This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, outubro 23, 2004

    BUSH NAO FOI BEM NO ULTIMO DEBATE



    sexta-feira, outubro 22, 2004



    BUSH PARTE PARA O CORPO A CORPO

    Preocupado com a possibilidade do queixudo Kerry passar à sua frente nas pesquisas, a campanha presidencial de Bush entrou numa fase intensiva de contato pessoal com o eleitorado.

    Bush tem percorrido inúmeras cidades, beijando criancinhas e apertando a mão de milhares de eleitores. Não contava, porém, que na cidade de Washkashtushpas, um careca mais animado apertasse outra coisa !


    quinta-feira, outubro 21, 2004



    ESQUELETOS NO ARMÁRIO

    Tereza Cruvinel tem razão quando escreve que a recente atitude despudorada do Exército, botando os cassetetes pra fora,
    e sal nas chagas dos que ainda tem memória
    tornou-se possível pelo clima permitido neste Governo Lula
    que - esquerda elevada ao poder, a princípio principal interessada nisto - trata de manter este armário trancado
    obstruindo inclusive os esforços para esclarecer passados escabrosos e escusos.

    Janio de Freitas também levanta ponto interessante ao perguntar
    por qual descaso estas fotos herzoguescas ficaram por sete anos nos arquivos da Comissão dos Desaparecidos
    sem que despertassem maiores interesses?



    ASSALTO

    Li na coluna do Boechat que tem uma medida rolando no Supremo que isentaria os bancos dos ítens constantes no Código de Defesa do Consumidor!

    Sei que as mega-instituições financeiras estão entre os dominadores do país e de seu povo - portanto acima das leis - mas que cara de pau, hein!



    ASSALTO

    Li na coluna do Boechat que tem uma medida rolando no Supremo que isentaria os bancos dos ítens constantes no Código de Defesa do Consumidor!

    Sei que as mega-instituições financeiras estão entre os dominadores do país e de seu povo - portanto acima das leis - mas que cara de pau, hein!



    POLONIA PODE DECIDIR ELEIÇÃO AMERICANA

    Um site engraçado sobre os debates à presidencia do Império
    principalmente porque muito besteirol
    é este em cima do célebre argumento de Bush
    rebatendo a citaçãode Kerry quanto à coalizão de araque para invadir o Iraque:
    Inglaterra e Austrália de parceiros.

    Bush então emendou triunfante:
    You Forgot Poland !

    O site traz variações imagística em torno destas palavras, como se fossem a base da plataforma bushiana.
    Brinca também com outros bordões dos debates,
    como It´s Hard Work
    e Need Some Wood?

    É interessante também a visão deste site do debate dos vices:


    VLADO

    A publicação das fotos de Vladimir Herzog nu em sua cela
    rompeu as neblinas do tempo
    me transportando a um passado
    quando recebemos a noticia de que ele fora suicidado em sua cela.
    Depois vimos a célebre foto com seu contorcionismo ao "se enforcar de pernas dobradas".

    Foi um momento marcante. E chocante. Vlado poderia ser qualquer um de nós.
    Foi prestar depoimento e não voltou.
    Cada um de nós, ao transpor as portas para um simples depoimento, depositava esperanças numa conta sem fundo de que não seria encontrado depois no fundo de alguma vala.



    Rasgou tambem o veu encobrindo essas feridas, ainda não curativadas, os tenues esparadrapos da omissão. Fatos forçados ao exílio do oblívio, porém subjacentemente não-esquecidos. Tanto que detonou-se sentimentos que se julgavam dissipados.
    Que nada. O passado está bem ali. E ainda presente.
    Quem insiste em negar o passado corre riscos de repeti-lo no futuro.



    O CODIGO DA CHENEY

    Saiu o livro-sequencia ao retumbante best-seller O Codigo Da Vinci.
    Não, não foi escrito pelo Dan Brown nem traz de volta o criptólogo ingenuo Robert Langdon.

    Na verdade é uma paródia, satirizando não só os temas e o estilo do CDV
    como os recentes acontecimentos (e personagens) da política americana.
    Daí seu titulo: The Dick Cheney Code.

    Bobo que dói mas até que é engraçado..
    Aqui tem um trecho do seu primeiro capitulo

    adendo
    O blog Pasta Bagel
    entrega o que (na sua opinião) é o grande segredo da trama deste livro:
    O segredo é que sob a liderança de Cheney, Haliburton construiu uma máquina que converte Sangue em Petróleo. Esta máquina é baseada num desenho original datando da Idade Média e oculta nos arquivos do Vaticano que transformava Sangue em Rotas Comerciais para o Oriente. Uma máquina semelhante foi utilizada por Espanha e Portugal nos séculos XV e XVI para transformar Sangue em Especiarias.



    FALA SÉRIO, AÍ !

    O Exército descrever-se no seu periodo ensandecido da ditadura
    como "uma força pacificadora da Nação" é muito, né não?

    Novilíngua perde!



    PALAVRAS

    Se Adoniran Barbosa compusesse o "Trem das Onze" hoje, na era do telemarketing de manual, a canção ficaria assim (copyright do meu amigo Affonso Brinho): "Não posso estar ficando/Nem mais um minuto com você/Vou estar sentindo muito, amor/Mas não vai estar podendo ser/Moro em Jaçanã/Se eu estiver perdendo este trem/ Que vai estar saindo agora, às 11 horas/Só amanhã de manhã."

    - Arnaldo Bloch


    conforme este post

    quarta-feira, outubro 20, 2004


    PONTO C ELETRONICO

    Não é de agora que o Imperador Bush anda enroscado nos fios de seu ponto eletronico. O site Bushwired
    mostra, por exemplo, que já no espetaculo publicitario a bordo daquele porta-avião na suposta vitoria no Iraque isto era usado. Só que os fios eram colocados num lugar mais discreto e não eram percebidos.
    Ou seria um lugar mais indiscreto?




    REPI BODE IAPURU

    Poxa, agora nem se pode aniversariar em paz!
    Uma empresa chinesa registrou, em 25 paises, a expressão "happy birthday" como sendo de sua propriedade!
    Agora quem for usar estas palavras comercialmente tem que pagar royalties à Fufeng (parece nome de alguma federação brasileira).

    Por falar em brasileiros, já se deixou escapar o registro das palavras Cupuaçu, Cachaça e Rapadura, que agora pertencem a empresas particulares estrangeiras. É a sina da colônia.



    ETERNO FORNECEDOR DE MATERIA-PRIMA

    Vejo que a imprensa esportiva rejubilou-se com os dados de que os grandes artilheiros dos gramados europeus neste fim de semana tenham sido os brasileiros: 11 patrícios nossos marcaram 15 gols na rodada.

    Onde está a alegria ou o orgulho nisso?
    No esporte aqui estar tão fudido que os atletas tenham que partir?
    Imaginem esses craques todos jogando no Brasil - como poderia ser diferente o Campeonato Brasileiro!

    BANANAS AO VENTO

    A dessocialização que se associa com a proliferação dos computadores
    clichê de ficções científicas e dogma de luditas sociológicos
    ocorre de fato em nosso mundo desenraizado
    porém não é uma constante determinada.

    A internet - uma rede de troca de informações, rasteiras ou profundas - é um escoamento importantíssimo de contatos entre as pessoas
    mesmo que "virtualmente"
    porem a tela fria não incorre necessariamente em incalor-humano.

    O plano de convivencia-nao-fisica não se cria apenas pela possibilidade internáutica, é uma existencia demandada por nossos tempos conturbados.
    Vivemos num novo mundo. A pracinha das domingueiras mudou.
    Para pior! - muitos gritam. Mas estamos nele e temos que nos alcançar de alguma forma.

    Cito exemplo pessoal (embora possa me reconhecer como exceção).
    Através da internet fiz diversas amizades.
    Não, não contatos eventuais, troca de emails, falsos dados de superfície.
    Amigos mesmo, alguns de anos, acompanhando histórias no tempo, vivendo vidas aparte porém tocando-se em algumas vertentes.
    E outros alguns destes passei a conhecer fisicamente.
    Outros, os conheço melhor (e com eles converso mais) do que com a maioria de meus conhecidos "reais".

    Atualmente a grande esquina do encontro para bebericos virtuais é o Orkut.
    Com minha paixão por imagens prefiro coisas como a imensa comunidade mundial do Fotolog
    onde conheço não só as pessoas
    mas sua arte, seus olhares, suas sensibilidades (ou ausencias de), suas moradias & cidades, seus universos.

    (No caso dos fotologgers cariocas, com a sociabilidade peculiar à região - caracteristica em resistencia!- isto transbordou para encontros pessoais e físicos e enriquecedores, impulsionando-nos a sair às ruas e galgar paisagens novas, desmentindo categoricamente o caráter alienante e isolador em se estar plugado.)

    No Fotolog já nos solidarizamos por problemas diversos, nos consolamos com fotos perdidas, computadores roubados, mortes de cães, passagem de parentes, roubos de gatos, doenças de periquitos, nos mobilizamos para dar uma força a subitamente endividados e até nos organizamos em revolta contra o próprio Fotolog.

    Pela primeira vez agora compartilhamos uma dor maior que é a morte de um dos companheiros de um círculo mais próximo de criadores de imagens, aqueles que nos acompanhamos todos os dias, trocando constantemente textos, fotos e impressões sobre o mundo. O falecimento do Joaquim Marques após uma longa luta - que também fomos acompanhando - acaba sendo sentido como se eu, e nós, fossemos dele amigos "de verdade".

    O ciberespaço é um mundo "de mentirinha"
    com amigos "imaginários"
    e de emoções bem reais.



    foto de Joaquim Marques



    PALAVRAS

    O movimento de 1964, fruto de clamor popular, criou, sem dúvidas, condições para a construção de um novo Brasil, em ambiente de paz e segurança. Fortaleceu a economia, promoveu fantástica expansão e integração da estrutura produtiva e fomentou mecanismos de proteção e qualificação social.

    (..)

    Quanto às mortes que teriam ocorrido durante as operações, o Ministério da Defesa tem, insistentemente, enfatizado que não há documentos históricos que as comprovem, tendo em vista que os registros operacionais e da atividade de inteligência da época foram destruídos em virtude de determinação legal. Tal fato é amparado pela vigência, até 8 de janeiro de 1991, do antigo Regulamento para a Salvaguarda de Assuntos Sigilosos (RSAS), que permitia que qualquer documento sigiloso, após acurada análise, fosse destruído por ordem da autoridade que o produzira caso fosse julgado que já tinha cumprido sua finalidade.

    (...)

    Mesmo sem qualquer mudança de posicionamento e de convicções em relação ao que aconteceu naquele período histórico, considera ação pequena reavivar revanchismos ou estimular discussões estéreis sobre conjunturas passadas, que a nada conduzem

    -Nota divulgada em nome do Exército Brasileiro

    segunda-feira, outubro 18, 2004

    ENQUANTO ISSO, NO TERCEIRO DEBATE...




    VIVA NÓIS !!

    Primeiro foi a repercussão dos bloqueiros que desmascararam a falsificação de documentos sobre o desserviço militar de George Bush (deixando a CBS com um mico nas mãos).
    Agora foram os blogs que perceberam os fios embutidos na roupa nova do Imperador Bush
    e puxaram este tópico - ignorado pela imprensa - para a linha de frente da campanha.

    A melhor cobertura da campanha presidencial americana - de longe - está nos blogs. O mesmo ocorrera quando da invasão do Iraque.

    Interessante matéria sobre a importancia jornalistica nascente dos blogs.


    Telecine Classico - The Glass Menagerie - seg18 21:00 qua20 13:05

    Esta semana o Telecine Classico, que andava meio apagado, estreia uma serie de filmes interessantes baseadas em peças de teatro.
    O primeiro talvez seja o melhor. O autor é Tennessee Williams.
    Escritor barra pesada mesmo nas adaptações hollywoodianas
    (embora este filme seja bastante fiel ao texto original).

    Jane Wyman é a moça aleijada que se esconde dentro de casa com seus figurinos de vidro. Kirk Douglas é o irmão que tem que sustentar a familia e aturar a mãe sufocante.

    O mundo de ilusão será espatifado pela realidade.
    O nome em portugues é ótimo: Algemas de Cristal.




    VOLTANDO DE VIAGEM

       relembro as paisagens passando com tristeza.
    A viagem foi uma peregrinação.A idéia era irmos levando as cinzas funerárias de minha mãe até uma certa curva num certo rio, no extremo norte do Espirito Santo, numa área brasileira que antes chamavam de Mata Atlântica.
    Acabou não rolando, ficou para o Dia de Reis, em janeiro, quando mais gente da familia partiria na jornada.

    Mas a jornada houve, com quem pode ir, aos primórdios de uma vida passada.
    Passada no interior do Brasil. Onde a sifilização mal chegara. Num escuro de fogueiras sem luz elétrica e suas aparelhagens derivadas. Onde as histórias se criavam de boca.

    A tristeza nem foi a propria peregrinação.As vidas transmutam mesmo em cinzas e vão embora. O pesar foram as paisagens. O mesmo rio rolava pela mesma curva mas não eram os mesmos barrancos verdejantes. Por onde se andava ali eram estradinhas de terra em meio a matas e matas e morros de matagal. Eventualmente, clareiras, vilas, cidadezinhas e alguns pastos e bastante roçados.
    As viagens duravam dias.

    Agora se vai por asfalto entre pastos e pântanos e casas e prédios de andares e se anda mais rápido nas cheganças mas em terras desoladas e carecas. Os bichos foram embora onde ruminam os bois. Bem, por trechos longos vê-se árvores sim, muitas, enfileiradas. São eucaliptos. E mais eucaliptos. Iguais.

    Fui vendo tudo com olhares de decadência e descuido. Os índios se espalharam e as tradições foram destratadas. Tudo pobre. O vento uiva pelos barracos e as madeiras descascadas e o banquinhos quebrados e as bandeirolas rotas.

    As águas ainda rolam e o mar vem em ondas e as baías e os barrancos são belos. Mas estão saudosos.

    Eles vieram, derrubaram tudo, a terra virou-se de pernas pro ar, e partiram em busca de novas paragens, deixando este rastro. Pessoas vivem neste rastro. Definham.


    adendo

    Descobri que até o pitu está ameaçado de extinção (e não se pode mais pescá-lo).
    Por outro lado, consegui comer pitanga no mato, como antes. Gosto de infância.
    Eram dois ou tres pés esparsos porém carregados. Lembrei de quando passava ali, e de minha casa até a praia eram pítangueiras direto. Chegava na praia com as mãos e a cara vermelhas.






    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER