This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, junho 24, 2017

    Twin Peaks Revisited: Photos


    Outside the Mt. Si Motel in North Bend, Wash.


    "In making the show, David Lynch pulled together a set of locations that were primarily centered around the town of Snoqualmie; as is typical, they ended up using locations that were several hours away to establish just the right mood and feeling. This composite became the town of Twin Peaks. Based on this idea, I gave myself a 2-hour radius from Snoqualmie (the same distance Lynch utilized with his locations in the Pacific Northwest) to photograph things that left an impression on me, things that blend together the mood and atmosphere found in the show—which I realized already existed in my work."
    see the gallery by Todd Hido​

    Twin Peaks Revisited: Photos:



    A trailer in the woods in Snoqualmie.

    pela cochlea>> Radiohead: Exit Music (for a film)




    Wake from your sleep
    The drying of your tears

    Today we escape
    We escape

    sexta-feira, junho 23, 2017

    Angeli e Laerte deixam de lado 'humor escrachado' e criam revista com jovens



    " A mudança dos tempos também se reflete na linha editorial. Para Angeli, colaborador jornal, aquele humor escrachado, das gargalhadas, "já não interessa mais". "Ficou lá na década de 1980", afirma.
    Agora, diz, a busca é "mais profunda". "O que nos move é a renovação. É claro que o humor estará presente porque faz parte do nosso discurso, mas há vertentes e a ideia é não repetir o que passou." "

    leia a reportagem
    e veja as galerias



    Angeli e Laerte deixam de lado 'humor escrachado' e criam revista com jovens - 23/06/2017 - Ilustrada - Folha de S.Paulo



    Temporais castigam o Rio pelo menos uma vez por ano, desde o século XIX




    "Em um editorial publicado no dia 13 de maio de 1897, o jornal “O Paiz” protestava, com a grafia da época, contra a falta de ações do poder público para evitar as consequências de um temporal que alagara o Rio: “De quem é a responsabilidade? Ninguém poderá dizer, porque a anarchia dos serviços administrativos não deixa vaga ao exame e ao apuro de responsabilidade: a directoria de obras já nos diz em carta que nada tem com o peixe, porque o serviço de esgotos pluviais não corre a conta da Municipalidade, mas, sim, da Inspetoria de Obras Publicas, que é repartição federal. Esta, por sua vez, terá desculpas e justificativas a apresentar, e, estabelecido o jogo de empurra, triunfará a desídia tolerável nesta e em outras emergências, com que a moralidade da administração publica determinava, em outro paiz, severas e imediatas punições”.

    leia a reportagam de ANA LUCIA AZEVEDO




    Nada mudou. A Rua Jardim Botânico alagada no fim da década de 1980: uma cena que se repete em 2017 - Carlos Ivan /

    Naquele périplo internacional



    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    quinta-feira, junho 22, 2017

    Salah Ragab & the Cairo Jazz Band - Egypt Strut

    Entreouvido no Bolshoi





    CHICO CARUSO (Rio de Janeiro, RJ)

    Marcadores: ,

    Summer of Love 'trading cards' hit San Francisco bus stops / Boing Boing


    Haug collaborated with Ivan Uranga to produce the poster’s bold graphic style. Drawing from the vernacular of trading card, black and white photographs of each personage is set against a vibrant background, reminiscent of the era’s psychedelic rock posters. Each figure is given a title that reflects his/her role in the Summer of Love. For example, Leary appears under the title “Psychedelic Evangelist” along with his famous call from the Human Be-In, the prelude to the Summer of Love, to “Turn on, tune in, and drop out.” The use of the trading card format suggests that these diverse legacies have been commodified, gaining and losing value through the passage of time.
    The series includes other details that are the artist’s own invention. For example, a price is included on the bottom of each card, which was not standard trading card practice. She also uses the figures’ birthdates for their serial number. For instance, Allen Ginsberg is number 26, because he was born in 1926. An exception is Janis Joplin; she is no. 27, the age at which she died.



    " Haug collaborated with Ivan Uranga to produce the poster’s bold graphic style. Drawing from the vernacular of trading card, black and white photographs of each personage is set against a vibrant background, reminiscent of the era’s psychedelic rock posters. Each figure is given a title that reflects his/her role in the Summer of Love. For example, Leary appears under the title “Psychedelic Evangelist” along with his famous call from the Human Be-In, the prelude to the Summer of Love, to “Turn on, tune in, and drop out.” The use of the trading card format suggests that these diverse legacies have been commodified, gaining and losing value through the passage of time.
    ___
    The series includes other details that are the artist’s own invention. For example, a price is included on the bottom of each card, which was not standard trading card practice. She also uses the figures’ birthdates for their serial number. For instance, Allen Ginsberg is number 26, because he was born in 1926. An exception is Janis Joplin; she is no. 27, the age at which she died."


    see more>>

    Haug collaborated with Ivan Uranga to produce the poster’s bold graphic style. Drawing from the vernacular of trading card, black and white photographs of each personage is set against a vibrant background, reminiscent of the era’s psychedelic rock posters. Each figure is given a title that reflects his/her role in the Summer of Love. For example, Leary appears under the title “Psychedelic Evangelist” along with his famous call from the Human Be-In, the prelude to the Summer of Love, to “Turn on, tune in, and drop out.” The use of the trading card format suggests that these diverse legacies have been commodified, gaining and losing value through the passage of time.
    The series includes other details that are the artist’s own invention. For example, a price is included on the bottom of each card, which was not standard trading card practice. She also uses the figures’ birthdates for their serial number. For instance, Allen Ginsberg is number 26, because he was born in 1926. An exception is Janis Joplin; she is no. 27, the age at which she died.
    Haug collaborated with Ivan Uranga to produce the poster’s bold graphic style. Drawing from the vernacular of trading card, black and white photographs of each personage is set against a vibrant background, reminiscent of the era’s psychedelic rock posters. Each figure is given a title that reflects his/her role in the Summer of Love. For example, Leary appears under the title “Psychedelic Evangelist” along with his famous call from the Human Be-In, the prelude to the Summer of Love, to “Turn on, tune in, and drop out.” The use of the trading card format suggests that these diverse legacies have been commodified, gaining and losing value through the passage of time.
    The series includes other details that are the artist’s own invention. For example, a price is included on the bottom of each card, which was not standard trading card practice. She also uses the figures’ birthdates for their serial number. For instance, Allen Ginsberg is number 26, because he was born in 1926. An exception is Janis Joplin; she is no. 27, the age at which she died."
    Haug collaborated with Ivan Uranga to produce the poster’s bold graphic style. Drawing from the vernacular of trading card, black and white photographs of each personage is set against a vibrant background, reminiscent of the era’s psychedelic rock posters. Each figure is given a title that reflects his/her role in the Summer of Love. For example, Leary appears under the title “Psychedelic Evangelist” along with his famous call from the Human Be-In, the prelude to the Summer of Love, to “Turn on, tune in, and drop out.” The use of the trading card format suggests that these diverse legacies have been commodified, gaining and losing value through the passage of time.
    The series includes other details that are the artist’s own invention. For example, a price is included on the bottom of each card, which was not standard trading card practice. She also uses the figures’ birthdates for their serial number. For instance, Allen Ginsberg is number 26, because he was born in 1926. An exception is Janis Joplin; she is no. 27, the age at which she died.
    Summer of Love 'trading cards' hit San Francisco bus stops / Boing Boing:

    Maia assume a presidencia com viagem de Temer




    (Jaú, SP)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: CARMEN MIRANDA E OS DIABOS DO CÉU – NA BATUCADA DA VIDA (ARY BARROSO)




    Cresci olhando a vida sem malícia
    Quando um cabo de polícia
    Despertou meu coração
    E como eu fui pra ele muito boa
    Me soltou na rua à toa
    Desprezada como um cão

    pela cochlea: CARMEN MIRANDA E OS DIABOS DO CÉU – NA BATUCADA DA VIDA (ARY BARROSO)




    Cresci olhando a vida sem malícia
    Quando um cabo de polícia
    Despertou meu coração
    E como eu fui pra ele muito boa
    Me soltou na rua à toa
    Desprezada como um cão

    quarta-feira, junho 21, 2017

    Uma coisa boa da crise




    (Salvador, BA)

    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Voltamos aos tempos da escravidão, quando ferro reprimia desobediência




    "Ao tatuarem a testa de um adolescente com a inscrição "eu sou ladrão e vacilão", em São Bernardo do Campo, depois da tentativa de furto de uma bicicleta, o país foi remetido para os tempos da escravidão, quando a marca de ferro quente era utilizada para reprimir a desobediência, ou, mais remoto ainda, para um sistema medieval de controle.


    Machista, inadequada e extemporânea: é o que se pode dizer da sentença que "indenizou" Fernanda Young por ataques sofridos na internet. Para fixar e reduzir o valor pecuniário da condenação, o juiz levou em conta não os parâmetros normais de aferição do dano moral, mas o fato de a vítima ter posado nua e ter, na percepção do julgador, uma "reputação elástica".


    Ao declará-la mais suscetível que outras ao desrespeito, ao assédio e à ofensa, a Justiça paulista fez reviver o superado dogma da "mulher honesta". "


    mais no artigo de LUIZ FRANCISCO CARVALHO FILHO 

    Talvez a resposta para um mundo mais diverso e conectado esteja offline



    "Não será uma outra estética nas redes que irá desconstruir o ódio, apenas. É preciso que o online não seja a única centralidade da expressão política e da vida. Para tanto, um outro ambiente de ação política se faz necessário. E, talvez, deva ter um peso offline maior do que o online. Nestes dias passados aqui em Londres para mais uma jornada de trabalho, foi possível ver que, além de uma militância em redes sociais, a campanha de Corbyn e dos outros candidatos do Partido Trabalhista foi se reinventando a partir de ações bairro a bairro, porta a porta. Muitos candidatos ao parlamento cresceram nos distritos por terem priorizado a relação comunitária. O Podemos, na Espanha, também conseguiu se projetar com uma vasta rede em bairros, com seus círculos e confluências. Malini afirma que a Europa, já tendo experimentado o gosto amargo da austeridade, começa a produzir saídas. O vínculo entre as políticas de austeridade e a cultura do ódio começa a mostrar que não é um bom caminho para a sociedade. Mas foi necessário falar das questões reais da vida, de porta em porta, para essa mudança aparecer."

    LEIA COLUNA DE MARCUS FAUSTINI 

    terça-feira, junho 20, 2017

    Trabalhista




     
    (São Paulo - SP)

    Marcadores: ,

    pela cochlea>> Edu e Bethânia - Candeias (Edu Lobo)



    Procissão de velas brancas no sentido da Bahia

    segunda-feira, junho 19, 2017

    PALAVRAS



    "Desde a gênese da nossa contestação temos que conhecer nossas forças: a palavra, o pensamento e a convicção, contra alguém que controla o Exército. É contraproducente dar a eles a resistência que esperam que demos. Isso iria legitimar sua violência. Optamos por um pacifismo extremista no qual sabemos que vamos ser agredidos, presos. Treinamo-nos para isso, não é fácil resistir ao revide. Sabemos que podemos ficar um ano tomando porrada sem reagir, mas, se houver um excerto de agressão da nossa parte, isso irá legitimar a repressão. Dar as costas é não permitir que digam que os agredimos. Que esteja na mão deles o início e o fim da violência. Eles devem nos agredir pelas costas, queremos levá-los ao limite da sua covardia."

    Luaty Beirão, rapper angolano

    Trancas




    (Vitoria, ES)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    PELA COCHLEA>> Na Asa • Luísa Maita



    Cadê o dengo renascê quise
    A tua lança tá na asa aqui não sobe a pé
    Só vir no jeito e já vem te pegar
    Da língua passa para o doce e depois e no ar

    PSDB no governo

    (Recife, PE)
     
    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges 

    Marcadores: ,

    A fogueira das autoridades




    "Difícil dizer qual a imagem mais aterradora. A maciça torre residencial envolta em labaredas, com seus 24 andares de vida interior em desespero, iluminando a noite londrina de horror, gritos, sirenes e impotência. Ou a mesma estrutura, à luz do dia, eviscerada, de pé feito túmulo silencioso. Uma assombração sombria.

    Ambas também podem ser olhadas como monumento, ou ruína, da ideologia de combate a regulamentações na área de proteção social. Uma das pedras de toque dos governos neoliberais reza que normas reguladoras impedem a liberdade e prejudicam a produtividade. Na Inglaterra, um dos atrativos do Brexit foi acenar com menos normas impostas pela União Europeia, menos inspeções, mais independência para encontrar atalhos.

    Três anos atrás, o ministro da Habitação, Brandon Lewis (hoje ministro da Imigração de Theresa May), rejeitou a proposta que obrigaria construtoras a instalar sprinklers anti-incêndio em futurasn edificações. Deixou ao senhorio a opção de fazê-lo ou não, e vetou a medida como parte do plano May de combate à burocracia. “Introduzimos a regra ‘entra uma, saem duas regulamentações’, segundo a qual sempre que o governo adotar uma nova norma, vamos identificar duas existentes, e extingui-las”, explicou."


    Grenfell Tower em chamas (Foto: Natalie Oxford / https://twitter.com/Natalie_Oxford)

    LEIA A COLUNA DE DORRIT HARAZIM

    ilustração André Mello

    domingo, junho 18, 2017

    10 Best Movie Masturbation Scenes |




    Films depicting self-abuse have ranged from smart to sweet to silly. Here are a handful of popular American movies and a few foreign films that touch on the subject of touching one’s self.

    read more

    10 Best Movie Masturbation Scenes | Alternet:

    Temerolândia




    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea>> Black Alien, Speed Freaks & Rica Amabis - Vozes da Seca (Tributo a Luiz ...



    Seu doutô os nordestino têm muita gratidão
    Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão
    Mas doutô uma esmola a um homem qui é são
    Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão

    Diagnóstico




    (Rio de Janeiro, RJ)

    clique na charge para ve-la maior
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER