This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, outubro 11, 2014

    O preferido da infância « Blog da Companhia das Letras

    "O mundo do livro, eu sabia agora, era maior que o mundo. Era do tamanho da minha alma.

    http://www.blogdacompanhia.com.br/wp-content/uploads/2014/10/minhocao.jpg

     Ilustração: Eduardo Piochi
     
    Para muitos, o hábito da leitura começa desde cedo, incentivado pelos pais ou na escola. Todo leitor lembra com carinho daquele livro preferido, a história que mais leu quando criança e que mostrou que os livros são um ótimo passatempo. Para comemorar o Dia das Crianças, pedimos a autores e colaboradores da Companhia das Letras que falassem sobre os seus livros e escritores favoritos na infância. Leia abaixo as histórias de leitura de Ana Maria Bahiana, Andrés Sandoval, Antonio Prata, DW Ribatski, Raphael Montes, Renata Bueno e Socorro Acioli.

    leia aqui
    O preferido da infância « Blog da Companhia das Letras:

    Em terra de cegos...





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges


    Marcadores: ,

    sexta-feira, outubro 10, 2014

    A Nostalgic Portrait Of American Life -- From The 20th Century To Today -- In Photos

     
     

     A new exhibition at the Nova Southeastern University Museum of Art in Fort Lauderdale, Florida mimics the expansive beauty of the American road trip. "American Scene Photography: Martin Z. Marguiles Collection" documents not only culture and landscape from New York to California, but also travels back in time, showcasing the changing diversity of people and places since the early 20th century. From photojournalism to abstract imagery, the snapshots capture American regionalism through the lenses of Weegee, Dorothea Lange, Hank Willis Thomas and more.

    see the gallery
    A Nostalgic Portrait Of American Life -- From The 20th Century To Today -- In Photos:



    Celebração a um marco


      A Ladeira da Misericórdia, aberta em 1567: marco do Rio colonial

    Um dos mais antigos e simbólicos marcos da cidade será palco de uma grande celebração neste sábado. Acesso pioneiro ao Morro do Castelo, a Ladeira da Misericórdia, ao lado Igreja de Nossa Senhora do Bonsucesso, no Centro, será o ponto de partida de passeio histórico que remonta à fundação da cidade, no século XVI. 

    O roteiro começa às 13h, segue pela Praça Quinze e se encerra na Livraria Folha Seca, onde o escritor Marco Carvalho lança seu novo romance histórico, “Uma ladeira para lugar nenhum" (Editora Record), que tem como pano de fundo o lugar. A obra recebeu a chancela do Comitê Rio450 e fará parte da Biblioteca Rio450.

    leia mais
    Celebração a um marco:

    foto daniela dacorso

    pela cochlea: Titãs - República dos Bananas




    Cristiano acumula quase todas as mágoas
    Oswaldo odeia os direitos humanos"
    Barreto acredita na pena de morte
    Hana tem gelo no coração!
    Marta é um poço de melancolia
    Nora namora um homem casado
    Ismênia ainda guarda seus lindos rancores
    Brusco só vive emburrado

    Van Cliff, ex-astro do cinema pornô!
    Lolita, ex-rainha dos shows de sexo ao vivo!
    Brodoski, ex-produtor de filmes da Boca do Lixo!
    Angeli, ex-cartunista, porco e deplorável!

    quinta-feira, outubro 09, 2014

    Margens de erro






    (Belo Horizonte, MG)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Striking GIFs And Illustrations Depict The Women Of The War On Terror

     2014-09-29-tumblr_nb4tm2ryuA1tki22jo1_500.gif

    "Her series "Women of the WOT" depicts, in clean lines and bright colors, the daily habits of women whose lives have been irreparably damaged by the effects of the "War on Terror." These are the women the war left behind, whether their husbands were arrested, deported or worse. Each GIF captures a simple domestic motion -- one woman sets the table while another changes the channel -- communicating a continuous loneliness that, like the animated image, loops on forever. 

    "I was looking at the daily routines that had emerged for some of the women after their family members had been arrested, detained or extradited and was struck by how repetitive and difficult their situations must have been," Niazi explained to The Huffington Post. "I was exploring ways of storytelling through the internet and it felt really appropriate to explore these routines using GIFs. I hope the GIFs and images communicate the everyday reality that people, these women and families, are confronted with and the maddening repetition of their prolonged situations."
     see the gallery>
    Striking GIFs And Illustrations Depict The Women Of The War On Terror

    O Brasil falhou na política de combate ao narcotráfico

    Notebook 
      "O que se vê em algumas cidades brasileiras é semelhante ao que vimos na Chicago de Al Capone, quando a bebida alcoólica era proibida [na década de 1920]. Há gângsteres exercendo poder político, ganhando dinheiro com negócios ilegais, corrompendo a polícia e o governo e resolvendo seus problemas de maneira violenta. Me parece que o Brasil está, em um certo ponto, em processo de negação em relação à natureza desse problema. "

    leia a entrevista de Ethan Nadelmann  para Lucas Vettorazzo Barros >

    O Brasil falhou na política de combate ao narcotráfico, diz diretor de ONG - 06/10/2014 - Cotidiano - Folha de S.PauloPublish Post

    Você gosta mais da mamãe ou do papai?






    (São José dos Campos, SP)

    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Vamos viver sem o Rio São Francisco?


     

     "É desanimador que um assunto tão relevante como a  extinção  da nascente do rio São Francisco e suas consequências funestas, não consigam mobilizar uma única fala dos candidatos a eleição presidencial. A noticia também não foi destaque merecido na nossa imprensa, mais preocupada com manchetes relacionadas ao PIB, ao superavit primario ou aos desmandos na Petrobras.

    Até quando apenas os assuntos diretamente relacionados a economia farão parte do debate eleitoral?

    É impressionante como até mesmo a população mais afetada pela seca, como a de São Paulo, parece alheia ao mal que estamos insistindo em ignorar: Vamos sofrer absurdamente com a falta d’água, não mais num futuro distante mas num presente aterrorizante.

    Mais do que uma preocupação romântica e superficial, a questão de nossos recursos hídricos, deveria ocupar mais espaço na agenda dos candidatos." 


    leia o artigo de Paulo Betti ; 
    Casa da Gávea | Vamos viver sem o Rio São Francisco?

    Segundo turno para a imprensa


    "E a cegueira inerente às paixões vem contaminando a imprensa.

    Não se fala aqui das revistas que há muito trocaram o jornalismo pela propaganda política. É outro o foco.

    O crescimento em progressão geométrica do número de comentaristas de TV e colunistas de jornal parece pulverizar as opiniões a tal ponto que cada um de nós se arrisca a ver o espaço cedido como propriedade pessoal.

    Se passarmos a entender todos (empresas de comunicação, jornalistas, sociedade) que cada coluna é mesmo um palanque, esta será a nova regra. Os extremistas (petistas empedernidos e antipetistas raivosos) já a aplicam com gosto, sem qualquer apego a fatos.

    E há os que ainda simulam independência, mas, de tão envolvidos com uma causa partidária, não conseguem preservar o equilíbrio. Consideram deselegância profissional anunciar apoio, mas não fazem outra coisa que não seja impulsionar o candidato que querem vencedor."

    leia mais na coluna de Luiz Fernando Vianna > 
    Segundo turno para a imprensa - Reproduzido da Folha de S.Paulo, 6/10/2014; título original “Imprensa grande ou nanica”, intertítulo do OI | Observatório da Imprensa | Observatório da Imprensa - Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito:

    quarta-feira, outubro 08, 2014

    Charge Legendada





    (Vitoria, ES)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Brasil precisa buscar outros meios, que não a criminalização das mulheres, para enfrentar o aborto


    "Os casos de Jandira Cruz e de Elizângela Barbosa nos impõem retomar a discussão sobre o aborto no Brasil. Jandira desapareceu depois de sair de casa, em Campo Grande, para realizar um aborto clandestino. Foi encontrada carbonizada e sem arcada dentária dias depois. Elizângela também morreu após buscar a interrupção da gravidez numa clínica em Niterói.
     
    Estima-se que no Brasil ocorram entre 600 mil a mais de 1 milhão de casos de abortos inseguros todos os anos. Milhares de mulheres ficam mutiladas física e emocionalmente em decorrência da realização de abortos inseguros, sendo que a cada dois dias uma perde a vida.

    Não é necessário ser a favor do aborto para compreender a dramaticidade do problema.

     Se nossos políticos hegemônicos não têm a coragem para propor alternativas, o Supremo Tribunal Federal será inevitavelmente convocado a encontrar uma solução que melhor proteja fetos e mulheres, como fizeram as cortes americana ou alemã. 
    "

    leia o artigo de Oscar Vilhena Vieira:


    Aborto - 04/10/2014 - Oscar Vilhena Vieira - Colunistas - Folha de S.Paulo

    terça-feira, outubro 07, 2014

    pela cochlea: Jussara Silveira - Adalgisa (Dorival Caymmi)




    A Bahia tá viva ainda lá...

    A primeira providência do candidato eleito




    (Vila Velha, ES)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    domingo, outubro 05, 2014

    34 people who saw a statue and knew what they had to do next


     Statues take on a whole new meaning when creative passersby insert themselves into the scene…

     Playing with Statues - 31

    see the gallery
    34 people who saw a statue and knew what they had to do next | 22 Words

     Playing with Statues - 26

    O barulhinho que confirma o voto




    (Ribeirão Preto, SP)

    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges"

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Brendan Perry - The Carnival Is Over (Live on KEXP)



    Outside
    The circus gathering
    Moved silently along the rainswept boulevard.
    The procession moved on the shouting is over
    The fabulous freaks are leaving town.

    They are driven by a strange desire
    Unseen by the human eye.
    The carnival is over

    Votando em trânsito




    (Rio de Janeiro, RJ)
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charge

    Marcadores: ,

    O primeiro povo indígena anistiado


     
    "Por mais que haja reparação, nunca sairão da memória dos Aikewara as cenas de terror presenciadas na repressão à guerrilha do Araguaia", afirma Ywynuhu Suruí, integrante do povo Aikewara e diretor da Escola Indígena Moroneikó, na Terra Indígena Sororó, sudeste do Pará,

    "As mulheres ficavam apavoradas ao ouvir a tradução de quem sabia falar um pouquinho de português, de que os soldados estavam ordenando que as crianças se calassem e, que se fizessem qualquer barulho, eles matariam todos. E todos os homens adultos da aldeia foram levados para servir de guias para os "marehai" na mata - que conhecemos bem porque é a nossa terra.

    Sem comer direito, andando por dias e dias, obrigados a levar cargas pesadas nas costas, aos empurrões, gritos e ameaças, dormindo ao relento na mata e adoecendo."

    leia o artigo de Ywynuhu Suruí>  
    O primeiro povo indígena anistiado: Ywynuhu Suruí

    Assim não tem graça ir votar




    (Joinville, SC)
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charge

    Marcadores: ,

    10 Most Popular Conspiracy Theories


     

     "Agatha Christie once famously said, "The simplest explanation is always the most likely." However, when something shocking or catastrophic happens in our lives, simple explanations just aren't satisfying. We crave deeper reason and meaning and when that isn't given to us, sometimes we create our own. This is how conspiracy theories are often born -- someone doesn't like the official account of a major event and challenges it with a different version. Conspiracy theories can attract a wide array of people, from vehement supporters to those who just like a good story. Whether they're somewhat believable or completely ridiculous, the most popular conspiracy theories got that way for a reason -- they're just plain fascinating."

    read about the theories> 

    10 Most Popular Conspiracy Theories | Alternet


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER