This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sexta-feira, abril 01, 2011

    É hoje!




    (Belo Horizonte, MG)
      
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Fukushima: Se correr bicho pega se ficar bicho come

    Amplify’d from www.nytimes.com

    Confidence Slips Away as Japan Battles Nuclear Peril


    The setbacks have raised questions about how long, and at what cost, Japan can keep up what experts call its “feed and bleed” strategy of cooling the reactor’ fuel rods with emergency infusions of water from the ocean and now from freshwater sources.

    That cooling strategy, while essential to prevent full meltdowns, has released harmful amounts of radioactive steam into the atmosphere and set off leaks of highly contaminated water, making it perilous for some of the hundreds of workers at the plant to further critical repair work.
    One major problem, said Murray E. Jennex, an associate professor at San Diego State University with 20 years of experience in examining nuclear containment structures, was that all the water the Japanese were spraying had soaked important machinery like generators and pumps, further hampering efforts to restore the reactors’ electricity supply
    Read more at www.nytimes.com

    Pela COCHLEA: Gryphon - The Unquiet Grave

    quinta-feira, março 31, 2011

    Atrasado mas interessante: A infantilidade do Oscar

    O Oscar, como O Discurso do Rei, revela uma dificuldade americana
    Amplify’d from www.cartacapital.com.br
    Rosane Pavam
    Os Estados Unidos daquela noite eram um retrato de seu cinema e de suas pretensões dentro do concerto universal da cultura contemporânea. Um cinema que não reclamava seu destino, nem o explicava, de preferência o revelava combalido, mas sempre com algum humor, à espera de uma grande reviravolta final, com a simpatia e a concordância de todos. As fracas piadas proferidas durante o evento – a ponto de o comediante Norm MacDonald, ex-Saturday Night Live, perguntar-se no Twitter se haveria uma greve de roteiristas em curso – evocavam uma grande alegria jovem, preferencialmente representada por celebridades em roupas brilhantes, fabricadas por grifes de bom passado, como Vivienne Westwood e Christian Dior.
    Read more at www.cartacapital.com.br

    Marcadores:

    Marcadores:

    quarta-feira, março 30, 2011

    Solda: liberdade ou excesso?

    Amplify’d from www.gazetadopovo.com.br

    Demissão de profissional que fez charge sobre Obama reacende discussão sobre a tênua linha que separa a polêmica do mau gosto

    Daniel Castellano/Gazeta do Povo / Com quase 40 anos de profissão, Solda diz que nunca quis ofender Barack Obama

    A reação é típica de pessoas que chamo de analfabetas visuais. Vivemos em uma era visual, mas as pessoas não sabem ler o que veem. Não souberam ler a charge, e ver que Solda defendeu o povo brasileiro. Será que é preciso colocar legenda em tudo? Foi uma tremenda bur­rice. Eu recomendo a ele processar quem estiver fazendo a acusação de racismo. A atitude do jornal tam­bém foi covarde, pois não agiram como equipe e não defenderam Solda.”


    Pryscila Vieira, cartunista da Folha de São Paulo.

    Com passagens por veículos considerados subversivos à época da ditadura militar (1964-1985), como o Pasquim, Solda diz que nunca imaginou viver tal episódio numa época democrática. “Na ditadura, eu desenhava e ficava com medo. Mas o medo era de ser preso. Hoje, tenho medo de pessoas como esse jornalista que me acusou [Paulo Henrique Amorim]”. O chargista afirma que ainda não teve tempo de pensar no que fazer, mas estuda entrar com um processo contra o jornalista e o jornal.

    Read more at www.gazetadopovo.com.br
     

    Marcadores: ,

    terça-feira, março 29, 2011

    Americanos criticam procedimentos usados em Fukushima

     
    (Curitiba, PR)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Solda quis dar 1 banana pro imperialismo


    Publicação em blog nacional repercutiu negativamente: interpretação de racismo

    Na interpretação dos que viram racismo, supostamente o presidente norte-americano estaria representado no macaco. Mas o autor do trabalho discordou frontalmente. “Jamais faria isso. Nas eleições, eu usei camiseta do Obama, vi que era a renovação”, disse.

    Segundo ele, o único objetivo foi criticar a pretensão dos Estados Unidos de serem superiores a outros países, inclusive provocando transtornos exagerados durante a visita e exigindo que os ministros tirassem os sapatos para serem revistados. “Não tem nada a ver com o Obama, com racismo, nem com nada”, reforçou Solda. “A república das bananas é uma coisa antiga e quis me referir exatamente a isso. É uma banana para o imperialismo, acham que aqui é o quintal deles.”
    Read more at cartunistasolda.blogspot.com

    Marcadores: ,

    Só mesmo em Paquetá...

    Domingo no meio dia dia saí de bicicleta para me encontrar com alguns amigos... no caminho já me deparei com Grauna e Nei Lima, em visita a Ilha... fui encontrando outros, teve uma palestra ótima com histórias sobre o Nássara... vim na volta com Isabel Lustosa, Mário Bag e duas pesquisadoras francesas para lhes mostrar o abandono do Solar Del Rey... e nisso tudo fui pra casa a pé e me esqueci da bicicleta, encostada numa calçada... ficamos conversando uma turma no quintal, escuresceu...



    No dia seguinte fiquei direto no computador trabalhando e não saí... mas há pouco tive que ir comprar fermento para Ana fazer biscoitinhos... e cadê a bicicleta? Me lembrei que a tinha deixado lá... que cabeça!



    Caminhei até a rua do paulão e la estava a minha bicicleta - no mesmíssimo lugar.

    E mais: estavam, me esperando, as coisas na cestinha da bicicleta. Fui pedalando para casa feliz por viver num lugar assim. http://amplify.com/u/bwzys

    É Solda!


    Solda é um desenhista veterano (com quase 40 anos de profissão) e figura de proa na cena cultural curitibana.

    A propósito da vinda de Obama ao Brasil, publicou no jornal  O Estado do Paraná a seguinte charge:


    (clique na imagem para ampliar)]

    Dias depois, foi demitido do jornal, onde colabora desde 2005, após reações indignadas de um público que vira na charge uma discriminação racial contra o presidente americano Obama.

    É interessante notar que a grita começou depois que a charge foi alçada a um alcance nacional através de sua republicação no blog Conversa Afinada, de Paulo Henrique Amorim. Induzida inclusive pelo próprio Amorim que já colocou a charge ali como sendo racista.
    Algo semelhante ao que aconteceu com Nani, que publicou no seu blog, normalmente, uma charge da Dilma rodando bolsinha. Quando a charge foi republicada pelo Noblat (nesse caso, em adjetivações), veio a revolta das mulheres contra um "machista que achava que todas as mulheres são putas". (Por falar nisso, oferecer cargos em troca de apoio, para mim, é "mais" do que oferecer o corpo em troca de dinheiro, pois afinal o corpo é seu mesmo...)
    Mas o que eu queria escrever com o exemplo do Nani é que em ambos os casos os desenhos foram retirados do seu contexto - e da sua continuidade dentro do universo do autor - e isolados dentro de um outro contexto (onde a imensa maioria dos leitores desconhece o autor e suas posições verdadeiras).


    Algumas considerações minhas:

    1. Não entendi como o macaco seria o Obama. 
    O macaco está dando uma banana; Por que Obama daria uma banana, se veio justamente puxar o saco dos brasileiros (em troca de...) ? É evidente que o macaco está dando uma banana (com o gesto típico) para o Obama. O macaco então é o povo brasileiro. Ou quem estivesse no almoço, diante das propostas do governo americano. Ou o próprio Solda, indignado com o chefão do império. .

    2. Se Solda quisesse que o macaco fosse o Obama teria pelo menos desenhado o macaco parecido com o Obama, não é mesmo? Quem acha esse macaco parecido com o Obama ou não enxerga direito um desenho ou acha que os negros são mesmo todos parecidos (e com macacos).

    3. Para mim racistas são que os que automaticamente presumem que um macaco desenhado numa charge refere-se a um negro!

    4. Quem se desse à pachorra de pesquisar quem é o Solda antes de esculhambá-lo (e pesquisar na internet agora é fácil) descobriria não só suas posições quanto veria que esse mesmo macaco é personagem recorrente em suas charges (em charges, aliás, que nada tem a ver com Obama ou com os negros como raça). 

    5. Bem, nós sabemos que as pessoas hoje em dia estão emburrecendo. E estão histéricas com o politicorreto, ou nas defesas (às vezes até justificadas, na maioria das vezes não) de sua valorização. Agora, a atitude da direção do jornal foi escrota. 
    Por mais que hajam uivos junto aos portões, Solda fazia parte da equipe do jornal e como tal deveria ter sido defendido pelo Estado do Paranál, que, como jornal, supostamente está a favor da liberdade de expressão (mesmo que discordasse do teor da charge).

    Mas aí é que está: o jornal publicou a charge. Logo (na figura de seu editor ou o responsável pela publicação) não viu problemas terríveis nela. E, sendo assim, deveria ter a hombridade de defender a sua própria decisão e por conseguinte o chargista por tantos anos figurante na empresa.

    Ou ter publicado uma matéria a respeito, ouvindo as acusações de racismo e também o próprio Solda, e aproveitando, caso quisesse, toda a celeuma para realmente discutir a questão do racismo no Brasil. E no Paraná.

    Mas preferiu o mais fácil, e sobrou para o mais fraco. Solda foi demitido. Obama voltou para sua guerra na Líbia. O governo brasileiro continua com suas macaquices.. E os negros continuam sendo discriminados de maneiras realmente cruéis, sem que se ouça tanta gritaria. 

    Marcadores: ,

    Wag le Chien (Sarkozy & Libia)

    Amplify’d from www.slate.com

    Did French President Nicolas Sarkozy push the Libyan intervention to boost his re-election bid?

    The man who introduced Sarkozy to the Benghazi rebels is none other than Bernard-Henri Lévy, a pop philosopher so French that I can't think of an American equivalent. We just don't have philosophers who wear their shirts unbuttoned, marry blond actresses, and take sides, enthusiastically, in wars in Bangladesh, Angola, Rwanda, Bosnia, and beyond. By siding with Lévy's emotional plea for humanitarian intervention—a decision that surprised even his own foreign minister—Sarkozy apparently thinks he might share some of the philosopher's glamour.
    Advertisement
    Sarkozy clearly hopes the Libyan adventure will make him popular, too.
    French President Nicolas Sarkozy. Click image to expand.
    See more at www.slate.com

    Conheça a Família Kadafi!

    Amplify’d from www.foreignpolicy.com
    Keeping Up with the Qaddafis

    The family that fights together, stays together. But was Libya's ruling clan always this crazy?

    Read more at www.foreignpolicy.com
     

    Tsunami do politicorreto inunda charges

    Amplify’d from www1.folha.uol.com.br


    Cartunista da Folha é criticado por retratar tsunami em charge



    DIOGO BERCITO

    DE SÃO PAULO


    Ao decidir retratar o tsunami, Montanaro lembrou-se da xilogravura de Katsushika Hokusai. Foi uma das opções que ele enviou à Folha para aprovação e publicação.
    Desenho de João Montanaro, baseado em xilogravura tradicional de Katsushika Hokusai, publicado na Folha um dia depois da tragédia no Japão
    O pesquisador Gonçalo Junior, autor do livro "A Guerra dos Gibis" (Companhia das Letras), afirma que quem perdeu o bom senso, no caso da charge, foram os leitores que se manifestaram contra.



    "Vivemos na era da chatice e do politicamente correto. É uma reação paranoica, o desenho retrata as mesmas coisas que todos esses vídeos que estão no YouTube."

    "As pessoas ligam a palavra 'charge' a coisas alegres, mas a ideia é ser um convite ao pensamento", diz o quadrinista Mauricio de Sousa.
    Read more at www1.folha.uol.com.br

    Filme da noite: Um soir, un train

    dir Andre Delvaux (França, 1968)



    Ah, o cinema da incomunicabilidade dos anos 60... um casal entediado viaja de trem para dentro de uma atmosfera de sonho e mistério


    segunda-feira, março 28, 2011

    Ouvindo Karina Buhr, Nassíria e Najaf

    DORME LOGO ANTES QUE VOCÊ MORRA!!!


    Tsunami do politicorreto alaga chargista

    Amplify’d from www.ambrosia.com.br

    O jovem talento João Montanaro, uma espécie de Maísa do cartum brasileiro, gerou polêmica entre os sensíveis leitores do jornal Folha de São Paulo com um cartum interpretando a tragédia do tsunami sobre a icônica xilogravura de Katsushika Hokusai.

     João Montanaro cria polêmica com charge de tsunami

    Apesar de estarmos num momento de comoção mundial após o terremoto e tsunami que destruíram boa parte do norte japonês no último dia 11, é importante interpretar o trabalho de Montanaro como um cartum, e não uma piada, de um fato importante que marcará 2011. E não é justamente o papel de um cartum sintetizar de maneira critica fatos importantes?

    Se podemos lamentar algo do episódio é apenas o fato de cada dia existirem mais e mais pessoas ignorantes, que utilizam da onda do politicamente correto para atacar o que não entendem
    Read more at www.ambrosia.com.br
     

    E Pinpoo foi sem nunca ter sido

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    "O meu Pinpoo é vegetariano, come o que eu como: brócolis, abobrinha, purê."

    Divulgação

    Mas o sargento não está sozinho na saga de Pinpoo, o cão paroxítono. Ah, sim, se diz Pímpo, jamais Pimpô, muito menos Pimpú, como a similaridade com shampoo sugere. "É Pinpoo com 'n' no meio e dois 'ós' no final", a Nair repetia pacientemente aos jornalistas do Brasil todo que telefonavam querendo notícias do sumiço. E completava: “Pin porque o pai dele, Coco, é um pinscher. E poo porque a mãe, Bianca, é uma poodle”. Essa questão de parentesco é uma confusão danada na vida de Pinpoo e Nair. Ela se diz mãe dele. Mas Coco e Bianca pertencem à filha racional dela, Claudia, que vive em Guarapari (ES). E se a Claudia considera Coco e Bianca filhos seus, logo Pinpoo deveria ser neto da Nair. Ou bisneto, se levarmos em conta que a filha gente da Claudia, netinha da Nair, é a verdadeira dona de Coco e Bianca. Entendeu? Deixa pra lá... O importante é a palavra do veterinário Luciano Bonetti, que cuidou de Pinpoo depois que ele foi encontrado, meio magro e com alguns arranhões: “Eu ponho na ficha o que o dono do animal alega. Se me dizem que é mestiço de pinscher com poodle, é o que eu escrevo. Poodle pode até ser, mas de pinscher não vi sinal no cachorrinho da dona Nair”. Para o doutor, a comoção nacional tem uma explicação: “A gente já sente tanta raiva quando as empresas aéreas perdem nossa mala que, quando o extravio é de cachorro, ninguém engole”. De todo o fuzuê, no entanto, o que ele mais gostou foi da Sabrina Sato investigando o desaparecimento de Pinpoo. Ela compareceu duas vezes ao seu consultório com um shortinho por aqui, ó.

    Read more at www.estadao.com.br
     

    Mengele nada a ver com Candido Godoi

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Artigo destaca estudo que explica por que Cândido Godói tem taxa de nascimento de gêmeos dez vezes maior que resto do Brasil.

    O mistério aumentou quando o jornalista argentino Jorge Camarasa, autor de uma biografia sobre o geneticista nazista Josef Mengele, sugeriu que o fenômeno poderia ter sido resultado dos experimentos realizados por ele durante uma suposta passagem pela região nos anos 1960.

    Read more at www.estadao.com.br
     

    Ana de Holanda: "O jogo é violento"

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Ministra da Cultura fala sobre as polêmicas de sua recém- iniciada (e já agitada) gestão

    Poucas vezes se viu um início de gestão de tamanha turbulência na pasta da Cultura. Antes mesmo de tomar pé dos problemas herdados e ainda sem saber de qual orçamento disporia, foi alvo de furiosa campanha de segmentos insatisfeitos com seu primeiro ato: a retirada do selo Creative Commons do site do ministério.

    Nessa entrevista ao Estado, a ministra aborda diretamente esses e outros temas, garantindo que a ação do governo em relação aos direitos autorais terá como limite a não intervenção nas relações contratuais privadas.

    Read more at www.estadao.com.br
     

    Morre Lula Cortes

    Amplify’d from www.estadao.com.br

    Lula Côrtes foi um dos primeiros a fundir o ritmo regional nordestino ao rock and roll. Ele chegou a lançar três discos, sendo dois na primeira metade da década de 1970, um com o cartunista Laílson o LP Satwa, pela Rozemblit e outro em 1974, com Zé Ramalho. Este, chamado Paêbiru - O Caminho da Montanha do Sol, é raro já que apenas poucas cópias restaram após uma enchente que atingiu a sede da gravadora.

    Divulgação
    See more at www.estadao.com.br
     

    domingo, março 27, 2011

    Rock & rap na primavera arabe

    Amplify’d from oglobo.globo.com

    Jovens das bandas de rock e rap foram os precursores da revolução que hoje balança o mundo árabe

    Graça Magalhães-Ruether
    - Num país onde 70% da população têm menos de 30 anos, uma ditadura de mais de 40 anos parece uma eternidade - comenta.
    Read more at oglobo.globo.com

    Guardacostas Virgens de Kadafi

    Amplify’d from www.aolnews.com

    40 Lipsticked Virgins: Gadhafi's Best Bet for Survival


    Libyan leader Moamer Kadhafi, female bodyguards,
    With Moammar Gadhafi in hiding as coalition aircraft bomb his country, he's counting on protection from a unique bodyguard corps he's been training for decades -- an all-female, gun-toting posse of virgins.



    The academy's best students are dubbed "revolutionary nuns," and they never marry and dedicate their lives to the idea of Gadhafi's 1969 revolution. They're banned from having sex and swear an oath to protect the Libyan leader until death, if need be. In 1998, a bodyguard named Aisha threw herself on top of Gadhafi when Islamic militants ambushed his motorcade. A barrage of bullets killed her and injured two others, but Gadhafi escaped unharmed.
    Read more at www.aolnews.com

    Filme da noite: Fri os fra det onde

    (Livrai-nos do mal) - dir Ole Bornedal (Dinamarca, 2009)



    Bom e tenso filme sobre xenofobia e falta de perspectivas num vilarejo dinamarques, com otima fotografia e boas atuações.



    Cai um pouco no final meio Straw Dogs e com uma coda desnecessária.


    Why Clowns are Scary

    Amplify’d from thoughtcatalog.com
    Psychologists claim that clowns’ exaggerated features violate our basic idea of what people should look like. Since reading facial expressions is a social survival skill, our inability to read a clown’s emotions puts us on guard. The painted white face, fake red nose, and uncanny permasmile mask a clown’s true feelings and identity, which triggers our distrust and suspicion.
    Read more at thoughtcatalog.com
     

    A verdadeira devassa



    (Belo Horizonte, MG)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    African Leaders: Stay off Facebook!

    Amplify’d from newsfeed.time.com

    In a wacky little study, Ethan Zuckerman of Harvard University's Beckman Center for Internet and Society found having more followers on Facebook was directly proportional to regime instability for leaders on the African continent.

    Below is the list as of December 2010, when research was conducted:

    Read more at newsfeed.time.com
     


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER