This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, fevereiro 22, 2014

    Aposentada é condenada a quatro anos de prisão por racismo - Portal Geledés

    Mulher  presa em flagrante por racismo e falta de respeito na avenida Paulista
    "Macaca, eu não gosto de negro; negro é imundo; a entrada de negros no shopping deveria ser proibida; odeio negros, negros são favelados."

    Na farmácia onde ocorreu o crime no shopping, ela pediu para "ser atendida por alguém da minha cor". Na portaria do seu prédio, colado ao cine Gazeta, um porteiro negro diz ter ouvido dela : "Macaco! Volta para a selva?"

    Chiaretti e Marques da Silva criticam o comportamento do shopping, que, para eles, foi omisso. "Essa mulher xingou todo mundo no shopping por mais de cinco anos e ninguém fez nada", diz Marques da Silva. O shopping não quis se pronunciar.


    leia reportagem de MARIO CESAR CARVALHO
    Aposentada é condenada a quatro anos de prisão por racismo - Portal Geledés

    Legisladores da Cidade do México querem relaxar leis da maconha


    “Setenta mil mortos, 26 mil desaparecidos e um número incalculável de refugiados internos são razão mais que suficiente para a busca de um modelo alternativo”, disse o deputado federal Fernando Belaunzarán a jornalistas, esta semana.

    leia mais 
    Legisladores da Cidade do México querem relaxar leis da maconha - | Revista Curitiba

    pela cochlea: Matthew Dear ~ Ahead of Myself



    I know better so I'll leave my hammer at the stone
    But wait, I'm getting ahead of myself.
    I'll say something you'll be inclined to believe
    But wait, I'm getting ahead of myself.
    Our conversation will turn and fight the disease
    But wait, I'm getting ahead of myself.
    I'll come to bed with blood on my knees
    But wait, I'm getting ahead of myself.
    I'll lick your wounds to get blood on my teeth
    But wait, I'm getting ahead of myself

    Falta muito mais do que a Arena da Baixada -



     O estádio receberá quatro partidas do Mundial, que começa no dia 12 de junho Foto: Rodolfo Buhrer / REUTERS

    "Com um orçamento de quase R$ 26 bilhões, custo mínimo que deve ser gasto no evento, faltando menos de quatro meses para o primeiro jogo, R$ 3,2 bilhões ainda não têm sequer destinação. As obras que constam do documento são consideradas pelo governo como “o grande legado da Copa”.

    Apesar de excluídas da Matriz de Responsabilidade, as 22 obras, a maioria de mobilidade urbana, continuam sendo tocadas, mas só ficarão prontas depois do Mundial. Todas obtiveram os benefícios fiscais (financiamento público garantido) de licitação em sistema de RDC (uma forma rápida). "

    leia reportagem de Carolina Oliveira Castro :

    Falta muito mais do que a Arena da Baixada - Jornal O Globo

    foto: Rodolfo Buhrer

    Por que tanto tempo sem chover?


    (Campinas, SP)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    sexta-feira, fevereiro 21, 2014

    Sol Malhando


    via JOÃO ANTONIO BUHRER




    cliquepara ver a iamngem maior 

    Why Facebook Just Spent $19 Billion on a Messaging App -



    WhatsApp was “one of the only services that could plausibly claim to be cannibalizing Facebook on a large scale, and one of a small few that pose it an existential threat.”
     
    What’s more, buying WhatsApp fits into a pattern that’s emerged from Facebook. For me, there are three clear reasons why Facebook spent crazy money on the new messaging giant.

    read more:
    Why Facebook Just Spent $19 Billion on a Messaging App - Robinson Meyer - The Atlantic

    pala cochlea: Esse Nego Charmoso - Rafael Bertazi

    Decreto do prefeito Eduardo Paes cria normas para o grafite na cidade


     
Grafite no Morro dos Prazeres
Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

    “Portanto, é importante falar sobre a natureza do grafite, que existe no Brasil há mais de 30 anos e tem toda uma história, uma escola por traz disso. Desde seu começo, é uma arte transgressora, que não permite que ninguém diga como, onde e por que deve ser feita’’, diz a mensagem.

    Marcio SWK, grafiteiro há 15 anos, também está cético:

    — O prefeito pode decretar o que quiser. Não vai atrapalhar nem ajudar em nada. "

    leia reportagem de Selma Schmidt> 


    Decreto do prefeito Eduardo Paes cria normas para o grafite na cidade - Jornal O Globo



    Francisco Bosco: Tensões recalcadas há seculos vieram à tona

     Justamente, é oportuno lembrar que a manifestação em que Santiago foi assassinado tinha como pauta o aumento da passagem de ônibus. Se tivesse sido atendida a demanda da população, automaticamente ter-se-ia desarmado a violência de ambos os lados. Mas a passagem subiu, e logo após o aumento este mesmo jornal O GLOBO noticiou que um relatório interno do Tribunal de Contas do Município dera parecer contrário ao aumento, recomendando antes a diminuição do preço. A origem da violência brasileira está aí: no aviltamento da vida dos cidadãos, sobretudo os historicamente desfavorecidos, promovido pelo Estado. Não sou extremista e compreendo o lado do empresariado e a necessidade de responsabilidade no trato das contas públicas, mas é patente a qualidade aviltante do serviço — e é ainda mais aviltante a falta de transparência que fez o TCM queixar-se de que as concessionárias dos transportes públicos não mandam informações claras para análise.

    leia a coluna de FRANCISCO BOSCO
    História - Jornal O Globo:

    quinta-feira, fevereiro 20, 2014

    Lula vê a renuncia de Azeredo




    (Vitoria, ES)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Dines: Liberdade corre riscos quando não se sabe o que fazer com ela -

    "E por que não se investiga a hipótese de que o aliciamento dos baderneiros faz parte da estratégia das milícias para desacreditar o governo estadual e as autoridades policiais?

    E quem é este super-causídico que se desloca com tanta rapidez e eficiência para atender clientes aparentemente sem conexão e, de repente, implicados no mesmo crime? Jonas Tadeu Nunes não parece o clássico rábula de porta do xadrez. Tem escritório num shopping fuleiro do Recreio dos Bandeirantes, tem amigos na polícia civil do Rio, já defendeu um ex-deputado estadual (Natalino Guimarães) acusado de fazer parte das milícias e tem entre os clientes um ex-coronel da PM fluminense, exonerado pelo secretário de Segurança do Estado do Rio. Alega que o Bandido nº 1 era conhecido do estagiário do seu escritório e que chegou ao nº 2 porque eram amigos." 

     leia o artigo de Alberto Dines
    Liberdade corre riscos quando não se sabe o que fazer com ela - | Observatório da Imprensa | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

    Uma sugestão de esquete político para o Porta dos Fundos


    De Gregório Duvivier,
    sobre a recente coluna de Rodrigo Constantino

    "Acho que ele está apaixonado por mim. Chega a ser fofo. Reparem no esquete que ele escreveu. É uma pérola. Eu amo quando os reaças acham que conseguem responder os comediantes na mesma moeda. Fica uma coisa muito escolar. Já aconteceu com aquele canal de humor do Feliciano, e agora é o Consta."

     veja esta tentativa de se fazer humor, por quem não tem o mínimo traquejo, e acha que é engraçadinho:
    Uma sugestão de esquete político para o Porta dos Fundos | Rodrigo Constantino - VEJA.com

    pela cochlea: "Forró de Gafieira" - Silverio Pessoa & Dominguinhos




    Eu também gosto
    Da lapada do zabumba
    Do batuque do pandeiro, de dançar o tempo inteiro
    no escuro do candeeiro
    Gente dando a mão
    Eu creio que o forró é de terreiro
    Gente humilde sem dinheiro vai pra diversão

    Por isso entra Zé
    A casa é tua Zé


    De ZéJosé:

    é dura a vida do colunista reacionário: tem que falar mal das manifestações no brasil e elogiar as que estão acontecendo na venezuela; ser contra a copa e, ao mesmo, contra quem é contra a copa; e o pior, volta e meia tem que dar razão ao pt.

    ..

    Marcus Faustini: Mais política, menos amor

    "A  planilha apresentada em revistas e jornais da grande imprensa, durante a semana passada, tentando vincular jovens artistas e ativistas com políticos para justificar a tese de financiamento da prática de violência nas manifestações, deve ser estudada cuidadosamente. Naquela planilha, reside o melhor dos desdobramentos das jornadas de junho, e não o seu pior — como pode fazer crer uma leitura menos atenta e envolvida num jogo de captura das emoções para um uso político. Explico:"

    leia aqui
    Mais política, menos amor - Jornal O Globo

    Tom Tomorrow : The One Rich Guy who Owns Everything




    Não curtindo o post


    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Governo cede e promete mudar Marco Civil da Internet para agradar teles

    O encontro terminou com a promessa do governo de flexibilizar o texto do deputado Alessandro Molon (PT-RJ) justamente no ponto que causava maior discórdia com o setor: a neutralidade de rede.
    É este ponto que irá nortear como os pacotes de acesso à internet poderão ser comercializados no mercado para o consumidor final.


    Da forma como o governo queria, inicialmente, as teles poderiam continuar vendendo o que já estão habituadas. Ou seja, pacotes que definem a velocidade de conexão do usuário. Alguns mais rápidos, outros mais lentos.


    O formato não agradava as teles desde início, já que querem vender pacotes para quem navega muito na internet e para quem navega pouco. Além de oferecer velocidades diferentes para acesso de cada conteúdo


     leia mais
    Governo cede e promete mudar Marco Civil da Internet para agradar teles - 19/02/2014 - Poder - Folha de S.Paulo

    quarta-feira, fevereiro 19, 2014

    TRÊS DÊ sem óculos??? WTF? - Design Depressão






    veja a galeria:
    TRÊS DÊ sem óculos??? WTF? - Design Depressão

    pela cochlea: Duo Moviola - Macambuzio (album)



    Não adianta me tratar no solavanco
    Porque no tranco descambo pra lá
    Tive maluco por amor fui macambúzio
    Agora abuso pro búzio ficar

    'Fazer humor é um ato político', diz o comediante Gregorio Duvivier

     Gregorio Duvivier em seu apartamento no Leblon, zona sul do Rio




    "Acho que tem uma nova fase do humor no Brasil, talvez por causa do "stand up" e do improviso. O humorista dá opinião em primeira pessoa. Antigamente tinha o culto da anedota, que quase sempre era reciclada, nem era de autoria. A gente no Porta não tem tabu: religião, homossexualidade, palavrões, marcas, a gente fala de tudo. A única coisa que não faz é repetir anedota: o português burro, a loira burra. A gente não faz, pois vai perpetuar piada antiga. Que não tem graça, na minha opinião. Eu odeio anedota. Acho que isso é meio novo, o humorista deixou de ser um repetidor, um papagaio de anedotas.

    Mas ainda existe uma dicotomia no Brasil, que acho muito burra, de que "você é um humorista, para de falar sério". Quando a gente faz um esquete político, "vocês são humoristas ou são políticos?". Como se você tivesse a possibilidade de não ser político. As pessoas não percebem que você não pode fugir da política. Fazer humor é um ato político. Você está o tempo todo se posicionando de forma política."
     


    'Fazer humor é um ato político', diz o comediante Gregorio Duvivier à Folha - 18/02/2014 - Ilustrada - Folha de S.Paulo

    Dudu pedala feliz


    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Carioca estampa personagem nos muros do Rio em defesa do spray


     O grafiteiro Marcelo Eco posa, no muro da escola Sesc, em Jacarepaguá, ao lado de seu personagem recorrente: “um menino do Rio’’ Foto: . / Divulgação

    "Da última vez que abriu sua caixa de entrada do Facebook, o grafiteiro carioca Marcelo Eco leu a seguinte mensagem: “hoje eu estava cansado da minha vida, do meu trabalho, mas vi um grafite seu e ele me renovou. Obrigada’’. O recado era de um estranho. Aos 33 anos, sendo 18 deles dedicados ao concreto e ao spray, Eco é o responsável por muitos dos muros coloridos do Rio, que estampam seu personagem característico — um homenzinho narigudo, de traços pontiagudos, que parece sair das paredes — espalhado por bairros como Copacabana, Botafogo, Lapa e Tijuca, onde mora.

    — O grafite é acessível e adorna a cidade. É arte de graça. E são essas mensagens, de pessoas que não conheço, que têm mais valor para mim. É muito gratificante — diz Eco."

    leira reportagem de CATHARINA WREDE:
    Carioca estampa personagem nos muros do Rio em defesa do spray - Jornal O Globo

    Dívida milionária com o governo põe em risco futuro da Suipa


    • Passivo com a União chega a R$ 14 milhões
    • Gastos com ração ultrapassam R$ 100 mil por mês
    • Entidade dedicada à proteção animal tem 3.200 cães, 800 gatos e 16 cavalos

     
Cuidados. Suipa abriga mais de três mil cães
Foto: Freelancer / Bia Guedes


    A Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa) luta para manter vivo o trabalho que, há mais de 70 anos, abriga animais desamparados da cidade e os protege da violência. 

     - No começo dos anos 90, os governos Collor e Itamar retiraram da Suipa os títulos de utilidade pública federal e de filantropia. Passamos a ser tratados como empresa, com cobrança de impostos muito acima do que podemos pagar - conta Izabel Nascimento, presidente da instituição desde 1993.

    leia aqui
    Dívida milionária com o governo põe em risco futuro da Suipa - Jornal O Globo

    pela cochlea: punky reggae party - lucas santtana

    Sochi Winter Olympics: Swedes sing Russian anthem in support of gay rights





    A short film showing around two thousand people in Sweden singing the Russian national anthem ahead of the Sochi Winter Olympics to show support for gay rights. The film starts in the Swedish Olympic stadium in Stockholm, where a young girl and boy start to sing. People of all nationalities, ages and sexual orientations then join the children in chorus underneath rainbow flags. The film intends to highlight the plight of gay people in Russia

    watch the video:
    Sochi Winter Olympics: Swedes sing Russian anthem in support of gay rights - video | Sport | theguardian.com

    O que está por trás do massacre de Marcelo Freixo pela Globo?


     Freixo

    “Estagiário de advogado diz que ativista afirmou que homem que acendeu rojão era ligado ao deputado estadual Marcelo Freixo”

    Um dos piores títulos da história do jornalismo foi o ponto de partida para o massacre do deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL do Rio. Desde a tragédia com o cinegrafista Santiago Andrade, a Globo passou a apostar numa caçada que, aparentemente, só terá fim com outra tragédia.


    No meio de declarações e desmentidos a esmo, na pressa de apontar o dedo, Freixo já está sendo vendido como co-responsável pelo que aconteceu a Santiago. Ele lembrou que Jonas Tadeu defendeu o ex-deputado Natalino Guimarães, investigado na CPI das Milícias, da qual Freixo foi presidente. Em situações normais, esse dado bastaria para que as acusações de Tadeu fossem encaradas com todo o cuidado.


    Mas esta não é uma situação normal. Em sua cavalgada, o Globo também publicou que a mãe de Raposo “achava” que o filho “conhecia” o deputado, mas “não tem certeza” porque “não morava com ele”. Ora, se ela não tem certeza, se não morava com ele, como é que uma suposição tão frágil vai parar no jornal?


    Diário do Centro do Mundo » O que está por trás do massacre de Marcelo Freixo pela Globo?

    terça-feira, fevereiro 18, 2014

    VIA IRIS: 12 Years a Slave (Steve McQueen, Ing, 2013)



    "O HOMEM ESTÁ LIVRE PARA FAZER O QUE QUISER COM SUA PROPRIEDADE."

    12 Years a Slave vem comendo pelas beiradas, faturando premios (Golden Globes, BAFTA, AFI, SAG etc) e transformou-se no favorito para o Oscar. E é excelente.

    Bruto, real - e lírico - é um dos melhores (senão o melhor) filmes sobre a escravidão, desbancando as palhaçadas de Tarantino ou o edulcorado de Spielberg.
    Não só a historia é ótima como também a maneira de contá-la.

    Steve McQueen usa algumas vezes planos mais longos que os usuais, para que se ouça o silêncio, para que o barulho dos grilos tome conta de tudo, para prolongar os impactos. Como nas marcantes cena da forca, a cena da carta e na cena do canto dos escravos ao qual Solomon/Platt, após resistir, adere, mas raivoso.
    Aliás, que grande interpretação de Chiwetel Ejiofor.

    Há um enquadramento interessante que McQueen usa muito: planos abertos, na horizontal (com alguma linha reforçando a horizontalidade) e o personagem principal, um pouco à direita do que seria o central, em pé, cortando a cena na vertical.



    O mote, basicamente (além do lado abolicionista-denúncia) é o de como é preciso fazer de tudo, qualquer coisa, para sobreviver. A orquestra esfarrapada na sala do sinhô, com a mulambada dançando para a sua diversão, me lembrou as orquestras de cadavéricos tocando para os carrascos nos campos de concentração.

    E no bojo disto uma discussão que é eterna nas resistências: o que é melhor, ficar na sua, se anular, passar o máximo despercebido, para tentar passar por aquilo tudo, ou se revoltar, demandar, mostrar-se gente, para tentar vencer aquilo tudo?








    Na verdade, torço para que não seja derrrubado o presidente da Venezuela. Senão seremos inundados por piadas tipo CAIU DE MADURO...

    ..

    Supremo Tribunal Eleitoreiro





    (Recife, PE)

    Marcadores: ,

    Vladimir Safatle: Os vivos e os mortos -

     " A surdez dos governos em relação às exigências de ação, visando criar as condições para uma qualidade de vida minimamente suportável nas grandes cidades, é a verdadeira causa da violência nas manifestações.

    Escutar significa, por exemplo, não prometer uma Assembleia Constituinte, de-pois uma reforma política e acabar por apresentar apenas o vazio.

    Significa não baixar o valor das passagens de ônibus para, meses depois, quando tudo parece mais calmo, voltar com o mesmo aumento.

    Significa parar de usar a morte infeliz de alguém para tentar criminalizar a revolta da sociedade brasileira.

    Da minha parte, os únicos terroristas que consigo enxergar estão exatamente no Congresso Nacional. " 


    leia coluna de VLADIMIR SAFATLE
     Folha de S.Paulo - Opinião - Os vivos e os mortos - 18/02/2014

    peal cochlea: John Vanderslice's "Trance Manual"



    Cross the palisade
    At the holiday inn
    See the mujahidin barricades
    Just walk right through

    Past the bullhorns
    And sleepy 47s

    Right by the coalition guards
    I'm in the back of the second floor basement
    I'll have my editors
    Arrange for payment

    Come to me now
    You are warming weather
    Come to me now
    The kind that comes with
    Sandbags along the river

    Wear your aqua mirabilis
    Dotted on your pulse points
    A miraculous transformation
    Ahh my aching joints

    You are a vision in the air
    Cheap lipstick, bleached hair

    Ohh dressed like that
    You are a flag of a dangerous nation
    Oh dressed just like that
    You are some kind of declaration

    Come to me now
    You are warming weather

    Cidadãos do Bem Anônimos




    (São Paulo, SP)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Jânio de Freitas: Frutos indigestos


    "À margem do sucedido a Santiago Andrade e da situação dos acusados e suas famílias, a extensão acrescentada ao incidente depressa rendeu frutos políticos e ideológicos. Mas estão sendo indigestos para a voracidade dos que se lançaram a eles."

    leia coluna de JANIO DE FREITAS
     Folha de S.Paulo - Poder - Frutos indigestos - 18/02/2014:

    pela cochlea: letuce :: sutiã



    Quando você sorri
    O sorriso da nossa dinâmica
    Não o sorriso dos outros

    Eu sinto um susto
    De sutiã se abrindo
    Sozinho

    Marcelo Freixo: A exaltação de um factoide


    Pela terceira vez em menos de uma semana, O GLOBO me cita em seus editoriais. As diferenças do texto publicado ontem em relação aos demais são o tom menos arrogante e o alvo. Após a péssima repercussão das tentativas de associar a morte do cinegrafista Santiago Andrade a mim, o jornal assume postura mais cuidadosa, até porque o objetivo é explicar a cobertura da tragédia aos seus leitores. 


    leia o artigo de MARCELO FREIXO :
    A exaltação de um factoide - Jornal O Globo

    As véia no curling



    (Joinville, SC)
     
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    segunda-feira, fevereiro 17, 2014

    Via IRIS: American Hustle (David O. Russell, EUA, 2013)


    Depois do tolinho Silver Linings Playbook, Russell acerta neste filme de trambiqueiros obrigados a trabalharem junto com um agente do FBI ambicioso visando pegar políticos com a boca (ou as mãos) na botija. O filme é frenético, falas frenéticas, ações frenéticas, todo mundo tentando enganar todo mundo o tempo todo - mas a direção e o roteiro conseguem não deixar petecas cairem e amarrarem as pontas. Afiados.

    Tomadas de camera na mão passando por pessoas em ebulição e trilha de rocks de época antecipando cenas seguintes remetem a um Scorcese de Casino ou Goodfellas. Na direção do grupo de atores lembra também Sidney Lumet. Pequenos detalhes em closes vão compondo os personagens. As duas atrizes principais estão ótimas. A interpretação humanizadora de Christian Bale também.


    Calma, gente! - Barbara Gancia


    " Basta usar apenas um neurônio pa­ra saber que o que dispersou as ma­nifestações não foi a violência de "black blocs" ou, sei lá, de besouros lilases gigantes ou duendes (vá en­tender? Essa turma não acredita no que diz Tuma Jr.?). 

    O que dissipou os protestos foi fal­ta de liderança, de propostas, de or­ganização e de perseverança. Pare­ce pouco, ora bolas? Não venham dizer que o quebra-quebra promovido por uns gatos pingados foi capaz de esvaziar o ânimo de um país inteiro, porque, se é assim, somos uns fuinhas."

    leia a coluna de BARBARA GANCIA:
    Calma, gente! - 14/02/2014 - Barbara Gancia - Colunistas - Folha de S.Paulo

    PALAVRAS


    Os partidos, na Europa como no resto do mundo, não existem, são larvas, e o vazio deixado por eles é preenchido pelo populismo ou pela antipolítica.

    - Luciana Castellina


    domingo, fevereiro 16, 2014

    pela cochlea: Maria Bethânia & Hamilton de Holanda - Lágrima (Candido das Neves) -



    Sim, quem nunca chorou
    Certo nunca amor
    Talves nem alma tenha para sentir
    Não me faz inveja este prazer
    Eu gosto ate de padecer
    Chorar é a mága em pérolas diluir
    mas quem quiser amar
    Certo há de chorar
    Há de sentir morrer o coração
    O amor sendo belo e falaz
    como os ais
    se desfaz em ilusão.

    Vídeo: Casal discute em restaurante só com títulos de filmes



    casal2

    Essa é uma daquelas ideias geniais que a gente se pergunta “por quê nunca fizeram isso antes?” e fica de boca aberta com o resultado!

    Os atores no vídeo, simulam uma DR de casal apenas com frases contendo títulos de filmes americanos. Incrível! Todas as falas são retiradas do nome de algum filme que você pode acompanhar enquanto a cena acontece, e até a garçonete entra na história.


    Vídeo: Casal discute em restaurante só com títulos de filmes

    A casa dos bodes expiatórios




    (São Paulo, SP)
     
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges"

    Marcadores: ,

    Versão de vedete para a morte de Getúlio Vargas era deliciosa -


    : Na madrugada de 24 de agosto de 1954, o presidente Getúlio Vargas estava na cama em seu quarto, no Palácio do Catete, quando quatro homens embuçados entraram pela janela e o mataram a tiros. Não ria. Com ele, sob os lençóis, estava a vedete Virgínia Lane, com quem Getúlio tinha um caso de amor havia 15 anos. Da entrada dos assassinos pela janela até o fatal tiro no coração, Getúlio teve tempo de tomar importantes providências.

    leia texto de RUY CASTRO
    Folha de S.Paulo - Ilustrada - Versão de vedete para a morte de Getúlio Vargas era deliciosa - 16/02/2014 

    pela cochlea: Ekundayo - Just Love

    Todos somos Tinga


    Vizinho indiscreto - | Eliane Brum

    Um fotógrafo tem o direito de se posicionar diante da janela, com uma lente potente, para registrar cenas privadas e depois exibi-las?

     "As perdas e ganhos se embaralham. Quem ganha com os retratos da vida privada? O fotógrafo, ao transformar cenas íntimas em arte que fala dessa época histórica. Nós, coletivamente, ao ganharmos um retrato de nossa humanidade, que nos faz transcender – e que transcenderá nossa vida ao alcançar as gerações futuras. Quem perde? Nós, também, individualmente, porque aquele que virou representação é também aquele que vive e que talvez não quisesse ser exposto abrindo a geladeira descabelado para pegar o leite pela manhã. E nós, coletivamente, na medida em que a única alternativa para não ter a intimidade exposta seja cobrir com cortinas nossas escassas janelas, por onde já entra muito menos luz do que gostaríamos. "

    leia o artigo de Eliane Brum :



    Vizinho indiscreto - ÉPOCA | Eliane Brum

    Menos Médicos



    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,


    de madrugada
    névoa envolve os lampiões da praça
    saudade do inverno


    Ellen Page Comes Out as Gay: 'I Am Tired of Lying by Omission'



    "I am tired of hiding and I am tired of lying by omission," Page proudly and defiantly declared. "I suffered for years because I was scared to be out. My spirit suffered, my mental health suffered and my relationships suffered. And I'm standing here today, with all of you, on the other side of all that pain.""

    You have ideas planted in your head, thoughts you never had before that tell you how you have to act, how you have to dress and who you have to be. I have been trying to push back, to be authentic, to follow my heart, but it can be hard," she admitted.

    Ellen Page Comes Out as Gay: 'I Am Tired of Lying by Omission' (Exclusive) - The Hollywood Reporter

    Fechado com o Tinga

    Samba Soccer | The transformation of Brazil's most storied team


    read the full text...
      
    by

    "The New Statesman argument, perhaps overstated, that this might be the last significant World Cup reflects an increasing reality of globalization. The top professional leagues have achieved such international reach, both in filling out their rosters and in the fan bases from which they draw their support, that the allure of ostensibly amateur spectacles like the World Cup and the Olympics (which Brazil will host, too, in 2016) is diminished by comparison. We associate Lionel Messi, by consensus the best player in the world, as much, if not more, with Barcelona, for whom he plays most of the year, as with his native Argentina. Last spring, Neymar, Brazil's next great hope, decamped for Barcelona to join him. Diego Costa, a Brazilian forward who plays professionally in Madrid, stunned fans of the Seleeeo when he announced, a few months ago, that he'd be playing next summer for the national team of his host country, which had granted him dual citizenship."

    read the article here
    Samba Soccer | HighBeam Business: Arrive Prepared


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER