This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, novembro 28, 2015

    A boçalidade é genética





      Neto de Figueiredo, empresário é sócio de Donald Trump em hotel na Barra


    "Figueiredo é jovial e brincalhão, mas não esconde suas posições políticas e nem economiza nas palavras para expô-las. Em uma hora e meia de entrevista, ele chamou Dilma Rousseff de “jumenta” e Aécio Neves de “bunda-mole”. Disse que os movimentos de minorias “precisam ser massacrados”, que universidades e jornais do mundo foram ocupados pela esquerda por ação da KGB e que a “era dos moderados chegou ao fim”.

    "Aceito que o jornalista fale o que quiser, desde que seja correto. Mas todos os jornais têm uma tendência de esquerda muito forte. No Brasil mesmo, não há um jornal de direita. O GLOBO é de esquerda."


    Leia mais na reportagem de Andre Miranda​>> 

    nfde.tk |

    Black Friday



    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Via iris: Invasion of the Body Snatchers - (dir Don Siegel, EUA, 1956)

    Samarco não deposita valor de parte de acordo com o Ministério Público






    leia e veja aqui
    Jornal Hoje - Samarco não deposita valor de parte de acordo com o Ministério Público

    Samarco sumiu com R$ 292 mi 'como se fosse botequim de esquina',



     

    " A Samarco descumpriu decisão judicial e "sumiu" com R$ 292 milhões que deveriam estar bloqueados em sua conta, de acordo com o juiz Frederico Gonçalves, de Mariana (MG).

    O juiz havia determinado o bloqueio de R$ 300 milhões da conta da mineradora, no último dia 11, para que o valor fosse empregado na reparação dos danos causados às vítimas do rompimento da barragem. Mas, de acordo com Gonçalves, a Justiça só encontrou cerca de R$ 8 milhões em contas da empresa.

    "Em outras palavras e em português claro: a requerida sumiu com o dinheiro, embora, em 31 de dezembro de 2014, tivesse em seu caixa mais de 2 bilhões de reais", disse o juiz em liminar publicada nesta quarta (25). A decisão determina o bloqueio de R$ 292 milhões sob custódia do Banco Central, em forma de títulos de crédito, por exemplo, até completar os R$ 300 milhões iniciais."


    leia mais na reportagem de Thiago Amancio
     
    nfde.tk |

    sexta-feira, novembro 27, 2015

    Já deu





    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Maria Bethânia Queixa / Você Perdeu



    foi voce que se perdeu de mim foi você que me perdeu voce perdeu

    NÃO FECHEM AS NOSSAS BIBLIOTECAS


     

    "A BPE é toda acessível, o prédio é verde, tem equipe especializada para atender às pessoas com deficiência (PCD), tem equipe de mediação social, tem muita gente desenvolvendo um trabalho lindo com brilho nos olhos.
     
    Um lugar transformador onde não é raro se deparar com cenas como uma criança comemorando que atingiu a marca x de livros lidos, pessoas em situação de rua descobrindo o prazer de ler, crianças dando seus primeiros passinhos na biblioteca infantil, público admirado de ter tamanha estrutura no Brasil, no Rio, do lado da Central. Artistas, escritores e pensadores fascinados com as instalações e com a quantidade, e diversidade, de público em uma biblioteca – uma média de duas mil pessoas circulam diariamente pela BPE, aos finais de semana esse número mais que dobra, com cerca de cinco mil pessoas essencialmente famílias usufruindo de tudo que o espaço proporciona."

    leia o texto de Sarah Goncalves


    NÃO FECHEM AS NOSSAS BIBLIOTECAS

    Famílias mexicanas violam a lei para conseguir maconha medicinal


     Legalización marihuana en México

    "Em uma reunião de famílias de pacientes com epilepsia há duas semanas na Cidade do México, Raúl observou a incongruência: “aqueles que trouxerem o xarope para seus filhos sem a permissão podem estar cometendo um delito de corrupção de menores”. Para a lei, os pais que conseguem o xarope de maconha estão, na verdade, drogando seus filhos.

    “É arriscado, acho”, diz o pai da menina Guerrero, “mas não me dão outra solução para a doença dela. É a única maneira: temos que cuidar de nossos filhos. Além disso, pelo que sei, o xarope não tem contraindicações. As pessoas na loja onde comprei me disseram quanto tínhamos que dar. Depende do peso, da idade...”.


    leia mais
    Famílias mexicanas violam a lei para conseguir maconha medicinal | Internacional | EL PAÍS Brasil:

    quinta-feira, novembro 26, 2015

    Não´tá fácil pra ninguem





    (Santo André, SP)

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges


    Marcadores: ,

    Va Irisi: She's Funny That Way (dir Peter Bogdanovich, rot Bogdanovich & Louise Stratten, EUA, 2015)


    O fillme que Woody Allen teria feito se ainda fosse Woody Allen?

    Bem, é um retorno de Bogdanovich (seu último filme de ficção para cinema fora em 2001) e um retorno do estilo dos screwball comedies dos anos 30. O filme, aliás, é recheado de referências bogdanovichianas, como um papel para Cybill Shepart (ícone de Texasville e Última Sessão de Cinema) ou a cena que se vê numa TV com o psiquiatra de Sopranos interpretado por Peter.

    Veja o filme até o fim (créditos inclusive) para curtir duas pontas não-creditadas absolutamente fabulosas.


    Senador Delcídio do Amaral: Gravação que levou Delcídio para a prisão pode comprometer Romário


     O senador Romário, na Suíça


     
    "Em 29 de julho, o blogueiro Ricardo Noblat, de O Globo, publicou um texto com o título “Quem disparou em Romário?”, no qual indica, três dias depois da notícia da conta na Suíça divulgada pela Veja, que o único interessado em derrubar Romário seria o prefeito Eduardo Paes, que via seu candidato com apenas 3% das intenções de voto em pesquisa feita pelo Instituto Paraná e divulgada pelo jornal O Dia no começo de julho. A pesquisa apontou que Romário tinha 27,6% e Marcelo Crivella, 32,2%.

    Uma semana antes da divulgação da matéria da Veja, Eduardo Paes declarou em evento no Rio que estava tentando convencer Romário a apoiar seu candidato e esquecer a prefeitura da cidade. No mesmo evento, Pedro Paulo declarou ao Dia que realmente pretendia sacramentar a união: “Estamos conversando (...). Se Deus quiser, ele vai caminhar junto conosco no ano que vem.” Noblat indicou que Paes teria vazado a história da conta de Romário para a Veja para forçar a união. Dias depois, Paes procurou o blogueiro, que publicou na íntegra uma nota do prefeito com o título “Eduardo Paes nega qualquer ligação com a história de que Romário tinha uma conta no exterior não declarada”"

    mais na reportagem de Gustavo Moniz >>


    Senador Delcídio do Amaral: Gravação que levou Delcídio para a prisão pode comprometer Romário | Brasil | EL PAÍS Brasil

    quarta-feira, novembro 25, 2015

    "Acidentes"





    LEONARDO
    (Rio de Janeiro, RJ)

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Keely Smith - Do You Want To Know A Secret? (Lennon-McCartney)

    PALAVRAS ; Ursula Le Guin


    Uma biblioteca é um ponto focal, um lugar sagrado para uma comunidade; e o seu sagrado é a sua acessibilidade, é ser pública. É o lugar de todos.

    O conhecimento nos liberta. A arte nos liberta. Uma biblioteca é a liberdade.

    E essa liberdade não pode ser comprometida. Deve estar disponível para todos que dela precisam, e isso é todo mundo, quando precisam, e isso é sempre.

    - Ursula Le Guin

    rio cá rio lá






    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Duas bibliotecas-parque fecham as portas por falta de repasses do estado


     


    leia a reportagem de Gisele Ouchana
    nfde.tk |

    Surfistas se despedem de Regência, uma das melhores ondas do país |


    Futuro da praia de Regência, um dos melhores locais para a prática do esporte no país, vira incógnita depois da lama do Rio Doce

    "O Rio é doce. A Vale é amarga." Essas duas frases estão sendo repetidas como uma mantra pelos moradores e frequentadores de Linhares. O município localizado no centro-norte do litoral capixaba é o palco de umas das melhores ondas do Brasil que quebram na praia de Regência, justamente, em um dos pontos onde o possivelmente extinto Rio Doce deságua no mar.

    Ao longo da praia de Regência quebram boas ondas. Mas a melhor delas se forma justamente no encontro do rio com o mar. Trata-se de uma esquerda extensa, com formação perfeita, mas que não é tão conhecida no cenário internacional.


    No último sábado, a lama que rompeu a barreira da Samarco no maior tragédia ambiental do país chegou à Regência. Em uma espécie de fenômeno ou procissão, surfistas de todos o estado viajaram até o local para se despedir da onda ou para dar um até breve.

    clique e scrole para baixo para ler a reportagem de VICTOR COSTA:

    nfde.tk | Surfistas se despedem de Regência, uma das melhores ondas do país | Radicais - O Globo

    terça-feira, novembro 24, 2015

    Limites da linguagem


    "Como se eu fosse um vira-lata esquecido, me chamou com displicência. Mas continuava sem me olhar. Sentei-me diante dele e o vi devorar um pão em menos de um minuto. No segundo pão, ele me enxergou pela primeira vez. Me ofereceu um pedaço. A certa altura, parecendo com pena de mim, disse:

    - Você entende só um pouco de português, né?

    O menino tinha razão. Eu não falava o português dele, como conto na reportagem que escrevi. Não alcançava a riqueza da sua língua portuguesa, que dava conta de um Brasil diverso, com palavras nascidas ali mesmo. Expressões gestadas na necessidade de dar conta de uma realidade na qual era necessário, por exemplo, nomear o momento-limite em que o gatilho da arma é acionado, mas a bala não sai.

    Mas era mais do que isso. Eu demorei a lê-lo. Eu era analfabeta dele. O seu “não” da altura de um edifício, a postura do seu corpo, entre acuada e pronta para saltar no meu pescoço, o seu medo de mim, que às vezes beirava a raiva, era fome. Algumas vezes me deparei com essa fome, a fome que é um substantivo sem adjetivo possível. E em todas elas foi difícil para mim reconhecê-la, porque esse alfabeto, irredutível e irrepresentável, me é inacessível.
     
    O menino me leu muito antes de eu a ele. Percebeu que eu era estrangeira ao seu Brasil. Estranhou a cor da minha pele, a tonalidade do meu cabelo, a forma e o som das minhas palavras. Estranhou que eu precisasse de tradução para algumas de suas frases. Estranhou porque havia que estranhar."

    leia mais no texto de Eliane Brum :


    Limites da linguagem | Opinião | Edição Brasil no EL PAÍS

    Terra em transe





    (Salvador, BA)

    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Neneh Cherry & The Thing "Dream baby dream" (Suicide)

    Gol absurdo na Inglaterra: o perigo de jogar futebol contra o vento

    Com dívida de R$ 7,5 milhões, Uerj suspende aulas por uma semana


     


    — No início do ano, éramos 80 na limpeza, para varrer e coletar lixo nos 12 andares do prédio principal e nos anexos aqui no Maracanã. Agora o número não passa de 17. A gente faz o que pode — disse um funcionário da Construir.

    Com a limpeza deficiente, a sujeira tem se acumulado pelos corredores e nos banheiros. Nas salas, muitos professores passaram a fazer a limpeza, recolhendo lixo e colocando-o em sacos plásticos.

    — A Uerj está totalmente abandonada. Parece que o governo está pouco se lixando para a universidade — afirmou o estudante de geografia Lucas Mofati, de 28 anos, um dos representantes do Centro Acadêmico de Geografia.

    Este ano, disse Lucas, os alunos do centro acadêmico organizaram um mutirão para recolher alimentos e montar cestas básicas a serem doadas aos funcionários terceirizados.

    — São pessoas que estão sem dinheiro até para voltar para casa. Uma situação dramática e absurda — afirmou.

    leia a reportagem de @Antonio Werneck e Luiz Ernesto Magalhães >>

    Com dívida de R$ 7,5 milhões, Uerj suspende aulas por uma semana - Jornal O Globo

    foto Daniel Marenco

    O tucano de Schrodinger






    (Curitiba, PR)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Livro de Télio Navega perfila grandes nomes da HQ nacional


     


    "Apesar de ter abandonado os desenhos que rascunhava na juventude, Télio Navega nunca se distanciou do mundo dos quadrinhos. Nas páginas do blog “Gibizada”, que manteve no site do GLOBO entre 2005 e 2015, apresentou autores iniciantes, entrevistou outros consagrados e mapeou a produção nacional. O designer, que se converteu em jornalista durante esses dez anos de postagens, lança hoje “Os quadrinistas” (Zarabatana Books), na livraria Blooks, a partir das 19h. Nas 160 páginas da obra, ele perfila alguns dos mais relevantes artistas brasileiros do gênero. "

    — Todos conhecem os desenhos, mas sabem pouco da personalidade dos autores. O Marcatti, por exemplo, não tem nada a ver com as HQs que faz. Ele é o oposto da podridão que desenha. Tem os quadrinhos mais sujos do Brasil e é um cara completamente família — diz.

    leia o artigo de Mateus Campos
    Livro de Télio Navega perfila grandes nomes da HQ nacional - Jornal O Globo

    (autorretrato de André Toral) 
     

    Quatro bibliotecas-parque podem fechar as portas por falta de recursos


    Em sua campanha eleitoral Pezão dizia que as bibliotecas-parque eram suas "meninas dos olhos". Deve ter ficado com glaucoma.

    As BPEs, além acesso a livros, promovem inúmeras atividades. O mais interessante é sua filosofia de inclusão. São bibliotecas para quem não frequenta bibliotecas.

    As unidades nas comunidades eram oásis em tempestades de areia e sufocos.
    Fechando-se mais umas portas, depois horroriza-se com a rapaziando caindo pro tráfico. 
     
     
     
     
     leia aqui:
    Quatro bibliotecas-parque podem fechar as portas por falta de recursos - Jornal O Globo: Quatro bibliotecas-parque podem fechar as portas por falta de recursos

    segunda-feira, novembro 23, 2015

    A lama chega ao mar


    (Recife, PE) 
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: MÁQUINA DE ESCREVER - Luís Capucho/Mathilda Kóvak

    Mas há
    Palavras em meu coração
    Letras e sons
    Brinquedos e diversões
    Que passem as paixões
    Que fiquem as canções
    Nos poemas nos batimentos das teclas da máquina de escrever
    Meu coração é uma máquina de escrever ilusões
    Meu coração é uma máquina de escrever
    É só você bater
    Pra entrar na minha história

    Agualusa: Lamento por um rio


    
José Eduardo Agualusa
Foto: Fabio Seixo / Agência O Globo   "Em menino eu tive um rio. O meu rio era pequeno e manso e tão humilde que nem sequer usava um nome. Mas, como o de Alberto Caeiro, era mais livre e maior que qualquer rio do mundo. Era tão grande que ainda hoje deságua em mim e me alimenta, com o mistério das suas areias movediças, o milharal alto onde brincávamos de esconde-esconde, o grave alarido das rãs, o cantar dos pássaros, e todos os sonhos que erguemos junto às suas margens. Acho que, para uma criança, ter um rio é tão importante quanto ter um cachorro. Os rios são laços de água que nos prendem ao chão da nossa infância. Os rios, como sugerem os versos de Langston Hughes, aprofundam-nos a alma."

    "Impressionou-me o depoimento de uma mulher do povo Krenak: “O rio já sabia que ia ser morto”, disse ela: “Quando a sujeira veio, ele foi subindo chorando, fazendo barulho. E minha mãe chorando junto”
    .
    Se o rio conhecia o seu destino, quem o matou também deveria conhecer — e com décadas de avanço."


    leia a coluna completa de José Eduardo Agualusa:

    Lamento por um rio - Jornal O Globo

    domingo, novembro 22, 2015

    On Being Between Books

     Strang_Alexandria

    "I am between books. It’s a very uncomfortable place to be. On the one hand, after finishing something good and thought provoking, you don’t necessarily want to move on too quickly—you want to digest and mourn the loss and crave the comfort of its world. You miss the characters. It would feel jarring to just open another novel and invest your mind and heart fully once again. On the other hand, after enough time, you become restive and begin to yearn for the escape, the absorption and stimulation that only a good book can bring—and you begin to wonder if you can ever feel again the pleasure and compulsion you knew only days ago. Maybe, at last, you’ve read every good book in the world. "

    read the article by Sadie Stein >>

    On Being Between Books:

    Right-Wing Radio Host: Victims Of Bataclan Terror Attack "Were Dancing To This Worship Service To The Devil"




    "Swanson has a track record of inflammatory rhetoric, as well as being an influential figure in right-wing political circles. According to Right Wing Watch, during his closing remarks at the November 7 National Religious Liberties Conference he organized, Swanson declared that the Bible called for the death penalty as the punishment for homosexuality. The conference was attended by Republican presidential candidates including Ted Cruz, Mike Huckabee, and then-candidate Bobby Jindal."

    "Eagles of Death Metal is a side project of Queens of the Stone Age frontman Josh Homme, who is raising money for the families of those killed during the attacks."
     
    read more
    Right-Wing Radio Host: Victims Of Bataclan Terror Attack "Were Dancing To This Worship Service To The Devil" | Blog | Media Matters for America

    Rio Doce no mar





    (São Paulo, SP)

    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Cartola - Sala de Recepção

    Matamos (?) um rio moribundo!


    De ADRIANO PAGLIA

    A ministra do meio ambiente anuncia que a recuperação da Bacia do Rio Doce vai demorar uma década. Se foi mesmo isso que ela falou ou não conhece a referida bacia ou não usou de maneira honesta a palavra recuperação.

    Para o caso da primeira opção, uma breve descrição. A Bacia do Rio Doce é uma das mais degradadas bacias hidrográficas de Minas Gerais. Está quase toda ela inserida na Mata Atlântica, um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta. Minas Gerais tem se esforçado para, ano após ano, ser o estado que mais desmata a Mata Atlântica. 

    A bacia do rio Doce começa na zona da Mata de Minas Gerais, hoje quase sem mata. Na sua porção oeste, a bacia recebe, pelo rio Piracicaba, todos os impactos da exploração de minério de ferro do Quadrilátero Ferrífero, uma das maiores províncias minerais do mundo. O Médio Rio Doce ganha um breve alento quando passa pelo maior fragmento de Mata Atlântica de Minas, o Parque Estadual do Rio Doce. Breve, pois o rio apenas margeia o parque e logo depois encontra a cidade de Ipatinga e toda a região metalúrgica do estado. Nessa passagem, sofre com eucaliptais, pastos abandonados, assoreamento e despejo de esgoto não tratado. Seguindo em frente, o rio Doce encontra a bela Governador Valadares, mas um breve inspeção no Google Earth pode lhe mostrar que só é bela a cidade e o Pico do Ibituruna. Todo o entorno é desmatado. Difícil é encontrar trechos do rio com sua mata ciliar preservada. 

    Na parte mineira pelo menos 10 hidrelétricas interromperam o fluxo do rio e desapareceram com as cabeceiras nas quais espécies endêmicas (e hoje ameaçadas) de peixes se reproduziam. No Espírito Santo a situação é quase a mesma, o que muda talvez é o tipo de impacto na bacia. A coisa só vai melhorar quando o rio se aproxima de Linhares e seus lagos, uma região ainda com vegetação nativa, mas sem proteção formal. E o rio Doce chega ao mar, quando consegue, pois a notícia do primeiro semestre era que o rio não conseguia mais chegar ao oceano.

    Então, se para o Ministério do Meio Ambiente recuperar a bacia significa voltar ao que era antes do rompimento da barragem, não vai adiantar muito. E se for para realmente fazer alguma coisa além de alardear factóides na mídia, vai gastar bem mais de 10 anos. Mas vamos fazer então. E da maneira adequada. Senão o rio morre mesmo, com ou sem rompimento de barragens.

    Brazil's slow-motion environmental catastrophe unfolds


       


     

    "The mine and dams are operated by Samarco Mineração SA, a joint venture between the Anglo-Australian mining group BHP Billiton, the world’s biggest mining company, and the Brazilian iron ore giant Vale. Shares in BHP Billiton, a FTSE-100 company and therefore a key holding of pension funds around the world – have been battered. Some £8bn has been wiped off the value of the company as its shares in the UK and Australia have slumped by an average of 14%.

    For the company – which operates around the world extracting and marketing a range of products from oil, gas, coal and iron ore to copper, silver and uranium – the dam burst comes as mining firms are under pressure.

    “Vale and BHP were totally careless in preventing this,” she said. “They did not show a plan of action in case of disaster. They had no alarm system in place.”

    At present congress is debating a law that would diminish environmental regulation for “strategic infrastructure projects in the national interest”, including mining."

    read the report by Bruce Douglas >>

    Brazil's slow-motion environmental catastrophe unfolds | World news | The Guardian

    Perdeu, Playboy





    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Clementina de Jesus - Yaô (Pixinguinha- Gastao Viana) - 1976


    O estudante eunuco


     

    "E um exemplo mais entre milhares: uma professora de Direito na Universidade Harvard escreveu um artigo no ano passado lamentando a pressão que recebia do corpo discente para que não desse aulas sobre como a lei responde a casos de estupro. A professora, Jeannie Suk, comparou essa atitude com uma tentativa de ensinar cirurgia a um estudante de medicina sem expô-lo à angústia de ver sangue.

    Segundo Suk, as entidades estudantis se opunham às aulas sobre a lei e a violência sexual porque temiam que a experiência poderia se tornar “traumática”. E aqui, aparentemente, está o xis da questão. O líder estudantil que falou na BBC explicou que o objetivo da censura era sempre dar prioridade “à segurança” dos universitários. Um artigo recente escrito pelos acadêmicos na revista The Atlantic, dos Estados Unidos, aprofundou o tema. Explicou que para os que seguem essa nova corrente a meta final era proteger “o bem-estar emocional” dos estudantes, transformando os campus em “lugares seguros” onde “jovens adultos estão protegidos contra palavras e ideias que os façam sentir-se incômodos”. “Está sendo criada uma cultura”, acrescentava o artigo”, “na qual todo mundo tem de pensar duas vezes antes de abrir a boca”.

    Alguém que optou por não abrir a boca nunca mais em eventos estudantis é o famoso comediante norte-americano Chirs Rock, que construiu uma brilhante carreira à base de ridicularizar tabus raciais, sexuais e políticos. Rock, que é negro, disse em uma entrevista recente que já não vai às universidades porque são “conservadoras demais”. Sua principal preocupação, afirmou, é “nunca ofender ninguém”.!

    leia o artigo de John Carlin >>


    Fascismo: O estudante eunuco | Internacional | EL PAÍS Brasil:


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER