tempo corrido.
    O cara entra ali e tem que segurar a onda por 90 ou mais minutos.
    Um bom teste para avaliar o desempenho de uma pessoa.
    Se o cara fraquejar vai se desgastando ao correr do tempo.
    Se tiver traquejo há um periodo para converter mesmo um nervosismo inicial em melhorias.
    E ele tá ali por conta dele, tendo que se virar
    (apesar dos boatos conspiratorios na internet sobre o ponto do Bush).

    Aqui tem pausas para os comerciais!!
    Aí o batalhão de assessores corre pra cima do candidato soprando as táticas, como tem que fazer, por onde seguir, tipo um técnico entre os rounds de uma luta de boxe. Massageiam os músculos, trocam o protetor bucal, etc.

    Outra coisa: nada dessa mania daqui de candidato-pergunta-para-candidato.
    Que resulta em pegadinhas, conchavos, e perguntas de interesse pessoal.
    Quem faz as perguntas são jornalistas (que é quem deve perguntar mesmo).
    Ou entao, como no caso de ontem, eleitores (que aliás fizeram ótimas perguntas), filtradas por um jornalista.



    DEBATE-BOCA AMERICANO - 2

    Kerry mostrou finalmente diferenças entre seu pensar & fazer e o que vem sendo implementado pelo Bush. Na política externa, com a necessidade de se mostrar forte & firme, Kerry tem sido reacionário, embora tingido de leve com suas propostas de alianças, cooperação mundial, etc.
    Mas mandando ainda tropas perturbar o resto do mundo.

    Como gracejou o Bush: Eu acredito que Kerry tenha mesmo um plano para o Iraque. É o Plano Bush .

    No debate de ontem, entrando-se em questões economicas e principalmente sociais, Kerry chegou-se mais ao centro. Mostrou sua posição em favor do povão e contra as oligarquias economicas que Bush tanto protege. E arriscou-se ao defender direitos ao aborto, ao colocar a Ciência acima da Fé, ao criticar o abusivo Patriot Act.

    Os pontos pelos quais ele até cresce no meu conceito são os mesmos que podem lhe custas votos preciosos, porém, devido à tacanheza dos americanos.
    Vamos ver.

    Bush melhorou sua performance, já que podia andar, ficar mais solto, e estando solto, soltar suas piadinhas. Mas mostrou-se visivelmente nervoso - e gritou demais, atropelando até o mediador.

    E a pergunta que ninguem respondeu até agora:
    qual é a empresa madeireira do Bush?



    DEBATE-BOCA AMERICANO - 3

    A melhor piada a sair do segundo debate presidencial americano só funciona mesmo em ingles.
    Tem o Bush reclamando (com a cara de quem não está entendendo nada):

    I don´t know why they asked me about my McSteaks !
    I never worked at McDonalds...


    Esse é o mesmo Bush que durante todo o debate (na vida real) chamou o estado de Missouri de Mazuri...





    Você que está aí triste por não ter podido acompanhar o Festival do Rio 2004 pode sentir um gostinho da coisa, ao menos pelo lado brasileiro:
    todos os curtas em exibição estão disponíveis no excelente site Porta Curtas.

    O Porta Curtas inclusive promoveu um concurso on-line e anunciou hoje seus vencedores.



    VOTAR PRA MUDAR
    (LÁ, MAS ACABA SENDO CÁ)


    E a turnê Vote for Change continua atravessando os Estados Unidos.
    Congregando uma série de músicos contrários à re-eleição do Imperador Bush II, é um dos movimentos recentes de ativismo com maior efeito para mobilizar a rapaziada.
    Se vai fazer diferença, nem se sabe.
    Se ao votarem pra mudar haverá realmente mudanças, também não.

    Mas há um espírito de anos-60 redivivo nessa aliança roqueira-política, um amplo arco de estilos englobando Bruce Springsteen, Pearl Jam, R.E.M, Dave Matthews. Tracy Chapman, Jackson Browne, Ben Harper, Keb Mo, Babyface, John Fogerty (ex-Creedence) e o onipresente-nessas-coisas James Taylor.
    E muitos outros.

    (A turnê está sendo sacaneada por reunir ídolos já um tanto passados
    mas são ídolos - muitos deles de um passado ativista notório - e estão atraindo atenções por onde passam.
    Nunca houve uma turnê pelos EUA com tantos grandes nomes envolvidos.)

    Pois bem, a grande apresentação final desta turnê será na capital Washington, nesta segunda-feira. A previsão é de um mega-concerto de tres horas. Será transmitido ao vivo pelo canal a cabo Sundance e - de maneira acessível para nós brasileiros - através da Internet pela Real Networks.

    Programa imperdível - inclusive pelo momento histórico.
    Os numeros musicais serão intercalados com imagens da turnê registrados pelos feras do documentário Albert Maysles e D. A. Pennebaker.
    O horário é às 15:30 da tarde (começando às 16:30 por aqui).

    site do Vote4Change

    MoveOn (ONG patrocinadora da turnê)

    Act for Victory - outra ONG mobilizante




    SENHORITA, SENHORITA

    A imprensa não fez a matéria que eu queria ver com o candidato lanterníssimo Mido, que conseguiu ter zero votos na eleição para vereador
    mas o Globo (leia-se a ótima Daniela Name)
    fez uma reportagem com Senhorita Suely.

    Snrta. Suely foi eleita vereadora no Rio pelo PRONA (partido do Enéas).
    O texto começa assim:
    Quando o horário eleitoral gratuito entrou no ar, Senhorita Suely (Prona) parecia um personagem inventado, daqueles que não se encaixam no enredo da política. Eleita para a Câmara dos Vereadores do Rio com cerca de seis mil votos — mais os 30 mil da legenda — ela agora parece confirmar que é mesmo um personagem. Seria parte da obra do Dr. Enéas Carneiro, deputado federal e presidente do Prona. E, também, uma estrangeira interpretando o papel de carioca, já que ninguém consegue encontrá-la no Rio.

    Ela declarou residencia no Rio mas no endereço ninguem a conhece. Até há pouco tempo, todas suas atividades foram em São Paulo. Aliás, nem os outros candidatos cariocas do Prona a conhecem.
    Candidatos que nem apareciam nas propagandas eleitorais do Prona, que só davam Eneas, ladeado por um lado pelo Senhor Sepúlveda e pelo outro pela Senhorita Suely.

    Que agora será vereadora pelo Rio (graças aos votos na legenda do Prona).
    Tem toda pinta é de ser caso do famigerado Enéas.



    PALAVRAS

    Ouviu eles falando sobre isso no rádio?
    Tentou ler o que estava escrito no muro?
    A voz dentro de voce disse que já tinha ouvido isso antes?
    Parece Deja Vu todo outra vez.

    Dia após dia eu ouço as vozes se erguendo
    Começaram com um sussurro que nem antes
    Dia após dia contamos os mortos e os moribundos
    Mandam os corpos para casa enquanto as redes de TV atualizam o placar.

    Um por um vejo os velhos fantasmas se erguendo
    Tropegos atravessam o Rio de Lama
    Onde a luz esvanesce
    Dia após dia ouço uma mãe chorando
    Perdeu seu fillho precioso
    Para uma guerra que não tem fim

    Ouviu eles falando sobre isso no rádio?
    Parou para ler o que estava escrito no muro?
    A voz dentro de voce disse
    Já vi tudo isso antes?
    Parece Deja Vu todo outra vez
    Parece Deja Vu todo outra vez


    - John Fogerty
    "Deja Vu All Over Again"

    sexta-feira, outubro 08, 2004



    Será que mais uma vez Caixa D´Água vai vazar ?



    Será que mais uma vez Caixa D´Água vai vazar ?



    PALAVRAS

    É preciso apenas consertar o que falta ser consertado para que as coisas entrem nos eixos.

    - Lula



    KERRY TENTA DAR UMA VIRADA






    1. Gente, voces nao acharam o cartaz do festival este ano meio... pé-de-chinelo ?!!


    2. O Festival do Rio teve este ano uma unanimidade: a vinheta que passa antes dos filmes. Unanimidade contra! (com vaias em algumas sessões).

    O anuncio do festival este ano é totalmente equivocado. nao tem nada ali que remeta a cinema (nem o ator, apesar de sua brilhante atuacao nos filmes do ainda mais brilhante moacyr goes) a mensagem que passa é que é melhor ir ä praia do que ao cinema, né náo ??

    Sem falar num incômodo que poderia ser apenas um detalhe se o país homenageado não fosse justamente a África do Sul, se esta edição não tivesse mostras discutindo a convivência entre as raças, se é cinema mas também tem vergonha na cara:
    os brancos estão refestelados na praia, ao sol, à toa
    o único negro passa na praia trabalhando.
    (De certa forma isto se reflete tambem no anuncio da petrobras deste festival, onde os negros passam carregando um carro, na posição de carregadores de liteira)

    Uma comitiva da África do Sul, ao assistir a uma sessão, ficou puta com as imagens.


    3. Mas o ponto alto (ou baixo) do festival pra mim é o menino que mia!!!
    Quem for na repescagem: prest'enção no anuncio da Petrobrás!

    quinta-feira, outubro 07, 2004

    DICKCHENEY.OPS

    Em termos de debate o encontro entre os candidatos a vice-imperadores foi bem melhor. Cheney - o verdadeiro governante dos EUA - deu umas boas estocadas (enquanto Bush desfilou caretas e patetices). Edwards falou bem (embora tudo que diga soa como demagogia) de maneira direta ao bolso (onde fica o coração) do americano médio.

    Claro que ao desfilar fatos, factoídes e mentiras deslavadas, debatedores escorregam em fatos & numeros, mas houve um erro de Cheney interessante. Ao ser acusado de falcatruas através da Halliburton, recomendou que os espectadores consultassem um site com detalhes que tiravam o seu da reta.

    O site era o FactCheck.org
    Só que trocou os sufixos e recomendou o FactCheck.com
    um desses sites picaretas de anuncios (baseado nas Ilhas Cayman!)

    Quando começaram a receber centenas de acessos por segundo o pessoal desse site, apavorados com a conta do seu provedor (pago pelo numero de hits), ficou puto e resolveu retaliar: redirecionaram seu endereço para que os acessantes caissem direto no site de George Soros
    que vem a ser ferrenho opositor a Bush.

    Pessoas iam ver a defesa do Cheney e viam de cara um banner gritando NÃO DEVEMOS RE-ELEGER O PRESIDENTE BUSH




    PAULISTAS TRIPUDIAM!!

    Ricky, Cesar Maia?
    Será que os malufistas de SP, para felicidade geral da nação paulistana, disseram ao povo: "não ficaremos, vamos ao Rio de Janeiro"?




    É, Nice, mas vocês ainda vão ter que ir votar tudo de novo!
    e pra eleger o Serra, talvez:???
    Nos ja resolvemos a parada e enquanto os paulistas estiverem num puta engarrafamento indo às urnas
    estaremos na praia
    (ou meio a um tiroteio?)


    Pela COCHLEA:
    Carla Bruni
    - Quelqu'un M'a Dit



    Sentei na poltrona e me preparei para uma viagem de cinco horas.
    Felizmente, com algumas paradas para esticar as pernas.
    A rota seguiria de uma ponta a outra de Israel,
    sul-norte, de Gaza à fronteira com o Líbano.
    O trajeto: acompanhar a fronteira com a Palestina delimitada pela ONU em 1948
    (áreas agora totalmente tomadas pelos israelenses).

    Nessa viagem fui conhecendo os lugares e ouvindo as pessoas
    tanto israelenses quanto palestinos
    e acompanhando um pouco de seus problemas e de suas historias.

    E essa viagem foi feita a bordo do fantástico filme Rota 181: Fragmentos de uma Viagem na Palestina-Israel.



    Rota 181: Fragmentos de uma Viagem na Palestina-Israel - de Silvan & Khleif(2002)

    A mostra de documentarios Limites & Fronteiras foi um dos pontos altos do Festival do Rio este ano. Este filme foi uma experiencia inesquecível -como escrevi, cinco horas dentro do cinema mergulhando fundo na questão daquelas terras.
    É um lugar onde a Justiça de Salomão foi aplicada ao contrário - decidiram partir a terra e matar o bebê da convivência.

    Um cineasta israelense e um cineasta palestino se juntaram para este projeto. O longo tempo de duração permite mostrarem com vagar as beiras de estradas e detalhar os depoimentos.

    Mini-cam na mão, saem filmando, o que vai surgindo e acontecendo, sem pre-fixar ou combinar nada, às vezes ostensivamente, às vezes escondidos (tem várias cenas de soldados proibindo-os de filmar). O som sempre é som-ambiente. É como estar realmente viajando com eles.

    Muro - de Simone Bitton (França, 2004)

    À noite voltei pra completar a experiencia com outra viagem ao longo do Muro, com sua construção, seu planejamento e como está afetando a vida dos intra e extra-murados.
    Bem, pra identificar o Muro, este novo muro da vergonha, é algo que os israelenses estão erguendo em volta de seu perímetro para isolar os palestinos, aproveitando também pra avançar um pouco mais sobre suas terras (e águas).

    Dados sobre a Rota 181

    entrevista com Simone Bitton



    terça-feira, outubro 05, 2004

    SERRA COMEMORA LIDERANÇA EM SP
    PROMOVENDO CONCURSO DE IMITAÇÕES


    O resultado do primeiro turno em São Paulo, com seu candidato em vários pontos de vantagem sobre a atual prefeita Marta Suplicy, deixou eufóricos os dirigentes do PSDB, que logo promoveram uma festa para comemorar o resultado.

    A grande atração da noite foi um concurso de imitações, vencida, como sempre, pelo candidato José Serra com sua personificação do Cérebro, personagem de desenho animado.




    GOING TO THE CANDIDATE'S DEBATE
    LAUGH ABOUT, SHOUT ABOUT IT
    WHEN YOU'VE GOT TO CHOSE


    Em termos de debate na campanha presidencial americana
    o de hoje ä noite,
    embora possa ser menos determinante
    será muito mais interessante.

    John Edwards é um político bastante articulado.
    Cheney... bem, náo é preciso muito para ser mais articulado que o Bush.
    Mas Cheney, para muitos, é o verdadeiro poder por trás da Presidëncia.
    É o líder dos neo-conservadores, o formulador da política do Império.



    O TOQUE DE MIDO

    Bem, estao saindo aí os listóes dos vereadores eleitos, com destaque, claro, para os mais votados em cada cidade. Aqui no Rio a imprensa tem matérias com Rosa Fernandes, Indio da Costa, Edson Santos, os vereadores mais votados.

    Mas eu queria conhecer mesmo era o Mido.
    Mido é o candidato a vereador que conseguiu ter zero votos!!
    Quer dizer, nem ele votou nele mesmo!!!

    Quem é Mido e qual foi sua estratégia para conseguir votacao tao significativa ????



    REVEJA

    A Veja realmente é impressionante
    nao contente em distorcer para a direita no cenario nacional
    distorce para a direita os acontecimentos internacionais.

    As analises diversas sobre o debate Bush x Kerry indicaram que o segundo saiu-se melhor, tendo como resultado uma alteração significativa nas pesquisas, onde, em média a vantagem de oito pontos de Bush transformou-se em empate técnico.

    A análise de Veja indica que o debate foi ineficaz e em nada teria alterado o panorama das eleicoes presidenciais americanas. Segundo a Veja, Bush nao só foi melhor no debate como continua liderando folgadamente essa corrida.



    OS INOCENTES DO LEBLON
    NEM VÁO QUERER SABER


    uma analise muito interessante
    sobre o video do arrastao no Leblon





    Conforme escrevi, alagado pelas programações, fui a tudo mantendo a cabeça fora dágua mas nao deu tempo para simultaneamente ver/ouvir e escrever sobre as programaçoes (festival de cinema, festival de world music, etc etc - + um trabalho de tradução urgente).

    Mas relembrando os últimos dias eis alguns dos filmes vividos no Rio 2004.
    Quem nao curte cinema pode pular este longo post inteiro.
    Quem quiser comparar impressoes ou se informar do que passou...

    Head-On - de Fatih Akin (Alemanha, 2003) ***

    Pensei que Contra a Parede - vencedor do Festival de Berlim este ano - fosse ser quase um documental sobre a barra dos turcos vivendo na Alemanha. De certa forma, sim, mas num ritmo moderno, rock & drogas, centrando numa historia de amor louco sobrevivendo nao so aos preconceitos das tradições ou entre os povos mas ao desespero das pessoas alucinadas. Bom filme - com uma atriz bela e expressiva - mas que tenta abranger um escopo maior talvez do que conseguiria contar.

    Baboussia - de Lidia Bobrova (Russia, 2003) *

    Tinha que acontecer em algum momento. Estávamos animados porque este ano em vãrios dias só tinhamos visto filmes bons mas chegamos nessa historia desengonçada. Não se soube mesmo narrar o que tentava acontecer. Tenta ser engraçadinho com cenas absolutamente sem graça. Tenta ser dramãtico e consegue mas exageradamente. O filme depende de se ter empatia com uma avõ que é removida para uma aldeia do interior mas se colocassem um toco no lugar da velhinha que faz a baboussia funcionaria melhor.

    Olga Benário - de Galip Iyitanir (Alemanha, 2003) ***

    O contraponto realista que todos aguardavam à versão brasileira do Monjardim. Mesmo em tom documental consegue ser extremamente comovente. A historia de Olga Benãrio é fantástica e este filme correspondeu à ela.

    Sud Pralat - de Apichatpong Weerasaethakul (Tailändia, 2004) *

    Muito ruim, embora a fotografia e a maneira de contar a historia na segunda parte seja interessante. Um demonio que toma forma de gente para seduzir soldados é contada de duas formas totalmente distintas, a primeira realista e a segunda onírica. Na hora da cena crucial, que faria a amarração entre os dois gomos, a edição finge que "arrebenta" a fita e entramos em outro mundo.
    Mas acaba sendo algo metido a pretensão.
    Dessas coisas que Cannes premia por ser de uma país distante e tentar linguagens diferentes. Mal dos Trópicos foi premio do juri em 2004 - em detrimento de Diarios de Motocicleta, por exemplo!

    Suite Habana - de Fernando Perez (Cuba, 2003) ****

    O melhor do Festival até agora - talvez entre na repescagem - náo percam. Sem diálogos (as unicas falas sao incidentais). Com sons-ambiente e trilha sonora narra cerca de 24 horas nas vidas de dez habitantes de Havana. Aqui, uma cidade sordida, acabada, bela, e desesperançosa. Quando chega a noite, algumas dessas vidas nos traráo surpresas. Outras, sáo estáticas e imóveis. Um petardo emocionante. O fecho é sensacional.
    site do filme


    Hari Om - de Bharatbala (India, 2004) **

    Qume viveu nos anos 60 talvez se lembre de um filme chamado O Candelabro Italiano. Uma patricinha estrangeira vem à Itália, conhece latin lover, e saem por aí numa vespinha ao som de musicas romanticas. Cartáo postal de Roma.
    Bem, este aqui é O Candelabro Indiano, só ao invés da vespa é um riquixá motorizado. O filme é patrocinado pelo Dep. de Turismo da India e logo se ve porque. As locações sáo deslumbrantes.
    Mas a historia é bobinha. A atriz francesa nao convence. Poderia ser uma película de vingança amorosa contra os colonizadores mas tá mais para sessáo da tarde.

    Kako Ubik Svetak - de Teona Mitevska (Macedonia, 2003) ***

    Como Matei um Santo - Tenso drama sobre a guerra dos Balcãs. Uma dona macedona volta dos EUA para sua cidade em meio ao conflito deflagrado e sob a ocupação das tropas da Otan. Seu irmáo se inicia como terrorista. Destaque para os momentos de uma viagem de onibus que se perde por uma terra de ninguem devastada. Para além da historia impressionante, conta algo sobre o lugar o fato da diretora ter levado dez anos para conseguir fazer este filme.

    Na Cidade Vazia - de Maria Joao Ganga (Angola, 2004) ****

    Por coincidencia, no mesmo dia, um filme que levou ainda mais do que dez anos para ver a luz das telas. Um menino angolano do mato ve os pais sendo mortos por guerrilheiros e é levado por freiras para Luanda. Depois de perder os pais ele se perde na cidade grande e vira menino de rua (e de praia, e de bordel). N'daga perambula pela cidade em cenas documentais.
    A cinematografia primária é compensada pela sinceridade da história e sua carga de emoção. O menino-ator é excelente e nos encanta ouvir portugues com a musicalidade angolana.

    No fim de semana, pausa para trabalhos e para eleicoes.
    Vamos ver o que a segunda semana do festival nos trará.

    segunda-feira, outubro 04, 2004



    lembrando que
    mesmo quando não tenho tempo para escrever, como agora,
    estou sempre trocando as imagens das galerias na coluna da direita.,
    passeiem por lá.

    amanhã tô devolta.

    domingo, outubro 03, 2004



    ALDEIA GLOBAL

    À maratona de filmes do Festival do Rio juntou-se a programacao musical do Philips World Festival e aí danou-se de vez o tempo!
    Em alguns momentos de intervalo eu ainda tinha que trabalhar, e, se possível, dormir.
    Os dias e as noites confundem-se em sons e imagens diversos num kaleidoscópio de culturas.

    Percorrendo apenas um trecho para terem idéia da interessante salada:
    vimos um filme alemao feito por um turco sobre uma personagem brasileira (Olga) e em seguida apresentacao de um grupo da Guiné-Bissau e aí um casal de saxofonistas canadenses tocando com velhos cubanos. Depois filme de tailandeses, filme mostrando a vida em Havana, filme que viaja pela Índia. E apresentaçao de musicos de Gambia e guitarrista do Vietnam e depois filme sobre a Macedonia e filme sobre Angola. E por aí vai.

    No meio disso tudo, debate na TV com os candidatos a prefeito de minha cidade ao mesmo tempo que debate na TV com os candidatos a imperador de um país no hemisferio norte. 34 crianças mortas na inauguracao de uma praça num oásis do Oriente Médio. É o mundo picotado e distribuído sobre minhas retinas cansadas porém ávidas.

    sábado, outubro 02, 2004

    ERUNDINA NEGA ACUSAÇÕES

    A candidata Luiza Erundina deu entrevista coletiva ontem negando as acusações de que ela seja a irmã bastarda do compositor Tom Jobim. Erundina enfatizou que apesar das semelhanças fisicas, eles não são parentes, embora tenham sido amigos íntimos. Revelou inclusive que Tom Jobim compos uma música inspirada nela, da qual, entusiasmada, cantou alguns trechos.



    foto de Eduardo Nicolau


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER