This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    segunda-feira, maio 31, 2004



    AXN - The Kingdom Hospital - 21:00



    Lars von Triers produziu para a TV européia uma mini-série louca, lynchiana, chamada Riget (ou The Hospital, em ingles) sobre o dia a dia de um hospital construido sobre terreno amaldiçoado e assombrado pelas almas de criancinhas assassinadas. Terror num clima onírico e surreal.
    (Passou aqui no Eurochannel).

    Estréia hoje na TV brasileira a adaptação americanizada desta série feita por Stephen King. Seu roteiro começa com a reconstituição detalhada de seu próprio acidente na vida real e seu alter-ego acaba paralítico numa cama deste Hospital do Reino.

    SKing, que ja fora genial, tem produzido merdas ultimamente, mas vale conferir esta mini-série, pois se conservou uma fração do clima original será deveras assustador e perturbante.

    Info do seriado na ABC

    Info do seriado na BBC

    Site do verdadeiro Kingdom Hospital



    domingo, maio 30, 2004


    Sairam os vencedores do VI Festival Internacional de Humor e Quadrinhos
    promovido pelo incansável Lailson na formosa Recife de Pernambuco!!



    Vale a pena visitar esta exposição virtual.



    Caricatura do Kirchner feita pelo Fraga
    um dos vencedores do VI FIHQ

    BAGACEIRA DE BOA SAFRA

    Há dois domingos publiquei aqui um link para uma otima entrevista com o mestre dos quadrinhos Robert Crumb.

    Hoje volto à tona indicando uma matéria com dois outros grandes mestrinhos dos quadrinhos, ambos gauchos, ambos com tendencias homossexuais, e ambos começando seus nomes com a letra A de amor.

    Allan Sieber e Adao Iturrusgarai !



    A materia é de Luciano Ribeiro para a revista Domingo, do JB.
    Merecendo até a capa da revista, com a chamada
    BOB E BEL, um casal carioca.

    Só não consegui entender ainda qual deles é o Bob e qual deles é a Bel.

    CAIRAM-LHE AS BATATAS

    Escreve bem o Fernando Serboncini.
    Confiram em fserb
    num post a respeito da expressáo acima.


    Legal.
    Agora alem de mandarmos nossas riquezas naturais para o Imperio Americano
    poderemos manda-los para o Imperio Chines.



    TV5 - Vivre me tue - dom30 21:25
    MGM - Hotel Terminus: The Life & Times of Klaus Barbie - dom30 22:00


    Em seu primeiro filme (2000), Jean-Pierre Sinapi focou a vida sexual dos deficientes físicos. Neste, seu segundo (2003), lida de maneira interessante com o preconceito contra os imigrantes na Europa.

    Sáo dois irmáos marroquinos vivendo na França.
    Um é meio intelectual, formado em literatura e ciências políticas, trabalhando de entregador de pizza de dia e vigia de hotel de noite.
    O outro é menos cabeça e mais corpo, fissurado por halterofilismo, se bombando e se drogando.

    Dois irmãos diferentes entre si, vindos de uma cultura diferente para se acabarem em Paris.

    Marcel Ophuls é um dos maiores documentaristas do cinema. Seu The Sorrow and the Pity é considerado por muitos como o melhor documentário de todos os tempos. Hotel Terminus também é célebre (Oscar de docu em 88).
    É uma dissecação precisa e completa de Barbie, o Açougueiro de Lyon
    o nazista que matinnha um centro de torturas em Lyon
    e que ao perceber que os aliados se aproximavam mandou matar mulheres velhos e crianças dizimando a cidade de Lyon na II Guerra.
    Finda a Guerra tornou-se colaborador da CIA americana que lhe deu guarida na Bolívia.
    Finalmente, em 87, é extraditado para a França onde o docu acompanha seu julgamento.

    E ao falar de Barbie, fala na verdade da insensibilidade de toda a Humanidade. Nós é que estamos hospedados no Hotel Terminus.
    Próximos ao terminal. Ao estado terminal.

    Atenção: a não ser que você tenha fôlego pra madrugadas, este é filme pra gravar e ver aos poucos. Sao 267 minutos, fora os inumeros comerciais da MGM (total 5 horas).

    PALAVRAS

    Se aplicarmos uma pesada dose de temor e violência
    poderemos convencer a essa gente de que estamos aqui para ajudá-los.


    - Nathan Sassaman
    comandante de batalhão
    dos invasores no Iraque.

    sábado, maio 29, 2004

    AINDA MEU PAI

    Primeiro leia este post para saber do que se trata.



    Perguntei a meu pai se ele náo sentira o efeito do gas lacrimogêneo atirado na multidão que a PM mineira enxotava.
    Na foto do jornal pode-se ver ainda uma certa nuvem do gas pairando
    e em primeiro planos algumas pessoas chorando pelo gas ou esfregando os olhos.

    Ele disse
    Na Palestina aprendi como fazer com o gas lacrimogêneo: tem que colocar um lenço molhado sobre o rosto.

    Tá bem. Ele realmente esteve na Palestina, acompanhando a luta daquele povo
    e em algumas ocasioes deve ter entrado em contato com gas lacrimogeneo em suas escaramuças com os opressores israelenses.
    Agora, onde ele arrumou água para molhar um lenço na entrada do Mineirão e em meio a essa muvuca?

    Quem tem um pai como esse náo precisa assistir a Big Fish.

    KISS INGER MY ASS

    Liberadas pela NSA gravações de telefonemas do rapinoso Henry Kissinger entre 69 e 74
    torna-se ainda mais evidente a participação do Império nos afazeres chilenos
    que culminaram em 73 com a morte do Presidente Allende - que levaria a morte & torturas de tantos outros - e o aborto de mais um esforço de alentamento latino-americano.

    Kissinger e outros sempre negaram o dedao dos EUA no golpe.
    Taí agora a voz de Kissinger comemorando
    A coisa no Chile está se consolidando. Claro que os jornais estão se derramdno porque um governo pro-comunista foi derrubado.
    Ao invés de celebrarem...
    No período de Eisenhower, seríamos heróis.


    Onde estarão os documentos da celebração ao apoio vitorioso no golpe de 64 no Brasil?


    THE CURSE OF ABU GHRAIB

    Os invasores estão certíssimos em arrasar a masmorra de Abu Ghraib.
    Só que realmente não deveriam construir nada em cima.
    Será que não assistiram a Poltergeist?
    O espirito maligno que habita naquele lugar certamente voltará e aí...

    Que espírito? Pois essa é minha teoria.
    Ao defrontar-me com as cenas chocantes de estupros, sexo oral forçado, prisioneiros cobertos de merda, tomando choques elétricos, porradas, homens nus em piramides sob carrascos sorridentes, curras com cabos de vassoura e lampadas fosforescentes, humilhações com cães, sapatos carne de porco, gente sendo morta, decapitados a troco de nada

    me recuso a acreditar que isto sejam gestos de seres humanos em plena posse de suas faculdades mentais, mesmo que sejam parcas.Principalmente partindo de jovens saudáveis americanos,sem motivos para revoltas facínoras ou fanatismos.

    É que nas paredes das masmorras de Abu Ghraib reside um espírito (ou vários espiritos) maligno (s), uma força vilã do deserto, que vai dominando as mentes e as almas daqueles que ali residem.

    Os soldados americanos, isolados de suas famílias e de sua sociedade, num ambiente hostil, do qual nada entendem, no sconfins do mundo, foram se enfraquecendo e perdendo sua sanidade para os espíritos do caos.
    Como acontecera antes com os carrascos iraquianos que habitavam ali e que, também dominados pelos espíritos, perpetraram tantas atrocidades inomináveis em Abu Ghraib.
    Ou pode ser que a própria maldade
    a ruindade
    de tanto ser praticada naquelas catacumbas
    durante os anos e anos sadâmmicos
    tenha coalescido em matéria astral e criado esses espíritos sádicos e impiedosos.

    É uma boa teoria, não é? Não sei porque o Exército e os Governantes americanos não se apegaram a uma explicação dessas diante do vazamento das imagens comprometedores.
    Faria sentido e livraria definitivamente a cara do seu alto comando.

    Ou será que ando vendo filmes de terror demais?


    PALAVRAS

    Somente o medo da força pode conseguir resultados aqui.
    É a mente asiática.


    - Capitão do Exército Americano, Vietnam, 1969


    Você tem que compreender a mente árabe.
    A única coisa que entendem é a força.


    - Capitão do Exército Americano, Iraque, 2004

    quinta-feira, maio 27, 2004

    EU HEIN, LULA!



    Uma potoca do


    PALAVRAS

    A fome é, na verdade, a pior das armas de destruição em massa, pois vitima milhões de pessoas a cada ano.

    - Lula

    quarta-feira, maio 26, 2004


    LULA SÓ PENSA NAQUILO!



    foto de Gary Baker


    lukeboss está sendo contratado por vários candidatos para criar stencils que logo estarão emplastrando os muros de nossa cidade.

    Vejam aqui exemplos de suas peças de campanha

    Outra
    O lado negro da política
    Voce votaria neste candidato?


    AS BICICLETAS DE BUSHEVILLE

    Alguem acreditou que o Bush caiu de uma bicicleta?
    Não. Nem a velhinha de Tallbaytea.

    O líder de um governo que se fundamenta em mentiras, eleito por mentiras, nao tem mais credibilidade nem para o trivial.
    Mas uma coisa é desconfiar que seja mais uma mentira.
    Outra coisa é provar.

    Pois o Kos agiu como verdadeiro jornalista e conseguiu localizar a perna curta da mentirama.

    Leiam a declaração oficial sobre o incidente:
    O portavoz da Casa Branca, Trent Duffy, declarou que o presidente Bush estava terminando um passeio de 25 km no seu mountain bike, acompanhadopor um agente do Serviço Secreto, um ajudante militar e seu médico particular, Richard Tubb. que o tratou no local do incidente.

    "Tinha chovido muito e a terra estava solta na superfície.", disse Duffy. "Vocês conhecem esse presidente. Ele gosta de dar tudo de si. Basta dizer que não estava assoviando músicas de espetáculos."


    Markos Zuniga, do Daily Kos, fez o que todo jornalista deveria fazer: investigar.
    Contatou o Serviço de Metereologia do condado de Crawford, Texas, e conseguiu um extrato dos índices pluviométricos da região naquela semana.
    09/05 = 0
    10/05 = 0
    11/05 = 0.15
    12/05 = 0
    13/05 = 2.79
    14/05 = 0.03
    15/05 = 0
    16/05 = 0
    17/05 = 0
    18/05 = 0
    19/05 = 0
    20/05 = 0
    21/05 = 0
    22/05 = 0

    Bush "caiu da bicicleta no dia 22/05". Num dia em que "tinha chovido muito"; Ou seja, nem uma gota dágua em sete dias.




    Se vocês acham que sou revoltado com as coisas é porque não conhecem o meu pai.
    Ele está nesta foto na primeira página de O Estado de Minas
    na muvuca ontem na porta do Mineirão
    quando acabaram rapidamente os ingressos para o jogo Brasil x Argentina
    enquanto cambistas circulavam já vendendo os mesmos pelo triplo do preço
    e o povaréu irado criou um barraco
    e a PM mineira chegou batendo e atirando gas lacrimogêneo.

    É o senhor de barba branca e boné preto.
    Era o terceiro da fila quando fechou o guichê.

    Inconformado, hoje ligou para várias pessoas da imprensa, criou uma quizumba, convocou uma coletiva
    e ao ser entrevistado chiou contra o esquema de cambistas
    e a truculência desmedida dos PMs.

    Brandiu a fotografia como prova de que estava prestes a comprar seu ingresso, depois de uma espera numa fila em pé durante dez horas.
    A bilheteria deveria abrir às nove da manhã e só começou a vender a partir de duas da tarde. Antes das seis acabaram os ingressos.
    (Diz-se que a manhã foi reservada para o atendimento aos cambistas do Mineirão).

    Enfim, acaba de me ligar agora ao fim do dia para dizer que conseguiu seu ingresso. Cortesia da administração do Mineirão.

    ps.
    Ao ser entrevistado para o MGTV
    perguntaram se tinha valido a pena
    com seus 75 anos ficar 10 horas na fila
    enfrentar pancadaria e gas lacrimogeneo
    e depois armar toda a confusão pra conseguir a atenção da imprensa

    e ele respondeu
    Pra ver a Argentina perder do Brasil qualquer coisa vale a pena,


    GOMA MALDITA

    Vejam como são relativas as proibições e as noções do que é ilícito
    ou do que possa ser prejudicial
    e inadequado a cada sociedade.

    Em Cingapura é proibido o consumo de... chicletes!
    Sim,o usuário que for flagrado de posse de chicletes, vulgo goma de mascar, pega um ano de cadeia além de multa pesada.

    Agora é que está sendo liberado de alguma forma esta droga terrível que leva ao vício da mascação e mesmo assim de forma bastante controlada:
    só podem ser vendidas as formas de chiclete sem açúcar
    mesmo assim só podem ser vendidas em farmácias
    para adquirir chicletes o consumidor precisa apresentar uma receita médica
    além de sua identidade, cuja número fica anotado.

    (Parece que a venda nestes moldes está sendo permitida apenas pelos fatores teurapeuticos que o chiclete - com ou sem nicotina - exerce sobre quem está deixando de fumar.)

    Quem for pego traficando chiclete fora dos trâmites legais acima pega dois anos de cadeia e uma multa mais pesada ainda.

    Num país onde a prostituição é legalizada
    o turismo sexual é incentivado
    a corrupção é endêmica
    e o ópio é tolerado.

    adendo
    Parece que a semi-liberação na verdade tem mais a ver com pressoes americanas sobre o governo da Cingapura, partindo principalmente de um influente senador ligado à Indústria Wriggleys (maior fabricante de chiclete do mundo).

    O que também nos diz algo sobre a relatividade das proibições.


    COMENTÁRIOS QUE MERECEM SER ATENDIDOS

    A pedido de Rafael Lima
    publico a imagem sobre a qual versava o post de ontem
    referente a Brasil x Catalunha.



    TORTURA MORTA,TORTURA POSTA

    Tá bom, os invasores do Império vão demolir a prisão de Abu Ghraib.
    Local de tantas torturas, dos saddamitas iraquianos aos sodomitas americanos.

    Me e aí? Vao construir no local um monumento contra a tortura, a guerra e a barbárie? Ou alguma coisa simbólica a favor da "paz"? Ou mesmo - suprema cara de pau - sobre o congraçamento entre os povos?

    Ou - no que poderia ser um gesto simpático - vão fazer no lugar um hospital? Um centro cultural? Uma escola?
    Ou mesmo deixar o espaço vazio, salgando a terra para nada dali nascer.

    Não. Vão construir uma outra prisão - "mais nova e mais moderna".
    Superfaturada, decerto, por alguma empresa tipo Halliburton.



    Telecine principal - CineView - 21:10
    Canal Brasil - Tarja Preta - qua26 23:00 qui27 16:30


    Enquanto não chega aqui por inteiro, poderemos ver no CineView cenas e detalhes do documentário Travelling With Che, do italiano Gianni Miná.
    É o Diário do Diário de Motocicleta
    pois acompanhou a equipe de Waltinho em seu périplo pelas locações latino-americanas.
    Sucesso no Festival de Berlim.

    E hoje estréia o Tarja Preta do Selton Mello
    voltado ao cinema trash e marginal.
    Hoje por exemplo o entrevista é o seminal marginal Pereio
    (num aperitivo de seu talk show que estréia em junho nesse mesmo canal)
    e a matéria é com a Pepa Filmes
    uma turma de condomínio que se juntou pra produzir tosqueiras.

    (Sugestão pros proximos programas:
    convidem Mattias Maxx
    prum debate sobre tarjas pretas
    já que ele tinha lançado antes a revistazine do mesmo nome)


    SURUBAS

    Nessa fase de eleições & conchavos municipais
    a libertinagem vai rolar geral
    num trocatroca tomaladacá desenfreado.

    Mas uma putaria chamou-me a atenção
    ao ser relatada na coluna do Boechat.

    Em troca do PMDB do Pará não concorrer contra a candidata do PT à prefeitura de Belém
    Olívio Assis está indo para a presidencia da Sudam.
    Indicado (como testa-de-ferro) por... Jader Barbalho!!

    Isso mesmo: Jader Barbalho,depos de tantas falcatruas na Sudam, vilipendiado nacionalmente por alguns escândalos que vazaram, está aí de volta, com as mãos e a boca na botija.
    Oferecida de bandeja pelo nosso PT.


    AFOGANDO EM NÚMEROS

    80% da verba do Programa de Despoluição da Baía da Guanabara
    firmado em 1991
    (ou seja, 800 milhões de 1 bilhão de dõlares)
    já foi gasto.

    10% das obras previstas foram realizadas.

    - relatório de CPI da Alerj

    terça-feira, maio 25, 2004

    EU HEIN, BUSH!



    BRASIL X CATALUNHA

    Não obstante o gol de bicicleta de Julio Baptista
    o melhor momento da partida foi a tomada da efusiva torcedora brasilera
    torcendo e balançando os peitoes de fora
    um pintado de verde o outro de amarelo.
    Ela é que bateu um bolão!
    (Ou melhor, dois...)

    Galvão Bueno, no lance, bem que tentou dar uma deschavada pra não pegar muito mal:
    Eu quero deixar bem claro que a transmissão de imagens está sendo feita pela televisão espanhola!

    BUSCA + BUSCADA DA SEMANA

    Continua a avalance de buscas batendo aqui por
    tortura prisioneiros iraquianos
    e suas variantes.

    Conforme já vimos
    - inclusive com link pras fotos -
    na semana passada.

    A respeito, desta vez, incluirei a

    CITAÇÃO DO DIA

    Muitos dos atos retratados naquelas fotografias terríveis ressoam com certas fantasias eróticas. Admitir que imagens de sodomia forçada e pirâmides de homens nus sejam estimulantes é compreender como guardas podem fazer tais coisas sob ordens e depois sorrirem para as câmeras.

    Não é mais perverso uma soldada mulher sorrir ao ver prisioneiros sofrendo do que seus colegas homens mostrarem o polegar-pra-cima. Mas quando uma mulher segura a coleira, ela se torna uma fêmea fálica, e isso quer dizer problemas - além de tentações.

    Não é de admirar que a imagem de Uma Thurman manejando uma espada em Kill Bill seja tão excitante e aterrorizante. Nõ éàtoa que o comportamento da Noiva tem que ser demonstrada como sendo uma reação a um trauma. Que pena que Quentin Tarantino não foi convocado pra filmar a tortura em Abu Ghraib. Assim teríamos uma explicação dramática para o sorriso da England. Do jeito que foi, podemos apenas chamá-la de dona da coleira - e masturbar-se com isso.


    - Richard Goldstein
    "Cachorra Fez Mal a Moço "
    (tradRicky)


    LULA LÁ

    Felipe Flexa, enviado especial do Casseta &Planeta OnLine,
    trouxe imagens exclusivas da viagem de Lula à China.



    Telecine Premium - Helen of Troy - ter 25 23:20
    Telecine Classic - L?Anee Derniere a Marienbad - ter 25 17:50 qua 26 07:40


    Para quem está na onda de ir ver ou ter visto o Tróia com Brad Pitt
    esta pode ser uma boa pedida. por mostrar outra visão sobre a milenar história.
    Lançamento americano do ano passado, o forte deste filme são as locações originais (ou próximos de) numa versão que muitos consideram mais fiel e melhor cinematograficamente do que o atual blockbuster de sucesso.
    Compilação de minissérie pra TV, tem quase tres horas.

    Eu - por motivos nostálgicos, é claro, já que tende a ser macisteano- continuo preferindo a versão de 1956, de Robert Wise, com Rossana Podestá. Por esta, sim, nações iriam à guerra. Não por estas americaninhas aguadas das versões atuais.

    Ah, e hoje passa também o estanho confuso engimático imperdível O Ano Passado em Marienbad. Sacaneado pelo roteiro incompreensível, na verdade é um dos filmes mais bonitos do Cinema.




    por motivos de viagem não foi possível postar nos ultimos tres dias.
    retomemos.

    sexta-feira, maio 21, 2004


    AFOGANDO EM NÚMEROS

    14,4% dos brasileiros não tem mais nenhum dente.

    - dados da Fiocruz


    adendo



    MULHERES

    Marta Suplicy, no fundo, bem no fundo,
    ou talvez nem tanto assim
    deve ter sentido uma ponta de jubilo vingativo
    ao receber a notícia da desclassificação do Rio de Janeiro a postulante de sede das Olimpíadas de 2012.

    Lembrando-se do "recado" que Dona Rosinha lhe mandou
    quando o Rio suplantou São Paulo como a representante brasileira nesta escolha
    parafraseando Vinicius de Moraes:

    As cidades feias que me perdoem
    mas beleza é fundamental.


    Vimos, agora, quão sem fundamento.


    PAROLE PAROLE PAROLE

    We thought they looked funny
    and so we took pictures


    - Lyndiie England
    referindo-se a prisioneiros iraquianos
    sendo sacaneados

    quinta-feira, maio 20, 2004


    BRASIL X FRANÇA AGORA

    Juninho Pernambucano definitivamente tem que ser titular da Seleção.

    Edu também entrou bem e pode ser uma opção. A ver.

    Ronaldo continua lento. Sei que é um craque que sempre pode decidir um jogo, sei que agora tem mais idade e seu corpo naturalmente tem mais peso, mas talvez se badalasse menos seu futebol melhorasse...
    Por outro lado, o que faltou pro jogo realmente ficar bonito, pra ter algum significado, seria Ronaldo marcando um golaço e justamente neste estário.

    Agora, o que consola um pouco da derrota para a França em 98 foi que perdemos pro Zidane. Esperto, hábil, se posicionou no lugar exato pra marcar aqueles dois gols de cabeça que liquidaram o Brasil.
    Hoje, deu um show de bola. Passes, dribles, colocação, o lance de balé no ar ao matar a bola no ombro, girar o corpo e passa-la com o peito do pé.


    BRASIL X FRANÇA: EU ESTAVA LÁ

    Não exatamente no estádio de Saint-Denis onde as duas equipes se enfrentaram para decidir a Copa do Mundo de 1998.
    Eu estava no suntuoso e tecnológico Centro de Imprensa que a FIFA construiu em Paris.
    Assisti pasmo aos jornalistas franceses darem a volta olímpico no saguão-galpão onde videowalls gigantescos reprisavam os gols de uma partida inacreditável, aos gritos de un, deux, trois...

    Domingo de sol, tempo belíssimo, fomos almoçar em Montparnasse
    João Máximo, Mansur e eu - a equpe -
    havia um clima um pouco triste pois estava acabando a nossa cobertura da copa
    daí a dois dias voltariamos para casa cada um tomaria seu rumo e a realidade suspensa naquele mundo encantado do futebol e das torcidas seguiria o seu curso
    mas principalmente já estávamos embriagados com a vitoria do Brasil na Copa
    uma certeza certa
    depois dos sufocos nos penaltis contra a Holanda
    vitoria & gloria ainda mais saborosa por nós estamos ali, presentes,
    num restaurante maravilhoso tomando muito e muito de um vinho delicioso
    um aquecimento para a farra da comemoração brasileira.

    Máximo foi para o estádio, Mansur para St. Denys (faria a cobertura das torcidas na porta do estádio) e eu fui caminhar por ruas já me despedindo de Paris. Estava leve e eufórico e um tanto tocado de bebida e expectativas.,
    Depois iria para o quartel-general da Globo de onde transmitiria impressões durante a partida em tempo real.

    Quando cheguei lá o tempo estava cinzento e o clima era de pavor.
    Já tinha chegado a nóticia de que "algo" tinha acontecido com Ronaldo que estava internado num hospital sendo atendido por médicos franceses
    e que na concentração brasileiras todos estavam desarvorados
    com jogadores da Seleção novamente brigando entre si.

    De certa forma, estar na central da Globo foi mais interessante do que assistir do estádio. Claro, no estádio teria o calor e o ardor da torcida, o cheiro da bola, os gritos, a cantoria, a presença humana, mas esta foi uma final de Copa do Mundo onde o mais importante aconteceu fora de campo.

    E lá eu estava conectado direto aos fatos. Do estádio por exemplo eu jamais entenderia o desespero que se apossou dos jogadores brasileiros quando Ronaldo caiu junto à area francesa e demorou-se a levantar. Segundos em quenós também pelos monitores prendemos a respiração e perdemos as esperanças.

    Pois os fatos àquela altura misturavam-se indissoluvelmente com os boatos. Se a Seleção Brasileira transformara-se num formigueiro de baratas tontas, a Rede Globo não ficava atrás. Informações desencontradas despirocavam todos. Todo aquele aparato tecnológico de última linha aguadando o início e o desfecho de uma festa que agora desandava.

    Assisti aos esporros de Galvão Bueno puto porque lhe entregaram uma escalação da Seleção Brasileira - que leria daí a alguns minutos - com o nome de Edmundo no lugar de Rrrrronnaldiiiinhooooo sem que ninguem tivesse lhe informado antes dessa mudanças, e - o mais importante - porque.
    Vi o nervosismo de Galvão quando leu a escalação, no ar, a Seleção Canarinho entrando no campo palco da performance vitoriante, Aldair! Roberto Carlos! Cesar Sampaio! Edmundo!
    a voz dizendo Edmundo e a visão vendo que quem estava ali, com a camisa nove, era o próprio Ronaldo entrando em campo!

    Galvão puto como é que vocês me deixaram dar um furo desses! mas ninguém na Globo inteira sabia que Zagalo arregara e deixara Ronaldo entrar mesmo após tantas hecatombes. E ninguem sabia tambem explicar o que ele estava fazendo ali se já tinha sido dado até como morto.

    A partir daí nada dava certa naquelas imagens irreais, como sonho, como pesadelo, onde o nosso futebol não coalescia, numa apatia apátrida, exangue, que a gente não reconhecia.

    Ao fim de tudo, foi uma festa bonita. O Brasil perdeu a Copa do Mundo mas algumas horas depois isso não tinha importancia enquanto eu navegava pelo mar de gente celebrante allez les bleues que banhava o Champs Elysée
    e foi uma das noites mais loucas e emocionantes de toda a minha vida
    uma peregrinação de 16 horas por uma Paris enlouquecida
    em azuis brancos e rouges.

    Me lembro num flash de estar de roupa e tudo dentro de um chafariz enquanto franceses derramavam cerveja sobre mim e eu jogava agua para cima para os raios do sol do day after que amanhecia. Vejo a belíssima foto que tirei, com a luz fortemente amarela de um sol nascente da linda mulher branca branca que dormia num banco de praça, os sapatos e as meias meticulosamente arrumados ao pé do banco.

    Ronaldo está mais gordo e voltou a ser o Fenômeno. Tem um outro Ronaldinho que talvez seja melhor ainda. Zidane está mais careca.
    Seis anos depois.

    E o que está amarelando agora são essas lembranças...

    quarta-feira, maio 19, 2004


    Chico Caruso fez sua versão em desenho
    da imagem com a qual fiz a potoca ontem:


    terça-feira, maio 18, 2004




    Depois da pedreira de demover o Presidente Lula de sua intenção férrea de expulsar o jornalista americano
    Márcio Thomaz Bastos descansa empurrando um bloco de granito.

    foto de Jamil Bittar


    RIO 20XX

    Esse pessoal não toma jeito!
    Foram detonados nas pretensões do Rio sediar as Olimpíadas 2008.
    Voltaram à cena com o Rio-2012.
    Levaram ferro! Tudo bem, já planejam o Rio-2016.

    Mas vem cá, entre a apresentação do projeto do Rio-2008 e, quatro anos depois, o Rio-2012
    o que foi feito pra melhorar a cidade>
    Fizeram alguma coisa para adequar mais o Rio a um projeto de sede de Olímpiadas>

    Sim, melhoraram a apresentação do projeto, deram uma profissionalizada,
    mas isso e quanto à cidade em si
    que vem deteriorando a olhos vistos>

    Era muita pretensão almejar que desta vez seria diferente.
    Muita pretensão e muita falta de ações concretas.


    AMANA

    Lançamento hoje na Argumento
    (Leblon, Rio de Janeiro)
    da graphic novel de minha amiga Edna Lopes
    Amana ao Deus Dará.

    Raro é se lançar um album brasileiro com historia pra 120 páginas
    mais raro ainda ser este um HQ desenhado e roteirizado por uma mulher.

    Edna, que começou seus HQs no estilo europeu linha-clara,
    a grande curtição de seu marido Ed Motta,
    (como pode ser visto inclusive nas ilustrações que ela fez pro site edmottense.)
    produziu este album numa coisa mais irmãos-hernandez traço grosso
    com algumas influencias de mangá na diagramação.

    Um livro da Casa da Palavra. Breve à venda por aí.

    ps.: Segunda, 24 de maio, lançamento em SP no Espaço Unibanco.


    MONDO CANNES

    Uma maneira interessante de acompanhar o festival de cinema em Cannes
    é através dos posts de Jaime Biaggio - direto do bochicho -
    no Blog do Bonequinho


    PISA NA LEITURA E MANDE-A PARA OS COFINS

    Como leitor contumaz, inclusive de livros importados, é claro que me revolto com a decisão do Governo de passar a taxar a importação de livros, coisa que vigorava nos tempos tacanhos da ditadura.

    Como saiu hoje na coluna do Boechat
    Donos de livrarias e editoras do Rio vão entrar na Justiça contra a cobrança de PIS/Cofins sobre a importação de livros.

    Milena Duchiade, da Leonardo da Vinci, está coordenando as adesões à ação.

    O novo tributo - do qual ficaram isentos sêmen bovino e cerejas, entre outros produtos prioritários para o governo - praticamente inviabilizará o mercado de títulos estrangeiros no Brasil.


    CAINDO NA REAL

    Pois o Rio de Janeiro está fora da disputa para sediar as Olimpiadas 2012.
    Por questões de segurança. Consideraram a cidade muito violenta.

    Não sei de onde esse pessoal tira essas idéias.
    É mais um preconceito dos estrangeiros contra os brasileiros.


    PAROLE, PAROLE, PAROLE

    Se eu ganhar a presidência para fazer o mesmo que o Fernando Henrique Cardoso está fazendo, preferia que Deus me tirasse a vida antes.
    Para não passar vergonha.


    - Lula,
    novembro de 2000

    segunda-feira, maio 17, 2004

    PERDI A PEREGRINAÇÃO PROCTOLÓGICA

    Não pude ir ao lançamento do livro do Mr Manson
    "Transpiauí: uma peregrinaçao proctológica".

    O livro é muito engraçado, várias amigos estavam lá, certamente seria divertido
    mas minha ausência foi por uma boa causa.
    Eu estava em Paquetá dando um lance num sonho de consumo:
    uma mesa de totó do início dos anos 60
    revestido em fórmica
    tudo original.



    SINCRONICIDADE
    ou Lumus Revisited


    As falcatruas de Maluf sempre estiveram aí
    Os documentos e as contas no exterior foram comprovadas há muito.
    Há uns dois meses a Época publicou reportagem bastante completa sobre as ilegalidades corruptas do seu Maluf.

    Tudo isso agora volta à tona em manchetes garrafais
    e matérias constante da Rede Globo e outras emissoras.
    As denúncias requentadas nos últimos dias queimaram ainda mais seu Maluf, praticamente liquidando suas chances de concorrer à prefeitura de SP.

    Ao mesmo tempo que uma borboleta bate as asas em Tóquio
    José Serra anuncia que vai se candidatar à Prefeitura de SP.
    Vinha relutando pois não queria entrar no páreo com o Maluf.

    Não é incrível?


    SONHOS

    As marcas deixadas no inconsciente pelo stress e tensão de um trabalho puxado são indeléveis.

    Sonhei que era o dia de abertura do Salão Carioca e os desenhistas convidados estavam chegando ao Rio
    e cada um que chegava trazia um problema diferente
    e eu tinha que dar solucao a cada um delas
    e a hora da abertura se aproximava
    e eu corria para varios lados simultaneamente
    e as exposiçoes da Laura Alvim não estavam prontas
    e eu teria que estar lá terminando a montagem
    mas a cada problema que eu resolvia surgiam outros.


    PAROLE, PAROLE, PAROLE

    Realmente, há um ano, eu fiz o discurso do porta-aviões, dizendo que tínhamos alcançado um objetivo importante, que tinhamos cumpriido uma missão, que era remover Saddam Hussein. E como resultado não há mais câmaras de tortura ou quartos de estupro ou túmulos em massa no Iraque.

    - George W. Bush,
    30 de abril de 2004

    domingo, maio 16, 2004

    pau no computador
    domingo de chuva, eu em casa, arrumando caixas de mudança e pondo móveis no lugar,
    e nao vou poder postar

    loguei agora de um computador portátil
    mas meu material, as imagens, as coisas que iria comentar
    estão todos no computador bichado
    e ainda não instalamos uma rede aqui.

    quer dizer, instalamos sim, a rede que realmente interessa.
    verdinha, na varanda.
    tentei ler os jornais estirado na rede mas ventava muito e fazia até frio.

    BUSCA + BUSCADA NA SEMANA

    fotos prisioneiros iraquianos

    ou

    fotos tortura iraquianos

    Realmente, escrevi bastante sobre este assunto no blog0news durante a semana
    mas tal foi a avalanche de procuras com estas palavras (ou suas variações)
    que creio ser este interesse pelas imagens em si e não por textos ou considerações.

    Conhecendo a mentalidade da massa dos interneteiros
    temo que a maioria percorra essas buscas por interesses morbidos-sexuais
    e não políticos ou humanitários
    o impulso é o básico de sempre: ver sacanagem e gente pelada
    não importa as circunstancias.

    Lembro dos primórdios do blog0news onde houve outra avalanche de buscas, daquela vez por fotos richtofen nua.
    Richtofen no caso era uma lourinha que tinha assassinado cruelmente os pais.
    E até hoje, ano e meio depois, batem por aqui muitas buscas por esta suzane pelada.

    De qualquer forma
    eis aqui então um link para uma coleção razoavel de material fotográfico oriundo das masmorras de Abu Ghraib.

    O link vem por cortesia do Catarro Verde

    sábado, maio 15, 2004

    NOVO PARTIDO COMEÇA MAL

    Os dissidentes do PT, liderados pela fogosa Heloisa Helena,
    partiram para a criação de um novo partido.
    Mas estão tão acostumados a criarem casos
    que logo rolou uma saia justa
    e já começa a aparecer um racha.



    foto de Celso Junior




    RUMMY!
    Yesterday my life was filled with gray...


    Seymour Hersch volta à carga na nova edição do New Yorker.
    Na edição passada expôs na imprensa escrita as fotos da tortura no Iraque.
    Agora ele cita o responsável primordial pela implantação desta política de agressões & humilhação: Donald Rumsfield.

    Nada dessa historinha de soldadinhos reservistas ensandecidos numa noitada de desvarios. Era uma política intencional e o lodo chega até lá em cima.


    Detalhe interessante:
    o ser que Rumsfield nomeou como chefe do sistema penitenciário dos invasores no Iraque - Lane McCotter - tinha sido condenado por vários excessos nas prisões que administrava em Utah (EUA), como a morte de um esquizofrênico que ficou amarrado nu numa cadeira por 16 horas.

    Não se nomeia um sujeito com essa folha corrida se não se quer que essa mesma folha corra nas suas novas funções.
    Mas, também, esperar o que? Quando Bushinho era governador do Texas, as prisões texanas criaram fama de infernos bestiais.
    Pululavam denúncias de abusos, estupros, achaques, pancadaria...(parece prisoes brazucas, né).
    Abu Ghraib pra Bush & sua corja tem nada de novo.


    Finalmente! Ainda bem!
    Resolvida a confusão do jornalista:

    BASTOS DEU UM BASTA!!!


    Num esforço etílico de reportagem
    kibe loco descobriu o documento oficial
    que detonou esse imbroglio todo do Harry Potter, quer dizer, Larry Rohter.


    CITAÇÃO DE HOJE

    A tortura e humilhação de prisioneiros de guerra não é surpreendente em si mesma. Ocorre em cada guerra, de ambos os lados. A selvageria, afinal, é a propria linguagem da guerra, transformando alguns combatentes em vingadores ferais e levando outros a descartar normas civilizadas e aquiescer em tais atos. Enviamos soldados para materem os outros, e portanto, em certa medida, aceitamos tacitamente que coisas vis podem ocasionalmente vir a acontecer.

    O que torna este escândalo de tortura diferente - o que faz dele um terremoto para o nosso governo ao inves de um ligeiro tremor - é que chega depois de uma longa série desanimante de outras revelações mostrando que esta guerra foi construída sobre um alicerce de artimanhas sugerindo uma grave ameaça à nossa segurança nacional. Talvez como justificativa dessas premissas falsas, Presidente Bush, um cristão evangélico renascido, falou várias vezes ao público americano e ao mundo que foi a mão do "Todo-Poderoso" que o guiou para liderar nossas tropas na batalha para liberar o povo iraquiano de uma ditadura brutal que fizera da tortura uma política de Estado.

    (...)

    Sob uma presidência mais verdadeira, as revelações de torturas teriam sido um golpe menos profundo na estatura da nação Este escândalo, porém, mostrou por todo o mundo as feridas da América - pois a arrogância de Washington alienou nações até então amigas e porque as imagens da prisão contrapõem-se tanto às palavras e alegações elevadas do presidente. "Tortura" e "Todo-Poderoso" não combinam.

    Esta pode ser uma presidência se desfiando: ficando cada vez mais nu ao perder suas roupas.


    i Sydney Schanberg
    "As Lições Dolorosas de Abu Ghraib


    Como queríamos demonstrar neste post
    a respeito da especificidade simbólica destas torturas.

    Manutencao no Velox durante o dia
    Postarei somente de noite, se terminarem...

    sexta-feira, maio 14, 2004

    GOVERNO INSISTE EM EXPULSAR JORNALISTA



    foto de Eid Ferreira

    TAMBEM NAO VAMOS EXAGERAR...

    Faz-me rir assistir a politicos e outras figuras
    que apoiaram e/ou se beneficiaram com a nefasta ditadura militar brasileirao
    bradar agora contra "a ameaça à liberdade de expressáo"
    e o autoritarismo contido no gesto de expulsar jornalista americano.

    TIM-TIM

    Sei que uma coisa pode não ter a ver com a outra
    mas em que hora o Palácio do Planalto abriu licitação para a aquisição de 748 copos & taças !!


    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    Em vez de remeterem a matéria ao terreno da fofoca, emitiram um comunicado que lhe outorga seriedade e transformam o país numa republiqueta de quinta categoria, que vê sua dignidade ofendida por boatos colhidos ao léu. Não satisfeitos, resolvem retaliar o jornalista fofoqueiro o que é, antes de tudo, prova cabal de que está havendo racionamento de inteligência e bom senso nos arredores dos Palácios do Planalto e Alvorada. Raras vezes vi uma atitude tão canhestra e contra producente. E li que um dos maiores defensores da retaliação foi o Gushiken. Falta de comando dá nisso. Não se dizer até quando este governo vai continuar morro abaixo. Parece que a descida não tem fim. Santo Deus. Cada semana uma bobagem nova. Agora está inaugurada a censura à imprensa e era só o que faltava.

    - Brunno



    Do radicalismo só restou a burrice...




    É... sem dúvida, neste caso, o Lula, digamos, exagerou na dose...

    Agora, aqui pra nós, pior eram os supósitórios de cocaina do Collor. E nem por isso sairam no NYT.





    Referem-se a este post

    INTERROGACAO

    O que estavam fazendo 115 paramilitares colombianos
    de uma facçao de direita apoiada e financiada pelo Governo Americano
    infiltrados dentro da Venezuela
    planejando um golpe de estado????


    CITACAO DE HOJE

    Sempre haverá pessoas insanas, e vocë pode ou reagir com horror, o que lhes dará mais poder, ou rir antes disso acontecer, para que as pessoas sejam menos atraídas em fazê-las acontecer.

    - Chuck Palahniuk


    quarta-feira, maio 12, 2004

    GOVERNO DISPUTA QUEDA DE BRAÇO COM INDÍGENAS



    foto de Alan Marques

    Finalmente alguem faz uma materia sobre o insolito musico e compositor
    Daminhao Experiença.
    Na revista do Lobáo, o Outras Coisas, nas bancas.

    Aliás, o Planeta Lamma tem seu site na internet.

    UMA IMAGEM VALE POR MIL PORRADAS

    Inumeras analises tem sido feitos, artigos escritos, revoltas expressas, acerca do conteudo denunciado pelas fotografias de iraquianos sendo torturados pela soldadesca dos invasores.

    Mas as pessoas nao estao se detendo sobre as fotografias em si.
    Que estáo sendo veiculados como souvenirs clicados pelos proprios participantes na orgia de humilhacoes
    ou como parte da farra (sindrome de Ribeirao Preto)
    ou por alguem horrorizado que pretendia usa-las como denuncia.

    Essa autoria individualizada das fotos reforca inclusive a linha do Alto Comando do Imperio de que foram atos de excecao, nao usuais, resultantes de desvios de determinados soldados de baixo escalao (ateh agora nove).

    Na verdade as fotografias - e os videos - sao parte de seu conteudo.
    Incluem-se em toda a trama de tortura deliberada dos detentos buscando alquebra-los ou simplesmente sacanea-los.
    O objetivo destes registro é dar sequencia aos atos de tortura em si
    estendendo o poder desestabilizando e desumanizantes destes atos.

    Os caras alem de serem torturados eram ameacados de terem as imagens dessas degradacoes enviadas para suas esposas, seus filhos, familiares e amigos.
    Imagine voce - que esta lendo este blog - ser preso, ficar nu, ser currado por um carrasco asqueroso, e depois um video disso ser mandado pra sua familia, seus amigos, seu patrao, varias pessoas que te conhecem.
    Agora insira esta situacao no ambiente iraquiano
    onde o carrasco é um invasor de seu país
    e onde ficar nu, ser currado, receber chacotas fisicas tem, culturalmente, um peso ainda maior do que para nós.

    Era esta a finalidade destas fotografias e destes videos que agora estao servindo de testemunhal de uma politica deliberada, calculada, de agressao a inimigos ou nativos inocentes, e que partia de ordens superiores.


    CINQUENTENARIOS

    que valem ser comemorados.

    1. 50 anos da batalha de Diem Bien Phu
    quando guerrilheiros vietcongs, através de um intrincado sistema de tuneis que foram cavando, conseguiram penetrar na fortaleza armadissima e impuseram derrota retumbante aos colonizadores franceses.

    Dai em diante a derrocada e os franceses tiveram que se retirar do Vietnam.
    O brilhante estrategista desta vitoria, o general Giap, duas decadas depois conseguiu derrotar tambem o Imperio Americano quando este se intrometeu nos afazeres da ex-Indochina.

    Um exercito pequeno de asiaticos franzinos e subarmados derrotaram uma potencia tecnologica de garotoes corpulentos despejando napalm e desfoliantes e cheios de aparatos e gadgets.

    Uma licao que deveria ter sido melhor estudada pelos atuais invasores aos desertos do Iraque.


    2. 50 anos da fundacao do Le Monde Diplomatique
    publicacao que nao so conseguiu manter o excelente nivel jornalistico e analitico
    como continua subsistindo dentro de seu proposito inicial:
    o de ser sustentado por seus leitores e nao depender de anuncios & publicidade.



    SE FOR DIRIGIR O PAIS, NÄO BEBA
    SE FOR BEBER, NÁO DIRIJA O PAIS


    Conseguiram ser mais babacas do que o babaca.
    Refiro-me à atitude do Governo Federal de cassar o visto e assim expulsar do pais o jornalista do NY Times que escreveu a respeito das bebedeiras do Lula

    Com isto o Brasil conseguiu reverter a opiniao publica internacional - e principalmente o da imprensa - pois a vitima passa a ser o jornalista (e a tal da liberdade de expressao).

    Fica instituido assim no Brasil o crime de lesa-majestade.

    Lula na verdade deveria estar agradecido ao Larry Rohter e sua materias de insinuacoes e disse-me-disses. Foi um raro instante de unanimidade em torno do seu governo. Petistas, dissidentes, oposicao, FH, brasileiros todos repudiando o vilipendiamento da nossa soberania.
    Amarula, quer dizer, Lula deveria saborear este momento.

    adendo

    Sem falar que o gesto remete ao Lula o ônus da prova.
    Deveriam ter minimizado o caso. Agora, com a retaliacao e seus desdobramentos, Lula nao podera dar o menor vacilo ou bandeira de um possivel alcoolismo, ou excessos provocados por porre.
    Senáo o jornalista
    e - pior - o Brizola teráo razáo!

    Ja tiraram o Lula das manifestacoes e do contato com o povo
    sera que vao lhe suprimir os calices as tacas e as tulipas em público?



    terça-feira, maio 11, 2004





    potoca do Kibe Loco

    fserb
    linkando para minhas observações
    a respeito do "Deu no New York Times" desta semana.

    Puxa, me senti o próprio Larry Rohter!



    adendo

    Aliás, o fserb cita uma dica do Nemo Nox que vale a pena os angloparlantes irem ler pois é um perfil interessantíssimo da pretensa estupidez do Imperador Bush II (e seu relacionamento com o Imperador Bush I)


    SEMANTICA

    Todo mundo sabe que o Imperador Bush II tem dificuldades com as palavras.

    Quando ele declarou que Rumsfield estava fazendo um trabalho estupendo
    é que ele queria dizer um trabalho estúpido.

    É que ele confunde palavras foneticamente parecidas.
    (como "desculpa" e "não tenho culpa")


    CITAÇÃO DE HOJE

    Estar numa cela de 2,5 metros por 2,5 metros na linda e ensolarada Baía de Guantánamo em Cuba não é um tratamento desumano.

    - Donald Rumsfield


    Vai pra lá, Rummy!
    Tira umas férias...
    E não se esqueça de levar tua batata assada pra fazer um lanchinho...

    TEM GENTE QUE NÃO BEBE E ESTÁ ESCREVENDO (I)

    Não levo fé em nenhuma matéria sobre o Brasil que escreva o nosso presidente como sendo o Da Silva.
    Todo mundo aqui sabe que nosso presidente é o Lula.

    Esta grafia reiterada num mesmo artigo é bandeira de que seu autor possui uma visão de fora e por fora sobre o que escreve. Desconhece as nuances. É um estrangeiro tentando espiar pela janela ou buraco da fechadura.
    Obedece às normas redacionais e culturais do colonizador.

    É isto o artigo de Larry Rohter no NY Times sobre as bebedeiras do presidente Da Silva (quem?).

    TEM GENTE QUE NÃO BEBE E ESTÁ ESCREVENDO (II)

    O tal artigo no Times está sendo tratado como um absurdo despropositado
    uma jayson-blairzada sem sentido.

    Nem tanto. Larry Rohter é o mesmo jornalista que há alguns meses escreveu artigo a respeito do Eixo do Mal que se formava na América Latina, unindo Lula e Fidel e Chavez.

    Quer dizer: é deliberado. O negócio é detonar os líderes cucarachas em momentos cruciais de cruzamento de interesses entre Norte e Sul.

    TEM GENTE QUE NÃO BEBE E ESTÁ ESCREVENDO (III)

    De todas as afirmações e insinuações da matéria de Larry Rohter no NY Times sobre as bebedeiras do Lula
    a que realmente achei descabida foi quando ele se refere ao "governo esquerdista de Da Silva".

    Que governo esquerdista???


    MUDAM OS DONOS DA CASA
    PERMANECEM OS PORÕES


    Argumenta-se que o escândalo e o choque com as imagens de barbaridades perpetradas por americanos em masmorras do Iraque
    tenha seu lado farisaico
    pois atrocidades maiores (isso é auferível?) eram regularmente cometidas neste mesmo local pelos torturadores iraquianos sadammitas
    e a opinião da legião dos "agora-sensíveis" não se erguia com a mesma ou maior revolta.

    Todos os abusos contra prisioneiros de todos os lados, inimigos ou inocentes, são condenáveis. Existem, porém, diferenças no, digamos, na abordagem deste métodos. O regime de Saddam era abertamente tirânico e repressor. A tortura era um instrumento inclusive propagandeado para disseminar o pavor entre insurgentes.

    O que irrita e revolta as pessoas é o abismo entre postura e prática do Império Americano. Arvoram-se de defensores (e implantadores) dos mais nobres ideais, democracia, humanismo, religiao e civilização.
    E põe-se a evangelizar esta mensagem mundo afora, numa missão caridosa de repartir esta felicidade com outros povos que não a possui.

    A ferro, fogo, ganância, cobiça, desprezo, destruição.
    Com a hipocrisia de um puritanismo podre.
    E uma arrogância arrasadora.

    A boca entoa cânticos de louvor
    enquanto os membros agem em levas de horror.

    É a mesma cantilena regida por colonizadores e conquistadores cristãos há séculos. Pela seita agora dos neo-cristãos, neo-conservadores, adoradores de Mammoth o deus da grana e do poder.


    adendo

    Argumento cabível,sim, ao se comentar a reação de boa parte da opinião pública aos desmandos doentios do invasores no Iraque
    seria uma aplicação local:

    por que essas pessoas (e essa imprensa) não se horrorizam da mesma forma com a tortura (tão ou mais hedionda) praticada diariamente e rotineiramente - e de forma intencional - nas masmorras
    e delegacias e prisões e centros de detenções
    brasileiras?

    Imagens piores estão à nossa volta mas aos nossos olhos não chegam.
    Abu Ghraib é aqui.

    segunda-feira, maio 10, 2004


    entrevista enooormmeee com Lobão
    não deu pra postar hoje
    (não sobrou bala depois da metralhadora giratória do Grande Lobo).

    amanhã eu volto.

    domingo, maio 09, 2004


    As figuras rotundas de Botero
    com seus cenários rurais, portraits posados,
    contaminaram-se com a realidade minada de violencia de sua terra natal, a Colombia.

    Pintou uma série de 48 quadros com massacres e matanças
    guernicas boterizadas
    goyas latino-americanas
    resultantes da guerrilha e contraguerrilha e narcotráfico colombianos.

    Abriram esta semana em exposição no Museo Nacional de Bogotá.



    CUIDADO COM A OUTRA!

    Vou abrir a porta
    Mais uma vez pode entrar
    É Dia das Mães
    Eu resolvi lhe perdoar
    Vou abrir a porta
    Mais uma vez pode entrar
    É Dia das Mães
    Eu resolvi lhe perdoar
    Deus me ensinou praticar o bem
    Deus me deu essa bondade
    Vou abrir a porta pra você entrar
    Mas não demore
    Que a outra pode lhe encontrar


    - Nelson Cavaquinho & Augusto Tomaz Jr


    Uma aula de física.
    De como se pode transpor o tempo e o espaço.
    O Professor Fiore toma a Invasão do Iraque como exemplo.
    (narrado em ingles).


    Folha de São Paulo (com Luciana Coelho) consegue uma rara entrevista com Robert Crumb


    DEPOIS DAS MUSAS, OS MUSEUS

    Não sei o que escrever sobre esse (mais esse) furto de obras raras do Museu da Quinta da Boa Vista. Torna-se comum esse vazamento de acervos. E museus completamente abandonados.

    Depois que choveu na múmia mais valiosa do Brasil, e agora que deu formiga em outros múmias deste museu... quem trabalha nesses lugares sabe o esforço que é pra simplesmente mantê-los minimamente funcionando.

    O mais incrível no caso deste Museu é uma verba para reformas ter sido liberada HÁ DOIS ANOS e estar parada tramitando por aí por questões burrocráticas.


    MUSING OVER MUSES

    O ano passado foi o ano da Invasão.
    A musa da Guerra do Iraque era a simplória e corajosa Jessica Lynch
    a garota boazinha que toda mãe queria como nora
    a mocinha do interior que mesmo cercada e derrubada pelos bárbaros
    lutou até o fim (pelo menos estava escrito isto em sua embalagem de musa).

    Os EUA transmitiam sua imagem de libertadores, portadores da democracia, derrubando estátuas de Saddam e tiranias terríveis.

    Este é o ano da Ocupação.
    A musa da Guerra do Iraque é a espevitada Lyndddie England
    a garota da pá virada que gosta de um caralho
    achando graça nas pilhas de iraquianos peladões
    transando com o namorado na frente de prisioneiros.

    O mundo espelha a imagem de um invasor violento, neurótico, dominante sobre outra civilização que considera incivilizada e abarcando ganhos & lucros ao preço da destruição de um país.

    Entre as duas musas, oscila a dicotomia da psique americana.


    adendo um
    me sinto um nabokoviano tecendo jogos de palavras em outras línguas
    mas o título do post funciona mesmo em ingles.
    Quer dizer talvez "Refletindo Acêrca de Musas". Desculpem.

    adendo dois
    Na dualidade proposta pelo post acima
    dividi a Guerra do Iraque em duas fases, a invasão e agora a ocupação.
    Tropas entravam triunfantes em Bagdá ante a fuga bagunçada das hostes inimigas
    E tropas acuadas em Bagdá sitiados por resistentes fanáticos e um povo irado (todos mal-agradecidos, né).

    Mas houve uma terceira fase, inicial, a da Preparação.
    O deslocamento gradual de tropas para as fronteiras, a infiltraçãode agentes no Iraque, a propaganda das armas de destruição em massa e das maldades de Hussein, a lavagem cerebral dos americanos pós 9-11.

    A musa desta fase talvez seja Condoleeza Rice, a bisneta do Uncle Tom.

    sábado, maio 08, 2004


    O FOGO DA OLIVEIRA

    Quando Fergus acordava chorando de noite
    eu o carregava do berço
    até a cadeira de balanço e o segurava no colo
    diante do fogo da madeira de oliveiras milenares.
    Às vezes, por motivos que eu nunca soube
    e que ele esqueceu, mesmo depois da mamadeira as grossas lágrimas
    continuavam rolando pelas suas bochechas gordas
    - a bochecha da esquerda sempre mais brilhante que a da direita -
    e sentávamos, algumas noites por horas, balançando
    à luz que se esgueirava da madeira ancestral,
    e nos segurávamos contra a escuridão,
    a dele bem pertinha e distante no futuro,
    a minha eu imaginava toda em volta.
    Numa dessas vezes, eu mesmo semi-adormecido
    pensei ouvir um grito
    - um voador urrando horrorizado
    ao derramar o fogo sobre quem ou o que nem sabia,
    ouentão uma criança posta assim em chamas -
    e sentava ereto, alerta. O fogo da oliveira
    ardia baixo. Nos meus braços, deitado, Fergus
    dormia a sono solto, bochecha esquerda brilhando, Deus.






    Cultura & STV - 33 - sab 21:00


    Quando completou 33 anos, Kiko Goifman decidiu procurar sua máe verdadeira, pois era filho adotivo. Deu-se um tempo de 33 dias para essa busca. Nada sabia sobre essa máe. A máe adotiva nascera em 33.

    Este é o ponto de partida para este filme um tanto documentário, um tanto road movie, um tanto estilo noir. Kiko embarca nessa viagem entre detetives, parteiras, porteiros, médicos, cartomantes, buscando pistas.


    quinta-feira, maio 06, 2004



    QUINHO
    (Belo Horizonte, MG)
    "Elza Soares"
    Caricatura - Primeiro Lugar - Salao Carioca de Humor

    O Balaio Vermelho
    do mestre Moacy Cirne
    reproduzindo post do blog0news
    sobre a selvageria de americanos no iraque.

    O Balaio é uma boa leitura
    hoje abrindo também com uma bela foto.

    Pela COCHLEA:
    Led Zeppelin - When the leavy breaks


    Apesar de recente pesquisa mostrando a tacanheza da juventude brasileira, Ana Maria Bahiana está otimista
    acreditando os movimentos cíclicos, que do retrocesso vem a reação pra frente.

    Não sei... se este pêndulo está quebrado
    ou emperrado pela boçalidade depositando-se lentamente sobre tudo...



    Aí, amanhã lançamento no Rio da revista MOSH, do meu grande amigo Sandro Lobo - e uma penca de colaboradores, claro - no Bauru a partir de 21 hs.

    Já que não se pode ir a Curitiba, pode-se ao menos ouvir covers no Tributo aos Pixies com vários bandas independentes e convidados.
    + Festival David Lynch com exibição de Eraserhead e curtas dos primórdios lynchianos.
    E distribuição do numero quatro da MOSH, uma revista de quadrinhos inteira dedicada a histórias do universo rock (manjam Love & Rockets?)


    CITAÇÃO DO DIA

    A coisa mais aflitiva nessas fotos de Abu Ghraib foi também a menos comentada. Aquele soldado em pé sobre seus prisioneiros prostrados, mantendo o polegar pra cima, usava luvas cirúrgicas. Temia ser contaminado pelo sangue, pelas fezes, pelo sêmen de suas vítimas - ou apenas pela sua humanidade? Nunca saberemos. Mas é um símbolo do que a América está se tornando: uma nação onde o sofrimento é tolerável - até prazeiroso - contanto que a merda não respingue nas nossas mãos.

    - Richard Goldstein
    "Stuff Happens"

    quarta-feira, maio 05, 2004



    REQUIEM POR UM ESCRITOR

    Na semana passada partiu Hubert Selby Jr.
    Pegou a ultima saida
    não para o Brooklyn mas para algum lugar que nós pelo menos daqui não sabemos qual é.

    Era um puta escritor que tinha um domínio da linguagem e um domínio da vida
    embora essa lhe fugisse bem cedo quando foi dado por morto
    disseram que nao sobraria nada de seus pulmoes carcomidos e lhe deram um mes de sobrevida.
    Morreu 48 anos depois.

    Um dominio da fluencia da linguagem das ruas que conhecia tão bem. Era um de meus favoritos. Tenho uma ligação com sua figura - além de ter lido Last Exit do Brooklyn com 13 anos e ter ficado chapado - através da Editora Rocco, que nos anos 80 me chamou pra organizar uma coleção de literatura marginal americana.

    Bukowski fazia muito sucesso pela Cia das Letras e acho que queriam ir nessa onda. Era a minha praia mesmo e o primeiro que indiquei foi Selby.
    Não conseguimos os direitos de Last Exit e então contratamos Requiem for a Dream. Um texto fortissimo sobre drogas (de todo o tipo) e a sociedade de consumo, narrada quase em stream of consciousness, tão pauleira que quase não pausa nem pra pontos nem parágrafos.

    Como sua tradução era menos complicada, o segundo livro da coleção saiu primeiro, era Tanto Tempo na Pior que o que Pintar é uma Boa, de Mark Farina, um clássico da contracultura americana pós-beat pré-hippie.
    Em seguida saiu Requiem por um Sonho.

    A coleção não deu muito certo, vendeu mal, não sei, foi pouco divulgada, tallvez também minhas traduções tenham sido radicais, dificeis de ler, sei lá (a editora queria que eu organizasse melhor o texto separando-o em parágrafos ou pelo menos pondo aspas ou travessões quando os personagens falavam). No original de Requiem só se sabe quem está falando porque cada personagem tem maneirismos diferentes de falas pois os diálogos emendam direto uns nos outros e com a narração.

    O próximo autor seria Nelson Algren, outro ídolo meu, O Homem do Braço de Ouro. Mas ficou por isso mesmo. Eu saí da Rocco e minha vida tomou outro rumo.

    Vocês que nasceram agora talvez conheçam Selby indiretamente pelos discos que gravou com Henry Rollins (ex- Black Flag) ou dos filmes Noites Violentas no Brooklyn, com Jennifer Jason Leigh, e do excelente Requiem por um Sonho, do Aronovsky.

    Selby é o cara que dizia
    Quanto encosto o dedo numa tecla uma parte de mim cria vida que eu nem sabia que existia.

    Ou que escreveu
    Ser artista não exige muito, apenas tudo que você tem. O que significa, é claro, que enquanto o processo te dá vida, também lhe traz cada vez mais perto à morte. Mas tudo bem. Ambos são um só e não podem ser evitados ou negados. Então quando abraço por inteiro esse processo, essa vida/morte, e me abandono a ele, trascendo toda essa falação sem sentido e vou pra farra com os deuses. Me parece que isso vale o preço do ingresso.

    foto de Silvia Plachy


    ECLIPSE DI LUNA EN EL CIELO

    Caminhei até o Arpoador para ver o eclipse lunar.
    Pensei que haveria um ou outro gato pingado, o grupo de floggers que combinaram de se encontrar, os praieiros do fim da tarde e tal.

    Ao me aproximar do local já fui absorvido por um movimento de gente caminhando em procissão
    a pedra e as praias já tomadas pela multidão.

    Buscavam lugares altos para ver melhor.
    E parecia um cena bíblico, sermão da montanha
    gravura de Doré
    cenário & figurantes de Cecil B. DeMille.


    Vi pouco de lua, branca ou vermelha, mas foi interessante observar as pessoas. Um quinteto de metais tocava choros antigos. Tinha até um animador de eclipse anunciando por um PA o que estaríamos vendo caso as nuvens não estivessem eclipsando a lua nascendo em eclipse...
    e ele não se esquecia de comunicar sempre que a Prefeitura estava patrocinando este evento...
    deve ser um acordo secreto entre César Maia e Deus e outros astros.

    Como se o movimento do firmamento fosse mais um factóide.




    GUIA DE NAVEGAÇÃO

    E já que estamos falando de seções
    lembro que na coluna da direita
    temos as nossas galerias
    mostrando uma charge, uma imagem (geralmente foto jornalística),
    uma fotografia clicada por mim e uma tira do acervo da minha empresa Pacatatu.

    As galerias são atualizadas quase sempre diariamente
    então sempre passeie por lá.

    E num quadrado mais embaixo tem a repescagem dos arquivos anteriores.


    O NOME CERTO NO LUGAR ADEQUADO

    Rato é novo presidente do FMI.

    JB mandou bem no alto da primeira página sobre o facílimo assalto às armas da Aeronáutica.


    Agora que nao penso tanto em afazeres de salao carioca
    (mas ainda não acabaram!)
    penso mais em coisas pro blog0news.

    Retorno duas seções dos primórdios deste blog
    o A-cabo e o Pela Cochlea.

    A-cabo são programas interessantes que percebo que estarão penetrando em nossos lares & olhares pelos cabos dos canais televisivos.
    Um serviço de referencia & sugestão pra quem quiser se programar.

    Cochlea é simplesmente uma postagem da trilha sonora que estou ouvindo no momento em que escrevo os posts.
    Não são bem referências pois a maioria do que ouço atualmente provém de artistas obscuros. (Para a massa aqui, ninguem é obscuro claro dentro de sua propria luz.)

    Mas pra quem quiser se aventurar por sons
    pode ser sugestão explorativo. Dayna Kurtz, por exemplo, citada logo abaixo.
    Aqui tem amostras de sua arrepiante voz.


    Pela COCHLEA: Those Were The Days - Dayna Kurtz

    segunda-feira, maio 03, 2004

    GUANTÁNAMO GUANTANAMERA

    Vem a público agora que diversas equipes da CIA e de outras forças especiais entravam e saiam à vontade da prisão de Abu Ghraib
    para efetuar sessões de tortura com os detentos iraquianos.

    Uma equipe dessas veio especialmente da prisão de Guantánamo
    enclave americano em Cuba onde se empilham detidos no Afganistão
    sem acusações formais e muitos sem culpa no cartório.

    O que o pessoal de Guantánamo foi fazer nas masmorras do Iraque?
    Certamente o mesmo que andam fazendo, às ocultas, em Guantánamo.

    OS INVASORES

    O paralelo entre Abu Ghraib e My Lai
    (leia este post a respeito)
    se acentua mais ainda.

    Contratou-se como advogado dos seis soldados rasos americanos
    condenados à corte marcial como bode expiatórios no escândalo das torturas de iraquianos
    o mesmíssimo advogado que defendeu os soldados processsados como bode expiatórios no massacre de My Lai.

    Ele já avisou que vai jogar merda no ventilador
    mostrando como os acusados são peças numa política deliberada e constante visando quebrar e dobrar prisioneiros capturados pelos americanos.
    A coisa envolve CIA e chega ao alto comando dos invasores americanos.


    A soldadesca envolvida, que aparece sorridente nas fotos deprimentes, mostrou comportamento de loucos doentios. Mas não são só eles. Não adiantar culpar um punhado de garotos malucos soltos no deserto da arbitrariedade arrogante.
    Aí fica fácil: condena-se uns e outros, livram-se todos, e a mesma política continua.

    O importante é o seguinte: isso é toda uma cultura.
    Como aponta Robert Fisk:

    Por que estamos surpresos com seu racismo, sua brutalidade, sua crueza total para com os árabes? Aqueles soldados americanos na antiga prisão de Saddam em Abu Ghraib, aqueles jovens britânicos em Basra vieram - como costumam vir os soldados - de vilas e cidades onde mora o ódio racial : Tennessee e Lancashire.

    (...) Acrescente-se a isso o latejar racial venenoso de uma centena de filmes Hollywoodianos que retratam os árabes como sujos, sanguessugas, um povo violento e não confiável - e como soldados são viciados em filmes - e não é difícil ver como algum escroto britânico mijaria no rosto de um homem encapuzado, como algum sádico americano poria um iraquianos encapuzado em pé sobre uma caixa com fios desencapados amarrados às suas mãos.



    GNT - Esqueceram de Nós: Meninos - seg 3 20:00 ter 4 0:00 qua 5 11:00
    Canal Brasil - Rua Sem Sol - 23:30


    Não sei se o programa é bom ou ruim mas achei interessante a idéia deste docu-reality-show de confinar dez meninos de 11 e 12 anos numa casa e deixar eles se virarem. Totalmente Senhor das Moscas (com mais conforto e meios, é claro).

    Inaugurando a seção Tesouros Nacionais, com clássicos recém-restaurados que nunca foram exibidos na TV, um filme de Alex Viany, de 1953.
    Com um estilo neo-realista italiano, Viany consegue conferir secura e firmeza a um história que poderia ser dramalhona: moça pobre se prostitui por conta da irmã cega.
    Com Glauce Rocha e Angela Maria cantando Vida de Bailarina, dentro da trilha sonora de Henrique Gandelman.


    CITAÇÃO DO DIA

    As condições de vida pra os detentos iraquianos em Abu Ghraib agora são melhores do que em suas casas. Teve um momento em que ficamos preocupados de que não iriam querer ir embora.

    - General Janis Karpinski,
    em dezembro de 2003.


    domingo, maio 02, 2004


    PIRÂMIDES HUMANAS DOS PIRADOS



    A prisao de Abu Ghraib eh uma locacao adequada
    Em suas masmorras Saddam e seus esbirros perpetravam torturas inominaveis.
    Agora vem os novos mandantes, invasores ocidentais e entram na onda, mantem o baixo astral, alucinando-se em torturas e joguinhos abjetos.

    Mas os Sadâmico - por mais Nabucodonosor que quisesse ser seu Imperador Hussein - nunca se alardearam como os bonzinhos portadores da civilizacao. Saddam era assumidamente sacana. Os americanos querem impor sua fachada alva como a neve. Mas tentam pintar de branco usando tinta vermelha de sangue!!

    E rubra de vergonha e abominacao!
    Náo ha sabao em po da embromacao militar & midiatica que encubra essas manchas!!

    No entanto, sao merdas herdeiras de uma tradicao historica. Perguntem aos índios.


    A GUERRA DO IRAQUE JÁ TEM O SEU MY LAI

    Para os que nasceram agora, explico. My Lai era uma aldeiazinha rural, alguns casebres, no Vietnam. Durante a Guerra do Vietnam, tropas americanas invadiram o local, tacaram fogo na aldeia, mataram os homens, velhos e crianças e estupraram barbaramente as mulheres.

    Matanças e massacres como esses eram comuns na Guerra do Vietnam. Este foi um marco porque um jornalista chamado Seymour Hersch publicou materia a respeito no New York Times. Com provas e depoimentos.
    Teve enorme repercussáo e foi um choque para a populacao geral de americanos que ignorava esse tipo de coisa.
    Como podiam os nossos garotos que foram alem-mar para defender a democracia e deter o comunismo, garotos como aqueles do nosso quarteiráo, serem tao malvados?

    A divulgacao do massacre de My Lai e a foto da menina correndo incendiada por napalm ganharam o coracao e as mentes dos americanos como nenhum proselitismo anti-guerra conseguira.

    E agora temos as fotos chocantes - de uma total desumanidade - de americanos torturando, batendo e sacaneando prisioneiros iraquianos, inclusive de maneiras sexuais doentias. É difícil para uma americano reconhecer que o seu é um povo doente, mas este grafismo explícito é difícil de refutar.

    Os americanos consideram que sáo o melhor povo e a melhor nacao do mundo. Sáo bastioes da Liberdade e guardiaes da Democracia. Tem uma missao divina de ir pelo mundo e converter os pagaos barbaros ao american way of life & religion.
    E agora, que o espelho mostra ser eles mesmos os barbaros?

    Chegamos realmente a um turning point nesta campanha de invasáo.
    Ironicamente, um ano depois do palhaco (no mau sentido) do Bush descer de uniforme limpinho de piloto de jato num porta-avióes e arrotar arrogantemente sua vitória.
    Vitoria que esta aí: o Iraque virou um atoleiro, o poderoso Império nele afunda, num Vietnam redivivo. Nao conseguem tomar Faluja ou Najaf e a resistencia aos invasores só aumenta.

    As fotos de tortura, e os fatos torturantes, sao o melhor poster que a ira árabe poderia querer.


    AS INVASOES BÁRBARAS

    adendo aos posts acima
    Eu escrevera ontem o primeiro dos posts acima
    - nao o postando por estar ontem longe de internets -
    e hoje o paralelo My-Laiano tornou-se ainda mais evidente.
    O mesmo Seymour Hersch publica na New Yorker desta semana matéria devastadora divulgando um relatorio militar sobre o sistema penintenciário das tropas americanas no Iraque.

    As imagens chocantes desta semana nao foram fato isolado. Sao uma politica deliberada e constante de humilhacao e quebra psicologica dos prisioneiros iraquianos. Existem inumeros outros casos.

    O relatorio cita praticas que para nos - conviventes com delegacias brasileiras - podem ser comuns - embora sempre desumanos - mas que ligados a soldados americanos imbuidos de ensinar aos iraques incivilizados as coisas boas da vida soam ironicamente agressivos.
    Quebravam-se lampadas fluorescentes, obrigando os presos a beber o líquido dolorosamente mortal. Lampadas fluorescentes tambem eram enfiados no cu dos prisioneiros. Alem da porradaria e do espancamento generalizado.

    Voces certamente ja viram a foto do cara em pé num lata amarrado a fios eletricos. O que as fotos divulgadas pela CBS nao mostram é naquela da mulher apontando para o pau de um sujeito, resguardado pelo retoque de um borrao, o que ocorre ali na verdade é que o sujeito está sendo obrigado - sob ameaca de armas - a se masturbar. Para o gáudio da gringa fumante.
    Assim como prisioneiros iraquianos foram obrigados - levando porrada e ameacas de morte - a chupar o pau uns dos outros para o divertimento da soldadesca invasora.

    Se para nos (bem, reconheco que para alguns de nos que ainda mantemos alguma sensibilidade) isto é um comportamento monstruoso - imagine para um ser humano islâmico, onde o homossexualismo é algo abominavel, condenando-o ao mais ardente dos infernos. Para um iraquiano médio, o simples ficar nu na frente de outros homens é algo extremamente humilhante.

    Lembrando que grande parte das pessoas detidas nesta prisao (e em outras) nao seriam nem tecnicamente os "inimigos". Os invasores saem pelas ruas promovendo arrastoes e capturando quem cismarem de encontrar pela frente. Muitos sao meros ladroes ou saqueadores. Muitos sao inocentes no lugar errado no momento historico errado.

    Foi para promover esta festa que invadiu-se este pais e disseminou-se o caos e matou-se milhares de pessoas ? É esta a democracia que o mundo árabe deve receber de braços e pernas abertas ?


    Lembram dos Beverly Hillbillies, aqui conhecidos como a Família Buscapé?


    CITACAO DO DIA

    Na semana passada, o presidente fez questão de anunciar o valor do novo salário-mínimo. Diante de uma platéia de assalariados injuriados, Lula cometeu mais um de seus improvisos e deu graças a Deus de não viver mais de salário-mínimo. Com lágrimas nos olhos, Lula lembrou, sem nenhuma saudade, dos tempos em que tinha de trabalhar para viver. Para arrematar o seu discurso, Lula ofereceu aos operários mais de uma de suas metáforas: “Salário-mínimo é igual bilau : todo mundo queria ter um maior, mas a gente tem que se contentar com o que tem”. A verdade é que a falta de grana é generalizada principalmente no governo e na minha conta bancária, não necessariamente nessa ordem. Até mesmo empresas estatais lucrativas estão fazendo cortes. A Petrobras, que sempre incentivou a cultura apoiando o teatro, as artes plásticas e o cinema, já avisou que não vai mais patrocinar o Espetáculo do Crescimento e outras obras de ficção.

    - Agamenon Mendes Pedreira


    Imagens da tortura americana no Iraque ganha as ruas de Nova York.



    HBO - Donnie Darko - 22:00

    Este filme, que nem passou aqui nos cinemas, foi uma grata surpresa
    e para mim um dos dez filmes mais interessantes vistos em 2003.

    Nos EUA/Europa virou um cult. O diretor e roteirista Richard Kelly conseguiu realmente criar um mundo à parte, paralelo, o mundo de Donnie onde turbinas de jato caem dos céus e um coelho gigante e falante é que sabe das coisas e todo o universo vai implodir - ou não.

    O roteiro é um quebra-cabeças interessante. A trilha sonora é de primeiríssima: o filme se passa nos anos 80 com Tears for Fears, Echo & Bunnymen, The Church, Joy Division, Duran Duran...
    Sem falar na fantasmagórica recriação de Gary Jules para "Mad World" que no ano passado virou megahit na Inglaterra.

    Se você entende ingles, depois de ver o filme na TV - ou mesmo sem vê-lo - procure alugar o DVD Area 1 para ler o diário de Donnie Darko (que explica bastante coisa).

    E não deixe de ir ao site para penetrar ainda mais nesse universo
    numa exploração que leva adiante o roteiro e a premissa inicial do filme.

    sábado, maio 01, 2004




    LEO MARTINS
    (Rio de Janeiro, RJ)
    "O Gordo e o Magro"
    Caricatura - Segundo Lugar - Salao Carioca de Humor


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER