This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quarta-feira, setembro 29, 2004



    MARTA SUPLICY PODE SER BOA POLÍTICA
    MAS COMO DONA DE CASA...


    Num debate realizado esta semana, a atual prefeita de São Paulo, Marta Suplicy saiu-se bem no bate-boca com os demais candidatos, mas se atrapalhou toda durante o teste de conhecimentos gerais.



    Após o debate Marta protestou alegando que teria sido discriminada por ser mulher, pois a outros candidatos teriam sido colocadas questões mais fáceis.
    "Com o Serra, por exemplo, testaram seus conhecimentos de Economia. Para o Maluf a questão foi de Geografia, quando lhe perguntaram onde ficam as Ilhas Jersey!"

    Luíza Erundina apoiou o protesto de Marta, dizendo-se também discriminada.
    "A mim me perguntaram se eu tinha espelho em casa e tive que responder que eu não sabia..."

    foto de Monalisa Lins

    terça-feira, setembro 28, 2004

    AFOGANDO EM NÚMEROS

    87 milhões de brasileiros não tem rede de esgotos disponível, ou seja, estão vivendo na merda.




    Whisky - Rebella & Stoll (Uruguai, 2004) ****

    A vitalidade impressionante do cinema argentino parece que abrange também o cinema uruguaio. Whisky é realizado por uma rapaziada nova que já tinha feito o ótimo 24 Watts. Com seu segundo filme venceram o Un Certain Regard deste ano em Cannes.

    Com uma história simples, fazendo um cinema simples
    onde as cenas se repetem mecanicamente
    como a vida mecanica dos personagens
    Rebella produz um filme profundo e tocante.

    O personagem principal é um dos velhos mais poras da história do cinema. Não se interessa por nada. Quando seu irmão vem lhe visitar pede a uma empregada de sua fábrica de meias - com quem mal conversa ou repara apesar de trabalharem ali há anos - para encenar ser a sua esposa.

    É um concerto de câmara a tres sobre o tema da solidão.




    Mille et un jours - Frederic Laffont (França, 2003) ****

    Sheherazade, capturada pelo califa, contou histórias
    uma a cada noite
    e assim foi aprendendo a não ter medo do dia seguinte.
    Um correspondente de guerra, em meio à insanidade do conflito israelenses-palestinos, conta histórias, para também não ficar insano, para não temer o dia seguinte, para manter sua capacidade de se enternecer.

    Sao historias de seres humanos ilustradas por sua câmera no ombro e por fotografias de guerra.
    Tecendo essas teias como numa fábula oriental narrada numa voz onírica
    porém com imagens gráficas de violência e morte e sangue e entranhas.

    Pedras contra tanques.
    Oliveiras derrubadas no deserto.
    Adolescente sai para dançar e explode.

    Não há partidarismo nessa fábula. Os dramas dos palestinos surgem no mesmo tom que os dos israelenses. O ponto de vista é o da humanidade. É o da compaixão.
    E em termos cinematográficos embarcamos numa viagem extraordinariamente bela e bem realizada.
    Mil e Um Dias é o melhor filme visto até agora neste Festival do Rio 2004.



    COMO DAR UMA VIRADA, SE O RABO ESTÁ PRESO?

    Os que querem que Bush & sua corja se ferrem acompanham inquietos a campanha conservadora de seu concorrente John Kerry.
    Suas posições começam a ficar tão semelhantes às dos republicanos que começa a se falar em "ao invés da cópia fajuta, prefira o original fajuto".

    Tem aréas onde mesmo um americanão de direita como Kerry (que votou a favor da invasão no Iraque, logo não pode meter o sarrafo nisto) poderia pegar para espinafrar o rival.
    Por exemplo, algo que calaria fundo no coração do povo, mesmo os patriotas empedernidos:
    por que o Governo Bush nao tomou as providencias mínimas necessárias para tentar evitar ataques aéreos como os contra as torres do WTC, salvando assim milhões de vidas?
    Há indícios bastantes de pistas entregues ao Governo quanto a isto.

    Quando Clinton fez a transição para Bush, frisou que o combate ao terrorismo deveria ser prioridade.
    Só o passou a ser após o atentado 11/09 quando a corja enveredou pelo o quanto de útil isto poderia ser para seus propósitos pessoais.

    Por que o Kerry não pega pesado com isto?
    Aí é que está. (E está toda a sua campanha, e estará a sua presidência caso consiga ser eleito.)
    Existe uma carta.

    Uma carta na manga? Sim, pode ser, mas é uma carta literalmente. (Deve haver outras do mesmo teor, mas esta já é significativa).
    Brian Sullivan, agente de segurança da Federação de Aviação no aeroporto de Boston, escreveu uma carta direta ao Senador John Kerry relatando falhas na segurança do aeroporto e dizendo especificamente que estava notando um padrão que levaria a um ataque coordenado utilizando vários voos domésticos no mesmo dia.

    Um trecho da carta diz:
    Com o conceito de jihad, o senhor acha que seria dificil para determinado terrorista embarcar num avião e destruir a sim mesmo e a todos os outros passageiros. Pense no resultado de um ataque coordenado que derrubasse vários voos domésticos no mesmo dia. Com nosso sistema de revista atual, isso é mais do que provável. É quase certo.

    E relatava em detalhes como ele, com a ajuda de um repórter da TV local, tinham embarcado pessoas com facas ou outras armas por aquele aeroporto. Nas dez tentativas, conseguiram embarcar armados nos aviões em nove vezes.

    Pode ser que a carta tenha passado batido no volume de correspondencia recebido por um senador americano. Pode ser que tenha sido lido e considerado uma viagem paranóica do remetente.

    Ou pode ser também que tenha influído nisto o fato de que entre os principais financiadores do político John Kerry estejam as grandes companhias aéreas, que naquele momento combatiam ativmente a implementação de normas de segurança mais eficazes nos aeroportos devido aos custos que isto lhes acarretaria.

    É, não dá para o Kerry atacar por aí...
    E nem, quando se verifica os bastidores, por ali, por acolá, por aquele outro tópico...

    Pela COCHLEA:
    David Bowie - Alladin Sane (30th Anniversary Special Edition)

    segunda-feira, setembro 27, 2004

    .
    .

    Uncovered - Seckler & Pérez & Greenwald (EUA, 2004) ***
    Unprecedented - Robert Greenwald (EUA, 2004) **
    Control Room - Jehane Noujaim (EUA/Egito, 2004) ****

    A mostra de documentários do Festival do Rio está excelente e atualíssimo, trazendo inclusive as pontas-de-lança do onda de sucessos em documentários nos EUA, como The Corporation, Farmingville e os tres acima.
    Só não estão representados Farenheit 9/11 e Super Size Me porque já tiveram lançamento comercial no Brasil.

    A trilogia UN de Greenwald, produzida pela ONG de maior atuação anti-Bush no seio do Império, a MoveOn, tem dois filmes na Mostra (a terceira UnShredded, é sobre a Enron, e talvez foque muito assuntos locais para um festival brasileiro). Greenwald acaba de lançar um "quarto filme da trilogia", Outfoxed, sobre a cobertura ultra-tendenciosa da Fox News e a manipulação da mídia americana.

    Foi doloroso reviver em Verdade Relevada as ocorrencias iniciais da invasão ao Iraque. E extremamente revoltante, ao condensar em uma hora e meia aqueles absurdos - a montagem repetida e maquinal de mentiras re-ditas uma atrás das outras é sensacional - ainda mais pela ótica dos fatos posteriores que ainda vivemos, com a revolta atual.

    É um docu porrada mas não um libelo de esquerda como Michael Moore. É um levantamento factual, com os dados apresentados inclusive por depoentes que seriam considerados como de centro ou de direita. Mas pessoas sensatas. Ou então gente que entende do serviço (de guerra ou de espionagem) e sente-se ultrajada pela barbárie ou desfaçatez dos atuais poderosos.

    Sem Precedentes enfoca a roubalheira que foi a eleição americana de 2000. A gente sabe desses fatos, mas vê-los enfileirados e analisados - e acrescidos de informações inéditas - é também nauseante.
    Um filme extremamente pertinente quando se aproximam as eleições de 2004 - tanto que esta é o Remix-2004, visando alertar o publico.

    (Interessante é que estes dois filmes foram produzidos tendo em vista primordialmente a exibição pela internet - na rede de conscientização americana)

    Central Al Jazeera é um docu de enorme impacto e um dos pontos altos de todo este festival. Noujaim estava no lugar certo na hora certa e acompanhou a invasão do Iraque dos estúdios locais da AlJazeera. Inclusive quando esses estúdios foram bombardeados pelos invasores, com a morte comovente de um repórter.
    Comovente é pouco para este filme dramático e contundente e irônico.
    Enfoca inclusive o lado do invasor como o do invadido (porta-voz do exercito americano é um dos principais personagens). Aliás, também um terceiro lado:o dos jornalistas.

    Ver esses filmes um atrás do outro formou um painel interessante.
    Mas saio do cinema para ler as noticias que apontam re-eleição de Bush & camarilha neo-con !!!

    adendo

    Recomendo enfaticamente os sites dos filmes para quem quiser apreender mais informa�§�µes

    Different Channels, Different News

    Truth Uncovered

    Unprecedented



    Pela COCHLEA: Tori Amos - I don~t like mondays

    VEM TRETAÍ

    Jimmy Carter avisa:
    vão armar de novo na Florida.



    PALAVRAS

    A vida é uma charrete tocada pelo chicote da desgraça.

    Fulke Greville

    domingo, setembro 26, 2004




    Farmingville - Catherine Tambini & Carlos Sandoval, 2003 ***
    Un Dia Sin Mexicanos - Sergio Arau. 2004 ***
    Persons of Interest - Alliston McLeane & Tobias Perse, 2003 **

    Dia para abordar a questão dos chicanos (e de outros imigrantes)
    Farmingville é um excelente documentário que vem fazendo sucesso no circuito dos novos documentãrios americanos. Acompanha dois anos na vida de uma comunidade que se transforma com a chegada de ilegais mexicanos em busca de emprego. Os americanos xenófobos querem se livrar deles, mas ao mesmo precisam deles para as tarefas meniais que eles mesmos não querem mais fazer. As exaltações se inflamam e se espraiam para virar questão nacional.

    Cenas explícitas de demência americana. Um povo louco de pedra.
    Destaque para as teorias de que os mexicanos querem retomar suas terras que os americanos conquistaram e expulsar todos os americanos (depois de estuprr suas mulheres, é claro)
    (E isto ocorre a poucos km da cosmopolita Manhattan, não nos cafundós dos retardados comedores de milho.)
    Mas o docu mantém sua linha de reportagem e coloca com absoluta e louvável isenção os pontos de vistas de todos os lados.
    Houve um debate muito interessante com a diretora ao final da sessão, conduzida pelo Padilla do Onibus174.

    (o site do filme tem farto material extra sobre a questão)


    Escrevi acima que os americanos querem expulsar os mexicanos mas ao mesmo tempo precisam deles para sua economia de exploração e lucro máximo....e o segundo filme mostra exatamente isto.
    Um Dia sem Mexicanos usa a linguagem do humor e do escracho para detonar petardos políticos contundentes.
    Certo dia a população da California acorda e todos os mexicanos desapareceram sem deixar traços. Tudo entra em colapso, evidentemente.

    A sátira do filme cobre vários lados além desta questão, a falsidade dos políticos e a ganancia da mídia e a violencia da polícia. Misturando imagens de arquivo (colocadas em outra situações, como potocas em movimento) com cenas filmadas num tom de hiper-realismo, é muito, muito engraçado.


    O tema de Pessoas sob Suspeitas também é interessante e pertinente: depoimentos de pessoas que foram detidas nos EUa sem motivo a não ser a de terem nomes ou aparência árabes e que ficaram presos por mais de um ano e tiveram suas vidas destruídas.
    Um retrato apurado do estado policial autoritário em que se transformou a Amerika, com toda sua arrogância de land of the free...

    Para terem idéia: com algum tempo de cadeia, a repressão inventa alguma alcunha para atachar aos condenados. Suspeita de Terrorismo, Suspeita de Financiar Terrorismo, Suspeita de Simpatizar com o Terrorismo e... Suspeita Indefinida! Ou seja, o elemento é suspeito de ser suspeito! Sem maiores justificativas...

    As provas contra os detidos são igualmente surreais: um exemplar do Al Corão encontrado em sua casa... um bilhete de entrada no World Trade Center onde um empresário levou colegas do exterior para passear há alguns anos...

    O filme são basicamente depoimentos destas pessoas filmadas como se estivessem numa sala de interrogatório (com técnicas idem). Se cinematograficamente isto fica pobre, confere tensão aos fatos.

    (o site tem as historias dos depoentes, interessantes de se ler mesmo para quem nao viu o filme - recomendo ir lá)





    PALAVRAS

    Amaldiçoado seja aquele que constrói sua casa através da iniquidade, e dispõe os cômodos pela injustiça; que utiliza o trabalho do próximo sem pagá-lo, e sem lhe dar emprego.
    Teus olhos e teu coração só existem para tua cobiça, e para verter sangue inocente, e para a opressão, e para a violência.


    Jeremias 22:13,17

    sábado, setembro 25, 2004



    LULA APÓIA BUSH !!

    Em sua recente viagem aos EUA, nosso presidente Lula ficou tão encantado com o progresso daquele país que decidiu se engajar ativamente na campanha pela re-eleição do seu novo companheiro, George W. Bush.






    Mors Elling - Eva Isaksen (Noruega, 2003) **
    Forbrydelser - Annette Olesen (Dinamarca, 2003) ***

    Dia de cinema escandinavo. Elling, o Filhinho da Mamãe é bobinho mas muito simpático. Como é soturna e sombria a vida desses noruegueses... Ana lembrou também dos ingleses do interior da ilhota... Se em Mallorca enlouquecem assim, imagine quando vem ao Brasil...

    Em suas Mãos. Quando à serviço de uma boa história, com um roteiro de impacto, as filmagens no estilo Dogma 95 são extremamente eficazes.
    Em seu minimalismo despem os filmes ao cerne e ao osso e nos concentramos no drama, nos planos das cameras e principalmente na interpretação dos atores.
    Este filme é um exemplo excelente.
    Embora no princípio pensei ser um ficção-científica, dado as diferenças de uma prisão dinamarquesa para as que conhecemos, logo a barra pesa mesmo naquele ambiente.
    Apresenta os personagens e suas questões sem tomar partido, sem pregar nada e sem pontificar postulações. Secamente.



    À MESTRA, COM CARINHO

    Atualizando a historia da professora e seu aluno, reicidentes em paixões:
    ela saiu da prisão, eles se re-encontraram, retomaram o namoro e nesta semana se casam.



    PALAVRAS

    O capitalismo venceu. Estamos, finalmente, em um sistema-mundo em que tudo é mercadoria, em que se produz loucamente para se consumir mais loucamente, e se consome loucamente para se produzir mais loucamente. Produz-se por dinheiro, especula-se por dinheiro, mata-se por dinheiro, corrompe-se por dinheiro, organiza-se toda a vida social por dinheiro, só se pensa em dinheiro. Cultua-se o dinheiro, o verdadeiro deus da nossa época – um deus indiferente aos homens, inimigo da arte, da cultura, da solidariedade, da ética, da vida do espírito, do amor. Um deus que se tornou imensamente mediocrizante e destrutivo. E que é insaciável: a acumulação de riqueza abstrata é, por definição, um processo sem limites.

    - César Benjamim
    "Atualidade de Marx"



    Acabaram de instalar Velox em Paquetá!
    Agora o blog0news ficará mais assíduo!
    E poderei visitar mais as pessoas virtuais,
    pois no discado aqui a 28kbps ficava dificil...

    sexta-feira, setembro 24, 2004




    Festival do Rio 2004. Minha opinião atual é a mesma que expressei aqui no ano passado.
    Leiam e pensem se não concordam.

    Prefiro ir comendo então as películas pela beirada.
    Mas nesta edição dois fatores me levam a aumentar o cardápio:
    descolei um passaporte, o que alivia no lado financeiro
    estou semi-desempregado, o que permite flexibilidade nos horários.

    A preferência total será pelos documentários. Estou mais querendo pensar sobre o nosso tempo. E docus geralmente são difíceis de se esbarrar depois. Então começo a elaborar a grade pela mostra Limites & Fronteiras.

    Seguir uma mostra é um bom caminho pra se emprenhar no cipoal de mais de 300 filmes. Dá margem à leituras comparativas e aprofundamento nos temas.
    A mostra de ficção-científica está excelente e seria uma recomendação.
    (Para mim não pois já vi todos, e muitos destes várias vezes).
    A de Sergio Leone idem.
    (E idem)

    O importante é descartar de cara os filmes que terão lançamento comercial certo.
    O Blog do Bonequinho relaciona alguns.
    (Acrescento à esta lista: Code 46 do Winterbottom e Vera Drake do Mike Leigh)
    Basicamente: tudo que passa no Roxy vai entrar.

    Depois de relancear sinopses e ler dicas e contra-dicas e lembrar de artigos sobre festivais e refazer tudo pelos filmes nao-liberados (e os re-liberados)
    estou com uma grade armada para os primeiro oito dias.
    (concentrando também nos seis estações porque cansei também de correr de cinemas a cinemas tentando pegar os horários)

    Portanto, se quiserem sugestões para a Maratona de Cinema deste ano
    leiam este arquivo.



    TEA FOR THE TILLERMAN

    para quem le ingles
    uma versão interessante sobre o banimento de Cat Stevens:
    Agora a América está Salva!



    PALAVRAS

    Os bancos brasileiros fazem os maiores lucros bancários do planeta, mas não têm competidor também em outro aspecto: pagam aqui os piores salários relativamente aos lucros. Não lhes basta a usura: praticam também a avareza.

    - Janio de Freitas
    "Disfunção Social"



    SONHOS

    No inicio dos anos 70 fomos, o pessoal do Pasquim, passar um fim de semana em Paquetá.
    Baden Powell estava junto. Ele estava compondo os Afro-Sambas e ao cair da tarde, à beira do mar, pegava o violão e nos mostrava as músicas.

    Eu e Maciel tomamos uns ácidos e mergulhamos nas águas então transparentes da Baía. Eu deslizava sob a superfície maravilhado com a translucitude.

    Sentados numas pedras Maciel me perguntou: - Como era o Casal Rosenberg pessoalmente?
    Respondi: - Como é que se descreve uma pessoa? Por exemplo, como você diria que você é? Daqui a anos, vão me perguntar "você que conheceu Luis Carlos Maciel, como ele era pessoalmente?"... e o que eu vou poder responder?

    quinta-feira, setembro 23, 2004



    TCHURU TCHURÁ! TCHURU TCHURÁ!
    OH DATEMI UN MARTELO!


    Agora que aprendeu a manejar um martelo Lula se entusiasmou e não larga mais a ferramenta. Encomendou um martelinho mais leve que carrega consigo a todos os lugares, para desespero de quem estiver do seu lado!

    OH BABY BABY IT´S A WILD WORLD

    Now I've been happy lately, thinking about the good things to come
    And I believe it could be, something good has begun

    Oh I've been smiling lately, dreaming about the world as one
    And I believe it could be, some day it's going to come

    Cause out on the edge of darkness, there rides a peace train
    Oh peace train take this country, come take me home again

    Now I've been smiling lately, thinking about the good things to come
    And I believe it could be, something good has begun

    Oh peace train sounding louder
    Glide on the peace train
    Come on now peace train
    Yes, peace train holy roller

    Everyone jump upon the peace train
    Come on now peace train

    Get your bags together, go bring your good friends too
    Cause it's getting nearer, it soon will be with you

    Now come and join the living, it's not so far from you
    And it's getting nearer, soon it will all be true

    Now I've been crying lately, thinking about the world as it is
    Why must we go on hating, why can't we live in bliss

    Cause out on the edge of darkness, there rides a peace train
    Oh peace train take this country, come take me home again


    - Cat Stevens
    ou Yussuf Islam

    que nao pode descer do avião,
    proibido de por os pés nos EUA




    NOTICIAS COMUNITARIAS

    blog0news tenta daqui mandar uma força para nossa querida leitora li stoducto,
    que está com a mãe na UTI...
    torcemos para que ela melhore, se isto for o melhor!

    li e suas palavras tortas estão inclusive de casa nova,
    no mesmo bairro que o blog0news, o blogspot.
    foi lá que descobri que Narjara Turetta é candidata a vereadora!!

    lá também há um post de pérolas jurídicas com achados como
    O contestante nega ser o pai da criança, pois não chegou a 'cometer' a mãe do investigante. Mesmo tendo sido uma noite de orgias, com vários participantes, o investigado limitou-se a uma única cópula, com outra pessoa da roda, após o que ficou com o tiche murcho.



    IGREJA-ESTADO

    Um prenuncio do que podera vir a ser o Imperio Americano com mais quatro anos de Bush e seus neo-cons fanáticos no poder:
    o Heritage Institute, agremiação de extrema-direita e de grande prestígio na Amerika, propõe que sejam instituídas planos de saúde exclusivamente para cristãos.

    Propostas semelhantes vem adquirindo força entre o povo conservador:
    um sistema de previdência social exclusivo para cristãos
    ou
    a construção de alas especiais nos presídios somente para cristãos
    (sim, cristãos também cometem crimes
    mas pelo visto Deus logo os perdoa).



    Pois é, será que vamos virar um EUA também aqui?
    Leiam o post abaixo...

    PALAVRAS

    Eu nem gosto de comentar essas coisas, mas vocês deviam saber: este rapaz defende a legalização da maconha e o casamento de pessoas do mesmo sexo. E isso não é coisa de cristão.

    - Garotinho, atacando Lindbergh Farias
    em comicio em Nova Iguaçu


    Eu queria pedir que vocês orassem para ele não vencer a eleição.

    - idem


    Vamos orar pelos nossos inimigos. Porque este homem não conhece Jesus. Este homem não tem consciência de que todos aqueles que estão indo contra os planos de Deus, Deus fará a sua destruição. Senhor, converta este homem. Porque temos amor primeiramente.

    - Cris Duran,
    no mesmo local

    quarta-feira, setembro 22, 2004

    COMO PEDREIRO LULA É UM BOM EX-METALÚRGICO

    Em mais um esforço para alavancar a campanha de Marta Suplicy à prefeitura de São Paulo, o presidente Lula, acompanhado de seu séquito de puxa-sacos, participou de um mutirão de construção de casas populares na periferia desta grande metrópole, onde pode demonstrar todo o seu desconhecimento dos principios basicos de uma obra.



    foto de Eduardo Knapp




    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    A idéia é essa mesmo. Como o festival (cada vez com menos dinheiro na organização e cada vez mais dispensável) seria considerado um "sucesso" sem filas intermináveis, sem confusão? Qualquer problema, justifica-se com "todo ano é assim" ou "é o jeito carioca".

    É marketing vagabundo as custas de uns poucos que ainda adoram cinema e de uma maioria que corre para qualquer evento como insetos correm para a luz.

    Tõ fora.




    Refere-se a este post



    Via IRIS : The Village (M.Night Shyamalan, 2004)

    Nos contos de fadas as florestas eram cenãrio constante
    mais do que lugar uma presença palpável cercando e cerceando as aldeias e os aldeões.
    O desconhecido = o perigo.
    Pela floresta afora seguia também o caminho que levava a mudanças e à perda de mao de obra para locais porventura mais interessantes.

    Os caminhos eram desertos e sempre havia um lobo mau por perto.

    Isto tornou-se atávico em nós que descendemos dos personagens destes contos ou das lendas indigenas ou dos cantos africanos nas clareiras das selvas.

    É nessa região geográfica e da mente e neste rincão do medo e dentro desta sociologia dos mores que está localizada o Vilarejo do Shyamalan.
    O maior mérito do diretor é recriar e construir com solidez este clima e criar e construir meticulosamente um universo tempo-passado-fora-do-tempo desta vila que seja coerente em todos os detalhes de produçao.
    Assim o filme é mais um ficçao-científica (nos moldes classicos, desdes que discutem mais o espaço interno dos homens do que o externo das galáxias) do que um terror.

    Shyamalan detonou uma carreira de expectativas com O Sexto Sentido e Unbroken (um dos melhores - senao o melhor - sobre heroi de historia em quadrinhos). E jogou isto fora ao embarcar com Mel Gibson no péssimo Sinais .
    Por isto entrei no perimetro desta Vila com apreensáo.
    Mas, morando lá, percebi que o filme é excelente.

    A parte técnica é elegante, com uma fotografia classuda, uma edição rigorosa que muito ajuda ao nos trazer este universo. Uma historia sutil como na cena em que o par romantico finalmente aproxima os rostos para o beijo mas a cämera se afasta e mostra a cadeira de balanço sozinha na varanda.

    Há quem leia no filme toques sobre o uso do medo por nossos Imperadores atuais para manipular seus suditos. E há quem desmereça o filme por considerar apenas a historia da superficie e dizer que sacou muito antes o que realmente acontecia na Vila. Nada disto importa. O filme é bom, além da história e sem a ajuda de monstros como Bush.





    BUSH X KERRY

    A manipulação das eleições no Imperio começou antes da votação, é claro.
    Pesquisas encomendadas dão dianteira expressiva de 12 a 13 pontos para Bush e sao essas as amplamente alardeadas na midia (inclusive a brasileira).
    As pesquisas realizadas por instituições mais "sérias" continuam dando empate técnico entre os candidatos.

    Além disto, perscrutando as entrelinhas dos métodos destas pesquisas pode-se notar alguns detalhes interessantes.
    O universo pesquisado são os dos "registered voters", ou seja, quem já tenha votado alguma vez. Não leva em consideração portanto que possa haver um grande numero de pessoas (jovens ou nao) que de saco cheio ou revoltados com o Imperador resolvam ir votar pela primeira vez na vida (nos EUA não é obrigatório).

    Outra: as pesquisas são feitas por telefone. Utiliza-se o numero constante nas fichas dos eleitores. Nao sei porque (economia?) não são feitas ligações para quem deixou como numero um celular. (E a tendencia de ter como aparelho principal um celular é maior entre os mais-novos e nao-conservadores)

    Mesmo assim quem torce pelo Kerry ou anseia por uma derrota do Bush tem com o que se preocupar. Kerry é um ser muito chocho pra essa briga de cachorro grande. A equipe do Bush tem um ataque forte, o juiz é ladrão e rouba a seu favor, mas sua defesa é uma peneira. E mesmo assim o time de Kerry atua na retranca.

    E se aqui é assim, imagine nos EUA: quem dá "a cara" realmente às campanhas são os marqueteiros. E lá, reforçados por uma nova profissão que são os estrategistas eleitorais. Quem comanda a campanha do Kerry é o mesmo que comandou a desastrosa campanha do democrata Dukakis (88, contra Bush Pai). Junto com ele está um estrategista que vem de perder sete eleições seguidas!



    terça-feira, setembro 21, 2004


    Ilustrando com numeros o post abaixo:
    Luke pegou uma senha para a fila de compra de ingressos antecipados no Festival do Rio (de Cinema).
    Foi o felizardo detentor do numero 471 !
    Até a hora do almoço tinham sido atendidas 30 pessoas.
    Quando voltou ao local (ao único local para venda de ingressos para 25 cinemas e mais de 300 filmes), depois do trabalho, cerca de oito horas da noite, o atendimento estava no 162.



    Nesse caminhar ele poderá comprar ingressos antecipados para filmes já exibidos! Legal!

    (mais detalhes em lukeboss )



    os meus sonhos foram vendidos tao baratos que nem acredito




    Será que todo ano agora será assim?
    Mais do que na edição passada o "dia da venda antecipada" de ingressos para o Festival do Rio foi um caos, uma maratona exaustiva, uma corrida de obstáculos, a ser percorrida apenas pelos cinéfilos desocupados que podem passar um dia inteiro (e muitos estão lá passando uma dia e uma noite) atrás das indulgências que lhe permitem entrar nas sessoes do reino dos céus.

    Já se sabe que seria assim e entretanto repetiu-se a zona de desorganização e desinformação. Se o Festival cresceu a esse ponto de atrair milhares de pessoas nao pode continuar concentrando vendas num único ponto. Ainda mais com as possibilidades de redes existentes hoje.

    Ah, mas essa rede existe e se chama Ingressopontocom?
    Sim, mas a um custo de tres reais a mais por ingresso, o que para um festivalfilo - que pretender comprar uma caralhada de ingressos - é um bom acréscimo na sua verba de cinema.

    O próprio grupo do festival deveria embutir nos custos do projeto a possibilidade da compra antecipada virtual de casa ou de vários pontos sem custo adicional evitando as horas e horas de tensao e esfalfamento (inclusive para funcionarios do evento).
    Ou será que acham que o tumulto traz um certo charme?

    segunda-feira, setembro 20, 2004

    D´APRÉS BRESLAN

    Continuo assombrado pelas imagens da matança de crianças e professores e terroristas na escola do cáucaso. Penso nessas coisas...

    1. o terrorismo, em suas diversas formas de manifestação pelo mundo, cruzou uma fronteira para dentro da brutalidade e da insensatez. Escorregando abismo abaixo junto com nossas civilizações de brutalidade & insensatez. Nos embrutecemos & perdemos os sentidos.

    Por décadas os grupos e atos terroristas tinham como objetivos - além das demandas imediatas - angariar simpatias para suas causas. Ou se apegavam a ideologias robinhudianas de focar os ataques sobre os opressores. Agora a violencia é indiscriminada - aliás, chega agora a ser deliberadamente dirigida contra inocentes pois sabem que isto dá mídia.

    No Iraque radicais da resistência degolam motoristas nepaleses, ze-povo como eles, sequestrados e forçados para irem ao deserto trabalhar para as grandes empresas. O que tem o Nepal ou os nepaleses a ver com os invasores infieis?

    Os líderes terroristas em Beslan nao fizeram esforços para serem simpáticos. Pelo contrário, sendo ou estando eles tambem embrutecidos, fizeram questão de sacaneá-los. Não há síndrome de estocolmo que resista.
    Os líderes. Alguns terroristas menores fizeram contatos de empatia com os sequestrados, as viuvas tentando explicar como tinham perdido toda a sua familia, as mulheres que foram vendidas aos grupos de terror pelos senhores feudais de suas aldeias...

    Até que um dos líderes atirou em uma sequestradora por estar conversando com o inimigo. Com as crianças da escola invadida.


    2. Nossos sentimentos só se envolvem com aquilo que é espetáculo mediático. Todos choraram pelas crianças agredidas e se emocionaram com as imagens de madonnas pranteando seus anjinhos defuntos.
    42 mil crianças chechenas já foram mortas nos últimos tempos pelos invasores russos.
    Muitas delas em circunstancias extremamente atrozes.
    Nem ouvimos falar delas, não reagimos às suas imagens, ninguem as pranteou

    e aí o mundo se assusta com seres que foram sendo lapidados por essas matanças até se tornarem brutos, lâminas brutas e cegas.


    3. Os extremos se alimentam. Os bandidos interessam aos caubóis. Se não houvessem tantos ladrões de gado os vigias do curral seriam dispensados. Bush cria forças com a força (real ou atribuida) do terror. Os cordeirinhos berram lobo-lobo. Como no conto de carochas de Shyalaman em A Vila.
    Putin potencializa o pandemonio para seu proveito e apanha mais poderes.
    O endurecimento de uma linha já dura gerará reações mais aguerridas
    que por sua vez lubrificarão as mãos de ferro.


    4. O extremismo fanático de radicais islâmicos tem cometido exageros tais que fortalecem ironicamente os árabes moderados
    que, diante dos excessos dos ocidentais, andavam apagados.

    Se os lideres ocidentais fossem esclarecidos buscariam alianças e apoiariam os árabes moderados como forma de conter a radicalidade fanática do inimigo e o avanço de suas propostas de destruição.
    Mas são obtusos e não conseguem distinguir essas sutilezas.

    Aliás, vivemos num mundo obtuso e bruto onde estraçalharam as sutilezas.

    sexta-feira, setembro 17, 2004



    potocas que já vem prontas

    SERRA JÁ ACHA QUE VAI SE DAR BEM!!



    foto de Juca Varella



    neste fim de semana nao estarei postando por motivo de viagem

    é um deslocamento nao só geográfico como tambem temporal
    (para uns 150 anos atrás mais ou menos)
    estarei num quilombo



    SASSASSARICANDO

    Homenagem aos 110 anos da Confeitaria Colombo



    BUSHADA

    O Iraque virou terra arrasada
    país de paupério mesmo antes da invasão
    minada por anos de bloqueios
    e corrupções sadâmicos
    agora ruiu tudo e nao ha mais aguas pelos canos e a energia eletrica falha e a comida é escassa e nao ha empregos pois nao ha onde trabalhar e o saneamento foi bombardeado e é violencia por todo lado e pessoas morrem e sao atacadas e bombas explodem nos mercados e gangues saqueiam
    e vai se perdendo a esperança de vestigios de uma normalidade.

    No entanto, o Imperador Bush, dono das tropas que invadiram o Iraque,
    que promovem a atual destruição
    apesar de proclamarem que fariam daquilo um oasis no deserto de árabes
    mostra suas reais intenções e o desprezo por essa gente

    e a última do Bush agora é reverter US$ 3,6 bilhões que já seguiam para o Iraque destinando-se a obras de reconstrução (das infras básicas citadas acima)
    para outra alíquota denominada reforço de segurança.

    Reforço de segurança significa: ao invés de gastar o dinheiro com os iraquianos (em grande parte repondo o que os americanos destruiram)
    ele será gasto com a segurança das tropas invasoras
    (que estão tomando porrada, vivendo na insegurança)
    e - importante - para reforçar as redes de produção e escoamento de petróleo
    (ah! chegamos ao que interessa!)
    tentando conter as sabotagens constantes dos resistentes (e verdadeiros donos deste petróleo).



    NOSSOS ATENDENTES

    Essas pessoas que atendem os consumidores nas empresas, que lingua elas falam?
    Paece com portugues, mas tem sintaxe e gramática própria.

    Por exemplo: quando voce pede uma informação (geralmente para confirmar se o funcionário que marcou com você na sua casa para fazer o serviço - e devido ao qual voce deixou de ir trabalhar naquele dia ou de fazer algo muito mais importante - irá realmente comparecer conforme marcado)
    ou mesmo qualquer outra informação
    eles não respondem na hora
    e dizem que vão te ligar depois.

    Ou melhor, nao dizem "nós te ligaremos" ou "ligamos pra você"
    nao dizem nem que vão nos contatar.
    Dizem que "estaremos entrando em contato";
    Assim, entrando, bem devagarinho, sem nenhuma pressa
    ao invés de fazerem um contato imediato.

    Mas isto sao detalhes pois qualquer que fosse a maneira de responderem
    o conteudo real é sempre o mesmo:
    "pode ficar aí esperando que ninguem vai aparecer e nos tambem nao vamos te telefonar de volta".




    PALAVRAS

    Não gostaria de fazer comparações odiosas, mas o nacional-socialismo tomou conta da Alemanha - país de tradiçao intelectual, liberal, democrático - depois da República de Weimar, e organizou o país na base do militarismo revanchista, contra o Tratado de Versalhes.
    Bush faz algo semelhante: um Estado militarista, que reprime os direitos humanos, com uma missão no exterior e fundamentado no velho puritanismo dos fundadores dos EUA.


    - Carlos Fuentes

    quinta-feira, setembro 16, 2004



    Recomendo a leitura da coluna do Verissimo de hoje.

    Começa assim
    A charge da capa do “Le Monde”, dias atrás, mostrava Bush sentado nas ruínas do Iraque, rodeado de cadáveres de crianças, dizendo para um Putin sentado nas ruínas da escola de Beslan, rodeado de cadáveres de crianças: “Eu faria o mesmo que você.” E o Putin respondendo : “Você fez o mesmo que eu.” Injusto, até descontando-se a licença tácita dada a chargistas para exagerar. É difícil imaginar outra ação militar parecida, em inépcia e insensibilidade, com a das tropas russas em Beslan. Mas o alvo da charge era o relativismo moral dos que invocam o tamanho do horror em Beslan para justificar o contra-horror no mesmo nível, ou absolver os radicais do outro lado. Enfileire-se todas as crianças mortas no Iraque desde que as primeiras bombas americanas levaram choque e assombro aos habitantes de Bagdá e o resultado será tão pungente quanto o das fotos de Beslan, mitigado apenas pelo fato de que no Iraque ninguém está contando os civis mortos.

    e segue discorrendo sobre nao haver diferenças morais entre qualquer criança morta para concluir que todos, todos, temos um único inimigo em comum: a estupidez humana.

    aqui


    TV5 - Au Hasard Balthazar - qui16 21:25
    TV5 - Mouchette - qui16 23:28


    Dois filmes seguidos de Robert Bresson!
    Bresson é um dos grandes do cinema, com um estilo único, a iluminaçao seca, os closes dramáticos, os roteiros realistas...
    Bresson é um asceta, um santo, um homem extremamente religioso e humanista (no sentido do Cinema ser uma fé).

    Balthazar é a história de um burrico, do seu nascimento à morte.
    Entre sua infinidade de donos, ela aprende até a tabuada!!
    Mas não pense ser este um filme de bichinho - longe disso: ao percorrermos a vida de Balthazar percorremos a gama de sentimentos humanos. É um filme sobre os homens. E extremamente comovente.
    (O crítico seminal Hoberman disse que Balthazar é sobre um burro assim como Moby Dick é sobre uma baleia).

    Basta dizer que na mega-enquete do Village Voice sobre os maiores filmes do seculo XX este ficou em nono lugar.

    Mais Balthazar




    Enquanto Balthazar percorre o universo em uma vida
    Mouchette percorre uma galaxia de sentimentos em 24 horas.
    O primeiro sáo tomadas curtas
    o segundo é lento e com planos longos.

    De como a beleza e a fé podem existir no meio do mais intenso sofrimento e desgraça. Mouchette mora numa vila rural. Seu pai é um beberrão e sua mãe está morrendo. Toma conta sozinha da irmã menor. Numa noite na floresta um caçador e assassino a leva para sua cabana e...
    E daí em diante a barra pesa cada vez mais...
    e dói, dói, dói
    enquanto ela tenta manter o sorriso...

    Mouchette



    É interessante passar um em seguida ao outro (e ver um em seguida ao outro) porque foram realizados um em seguida ao outro.




    Depois de envergonhar a segurança do Palácio de Buckingham, residência da família real britânica, em protesto pelos direitos dos pais separados, o homem-morcego apareceu no Rio de Janeiro. Sua missão: testar a segurança dos prédios públicos por onde passam algumas das principais autoridades da cidade.

    Excelente a ideia de O DIA de realizar uma suite em cima do mascarado e protestante ingles, aplicando a ideia localmente: como o falso Batman invadiu o palácio da rainha, um reporter vestiu-se de Batman para tentar invadir palácios cariocas e testar seus esquemas de segurança.

    Quem quiser ler o resultado da peripécia terá que morar no Rio e comprar o DIA em papel, pois no seu site há apenas uma chamada para a reportagem.

    quarta-feira, setembro 15, 2004



    IVAN FEZ CUBA LANÇAR

    Mas sabem por que o furacao Ivan acabou causandos poucos danos em Cuba, derrubando relativamente poucas casas, enquanto outras ilhas foram praticamente varridas do mapa?

    O Fidel, esperto e precavido, convidou o Maradona para ir a Cuba servir de contra-peso.



    a charge hoje (coluna da direita) está bem engraçada
    misturando assuntos de brasilia com inglaterra com...

    terça-feira, setembro 14, 2004



    MUNDINHO ANIMAL






    É ISSO QUE O BUSH KERRY!

    Acompanho com uma certa satisfação perversa os índices divulgados
    dando que Bush abre dianteira sobre John Kerry
    (rebordosa da ultra-exposicao da convenção republicana, é claro).

    Kerry faz uma campanha salobra.
    O Partido Democrata teve chances de escolher um candidato mais opositor ao esquema Bush (e principalmente às suas guerras) e com isso tentar mobilizar uma nação.
    Optou pelo comodismo do centro e agora está aí com um peso morto que pouco difere do proprio Bush. Qualquer uma das duas opções agora continuam sendo o establishment em pleno poderes.

    Bush pode acabar até ganhando esta eleição sem precisar roubar, mais pelos erros, a omissão, e o conservadorismo de seus adversários.



    PALAVRAS

    Não imaginei que o Brasil, que era uma república de bananas sem nenhuma tradição constitucional, poderia gerar um presidente como Fernando Henrique Cardoso, um professor com prestígio internacional. E daí passar a um torneiro como Lula...isso não acontece em nenhum lugar.

    Mas, uma vez que chegou ao governo, Lula não traiu seus ideais, senão que se deu conta de que não estava preparado para o exercício da política, que é uma profissão como qualquer outra. Hoje está cada vez mais deprimido, bebendo cada vez mais e com o partido totalmente carcomido, com os fundamentalistas do partido, que são como os xiitas, querendo que o Estado seja dono de tudo.


    - Hector Babenco


    Você é um imbecil!

    - Claudio Assis

    domingo, setembro 12, 2004


    OLIMPIADAS ATENAS-2004
    CHARGES DE ENCERRAMENTO


    BRASIL-IL-IL-IL!!!

    É impressionante como um país de atraso tecnológico domina certos nichos internáuticos.
    No Orkut só dá brasileiros!!
    Os brasileiros também são maioria absoluta no Fotolog!
    Mas não é só isso!!
    O Brasil é o país campeão de crimes pela Internet!!!

    DANDO PANO PRA AMARELO MANGA

    A intervenção de Claudio Assis foi despropositada
    interruptora de uma cerimonia de premiação onde os holofotes deveriam acariciar merecidamente Paulo José
    e louvar os premios de Jorge Furtado
    e foi mesmo - como disse o proprio Babenco - "indelicado".

    Mas no resto tô com Claudio Assis!
    Premiação de cinema brasileiro geralmente é festa de cumadres!
    Caca Diegues é mesmo a mesmice
    Caetano virou a mesmice
    Babenco em seus ultimos filmes se torna um acadêmico.
    Vamos sacudir o roseiral!



    TRANSILVANIA

    Lembram do auê todo da Operação Vampiro?
    18 colarinhos brancos foram presos em maio.
    Só um continua preso.
    Essa gente, nem estaca no coração...



    Via IRIS
    vistos esta semana mas não comentados aqui:
    Carrington (Christopher Hampton, 1995)
    Brighton Rock (John Boulting, rot Graham Greene, 1947)
    Lição de Amor (Eduardo Escorel, rot Eduardo Coutinho, 1975)
    Shallow Hal (Bobby & Peter Farelly, 2001)
    Tango (Patrice Leconte, 1973)



    UMA GUERRA DE IRAQUE

    As atenções andam agora pela Rússia/Chechenia, furacoes caribenhos, genocidio sudanês, presidenciaveis se pegando nos EUA
    mas no Iraque o bicho continua pegando
    e a guerra lá talvez esteja em seu ponto mais acirrado até agora.

    Como já desbotam as imagens triunfantes de tropas entrando em Bagdá e derrubando estátuas (e atirando em jornalistas)
    as explosoes de shock & awe que subjugaria rapidamente os infieis.
    Os invasores estão longe de ganhar essa guerra
    (se é que já não a perderam).

    Com o buraco bem, mas bem mais embaixo, áreas inteiras do Iraque estão sob controle da resistência. Impera o caos e o desgoverno. Sistemas básicos nunca voltaram a funcionar.
    E o petróleo - um dos motivos da invasão - não voltou a jorrar com pujança,
    sabotada pela resistencia ou engargalada pela ausencia de infras.

    Por que uma invasão tão rápida desmoronou-se numa ocupação desastrosa?
    Um ex-general de Saddam, hoje líder da resistência, profere uma das respostas:
    Eles se prepararam para a guerra.
    Nós nos preparamos para o pós-guerra.


    Outro lider da resistencia analisa:
    Sabiamos que se os EUA atacassem o Iraque, não teríamos chances diante de seu poder tecnológico e militar. A guerra estava perdida de antemão. Então nos preparamos para depois da guerra. Em outras palavras, para a resistência. Ao contrário do que foi amplamente noticiado, não desertamos depois que as tropas americanas entraram no centro de Bagdad em 5 de abril de 2003. Lutamos alguns dias pela honra do Iraque - não por Saddam Hussein, veja bem - e aí recebemos ordens para nos dispersar.

    Como haviamos previsto, zonas estratégicas cairam rapidamente sob o controle dos americanos e seus aliados. Da nossa parte, era hora de executar o nosso plano. O movimento de oposição à ocupação já estava organizado antes dela começar. Nossa estratégia não foi improvisada depois da queda do regime, como os americanos estão improvisando. Existem planos que estão sendo organizados há anos.


    Estão aí os resultados. Planejamento reforçado pela incapacidade dos invasores em cativar minimamente a população.



    LA VIE EN ROSE

    BNDES e Firjan promoveram esta semana no Rio o seminário Revitalização do Rio. Levantar a bola do pedaço. Empresários de peso presentes. Rosinha, Governadora do Estado, não foi. Picuinha com o Governo Federal.

    As Forças Armadas realizam nova rodada de treinamento com as unidades especiais que prepara para combater o tráfico (e outras ações). Armas e treinamento por conta do Governo Federal. Rosinha, Governadora de estado dominado pelo tráfico, mandou algum efetivo para o curso? Nadinha. Picuinhas...



    MEDO & TERROR

    perguntaram porque eu nao postara muito sobre os acontecimentos em Beslan.
    Estou comentando isto através das charges publicadas na coluna da direita.
    Expressam melhor do que eu.
    Penso em reunir as que publiquei num arquivo único e republicar então.

    Assim também nao comentei mas está nas charges o terror anunciado por Marta Suplicy
    invertendo o uso do medo por Serra na campanha presidencial.
    Recomendo a Marta a contratação de Regina Duarte como garota-contra-propaganda, ela já sabe o papel de cor..



    PALAVRAS

    Com o que os dirigentes do esporte no Brasil gastam numa noite com prostitutas daria para os atletas passarem um mes.

    - Diogo Silva
    quarto lugar, taekwondo,
    Atenas-2004

    sábado, setembro 11, 2004

    9/11

    passei o onze de setembro ao largo da data
    al mare

    nao vi as retrospectivas as enéssimas imagens de torres em chamas e nao ouvi as reportagens sobre a luta contra o terrorismo e nao li os textos de como esta data mudou o mundo e inaugurou o seculo XXI e nada mais será o mesmo

    sexta-feira, setembro 10, 2004

    RETROSPECTIVA OLÍMPICA


    Vimos ante-ontem como, por ocasiao de uma olimpiada os chargistas gostam de misturar esportes olimpicos com acontecimentos reais para comentar o desempenho dos atletas nos jogos / o desempenho dos politicos na vida.

    LAILSON cria estas séries há várias olimpíadas. Já é uma tradiçao quadrianual na imprensa pernambucana.



    quinta-feira, setembro 09, 2004


    SONHOS


    Eu era uma cantora/compositora das antigas, tipo uma Joni Mitchell, tipo a personagem de Frances McDormand em Laurel Canyon, morando isolada, distante da carreira, e caminhando um dia no deserto do oeste americano caí por um barranco, deslizando e rolando deslocando a terra e levantando poeira abaixo e quando parei havia desenterrado uns fios
    e puxando esses fios
    percebi que havia toda um fiacao um sistema eletrico enterrado e escondido ali

    e pelo tempos seguintes fui me dedicando a escavar e remover este sitio arqueologico que foi se revelando com microfones e mesas de som e de mixagem
    e foi assim que descobri onde fora parar o lendario esquema de gravacao do mais famoso e misterioso engenheiro de som dos anos 60 e que todos acreditavam nao existir mais e muitos acreditavam que nunca existiu.

    Com a ajuda de amigos recuperei da terra e reconstitui todo o equipamento que nao estava ali por acaso
    o vale no meio do nada continha uma acustica impecavel
    ele levara para la este equipamento planejando realizar ali um concerto historico
    (musicos tocando no meio do deserto - me veio agora imagens do Burning Man, trilha sonora de Live at Pompeii, mas isso foi agora, nao estava no sonho)
    mas ai desapareceu e nunca mais foi visto
    ninguem voltou para buscar aquilo

    E no sonho toquei ali pela primeira vez e foi forte a sensacao de maravilha com a magia do lugar e a qualidade do som
    reuni um mutirao de artistas antigos e nos passamos a tentar recriar ali um concerto semelhante ao que poderia ter sido imaginado entao
    o sonho passou a ser os ensaios
    sob o calor reverberando pelo vazio
    a sensação maravilhosa do som

    mas... cresceu entre nos a ideia de que seria um som tao puro e intenso
    que nao deveria ser captado ou registrado de alguma forma
    acabaria sendo remixado e comercializado e distorcido
    entao tocariamos, durante todo um dia e toda uma noite e ate o sol raiar
    revezando entre as atracões
    e saudariamos o sol nascendo todos juntos no palco que construimos no centro exato do vale de areia e colinas de faroeste

    e quando a ultima nota da ultima musica deste mega-concerto se fosse
    desmontariamos tudo e enterrariamos de volta
    e nunca mais voltariamos para aquele lugar
    nao haveria plateia - o concerto era para nos mesmos para a musica e a natureza -
    e nada daquilo seria gravado ou registrado
    e ninguem falaria disto para mais ninguem.

    O que era um contrasenso pois o personagem que criara o equipamento (Cristal Dreams escrito em letras psicodelicas na mesa de mixagem) e cujo nome nao aparecia no sonho ou entao nao me voltou agora
    era o mais notorio bootlegger dos anos 60
    criava sistemas de sons portateis (na epoca de maquinas musicais trambolhentas) para registrar com agilidade e perfeicao shows e apresentacoes
    distribuindo os LPs depois de maneira clandestina
    mas numa rede informal de grandes vendagens.

    Perseguido pela policia americana (uma especie de RIAA da epoca) always on the move nunca foi pego nem mesmo pela imprensa para a qual jamais dera entrevista
    o sonho passa a ser um documentario sobre esse sujeito
    que agora era eu
    inclusive com a cena famosa onde os canas cercaram minha casa/estúdio mas consegui escapar e furar o cerco e sairam me perseguindo até depararem com uma manifestacao uma passeata num parque onde a turba marchava e cantava e a policia descia o sarrafo e como as coisas saiam de controle tiveram que abandonar a correria e se juntar aos colegas que levavam pedradas
    e com isso eu escapei

    mas não escapei de acordar.

    quarta-feira, setembro 08, 2004

    RETROSPECTIVA OLÍMPICA


    A toda Olimpiada, os humoristas gostam de comparar as modalidades dos esportes que estao sendo disputados na sede olimpica com as modalidades de acontecimentos no nosso pais.
    Resultam disto esportes novos, mas que ja sao praticados cotidianamente pelos brasileiros - e neste tipo de olimpiadas certamente seriamos recordistas de medalhas!!




    Via IRIS: Deus é Brasileiro - (Cacá Diegues, 2003)

    Sendo o dia da Independencia da Pátria decidi ontem pela opção do filme brasileiro, entre tantos na terça à noite, em feriadão. Foi inacreditável! Como é que o cineasta de Bye Bye Brazil ou Chuvas de Verão
    - nem falando em Ganga Zumba ou Grande Cidade que isso era outra época - conseguiu realizar uma coisa tão ruim?!

    O conto do João Ubaldo tem a sua graça mas este roteiro furado não tem pé nem cabeça e nem boas falas. Taoca é apenas chato (quando poderia ser um Burrico para o Deus-Shrek), a personagem da Madá ficou deslocada das cenas, sumindo e aparecendo inexplicavelmente (ou por explicações forçadas e mal conduzidas)

    e Deus... olha, dava pra desenvolver uma otima historia com a ideia de Deus vir à Terra procurar uma Divindade Interina e interagir, favoravel ou desfavoravelmente, com a sua obra. Mas o papo de Deus neste filme é qualquer coisa... Sua rabujice de velho milenar no início é interessante mas nem isto se sustenta.
    Nao há coesão nas suas partículas, faltou um Fiat Lux que desse vida à biomassa vagando pelas estratosferas do sertão.

    As locações são maravilhosas, de longe a melhor coisa do filme. Aliás, tive a impressão que o filme existe apenas para mostrar as locações.
    A trilha sonora também é excelente, como na aparição cantante do Cordel do Fogo Encantado, com uma música e letra ótima
    mas aí corta para um close de Antonio Fagundes em mais um de seus solilóquios "reflexivos.... "eles estão cantando que..." atachando uma formulação insossa à canção.

    Os últimos filmes de Diegues já vinham ralentando... mas este aqui não faz sentido!



    ALEMANHA X BRASIL

    Chato de se ver. Espero que nao seja uma previa do futebol que se vai jogar na Copa Alemanha 2006.

    O Brasil marcou logo um gol e pensou que estava jogando contra a Bolivia.
    Ou, confusos pelo fuso horário, pensaram ainda estar em pleno feriadão.
    A Alemanha então tomou conta do jogo, mostrou toda a sua aplicação e força na marcação, mas como nao o tinha não pode mostrar seu futebol.

    PALAVRAS

    Esta semana, antes de chegar em NY para seu discurso na convençao republicana, Bush reconheceu que calculara mal o que iria acontecer no Iraque depois que ele o invadisse. Que pensara que seria muito mais facil. Acabou sendo muito, mas muito pior.

    Isto deve servir de algum conforto para os pais dos quase mil bravos soldados agora mortos por causa do seu "erro de cálculo". Se eu calculasse mal e atropelasse uma criança na rua, o que acham que iria acontecer comigo? Acham que os policiais simplesmente diriam: "Pois é, Sr. Moore, o senhor deu o melhor de si dirigindo por essa rua, cometeu um erro de cálculo, a criança está morta, mas o senhor está tentando salvar o mundo, então continue pelo seu caminho"? Algo me diz que não é isso que aconteceria. O que náo entendo é que o Sr. Bush comete seu engano e pensa que tem o direito de continuar no seu cargo.


    Michael Moore


    domingo, setembro 05, 2004



    Via IRIS: Vozvrashcheniye (Andrei Zyagintsev, 2003)

    O RETORNO

    Dois garotos russos. Chegam em casa e tem um homem dormindo na cama. É o pai que voltou depois de 12 anos de ausencia. É o pai que voltou depois de 12 anos de ausencia? Não se sabe ao certo. Não se sabe porque partiu. Não se sabe porque voltou. Não se sabe onde esteve e o que fez durantes estes 12 anos. Sabe-se que é um homem calado e bruto. No dia seguinte parte com os meninos numa pescaria por paisagens desoladas.

    Um filho animado recebe de braços abertos o retorno.
    Um filho emburrado repele de cara fechada o retorno.
    E isto é apenas a superfície de um lago enorme e escuro e denso e gelado onde vamos mergulhar com os olhos transbordando de imagens e o coração apertado.

    Fotografia e música esplendorosas, atuação excelente do trio de atores principal, este é até o momento o melhor lançamento de cinema com o qual convivi este ano.

    ps. Dois dados fora do filme me assombraram.
    É o PRIMEIRO filme do diretor russo Zvyaginstsev
    (e já emplaca obra-prima vencedor de Vezena
    na cotação do Rotten Tomatoes, por exemplo, um raríssimo índice de 95%, com todas as críticas favoráveis)

    O rapaz que faz o garoto mais velho, algum tempo após as filmagens, morreu afogado no lago onde se passa o desfecho deste filme.



    PANAMERICA BIAFRICAS

    A Grécia conseguiu realizar sua Olimpíada
    agora atola-se em dívidas que sugarão o país por anos.

    E o Brasil, o Rio de Janeiro? Conseguirá realizar pelo menos o seu Pan?
    Pelo desandar da carruagem, e já estamos caminhando ao fim de 2004, parece que náo.

    Vejam a famosa Vila Olimpica que seria gloriosamente construida no Recreio. Nao se conseguiu ainda nem liberar o financiamento da Caixa para a obra, por estar toda irregular e constituida de previsoes inviaveis. Já refizeram todo o projeto em moldes bem menores que o imaginado.

    Mas o interessante mesmo é que pela imprensa carioca tudo parece caminhar maravilhosamente. A imprensa paulista é que noticia as dificuldades Pan-2007. Despeito ou apuraçao jornalistica?



    AGUARDE NOSSOS ATENDENTES

    Boa essa de se proibir o uso do sistema de ligação telefonica 0300 para vendas ou sorteios. Dentro do uso da telefonia como mais um esquema de emgambelação das pessoas, o 0300 foi um aprimoramento de sistemas anteriores nas quais se podia fazer uma participação via telefone, com a vantagem de que neste, nos numeros 0300, o mané ainda paga pela ligação.

    É um sistema de exploração das pessoas, muitas das quais fazem inumeras ligações desconhecendo haver ali um custo.

    E para as outras possibilidades de uso dos numeros 0300, para busca de informações, reservas de passagens, etc., o valor a ser cobrado pela ligação fica agora limitado a cinco minutos (o que já muito).
    Quantas vezes você já ligou para um serviço de 0300 e te deixam ali pendurado ouvindo musiquinhas irritantes e voceh ainda pagando por aquilo e desconfiando de que enrolam ao maximo a duração do telefonema para faturar mais ?



    BRASIL, PARAÍSO FISCAL

    Zuenir tem razão. Sõ prender os corruptos não adianta, mesmo porque eles acabam sendo soltos. Tem que haver uma maneira de que eles devolvessem a dinheirama que roubaram. Pessoal sente é no bolso.



    QUANTA DESGRAÇA NUM DIA!

    Sexta-feira foi de lascar. Às seis e pouco da manhã fui acordado pela notícia de que Derbi tinha morrido.
    Derbi era um rapaz que foi morar lá em casa e foi criado pelos meus pais.
    Tem gente com mania de achar bichinhos perdidos pela rua e levar pra casa.
    Gatinhos, cachorros, passarinhos, outros...
    Meus pais pegavam pessoas que nao tinham recursos e cuidavam delas, dando uma família, comida, educação, iam morar com a gente lã em casa, e quando cresciam e arrumavam uma vida e saíam meus pais continuavam dando ajuda e orientação.
    Derbi era uma dessas pessoas. Então era como se fosse pra mim tipo um meio-irmão ou um irmão adotivo.

    Em seguida veio a notícia da morte do Aser, que era um antigo companheiro do meu pai.
    Eu e o Luke entao acordados ficamos acompanhando ao vivo as cenas tragicas e horrendas quando tudo destrambelhou na escola de Beslan
    crianças e adultos correndo em meio ao tiroteio, alguns caindo atingidos, talvez mortos
    criancinhas nuas e desvalidas de fome e sede e calor e sendo carregadas ou tropegas pelo cenário
    sangue sangue sangue explosoes & tiros
    maes levantando pontas dos lençois sobre os defuntinhos conferindo rostos vendo se eram seus filhos

    Bezerra da Silva continua mal na UTI com enfizema pulmonar. Luke então contou que Tom Capone tinha morrido num acidente em Los Angeles.

    Corri de volta para Paquetá, mas ao fim da tarde chegou lá a noticia de que Wilma, minha primeira esposa e companheira por quase 20 anos, caira na rua na Tijuca com o peso do corpo sobre o meio-fio fraturando o braço em dois lugares. Um deles com exposta, osso rompendo pra fora da pele.

    Chamaram o Corpo de Bombeiro e ela foi atendida. Colocaram o braço no lugar e puseram uma tala e disseram que ela seria removida para o Hospital do Andaraí. Temerosa do serviço público, ela disse que preferia ser levada para o Santa Terezinha, que inclusive ficava a uns quatro quarteirões de onde ela estava (e um dos hospitais ortopédicos coberto pelo seu plano de saúde).

    Os bombeiros disseram então que não poderiam levá-la - tem uma norma de que não podem transportar feridos para hospitais particulares - e - numa atitude que achei insólita - tiraram a tala de seu braço, que voltou novamente a ficar exposta e capenga, e levaram tala, ambulancia e seus serviços embora.

    Ele ficou ali na calçada um bom tempo, sentindo dores absurdas, sem poder mexer o braço, e sem poder nem tentar se levantar ou caminhar pois na queda (ou causando a queda, nao sabemos) a perna mecânica que ela utiliza se soltou e ela ficou perneta e com a dor e um braço só não conseguiria colocá-la de volta.

    E outro dado insólito foi então ela permanecer ali por um bom tempo nessa situaçao e ninguem se oferecer para levá-la ao hospital - nem taxis pagando a corrida - ou chamar uma ambulancia particular ou ajudá-la a colocar a perna, alguma coisa. Finalmente ela conseguiu que alguem ligasse para sua irmã, que mora na Tijuca, e Cristina chegou com o carro do noivo da filha e transportou Wilma para o Santa Terezinha, onde entrou em cirurgia no braço.

    O resto do tempo fiquei aguardando novas bombas cairem. Quando meu pai me ligou dos EUA pensei que fosse notícias do furacao mas tranquilizou que só vai para a Flórida na outra semana. Pelo menos uma filha me ligou da Inglaterra contente para falar de seu primeiro dia de trabalho no National Health Service e outra ligou animada de Santa Tereza contando de sua primeira nota de divulgação emplacada nos jornais.

    O mundo é muito confuso.



    PALAVRAS

    Lula não chegou a se tornar um D. Sebastião, e ainda bem. Mas agora não sei exatamente quem é. Tenho a impressão de que já deixou de ser o Lula que conhecíamos. O poder tem destas coisas, vira os políticos como se eles fossem uma peúga. A primeira viragem chama-se pragmatismo, a segunda oportunismo, a terceira conformismo. A partir daqui, o melhor é deixar de contar.

    - José Saramago


    sexta-feira, setembro 03, 2004

    RETROSPECTIVA OLIMPICA

    Grandes Personagens de Atenas-2004: Henrique Meirelles



    clique no banqueiro, quer dizer, no ministro
    para ele dar início à sua demonstraçao.

    CAMPANHA & REALIDADE

    Paulo Marqueiro, em O Globo, levanta exemplo interessante.
    Neguinho da Beija-Flor berra nos horarios eleitorais:
    Conde pensa na geral
    onibus a um real!

    Mas na sua gestao como prefeito do Rio ele pensou mais no particular do que na geral e autorizou seis aumentos das passagens de onibus em quatro anos.



    deu na folha
    O NOVO QUADRINHO ALTERNATIVO BRASILEIRO




    Fala de Mosh, Tarja Preta, Ragu, 10 paezinhos, F., Quase

    entrevista Allan Sieber, Sandro Lobo, Arnaldo Blanco, Bá & Moon, Lin, Mattias Maxx

    enfim, gente que tá metendo bronca e publicando as suas historietas em revistas e zines em várias cidades brasileiras.
    Com vários links para blogs & sites.

    Como o acesso à Folha é limitado (!) republico o artigo aqui para vocês lerem.

    ilustração de Fabio Lyra (Mosh)



    ALGO DE PODRE NO REINO DA AMERICA

    O colunista do NY Times Nicholas Kristof traça interessantes paralelismos entre os reis de Shakespeare e o Imperador Bush.

    Leia aqui (em ingles)



    PALAVRAS

    Se você observar o capital estrangeiro investido na produção hoje, não é nem 10 por cento do que era há dez anos. Esse povo do mercado, ô gente nojenta! Fazem pose, falam em racionalidade, mentirosos! Vivem tendo crise histérica, boateiros, É isso que eles fazem, o boato não sei de que... "Uh... crise na economia nacional!"

    Então, um país que estabelece sua política econômica ao sabor dos humores - só o nome já dá pra saber que não tem nenhuma racionalidade - do mercado... "o mercado está nervoso", "o mercado está histérico", dê Diasepan para o mercado e vote eles pra correr... Puta merda! Não tem quem aguente isso não, menino! Caiu dólar, subiu dólar, ô, a mulher da tapioca não sabe nem o que é isso.

    Aí, dá 16 reais de aumento no salário mínimo, e eles não querem que dê porque tira deles, aí não pode dar mais 15 reais. "Oh, mas 15 reais é uma migalha..." É pra tu, desgraçado! Um real na mesa de uma mãe de família pobre é muita coisa. Eu sei o que é não ter dinheiro pra comprar o pão. Quinze reais é uma migalha pra você, vigarista, pra uma mãe de família pobre é muito, porque você nunca passou por isso!


    - Heloisa Helena

    quinta-feira, setembro 02, 2004

    RETROSPECTIVA OLIMPICA

    Grandes Atletas de Atenas-2004:
    LULA



    clique no discolulóbulo

    quarta-feira, setembro 01, 2004

    CRIANÇA DESESPERANÇA

    Crianças morrem trucidadas ou assassinadas lentamente em toda parte do planeta constantemente mas a exposiçao midiática deu um enfoque dramático especial ao destino das crianças tomadas como reféns dentro de uma escola russa por terroristas chechenos.

    A novela - real - do dia foi acompanhar os tramites da negociação.


    (veja mais clicando em galeria na coluna ali à direita)

    PEDALANDO E CANTANDO E SEGUINDO A CANÇÃO

    Todo mundo sabe que George Bush não se dá bem com a classe das bicicletas.
    Elas vivem derrubando o Presidente.
    Mas agora elas resolveram se organizar e realizar uma passeata em NY, em pleno território da Convenção Republicana.
    Até que repressão entrou em cena e quebrou essa corrente.

    Trata-se do movimento Bikes Against Bush
    utilizando alguns exemplares da máquina-ciclista criada por Joshua Kinberg exatamente para este propósito:
    uma bicicleta que ao ser pedalada por uma rua deixa no asfalto letras (em tinta branca solúvel em água, à base de giz) que vão formando mensagens de protesto.

    As pessoas poderiam entrar no site do BAB
    deixar a mensagem que gostariam que fosse bicicletada
    e algumas iriam sendo impressas na rua na mesma hora.

    Kinberg estava dando uma entrevista para a MSNBC a respeito da idéia
    e levou uma bicicleta para fazer uma demonstração.
    Quando terminou a entrevista o local já estava cercado e ele e o veículo foram imediatamente presos e encarcerados.

    Kinberg foi solto no dia seguinte (ontem). Seus ciclos foram recolhidos e só serão liberados quando a Convenção acabar. Os companheiros que pedalariam as demais bicicletas também foram presos por 24 horas, dormindo no chão, e nem lhes foi permitido vestir outra roupa além de seus shorts e camisetas cavadas de ciclistas.

    Veja o video da prisão do ciclista

    Detalhes do mecanismo na revista Popular Science

    Blog do BAB
    Site do BAB

    TEACH YOUR CHILDREN WELL

    David Crosby e Graham Nash aproveitaram que iriam fazer uma turne por 50 cidades americanas, com o show de sua volta como dupla após vários anos
    (Stills estará com eles em algumas cidades)
    e transformaram isto numa paródia de turnê de campanha eleitoral.

    Sim, são estes os mais recentes candidatos a presidente do Império:
    Crosby & Nash. Caso vençam, na chapa do Party Party, cada um exercerá o cargo em dias alternados.

    Bem, se um ex-doidão biriteiro e viciado em cocaina, traumatizado por ser filho de um pai famoso, é o atual Imperador
    por que estou ex-doidão biriteiro e cheirador e filho de pai famoso não pode também sê-lo?

    Confira no blog da campanha Crosby-Nash

    FLOGSCAGUETES

    A31, a central que coordena (na medida do possível) as ações de protesto em NY durante a convenção republicana soltou um informe interessante.
    Pede que as pessoas deixem de publicar em seus flogs fotos tiradas durante as manifestações.
    Ou, se publicarem, que coloquem um blur sobre o rosto das pessoas.

    Claro que as pessoas nessa era de imagens fáceis querem registrar momentos emocionantes em que participem como essas passeatas.
    E a repressão está entrando em todos os flogs possíveis e analisando as fotografias para identificarem participantes e/ou usar flagrantes como provas contra as centenas de individuos que estão encarcerando.



    JORNAL NACIONAL

    Acabei de assistir a mais uma reportagem do JN sobre os 35 anos do proprio JN. Foi interessante ouvi-los narrarem hoje as glórias de sua cobertura das Diretas-Já, quando na época a mega-emissora esforçou-se ao máximo para ignorar o movimento.

    Chegaram a noticiar o evento em SP como fazendo parte das comemorações do aniversário da cidade. Somente quando as ruas ficaram totalmente tomadas e cada paralelepidedo da cidade passou a bradar, as diretas-Já se viram na Globo.


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER