This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quarta-feira, maio 31, 2017

    The Men Investigating Ivanka Trump's Shoe Producer in China Are Missing or Arrested



    CHINA-US-VOTE-TRUMP-MANUFACTURING-EMPLOYMENT

    "The arrest and disappearance of three labor activists investigating a Chinese company that produces Ivanka Trump-branded shoes in China prompted a call for her brand to cease working with the supplier and raised questions about whether the first family's commercial interests would muddy U.S. leadership on human rights.

    The men were working with a U.S. nonprofit to publish a report next month alleging low pay, excessive overtime and possible misuse of student labor, according to China Labor Watch executive director Li Qiang, who lost contact with the investigators over the weekend. China Labor Watch has been exposing poor working conditions at suppliers to some of the world's best-known companies for nearly two decades,"

    read the newstory by Erika Kinetz

    Ivanka Trump: Men Probing China Shoe Company Missing | Time.com

    Fora meme? Como o Governo Temer virou inimigo da indústria das piadas na Internet



     bora meme

    "Sandro Sanfelice, um analista comercial de 28 anos que mora em Curitiba (PR), recebeu na semana passada uma mensagem que nunca havia visto em seus dez anos à frente da Capinaremos, uma das muitas páginas de memes do país. O Governo o avisava de que as fotografias divulgadas a partir da Presidência “estão liberadas para uso jornalístico e divulgação das ações governamentais. Para outras finalidades, é necessária autorização prévia da Secretaria de Imprensa da Presidência da República”.

    Sanfelice ficou perplexo. A mesma mensagem fora enviada à Ah Negão e a outras grandes líderes do complexo industrial de memes brasileiro. Ninguém entendia muito bem o que se queria dizer. Estariam avisando que eles não poderiam mais usar fotografias do presidente em suas páginas? Estaria o governo, que atualmente luta para sobreviver a uma grave crise política com medidas cada vez mais autoritárias, tentando conter a criação de piadas sobre ele na internet? “Num primeiro momento, ficamos apreensivos”, disse Sanfelice ao EL PAÍS. “Os memes são uma forma de expressão, como um artigo de jornal ou uma charge. Não faz sentido proibir nem coibir sua produção”.


    leia mais>>>

    Fora meme? Como o Governo Temer virou inimigo da indústria das piadas na Internet | Ciência | EL PAÍS Brasil

    Perrelices





    (Salvador, BA) 
     
    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea>> Madeleine Peyroux Dance me to the end of love (Leonard Cohen)




    Dance me to your beauty with a burning violin
    Dance me through the panic 'til I'm gathered safely in
    Lift me like an olive branch and be my homeward dove
    Dance me to the end of love

    A menina dos olhos


    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Cracolândia: Dória, um prefeito que não entende de gente






     
    Região da Luz, em SP

    "É de conhecimento público e notório que a região da Luz, em São Paulo, é alvo, há muito tempo, da força da especulação imobiliária. O bairro, que nas décadas de 60 e 70 foi um dos principais da burguesia paulistana – com prédios históricos e grandiosos monumentos culturais –, não conta com tantos terrenos disponíveis aos investidores do mercado imobiliário, fazendo com que, ao longo do tempo, os imóveis da região se tornassem supervalorizados. Além disso, são rígidas as legislações municipais acerca de construções de grandes incorporadoras no local – um empecilho a mais para a ansiada apropriação pelo mercado.

    Assim, ao mesmo tempo em que é tratada por alguns como um problema, a Cracolândia é vista por outros como solução. É que o planejado abandono social no local aprofundou a desvalorização da região da Luz, fortalecendo, em contrapartida, a capacidade de negociação dos especuladores – interessados em adquirir a baixos preços terrenos em um dos endereços mais centrais da capital paulista.

    Não por acaso, a expectativa do mercado imobiliário sempre foi a chegada de um prefeito com trajetória desvinculada de políticas sociais, um empresário com visão de gerente. Eis que o atual prefeito reúne essas características – acentuando uma política higienista e que conta com o aparelho repressivo do Estado, tendo como guarda costas o governador Alckmin."







    mais no artigo de LUCIO COSTA

    Cracolândia: Dória, um prefeito que não entende de gente | Brasil | EL PAÍS Brasil

    Andreas von Richtofen e Pedrinho Rosalino: Dois destinos, 15 anos depois



    Andreas von Richthofen e Pedro Rosalino tinham 15 e 16 anos, respectivamente, quando comoveram o Brasil: um, pelo assassinato dos pais pela irmã, e outro por ter sido encontrado após 16 anos de sequestro. Hoje, Andreas enfrenta o drama do crack, e Pedro é advogado de Aécio Neves na Lava-Jato.

     LEIA AQUI AS DUAS REPORTAGENS

    terça-feira, maio 30, 2017

    Temer vai por o país nos trilhos



    (Natal – RN)
     
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea>> Parquet Courts - Dust (Official Video)




    It comes through the window It comes through the floor It comes through the roof
    And it comes through the door Dust is everywhere, sweep Sweep

    Troca




    (Curitiba, PR)
     
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    * Na cracolândia, Doria deixou cair a máscara de bom gestor -



    "A gestão pública requer atributos que vão muito além do gerenciamento de um negócio. Área de conhecimento com teoria e conceitos próprios, requer formação e experiência, além de habilidade política, sensibilidade humana e capacidade de ouvir opiniões contraditórias antes de tomar decisões.

    A Prefeitura de São Paulo não é para amadores. Estrutura complexa, com centenas de milhares de funcionários e terceirizados, lida com inúmeras políticas setoriais, regidas por leis próprias, requerendo coordenação e articulação. Não é uma empresa de marketing, um canal de comunicação ou um negócio de lobby.

    O prefeito ignora essa realidade. Preocupa-se mais com o Facebook do que em formular políticas públicas em conjunto com sua equipe. Quer aparecer como um gestor eficiente e autoritário, que acorda cedo e dorme tarde, como se isso bastasse para gerir uma megacidade. Espera resultados rápidos, mesmo que efêmeros, para reforçar essa imagem falsa."

    leia artigo de Nabil Bonduki​

    * Na cracolândia, Doria deixou cair a

    máscara de bom gestor - Portal AZ

    Vítima de chacina no Pará foi morta com tiros no coração à queima-roupa, diz relatório


     Corpos das vítimas do massacre em fazenda no Pará são vistos em hospital (Foto: Lunae Parracho/Reuters)

    "Ela relata que, enquanto rastejava, escutou os policiais dizendo a uma das vítimas, antes de atirar novamente, ''olha o que a gente faz com bandido'' .

    O sobrevivente disse também que os agricultores não reagiram e que as armas que estavam no acampamento não foram usadas. Ele afirmou ainda que antes de fugir, ouviu os policiais batendo nas vítimas e rindo bastante após atirar nelas. "

    leia mais>> 

    Vítima de chacina no Pará foi morta com tiros no coração à queima-roupa, diz relatório | PA / Pará | G1:

    Tudo em cima



    (Joinville, SC)

    Marcadores: ,

    pela cochlea> Wado - Alabama



    Sangue nas folhas, sangue da raiz
    Flutua em pleno ar, em tudo nada diz
    Que fruto estranho, alabama
    Que colheita infeliz

    segunda-feira, maio 29, 2017

    O povo pode desfazer as leis que ele mesmo fez e destituir instituições




    "De todos os disparates nesta república oligárquica, este seria o maior de todos. Em um momento como o atual, o país não deve recorrer a leis claramente inaceitáveis, ainda mais se levarmos em conta a situação em que vivemos. Afinal, como admitir que um presidente seja escolhido por um Congresso Nacional de indiciados e réus, fruto de um sistema incestuoso de relações entre casta política e empresariado que agora vem a tona?

    Uma das bases da democracia é não submeter a soberania popular nem a decisões equivocadas feitas no passado, nem a instituições aberrantes. O povo não é prisioneiro dos erros do passado, mas sua vontade é sempre atual e soberana. Ele pode desfazer as leis que ele mesmo fez e destituir instituições que se mostram corrompidas."


    leia artigo de Vladimir Safatle​

    O povo pode desfazer as leis que ele mesmo fez e destituir instituições – Controvérsia



     
    CLAUDIO
    (São Paulo, SP)
     
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges"

    Marcadores: ,

    Watch The Cure's First TV Appearance in 1979 ... Before The Band Acquired Its Signature Goth Look




    "So associated are they with an arthouse look and new wave pop-to-tortured goth sound that many people find it jarring to discover just how punk they once were. Though able from the start to rip out pop gems like “Boys Don’t Cry,” the band inhabited a harder-edged territory in their first few years. In the late 70s, along with The Damned, Joy Division, and Siouxsie and the Banshees, they carved out the space of British post-punk and new wave before there was any such thing as “goth.”

    watch the videos::
     

    Watch The Cure's First TV Appearance in 1979 ... Before The Band Acquired Its Signature Goth Look | Open Culture

    The Trump handshake: how world leaders are fighting back


    "
    They say the handshake originated as a gesture designed to prove that both participants were unarmed. But Donald Trump has rewritten that rule along with all the others. In the hands of the US president, the handshake is a weapon.

    And now, thanks to the newly elected president of France, we have confirmation that the rest of the world’s leaders are fighting back. Emmanuel Macron’s admission that his white-knuckle clinch with Trump – in which the two men appeared to be engaged in a squeezing duel that saw the US president break off first – was “not innocent” is hardly a surprise. His thinking was plain to see, as he crushed Trump’s hand until the latter’s fingers seemed to quiver for mercy.
    "

    read article by Jonathan Freedland


    The Trump handshake: how world leaders are fighting back | Jonathan Freedland | US news | The Guardian

    pela cochlea>>The Allman Brothers Band - Whipping Post - in memoriam Greg



    I've been run down and I've been lied to.
    And I don't know why, I let that mean woman make me a fool.
    She took all my money, wrecks my new car.
    Now she's with one of my good time buddies,
    They're drinkin in some cross-town bar.

    Sometimes I feel, sometimes I feel,
    Like I been tied to the whippin' post.

    Acordão para manter Lula e Temer longe de Moro nasce em Brasília



    "Estão em curso em Brasília as tratativas de um acordão que visa a utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para “anistiar” parte do mundo político e colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público Federal. Os cérebros da trama atuam, sobretudo, no Senado Federal. Na ponta final da maquinação está o compromisso de alterar a Constituição para garantir foro privilegiado a ex-presidentes da República, o que beneficiaria diretamente Lula, Sarney, Collor, Dilma e, eventualmente, Michel Temer, todos alvo de investigações."

    LEIA AQUI

    domingo, maio 28, 2017

    Days of Trump (10)



    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    “It All Cannot Be Said Aloud Now”: Twin Peaks Premiere Had 6 Minuts Of Silent Stares (Supercut)




    I know this because Niko Nawalany made a supercut of all of them, and it’s strangely soothing to watch. Especially after obsessing over everything the characters did say*.

    watch the video  

    “It All Cannot Be Said Aloud Now”: Twin Peaks Premiere Had 6 Minutes Of Silent Stares (Supercut)

    Days of Trump (9)




    (Salvador, BA) 
    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Golfinhos na Baia


    Brasil pode perder grandes áreas de conservação florestal

    Black Blocs, os corpos e as coisas |



    "Esta relação com a polícia é fundamental para entender o Black Bloc no Brasil. A origem periférica deles é um elemento essencial, porque o jovem de classe média não tem esta experiência tão dura com a PM. Alguns jovens me diziam: ‘Professora, na periferia a gente não tem como enfrentar eles, porque lá é bala mesmo, e a imprensa não está nem aí. Mas aqui, no centro, a gente desconta a raiva e pode enfrentar os abusos deles porque a bala é de borracha e a imprensa está aqui’


    leia artigo de eliane brum


    Black Blocs, os corpos e as coisas | Opinião | EL PAÍS Brasil

    Days of Trump (8)





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea> Notícia (Nelson Cavaquinho / Alcides Caminha / Nourival Bahia) com Roberto Silva



    Já sei a notícia que vens me trazer
    Os seus olhos só faltam dizer
    O melhor é eu me convencer
    Guardei até onde eu pude guardar
    O cigarro deixado em meu quarto
    É da marca que fumas
    Confessa a verdade, não deves negar

    Depois que o Temer cair...


    publicado em 2016.....



    (São Paulo - SP)
     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Policiais mataram 10 sem-terras e depois festejaram, diz testemunha




    "Em depoimento sigiloso obtido pela reportagem, um sobrevivente do massacre que deixou dez mortos no sudeste do Pará, na última quarta (24), disse que os sem-terra já estavam dominados quando foram mortos a tiros por policiais.

    Em decisão criticada pelo Ministério Público Federal, os corpos foram retirados do local por policiais civis e militares antes da perícia, contaminando a cena do massacre."

    leia reportagem de Fabiano Maisonnave​ e Avener Prado​

    Policiais mataram 10 sem-terras e depois festejaram, diz testemunha:

    sábado, maio 27, 2017

    Twin Peaks tarot cards /





    "The Major Arcana have manifested as some of the primary movers and shakers in Twin Peaks, while the Minor Arcana tend towards depicting infamous scenes and moments in the series. My goal is to strike a delicate balance between accurately representing the respective characters while still maintaining readability as a deck."
    see it here:>>>

    Twin Peaks tarot cards / Boing Boing:


    https://i1.wp.com/media.boingboing.net/wp-content/uploads/2016/10/untitled.jpg?w=550


     

    Não acerto uma camiseta



    (Vila Velha, ES)
     
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea>> Allman Brothers Band - Midnight Rider IN MEMORIAM GREG ALLMAN

    Tem que manter isso, viu?


    (Belém, PA)

    pra ver outras charges clique em
    "marcadores: charges" 

    Marcadores: ,

    Black Blocs, os corpos e as coisas






    Black Blocs Manifestações


    "Os black blocs, que apanham tanto de tantos lados, podem ser uma chave para compreender esse momento tão complexo do Brasil. Não apenas pelo que são, muito pelos discursos sobre o que são. Ao quebrarem patrimônio material como forma de protesto e serem transformados numa espécie de inimigos públicos, aponta-se onde está o valor e também a disputa. Enquanto a destruição dos corpos de manifestantes pela Polícia Militar é naturalizada, a dos bens é criminalizada. Reafirma-se, mais um vez, que os corpos podem ser arruinados, já que o importante é manter o patrimônio, em especial o dos bancos e grandes empresas, intacto. São também os corpos que sofrerão o impacto do projeto do governo que não foi eleito. Estes, que poderão ser ainda mais exauridos pelas mudanças nas regras do trabalho e também nas da aposentadoria. São os corpos os atingidos pelas reformas anunciadas como uma necessidade para não “quebrar o país”. Ao subverter o objeto direto do verbo “quebrar”, quebrando o que não pode ser quebrado, os mascarados desmascaram o projeto que pode ser chamado de “mais um direito a menos”."

    Is it wrong to laugh at Donald Trump?







    "I find the persistence of laughter to be heartening, as incongruous as it might seem. Incongruity is one of the fundamental forces in the universe of comedy: take two things that don’t usually belong together; throw them into the same sentence; hilarity ensues. Dark comedy in particular thrives in juxtaposing the solemn, the mortal, with the petty and the prurient. So it makes sense that we should find ourselves reaching for punchlines when we want to throw punches. When things are bleak, we lean on humor to fight back, to build bonds, to whittle away at the pedestals of the powerful.

    I suspect that comedy will turn out to be on the side of the angels. Partly this is the nature of jokes themselves. The list of authoritarian comics is a short one. Humor generally comes from the underdogs and outsiders; satire works when you are mocking the powerful; when you yourself have the power, you’re just a bully. (Case in point: Trump’s notorious imitation of disabled New York Times reporter Serge Kovaleski.)"


    read more by Steven JOhnson

    Is it wrong to laugh at Donald Trump? | Steven Johnson | Opinion | The Guardian

    Duelo de versões


    KAYSER
    (Porto Alegre, RS)

    Marcadores: ,

    pela cochlea> Como O Diabo Gosta (Belchior) - c/ Lucas Vasconcellos



    O que transforma o velho no novo
    bendito fruto do povo será
    E a única forma que pode ser norma
    é nenhuma regra ter
    é nunca fazer nada que o mestre mandar
    Sempre desobedecer
    Nunca reverenciar

    (Belchior)

    É um exagero dizer que a nossa democracia está em risco


    (Belo Horizonte, MG)
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    sexta-feira, maio 26, 2017

    'O mundo do meu avô era o meu preferido', rememora neta de Candido

    Antonio Candido
    Para mim, o mundo do Vovô Candido –como todas as seis netas e o único neto homem o chamam– é tecido nas linhas da memória e do afeto. Começa quando o primeiro antepassado pisa em terras brasileiras e nunca termina de ser costurado. Parte do princípio de que somos todos personagens de uma mesma história, ligados por existências múltiplas e cheias de significado, não importando se fomos barbeiros na sua pequena Santa Rita de Cássia, escravos libertos de uma fazenda esquecida do sul de Minas, influentes barões de Cerro Azul, comerciantes poliglotas ou fazendeiros de café que sonham em ser poetas. Cada um dos milhares de filhos das suas árvores genealógicas favoritas (colecionadas ao longo de quase um século) tem uma história e uma marca para ser lembrada. 

    Sabia de cabeça datas de aniversário, casamento e morte. Contava com riqueza de detalhes 
    –incluindo os timbres vocais, o caminhar, os tiques nervosos– cenas reais que pareciam saídas de um dos seus filmes prediletos, que assistíamos juntos em fitas VHS e cujos diálogos decorávamos e repetíamos exaustivamente como bordões, pela vida afora.

    Showtime’s reboot of Twin Peaks is David Lynch unleashed.

    Showtime’s Twin Peaks reboot, reviewed by Laura Miller.

     Mädchen Amick and Peggy Lipton in a still from Twin Peaks.

    The Twin Peaks reboot is not the fusion of arthouse and mainstream sensibilities that viewers might expect. It’s pure David Lynch—and it’s glorious.



    "This isn’t the fusion of art-house sensibility with mainstream entertainment that many viewers expect from Twin Peaks; it’s basically an 18-hour David Lynch film whose viewers have a big head start on the backstory. For those who can get comfortable with all the director’s imponderables, the series’ spell soon becomes immersive. This may not be the Twin Peaks we grew up with, exactly, the show that changed television forever by proving how far the medium could reach. Instead, it’s the Twin Peaks we’ve grown into, the one we’re finally ready for, wherever it plans to take us.""

    read more

    Showtime’s Twin Peaks reboot, reviewed by Laura Miller.

    pela cochlea>> Step Psicodélico por Tatá Aeroplano



    Batom vermelho na boca dos meninos
    Confraria de ideias e delírios

    fogo


    (Curitiba, PR)
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    quinta-feira, maio 25, 2017

    pela cochlea>>CHROMATICS "SHADOW"



    At night I'm driving in your car
    Pretending that we'll leave this town
    We're watching all the street lights fade
    And now you're just a stranger's dream
    I took your picture from the frame
    And now you're nothing like you seem
    Your shadow fell like last night's rain

    For the last time
    For the last time

    Vandalismo em Brasilia


     
     J. BOSCO
    (Belém, PA)
     clique nas charges para ve-las maiores
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges" 

    Marcadores: ,

    WHY TWIN PEAKS ISNT THE SERIES YOU'RE CONVINCED IT WAS




    Image

    "Twin Peaks is often described as a mystery or a soap opera, and it was definitely both of those things. But it was also the story of a small town reeling in shock after a random act of violence, acting out in strange and terrifying ways, and purposefully and accidentally disclosing not just their naughty secrets (an element common to the soaps that Lynch and Frost emulated, as well as films like In the Heat of the Night and Anatomy of a Murder), but the persistent sadness, desperation, and dread that lurks under the surface of mundane reality. The deeper FBI agent Dale Cooper and his fellow investigators dug into the soil beneath those magnificent Douglas firs, the more ugliness they unearthed. There was incest, sexual exploitation, drug abuse, drug trafficking, domestic violence, smuggling, murder, and corporate crime happening in those cottages and hotel rooms and in the gloom of the woods.

    Fire Walk With Me is nearly as rhythmically odd and boldly fragmented a story as Mulholland Drive, which came out nine years later. The second half is a descent into hell that climaxes with a heavenly vision that includes proudly fake-looking angel wings. Except for The Straight Story, which feels like Lynch’s farewell to conventional storytelling as time wears on, each successive Lynch project post-1992 has been more formally radical than the last. Lost Highway is a narrative Mobius strip with an unexpected and unexplained identity transference in the middle. Mullholland Drive might or might not be a marriage of realism and surrealism, reality and dream, but because everyone who sees it has a different interpretation of its structure, its ending, and its interest in role-playing and identity, it’s impossible to say for sure. And Inland Empire is pure dark sorcery, a psychic hostage video that could’ve been pirated from Robert Blake’s Lost Highway demon-voyeur.

    We should prepare ourselves for the possibility that the new Twin Peaks will, from time to time, be even more abrasively strange than Inland Empire, because Inland Empire came out 11 years ago, and Lynch has only gotten crankier and more mystical with age."

    more in the article by MATT ZOELLER SEITZ

    oeka cochkea>> Romulo Fróes & César Lacerda - A estatística



    Chão de asfalto
    Som de favela
    Na correria
    Soa o disparo

    Meio segundo
    A bala fina
    Voa no peito
    Mata o menino

    A farda suja
    O cano quente
    Um arrepio
    O corpo frio

    Ah, a estatística
    Morre um numeral

    quarta-feira, maio 24, 2017

    Fotos: Ocupa Brasília: Protesto em Brasília contra Michel Temer, em imagens

    PALAVRAS




    Para acabar com a cracolândia, tem que acabar com o tráfico.
    Para acabar com o tráfico, tem que acabar com o PCC.
    Para acabar com o PCC, tem que acabar com a corrupção na polícia.

    - Cristina da Silva, moradora da cracolândia

    pelacochlea:: Chris Cornell "Nothing Compares 2 U" Prince Cover Live

    IN MEMORIAM

    segunda-feira, maio 22, 2017

    Was ‘Twin Peaks’ Ahead of Its Time? Let’s Look Back and See



    “Twin Peaks” is coming back. Maybe you’ve heard? Or have you been trapped in an other-dimensional waiting room with a dancing dwarf?

    David Lynch and Mark Frost, the creators of the profoundly strange and influential 1990-91 series on ABC, have made an 18-episode sequel that begins Sunday, May 21, on Showtime. The New York Times television critics James Poniewozik and Mike Hale, using torn stationery and letters pulled from beneath their fingernails, discussed the show’s far-reaching legacy.

    READ IT HERE and see the illustrated glossary

    domingo, maio 21, 2017

    Meu governo tem rumo!


    Realidade é falsidade

    Quando vivemos num mundo fica fácil aceitar que aquela é a realidade.
    Mas e se de repente a vida se divide em dois, como duas telas, antagônicas?. A noção de realidade se esvai e acabamos por crer que o mundo é falso. Realidade é falsidade.


    O grupo da Folha apresenta os fatos de uma maneira. O grupo do Globo apresenta os fatos de outra maneira. Os fatos são incompatíveis, quando, se fossem reais, seriam únicos. Rasga-se o véu da imparcialidade e nesses dias estão evidentes o quanto a imprensa vive de manipulações e forçações de barra. Acompanhe como cada qual empurra suas verdades e lembre-se disto ao tentar acompanhar nossa realidade.

    Comportamento da mídia revela racha na elite que promoveu o golpe



    por Luiz Carlos Azenha

    Paulistas apostam em salvar o PSDB e o status quo; Globo quer governar com o MPF e a Justiça
    A constatação foi do Jornal do Brasil: “Editoriais antagônicos de grandes jornais mostram que segmentos empresariais estão em confronto”.
    Neste momento, está claro que os principais grupos de comunicação do Brasil estão em campos opostos.
    A elite paulista quer a continuidade do governo Temer e quer, de alguma forma, preservar o status quo, provavelmente com um candidato que una PMDB e PSDB em 2018.
    Os irmãos Marinho claramente buscam detonar Temer já, em aliança com o MPF.
    Curiosamente, por dois dias consecutivos o Jornal Nacional noticiou o caso do procurador da Operação Greenfield comprado por 50 mil mensais por Joesley Batista, Ângelo Goulart Villela, mas não mostrou imagem dele.
    Ângelo Goulart é aquele que foi ao Congresso fazer discurso em defesa das 10 Medidas Contra a Corrupção, campanha institucional do MPF.
    Ele abre seu discurso cumprimentando “meu estimado amigo” Deltan Dallagnol, um dos homens chave da Operação Lava Jato.
    O Jornal Nacional não apenas escondeu Ângelo Goulart, como não citou o telefonema de Aécio Neves dado ao ministro Gilmar Mendes ou a suspeita da PGR de que, além de Michel Temer e Aécio Neves, o hoje ministro do STF Alexandre de Moraes poderia ter trabalhado no sentido de direcionar as investigações da Lava Jato.
    Ou seja, ao mesmo tempo em que os irmãos Marinho trabalham pela derrubada de Temer, não querem comprometer o MPF ou a Justiça.
    Isso talvez seja uma forma de evitar embaraços aos negócios da própria emissora.
    Ou de evitar, por exemplo, a homologação de uma delação que a comprometa — o ex-ministro Antonio Palocci, por exemplo?
    Além disso, de todos os grupos de comunicação do Brasil, só a Globo está representada — por Carlos Schroeder — no ‘Grupo do PIB’ montado para discutir o Brasil com a ministra Carmen Lúcia, que parece ser a candidata da emissora se houver uma eleição indireta no Congresso.
    Curiosamente, no Jornal Nacional da sexta-feira a Globo “escondeu” as denúncias de Joesley Batista contra Lula e Dilma no meio do telejornal e, no dia anterior, deu ampla cobertura às manifestações de centrais sindicais e movimentos populares contra Temer.
    Ou seja, desta vez a Globo estimula as ruas contra o governo a partir de seus próprios interesses: desembarcar do golpe para sobreviver ao desastre Temer? direcionar a sucessão? governar com a PGR, Moro e o STF?
    Do outro lado, a conversa de Aécio Neves com Joesley Batista deu mais um indício da existência de um acordão dissimulado, na linha da “profecia” feita por Romero Jucá, “com todo mundo”, para “estancar a sangria”.
    O Estadão acaba de denunciar que o ex-braço direito de Rodrigo Janot, Marcelo Miller, migrou do MPF para o escritório que tratou da delação premiada de Joesley Batista na véspera da conversa gravada entre o dono da JBS e Michel Temer.

    sábado, maio 20, 2017

    pela cochlea> When heart is open - Van Morrison



    I believe I'll go walkin' in the woods
    Oh, my darlin'
    And she moves by the waterfall
    When she moves
    She moves just like a deer
    Across the meadow
    And when heart is open
    You will change just like a flower slowly openin'


     

    Pronunciamento à Nação



    RENATO MACHADO
    (Rio de Janeiro, RJ)

    Marcadores: ,

    Desespero

    Padilha: A maminha que a Lava Jato ignorou




    "
    Nas denúncias da JBS envolvendo Temer e Aécio Neves pouca luz foi dada a um aspecto fundamental: a diferença de métodos investigativos e resultados entre a força tarefa da Lava Jato em Curitiba e o conjunto de promotores e investigadores que conduziram a coleta de provas que embasa a delação dos executivos da JBS. Eles mostram que sim, é necessário combatermos a relação quase sempre promiscua de empresários e o poder público, mas é possível fazê-la substanciadas em provas"

    mais no artigo de ALEXANDRE PADILHA 

    Padilha: A maminha que a Lava Jato ignorou - Portal Fórum

    Patos & Panelas





    (Salvador, BA) 
    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea:: Concha Buika, Chucho Valdés - Las Cuidades (2009)



    Te quise amar
    Y tu amor no era fuego no era lumbre;
    Las distancias apartan las ciudades,
    Las ciudades destruyen las costumbres

    Diversas figuras de linguagem se aplicam ao Temer



    (Rio de Janeiro, RJ)
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    sexta-feira, maio 19, 2017

    No mundo off-line dos anos 1980, Kid Vinil era nossa internet


    Brasil, século 20, fim dos anos 70, começo dos 80. Um fim de mundo, isolado e sem informação, onde ninguém sabe nada de nada. No resto do planeta, um terremoto revoluciona a música: o punk e o pós-punk enterram com fúria o movimento hippie. 

    Mas não por aqui. O Brasil ainda era o mundo do Clube da Esquina, da canção de protesto, de zumbis baianos sobreviventes do tropicalismo. 

    E o rock local? Uma desgraça, misto de progressivo com heavy metal bicho-grilo. Discos estrangeiros chegavam com anos de atraso, quando chegavam. 

    Em meio a esse panorama musical tão sombrio, alguns pontos de luz brilhavam. O radialista e músico Kid Vinil, morto nesta sexta (19) aos 62 anos, era o maior deles.

    leia mais no depoimento de ALVARO PEREIRA JUNIOR 

    Dust in the wind




    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Reboot


    Comemorou bastante nestes dois dias? Legal.

    Agora vamos à realidade: isto é apenas o sistema dando um reboot. As oligarquias financeiras se recompondo.

    Puseram suas fichas numa solução que estava à mão, um vice que poderia assumir ao tirarem uma presidente incômoda, ajustando os programas políticos mais aos seus interesses. Mas não estava dando tão certo.

    Avidamente, trocam peças. Tirarão dos bolsos dos coletes nomes mais palatáveis. A peça que rateava será descartada. Instalando-se outra pretensamente nova.

    pela cochlea: Cotidiano -Zé Renato (Chico Buarque)



    Todo dia ela faz tudo sempre igual
    Me sacode às seis horas da manhã
    Me sorri um sorriso pontual
    E me beija com a boca de hortelã

    Planalto lança nota





    (Rio de Janeiro, RJ)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    A aliança de empresas com o poder político é desfeita


    De VITOR MACHETTI

    Nós tínhamos um governo que havia feito uma aliança com atores econômicos importantes, principalmente do mercado de capitais, com o apoio de grandes empresas. 

    Mas essas empresas se viram atingidas [pelas investigações] mesmo com a aliança que fizeram com o grupo político que assumiu o poder após o golpe parlamentar.

    Essa ruptura acontece agora porque os custos dessa aliança estavam altos demais e não estavam sendo suficientes para “estancar a sangria”, como se previa naquele momento inicial, para lembrar a frase do [senador] Romero Jucá. 

    A aliança das empresas com o poder político foi incapaz de cumprir a promessa de estancar a sangria da Lava Jato.

    Não à toa, essa operação organizada entre a Polícia Federal, o Ministério Público e a JBS se deu logo depois da Operação Carne Fraca. 

    Parece que, para o setor produtivo, a aliança agora deve ser feita em outro espaço, com as esferas judiciais e policiais. 

    Isso muda a configuração de poder no País. 

    Não é qualquer coisa o dono da JBS grampear o presidente da República. Nós estamos falando do dono de uma empresa multinacional que estava vendo seus negócios serem afetados.

    O sistema político não foi capaz de estancar a sangria pelo nível de fragmentação que a Lava Jato tomou. 

    A operação ganhou tal dimensão que fez com que eles perdessem a homogeneidade e o controle das operações. 

    Grupos de policiais federais e promotores começaram a disputar espaço dentro da operação, que passa a ser menos controlada para objetivos políticos e vira um universo de incerteza gigantesco.
    O setor produtivo, especificamente a JBS, não queria pagar esse nível de incerteza, principalmente quando a questão começou a avançar para o BNDES e a possibilidade de multas bilionárias. 

    A partir daí, a aliança com o universo político é completamente desfeita, para ser feita em outro nível, com o Judiciário.







    quinta-feira, maio 18, 2017

    Aplicativo que apaga fotos com Aécio de redes sociais é febre entre celebridades




    "O app que, ainda não possui um nome oficial, está sendo chamado de AéSOS pelos desenvolvedores e deve estar disponível para Android e iOS até o fim do dia. Celebridades como Ronaldo, Bernardinho, Ana Paula do Vôlei, Zezé Di Camargo e outros que aparecem em vídeos na época da campanha de Aécio, já demonstraram interesse, inclusive em financiar o projeto."

    leia mais>
    Aplicativo que apaga fotos com Aécio de redes sociais é febre entre celebridades

    pela cochlea> Thiago França - Charanga chegou

    :

    Temer faz pronunciamento





    (São Paulo, SP)

    Marcadores: ,

    Brasil segue modelo Netflix e libera todos episódios de nova temporada de uma só vez




    "A aclamada série “Brasil”, disponível em todos os meios de comunicação desde junho de 2013, viveu um período de dúvida antes da estreia da nova temporada. 

    A última, cujo mote foi o depoimento de Lula a Sérgio Moro, foi considerada por muitos uma decepção. Críticos apontaram que faltou à cena do confronto final dramaticidade e que a resolução foi anti-climática. 

    O que os fãs não esperavam era que a nova temporada seria liberada tão rápido e com todos os episódios de uma vez. 

    Focada no presidente Temer e no senadpr Aécio Neves, a temporada foi liberada no começo da noite de ontem com todos os capítulos. "


    Brasil segue modelo Netflix e libera todos episódios de nova temporada de uma só vez

    Abatedouro nacional



    (Curitiba, PR)
     
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Como dizia o Bonner....

    publicada em novembro de 2016.....





    (São Paulo - SP)
     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER