This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    domingo, julho 31, 2011


    Agosto: começam as marés extremamente baixas. Desnudam-se faixas ocultas de areia úmida, pedras revelam partes íntimas, peixes abissais outrora flutuando em fundões rastejam em águas rasas e a lua atraindo fortemente umidades nos seres humanos leva barcos a emborcar de banda, a escorregar para dentro do mar, a encalhar como baleias sobre solos estreitos e ressaltados.


    What it was like to win the EISNER for DAYTRIPPER

    Amplify’d from vertigo.blog.dccomics.com
    I’m always impressed by how many people go to watch the Eisner ceremony and it’s awesome when they come on Saturday and congratulate you. It’s great to see people happy for you. That’s the great achievement of this book, touching people and making them feel good about life. We live in a world full of terrible things happening and we almost forget how magical it is to be alive.
    Read more at vertigo.blog.dccomics.com
     

    Tá rolando o Newport Folk Festival

    A seguir: Amos Lee, Mountain Men e Elvis Costello


    Ouvindo I´m from Barcelona - We don´t want to get in line

    Pra levantar o domingão!!!


    sábado, julho 30, 2011

    Technology has made classic movie plots impossible

    Amplify’d from www.guardian.co.uk
    Trip Advisor: Bates Motel
    Hollywood's classic murders, stalkings and deceptions would never have been possible had today's technology been around.

    To illustrate this point, in the following paragraphs we will examine instances where mobile phones and Twitter and Facebook and Google and LinkedIn and Droids and iPads and the internet in general would have altered, and in many cases destroyed, the plots of classic motion pictures down through the ages, often making it impossible to film them in the first place.

    Joe Queenan
    Read more at www.guardian.co.uk
     

    SONHOS


    Descobri que os corpos não estavam enterrados em algum lugar, mas escondidos sob o mar, naquela praia, a das falésias.

    O código tinha a ver com a formação de ondas peculiar àquele trecho do litoral.

    ..

    Marcadores:

    sexta-feira, julho 29, 2011

    Amy Winehouse: caretice destruitiva

    Por Heitor Pitombo 
    Dizer que Amy está em pé de igualdade com cantoras

    seminais da soul music e do jazz, como Aretha

    Franklin, Nina Simone, Etta James e Dinah Washington,

    é um baita exagero. Ela, no máximo, reciclou o estilo,

    que andava em baixa. A vivência com as drogas influenciou

    as letras de suas canções, mas não abriu portas

    para novos caminhos musicais. Artistas como Amy

    vivem em tempos nos quais as drogas, efetivamente,

    encaretaram a música.
    Read more at textosdoblog0news.blogspot.com
     

    Listening to Calexico - Smash

    Is there anyway i can fix it

    Take out my tools maybe smash with it

    Let me destroy the parts that annoy

    Swallow the words i'm saving

    Fumble the chords i'm playing

    Better just break it apart

    Then where should they go


    Elementar, meu caro Murdoch

     
    (Campinas, SP) 
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Marcadores: ,

    Agatha Christie era surfista!

    Amplify’d from www.guardian.co.uk

    Hercule Poirot creator and her first husband Archie may have been among the first Britons to learn how to surf standing up

    Agatha Christie

    Hercule Poirot never risked his little grey cells – nor his impeccably waxed moustache – by attempting to hang ten. Nor did Jane Marple ever strap a board to the roof of a Kombi and thunder out of St Mary Mead in search of the perfect tube.

    Their enigmatic creator, though, was something of a pioneering and diehard wave-rider. At a time when many of her contemporaries were chugging cocktails in Blighty, Agatha Christie was paddling out from beaches in Cape Town and Honolulu to earn her surfing stripes.

    Read more at www.guardian.co.uk
     

    Amy Winehouse: the final interview

    Amplify’d from www.telegraph.co.uk


    In March this year, I did what turned out to be the last interview with Amy
    Winehouse. We didn’t talk about drugs, or rehab, or her unhappy love life,
    or cancelled tours and interrupted recording sessions. It wasn’t about her
    well-publicised troubles at all. It was about music, about jazz and singing,
    the things that really motivated her, the things that made her great.


    I was privileged to watch her record a duet with legendary crooner Tony
    Bennett in Abbey Road studios. It was a magical experience, watching these
    two great talents sing together, voices wrapping around each other, rising
    and falling, scatting and blending in jazzy cadences, as they worked up a
    version of the classic ’Body And Soul’, each take getting better than the
    last.
    Read more at www.telegraph.co.uk

    quarta-feira, julho 27, 2011

    Guazzelli: A hora e a vez do quadrinho brasileiro

    Uma transformação digna de roteiro fantástico vem acontecendo no panorama da cultura brasileira: até há pouco tempo marginalizadas, as HQs made in Brasil conquistaram um novo espaço na última década: a biblioteca escolar. Mas para que se tenha uma real dimensão dessa conquista seria importante percorrer um pouco da trajetória dos quadrinhos no mundo e no Brasil ao longo do seu primeiro século de existência.

    Permanece uma ideia de que as histórias em quadrinhos reproduzem todo o estereótipo da indústria cultural, constituindo mero artigo de entretenimento concebido em laboratórios de vendas de grandes companhias. Independentemente de qualquer mérito apresentado pelas críticas aos produtos de uma indústria cultural, o que preocupa é o desconhecimento das mais variadas expressões que a arte dos quadrinhos já conquistou
    Assim como o cinema e a televisão encontraram na temática histórica e nas adaptações literárias alguns de seus melhores momentos criativos, cabe agora a essa linguagem muitas vezes subestimada realizar narrativas de qualidade para o enorme público da rede escolar, construindo uma indústria cultural à altura dos autores que construíram um rico imaginário visual dentro de uma cena independente, quase marginal. Um resultado direto da nova realidade dos quadrinhos é o surgimento de vários projetos autorais, abrangendo desde editoras já voltadas para esse nicho editorial até tradicionais casas voltadas para a literatura. Autores de diversas partes do país trazem narrativas autobiográficas sobre temas da história ou mesmo livros experimentais.
    Read more at www.observatoriodaimprensa.com.br
     

    Poesia numa hora dessas

    Explicado
    por que o mundo
    está neste estado
    de se lamentar.
    A Terra, gente, é bipolar!


    - Luís Fernando Veríssimo

    ..

    Marcadores:

    Quadrinhos na ABL

    Quinta-feira, dia 28, às 17:30 serei um dos participantes de uma mesa sobre quadrinhos, dentro da série Brasil, Brasis da Academia Brasileira de Letras. O tema principal será a discussão de como os quadrinhos utilizam uma linguagem própria para criar narrativas - com demonstrações de alguns de seus recursos.

    A ABL -  centro de escritores que narram através de textos - abrir espaço para os quadrinhos é um gesto importante. Gostaria de convidá-los para ir à ABL acompanhar e participar desse debate e mostrarmos a força que tem o desenho brasileiro.

    Acho que vai ser interessante. Haverá também uma miniexposição com dez feras da HQ nacional.

    A ABL fica na Presidente Wilson, Castelo, centro do Rio.

    Um abraço & até lá

    Ricky Goodwin



    Novo Código Florestal tem incentivado mais derrubadas

    Amplify’d from www1.folha.uol.com.br


    A explosão no desmatamento na Amazônia fez o Ibama suspender todas as suas operações de fiscalização no país para concentrar esforços na contenção da derrubada.


    "Não adianta combater o tráfico de animais, por exemplo, se o habitat deles foi para o saco", diz o presidente do Ibama, Curt Trennepohl. "Foi a decisão mais lógica. Temos de estancar a hemorragia em Mato Grosso."

    O governo foi surpreendido pela retomada da devastação, principalmente em Mato Grosso. Dados preliminares do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a serem divulgados na semana que vem, sugerem um repique sem precedentes desde o final de 2007,


    Como já é tradição na Amazônia, o setor produtivo se antecipa a decisões do poder público e derruba a floresta.

    Relator do novo Código Florestal, deputado Aldo Rebelo, na tribuna da Câmara dos Deputados apresentando relatório
    See more at www1.folha.uol.com.br
     

    terça-feira, julho 26, 2011

    Ouvindo Alessandra Leão, na Varanda

    Cantando eu sou o vento

    Dormindo eu viro brisa

    Balanço eu vou

    Balanço eu vou


    domingo, julho 24, 2011

    The DSK maid speaks

    Amplify’d from www.newsweek.com

    She was paid to clean up after the rich and powerful. Then she walked into Dominique Strauss-Kahn's room—and a global scandal. Now she tells her story.

    Newsweek cover, DSK Maid Interview

    The maid hovered in the suite’s large living room, just inside the entrance. The 32-year-old Guinean, an employee of the Sofitel hotel, had been told by a room-service waiter that room 2806 was now free for cleaning, “Hello? Housekeeping,” the maid called out again. No reply. The door to the bedroom, to her left, was open, and she could see part of the bed. She glanced around the living room for luggage, saw none. “Hello? Housekeeping.” Then a naked man with white hair suddenly appeared, as if out of nowhere.


    Read more at www.newsweek.com
     

    Razor sharp, Winehouse changed the music scene for ever

    Dica de Renata Malkes:

    Amplify’d from www.independent.co.uk

    There's no point seeking someone to blame – Winehouse's extraordinary insecurity lay at the heart of her troubles. Sophie Heawood recalls a difficult, funny, gifted and charming woman

    Amy Winehouse on stage at the Bristol Academy in 2004
    the death of Amy Winehouse was not inevitable, and it is pretty hard not
    to think of it as tragic. Keith Richards has lived through such physical
    self-destruction to tell the tale. And so we hoped, hoped desperately, that
    Winehouse would too. I met her on several occasions, interviewed her,
    followed her career avidly, played her songs so many times I knew the lyrics
    backwards. Surprisingly, the tabloid reports were not unduly sensationalist
    – she really was that much of a mess. But she was also hysterically funny,
    with a razor-sharp London wit and a shocking line in politically incorrect
    putdowns and deadpan one-liners.
    Read more at www.independent.co.uk
     

    Ouvindo Rufus Thomas: Can your monkey do the dog?

    E agora a cachorrada tá com a macaca!!!


    Charges de Placa



    (Rio de Janeiro, RJ)
      




     BENETT
    (Curitiba, PR)


    clique nas charges para ve-las em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: , ,

    Fantagraphics to publish Complete Zap Comix

    Para Mário Bag :

    One of the most influential comics ever published, the first two issues of Zap were created entirely by Robert Crumb, who then invited other artists to contribute, including Spain Rodriguez, the late Rick Griffith, S. Clay Wilson, Victor Moscoso, Gilbert Shelton and Robert Williams. The series quickly not only catapulted Crumb and the other artists to stardom (or a relative stardom at any rate), it quickly became seen as one of the more prominent symbols of the counterculture movement of the 1960s, along with LSD, rock music and head shops (where issues were usually sold). While it was not the first underground comic, it was viewed by many both inside and outside the counterculture movement as the lodestone for the underground comics scene, and its existence and influence directly led to the development of the alternative comics scene in the 1980s and 1990s.

    Read more at robot6.comicbookresources.com
     

    sábado, julho 23, 2011

    Pela COCHLEA: Rufus Thomas - Walking the Dog lIVE

    E agora a cachorrada tá ao vivo ! E botando pressão!

    Gabriel Bá, Fábio Moon e Rafael Albuquerque vencem o Eisner Awards!

    Amplify’d from judao.mtv.uol.com.br

    Saiu! Foram divulgados os vencedores de 2011 do Eisner Awards, a premiação mais importante da indústria dos quadrinhos. E o mais sensacional aconteceu: Daytripper, uma HQ estrelada por um brasileiro e escrita e desenhada por dois brasileiros, os gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá, foi premiada como a melhor série limitatada.

    Outro brasileiro que também se deu bem foi o desenhista Rafael Albuquerque, que viu o seu Vampiro Americano (American Vampire) ser escolhido como Melhor Nova Série.

    Todos os vencedores:

    Read more at judao.mtv.uol.com.br
     

    sexta-feira, julho 22, 2011

    Ouvindo Rufus Thomas - Walking the Dog

    Agora vou passear com a cachorrada!!


    Grampá responde às perguntas recorrentes sobre quadrinhos

    Amplify’d from colunistas.ig.com.br

    - Sim, tenho a plena e absoluta certeza de que história em quadrinhos é arte, isso não deveria nunca mais ser discutido. E não só na minha opinião, na das pessoas mais inteligentes e esclarecidas do mundo também. Não, não acho que HQ é literatura. É só você ler um livro e depois uma HQ que a resposta será fácil, são coisas bem diferentes.

    Todos sabemos que hoje existem mais aspirantes a quadrinistas como nunca antes mas nem todos sabemos que produzir uma HQ é uma das tarefas mais difíceis do mundo. Pra justificar rapidamente a dificuldade de se fazer uma HQ, apenas imagine um filme -que é considerado uma das coisas mais difíceis de se realizar no planeta – feito por apenas uma ou duas pessoas.
    É como se uma pessoa fosse o diretor, roteirista, diretor de fotografia, diretor de arte, figurinista, diretor de casting, de efeitos especiais, e todos os outros muitos status ao mesmo tempo. Tecnicamente falando, é ter a idéia, escrever a sinopse, argumento e roteiro, criar os personagens, suas personalidades, diferenças e gostos, seus conflitos, seus estilos e figurinos, escrever os diálogos, planejar, dividir o roteiro em páginas, as páginas em quadros, inventar os planos de câmeras para cada quadro, elaborar a composição, o design das páginas, o equilíbrio estético do preto e branco, desenhar cada páginas a lápis e todos os cenários e sua arquitetura, pontos de fuga e perspectivas, anatomia humana, expressões corporais e faciais, poses e movimentos, luz e sombra, etc, e depois arte finalizá-las com nanquim ou outra tinta, colorir as páginas – manual ou digitalmente- e letreirar os balões. Após tudo isso, diagramar as páginas e mandar para a gráfica. Se o autor trabalha com uma editora, essa parte da diagramação, impressão e distribuição não é feita por ele, mas se a HQ é independente, sim. Agora divida essas fases e pense que cada uma necessita de muito estudo, dedicação, prática e acima de tudo talento e bom gosto – até para o mau gosto, se for o caso- para que seja produzido uma HQ de qualidade. Q
    Read more at colunistas.ig.com.br
     

    Vagas Vagas


    (Rio de Janeiro, RJ)
     
     
     
     

    (São Paulo, SP)
     
    clique nas charges para ve-las em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges   
     

    Marcadores: , ,

    5 Protests That Shook the World (With Laughter)

    Amplify’d from www.alternet.org

    Great moments in "laughtivism" from Yes Men Andy Bichlbaum and Mike Bonanno, the guys who duped the BBC, embarrassed Dow Chemical, and mocked Halliburton.
    See more at www.alternet.org
     

    Marcadores:

    quinta-feira, julho 21, 2011

    Interview with Nick Davies, Guardian journalist who exposed the phone-hacking scandal

    Amplify’d from www.democracynow.org
    nobody could be seen to be Murdoch’s enemy. It’s kind of like having a bully in the school playground. And once the bully has beaten up a few people, everybody else in the playground recognizes that the bully is there. The bully doesn’t even have to do anything particularly serious. All the other kids tiptoe around. And that means governments and police forces and other newspapers have all been tiptoeing around Murdoch, frightened to say anything against him.
    it wasn’t just the News of the World, it was all the tabloids; and how money regularly passed hands between News International and officers at the Metropolitan Police; how Margaret Thatcher was the first prime minister to realize that it’s very hard to get elected in this country without the backing of the Murdoch press, so she was the first one to become an undignified sycophant to that organization, to that media tycoon, where a pattern has been followed by every single prime minister since,
    Read more at www.democracynow.org
     

    Lugar de mulher é na...



    CLAUDIO
    (São Paulo, SP)
     
     
     

     
     
    (Fortaleza, CE)
     
     
    clique nas charges para ve-las maiores
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges"

    Marcadores: , ,

    GibiCon: Curitiba vira Angoulême

    Dias de Angoulême no Brasil
    Gibicon, encerrado neste domingo, em Curitiba, estreia com pé direito

    O que o público viu foram dias de Angoulême, cidade francesa que hospeda anualmente um festival homônimo, tido como um dos principais do mundo.

    A comparação foi ouvida em mais de uma roda de conversas. Assim como a cidade europeia, Curitiba tocou uma orquestra afiada, envolvendo todos os seus músicos.

    A orquestra quadrinizada foi tocada em diferentes pontos do atraente centro histórico curitibano, revistalizado e que , por si só, já justificaria uma visita.
    Read more at blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br
     

    Listening to Marcelo Jeneci & Laura Lavieri - Pra Sonhar

    Quando te vi passar fiquei paralisado,

    tremia até o chão como um terremoto no Japão,

    Um vento, um tufão, uma batedeira sem botão,

    Foi assim viu, me vi na sua mão.


    Os seguidores de Obama estão esperando que ele volte

    Amplify’d from moglobo.globo.com

    Quando Barak Obama instalou-se na Casa Branca, a expectativa de seus admiradores e de seus opositores era a de que, para o bem ou para o mal, mudanças veementes iriam ocorrer nos Estados Unidos. Hoje, o sentimento entre seus eleitores é de moderação no entusiasmo, enquanto que a oposição sente-se menos atemorizada ante a iminência de reviravoltas no status quo. A vitória do Partido Republicano nas eleições parlamentares de novembro de 2010, por sua vez, aumentou a probabilidade de a veemência das mudanças sobreviver apenas no discurso.

    Isso porque, na maioria dos assuntos, Obama vem revelando um pendor exagerado pela busca de consenso

    Esse tipo de comportamento reflete a renúncia ao uso de seu principal capital político: o apoio popular que o conduziu ao poder.
    Read more at moglobo.globo.com
     

    quarta-feira, julho 20, 2011

    Mudanças na CBF




    (Belo Horizonte, MG)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Palavras: Thomas Friedman



    Na Líbia, temos que descobrir como ajudar rebeldes que não conhecemos derrrubar um ditador de quem não gostam, enquanto ao mesmo tempo em que ajudamos um monarca de quem gostamos no Bahrein, que tem reprimido violentamente pessoas de quem também gostamos - democratas do Bahrein - porque essas pessoas de quem gostamos tem em suas fileiras pessoas de quem não gostamos: xiitas linha dura pró-Irã. Enquanto isso na Arábia Saudita líderes de quem gostarmos estão nos dizendo que nunca deveríamos ter aberto mão do líder de quem seu povo não gostava - Hosni Mubarak - e, se bem que gostaríamos de mandar os líderes sauditas pastar, não podemos porque eles tem o petróleo e dinheiro de que tanto gostamos. E isso é um pouco como o nosso dilema na Síria onde um regime de que não gostamos - e que provavelmente assassinou o primeiro ministro do Líbano de quem não gostava - pode ser derrubado por pessoas que dizem coisas de que gostamos, mas onde não temos certeza se todos realmente acreditam no que nós gostamos porque entre eles podem estar fundamentalistas sunitas, que, se tomarem o poder, podem reprimir todas as minorias na Síria de que não gostam.

    - Thomas Friedman

    Ouvindo White Stripes - I can tell that we are gonna be friends


    Looking back at the cultural climate of the 80s can help us explain American behaviour today.

    Amplify’d from crooksandliars.com

    As Sirota explains it, the '80s were the age of cross-marketing, when concepts that had a place in American history suddenly became commonplace. The anti-government language of president Ronald Reagan adorned films such as Ghostbusters and E.T.


    These "political messages in non-political settings indoctrinated the young, when their filter for political propaganda was turned off." As a result, these framed narratives became part of the conventional wisdom, continuing to this day.


    In much the way E.T. heightened suspicions about our government, Libyan terrorists in Back To The Future and a bad-guy professional wrestling star named The Iron Sheik helped prepare the American people for the role we've played in the Arab world over the past decade.


    Meanwhile, the "outlaw with morals", or rogue who had to work against the system to get things done, was a key message that reached the masses.

    For as Sirota says, "our world is increasingly run by the prepubescents, college kids, and young ladder-climbers who were originally indoctrinated and inculcated in the 1980s."

    Read more at crooksandliars.com
     

    terça-feira, julho 19, 2011

    Essa desculpa vai pegar!



    (Joinville, SC)
    clique na charge para ve-la maior
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Palavras: Johann Hari



    Se Strauss-Kahn for realmente culpado, acho que sei como aconteceu. Ele deve ter confundido a camareira com um país pobre e endividado financeiramente. Afinal, há anos se permite que os cabeças do FMI fodam com eles impunemente.

    - Johann Hari

    Marcadores:

    segunda-feira, julho 18, 2011

    Lybia: The resistance has foundered on its own indiscipline and ineptitude

    Amplify’d from www.independent.co.uk
    Rather than press home their advantage and retake Ajdabiya, the rebel fighters – known as the Shabaab – were too busy having their pictures taken with the wreckage or looting anything left intact from the supply trucks.

    To date the Shabaab has wasted at least three times the ordnance than it has fired in anger by shooting into the air in celebration of often non-existent victories. It has blown up guns by using the wrong type of ammunition, crashed its few tanks into each other and shot down two of its own planes.

    Read more at www.independent.co.uk
     

    Listening to BAQUE FORTE com DJ Tudo e sua Gente de todo Lugar


    WikiLeaks’ Julian Assange & Philosopher Slavoj Žižek With Amy Goodman - part2

    Amplify’d from www.democracynow.org
    They discussed the impact of WikiLeaks on world politics, the release of the Iraq and Afghanistan war logs, and Cablegate — the largest trove of classified U.S. government records in history.
    Assange also talked about his new defense team, as well as U.S. Army Private Bradley Manning

    The event also marked the publication of the paperback edition of Žižek’s Living in the End Times, in which he argues that new ways of using and sharing information, in particular WikiLeaks, are one of a number of harbingers of the end of global capitalism as we know it.

    Democracy Now!
    See more at www.democracynow.org
     

    domingo, julho 17, 2011

    América, América


    No primeiro e segundo jogo a Argentina jogou mal. No primeiro e segundo jogo o Brasil jogou mal. No terceiro jogo a Argentina melhorou e fez muitos gols. No terceiro jogo o Brasil melhorou e fez muitos gols. No quarto jogo a Argentina foi eliminada. No quarto jogo o Brasil...

    ..

    sábado, julho 16, 2011

    Como se monta um ministério


     
    (São Paulo, SP)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Philip Roth: "I´ve stopped reading fiction"

    Amplify’d from www.salon.com

    A literary icon, like many older readers, has turned away from made-up stories. Why?

    It speculates that fictional storytelling -- a universal cultural practice -- helps people imagine what others are thinking and feeling, and consequently how they might behave in the future. The value of such skills when it comes to navigating complex social groups is obvious, but perhaps people do reach a saturation point with age. No other artistic form can surpass the novel's ability to immerse us in the inner life of another human being, yet there may come a stage when that prospect promises nothing new.
    "To read fiction in particular is to engage with so many different creative senses, from being knocked out by a great writer's examination of the human condition to marveling over linguistic style and voice to escapism and entertainment, or even all of the above. And as one gets older, and the ability to free up space in one's head to properly engage with reading and not be distracted by physical and/or mental ailments, it seems to me that reading fiction would naturally become more difficult."
    Read more at www.salon.com
     


    Aqui não tem neve. Mas a serração vem sorrateira durante a noite, cobrindo de branco, abafando os sons, alterando os sentidos, apagando a paisagem que só nos é oferecida aos poucos, à medida que aproximamos, em medidas breves e traços contidos. Dentro da neblina o mundo fica ainda mais misterioso.

    ..

    sexta-feira, julho 15, 2011

    Retrospectiva em Paris de Peyo, criador dos Smurfs

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Foi no dia 23 de outubro de 1958, no momento que Johan e Peewit lutavam contra as injustiças em uma Idade Média criada por Peyo, que nasceram Os Smurfs, como personagens secundários.

    "Os leitores do jornal Spirou aprovaram rapidamente os novos personagens, que logo começaram a viver suas próprias aventuras", comentam os responsáveis da mostra organizada pela casa de vendas Artcurial.

    A partir de então, Os Smurfs não pararam de evoluir, tanto do ponto de vista gráfico como psicológico.

    Coincidindo com a estreia mundial nas telas de cinema do filme em 3D Os Smurfs, a exposição reúne mais de 200 objetos vinculados ao autor como pranchas originais nunca antes expostas, arquivos e fotografias que repassam a vida e obra de Peyo.

    Read more at www.estadao.com.br
     

    SONHOS


    Sonhei que voltava a estudar, tinha que fazer um curso, alguma escola, colégio, faculdade... É um tema recorrente no meu universo sonhado: chego no local, na sala, onde não me encaixo direito, os demais me estranham, os professores passam em outra frequencia, nao tenho conseguido manter a minha própria frequencia regular, nas matérias estou ou aquém ou além daquele momento... E que foram sensações recorrentes também na minha vida real.

    Nesta noite fazia frio e fui com um poncho tipo aqueles dos gauchos. Ando pelos corredores atraindo olhares e comentários. Neste sonho pelo menos tenho companhia. Ana foi comigo à escola. Entramos e procuramos duas carteiras vazias ao fundo do recinto.

    Sentamos para assistir a essa coisa sem sentido que chamam de aula.

    ..

    Marcadores:

    Pitchfork Music festival live streaming

    Começou o fim de semana do festival Pitchfork.

    Hoje tem Thurston Moore, Guided by Voices, Neko Case e Animal Collective.

    Clique para acompanhar ao vivo ...

    amanhã tem Fleet Fioxes, domingo Deerhunter, 10 shows por dia.


    Ouvindo Miriam Makeba : Wonders & Things

    Love is full of wonders & things....


    Editorial do Lance!: Qual a medalha de Ricardo Teixeira?

    Amplify’d from www.lancenet.com.br
    Ricardo Teixeira - (Foto: Gilvan de Souza)
    Os maus modos das palavras de baixo calão, a arrogância de se achar dono do futebol e ameaçar os que não comungam de seus interesses e a prepotência de se colocar acima das instituições, da Justiça, da Imprensa, da opinião pública, resumem a personalidade do homem que há mais de duas décadas reina no nosso futebol.
    O Brasil – ou pelo menos um lado do Brasil – está cheio de Ricardo Teixeira. Num país onde governadores beijam-lhe as mãos à caça de um joguinho a mais ou a menos da Seleção, louve-se os deputados do Amazonas que negaram-lhe o direito de receber o título de cidadão amazonense. “Ele merece receber uma medalha do presídio”, resumiu Marcelo Ramos, do PSB local.

    Ainda há tempo de reagir. Para ser grande, para atrair investimentos e a admiração do mundo, não basta a um país ter uma economia estável. Não bastam grandes eventos. É preciso dar um sinal de que a moralidade, a defesa do interesse comum, a transparência no trato da coisa pública – que a presidente Dilma tem pregado desde a sua posse – são bens irrefutáveis de toda a Nação.
    Read more at www.lancenet.com.br
     

    Brasil vai pras quartas de final




    (Rio de Janeiro, RJ)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    5 WikiLeaks Hits of 2011 That Are Turning the World on Its Head—And That the Media Are Ignoring

    Amplify’d from www.guernicamag.com
    The leaks illustrate a frightening reality, where world leaders are greedily awaiting the opportunity to exploit the oil and natural gas that lie beneath the melting Arctic ice.
    1) The Arab Spring: Information is power.

    2) The “worst of the worst” included children, the elderly, the mentally ill, and journalists.

    3) U.S. allies are among the leading funders of international terrorism. 

    4) World leaders are practically lighting a fire under the Arctic.
    5) Washington would let them starve to protect U.S. corporate interests. 
    More to come?
    Read more at www.guernicamag.com
     


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER