This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • Acabar com a corrupção eh o objetivo supremo de quem ainda nao chegou ao poder. (Millor Fernandes)

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, julho 18, 2015

    Friedrich Wilhelm Murnau: Ritual oculto pode ter motivado roubo de crânio de diretor de ‘Nosferatu’



    " O caixão de Murnau já tinha sido profanado nos anos 70, fato que obrigou os funcionários do cemitério de Stahnsdorf a verificar de forma quase periódica a segurança do mausoléu. A nova profanação do caixão do diretor de A Última Gargalhada pode mudar as regras de segurança do cemitério. “Talvez fechemos para sempre o mausoléu ou enterremos o caixão de Murnau”, disse Ihlefedlt."

    leia mais>>

    Friedrich Wilhelm Murnau: Ritual oculto pode ter motivado roubo de crânio de diretor de ‘Nosferatu’ | Cultura | EL PAÍS Brasil:

    O ataque zumbi de Eduardo Cunha





    "Os zumbis do cinema costumavam ir atrás de miolos – o que não é exatamente o forte no Palácio do Planalto –, mas Cunha parece apenas interessado em seguir cambaleando pelo Congresso Nacional, nem que para isso tenha de dar um fim a todos aqueles que, ao contrário dele, ainda seguem muito vivos pela Esplanada dos Ministérios."

    leia o artigo de Rodolfo Borges​
    O ataque zumbi de Eduardo Cunha | Opinião | EL PAÍS Brasil: O ataque zumbi de Eduardo Cunha

    Via Iris: Casa Grande (dir Fellipe Gamarano Barbosa, Brasil, 2015)


    Um bom filme que tem muito a ver com o artigo de Eliane Brum que publiquei hoje à tarde

    Cunha muda de oposição




     SAMUCA
    (Recife, PE)

    clique na charge para ve-la maior
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Eliane Brum: “Mãe, onde dormem as pessoas marrons?”


    "Uma amiga me conta, na volta de uma viagem a Paris com a família. “Só quando estava lá é que percebi que minha filha estava, literalmente, andando na rua pela primeira vez”. A menina tem quatro anos. Classe média. Mora em São Paulo, num condomínio fechado. Do condomínio, vai de carro para a escola privada. Da escola privada volta para casa. No fim de semana, fica dentro do seu condomínio ou vai para outros condomínios, de casas ou prédios, cercados por muros ou grades, com guaritas e porteiros. Ou vai a shoppings, onde chega pelo estacionamento, de onde sai pelo estacionamento. Desloca-se apenas de carro, bem presa na cadeirinha, protegida atrás de janelas fechadas, vidros escurecidos com insulfilm. De muro em muro, a criança passou os primeiros quatro anos de vida sem pisar na rua, a não ser por breves e arriscados instantes. E apenas quando a rua não pôde ser evitada. E apenas como percurso rápido, temeroso, entre um muro e outro.

    A cidade é uma paisagem do outro lado do vidro, uma paisagem que ela espia mas não toca. O fora, o lado exterior, é uma ameaça. O outro é aquele com quem ela não pode conviver, tanto que não deve nem enxergá-la. Até mesmo contatos visuais devem ser evitados, encontros de olhares também são perigosos. Qualquer permeabilidade entre o dentro e o fora, entre a rua e o muro, seja na casa, na escola, no shopping ou no carro, ela já aprendeu a decodificar como intrusão. O outro é o intruso, aquele que, se entrar, vai tirar dela alguma coisa. Se a tocar, vai contaminá-la. Se a enxergar, vai ameaçá-la.

    A rua, o espaço público, é onde ela não pode estar. E por quê? Porque lá está o outro, o diferente. E ela só pode estar segura entre seus iguais, no lado de dentro dos muros."


    leia mais no artigo de Eliane Brum​
    Eliane Brum: “Mãe, onde dormem as pessoas marrons?” | Opinião | EL PAÍS Brasil

    Why We Tend to Show Our Left Side in Pictures






    read more

    Cau Gomez primeiro lugar em Caricatura no World Press Cartoon





    (Salvador, BA)

    Marcadores:

    pela cochlea: Melody Gardot - Burying my troubles


    Burying my troubles 
    In another glass of wine 
    Swallowing my worries away 

    Bear in mind tomorrow 
    Is another day of sorrow 
    That only makes me think of yesterday


     So I'm burying my troubles In another cup of gin 
    Throwing down like water in the road 
    Running over memories 
    Falling down upon my knees


    http://www.kboing.com.br/melody-gardot/1-1370081/

    sexta-feira, julho 17, 2015

    A escolha de Sof...ilma




    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Mário de Andrade e seu ‘xará maravilhoso’

     
A imagem que circula de Mário Andrada (à direita), com óculos e a calvície avançada, lembra algumas fotos de Mário de Andrade (esquerda)
Foto: Arte de André Mello


    "Esta é a história de um Mário que não era Mário — apesar de muita gente achar que sim. Mário Andrada, jogador de futebol do Paulistano nos anos 1920, e Mário de Andrade, homenageado da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) deste ano, não têm nada de parecido além do nome. Mesmo assim, décadas depois da morte da dupla, a história dos dois craques se cruzou. Por um acaso irônico, uma foto do atleta multiplica-se hoje pela internet como se fosse uma imagem do modernista."

    leia a história por Maurício Meireles​ >> 
    naofo.de |

    PALAVRAS: Rio


    Eu vejo o Rio como um milagre humano. A cidade é uma prova de como continuar a ser humano.

    - Alexandra Lucas Coelho

    Vi: SLOW WEST (John MacLean, Nova Zelândia, 2015)



    Um faroeste neo-zelandês?

    Sim, e é ótimo.

    Premio do Juri no ultimo festival de Sundance.

    Lula Existencialista





    (São Paulo, SP)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Antes de zerar morte por tráfico, Uruguai proibiu programas policiais


     reprodução

    Mujica vetou a exibição de atrações similares ao 'Cidade Alerta' das 6h até 22h, justificando que tais programas promovem atitudes violentas.

    leia mais
    Antes de zerar morte por tráfico, Uruguai proibiu programas policiais - Carta Maior

    Como a Internet está jogando a ciência nas trevas



    france in xxi century1 Como a Internet está jogando a ciência nas trevas

    "A Internet prometeu um mundo "livre de filtros" e aberto a todos, mas se transformou, com algumas exceções, num balcão de negócios comandado por interesses escusos, juntando o crescente analfabetismo funcional dos usuários com a multiplicação de "especialistas" em todo tipo de assunto. A única forma que o público tem para se defender é buscar informação nas fontes mais confiáveis e credíveis."

    mais no texto de Andre Barcinski
    Como a Internet está jogando a ciência nas trevas - Andre Barcinski - R7:

    pela cochlea: HAMILTON DE HOLANDA & ANDRÉ MEHMARI – A FALA DA PAIXÃO (EGBERTO GISMONTI)

    Teste de ator





    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 





    Marcadores: ,

    quinta-feira, julho 16, 2015

    Marilyn Monroe’s Unpublished Poems: The Complex Private Person Behind the Public Persona



     
    "Did you ever begin Ulysses? Did you ever finish it? Marilyn Monroe did both. She took great pains to be photographed reading or holding a book — insistence born not out of vain affectation but of a genuine love of literature. Her personal library contained four hundred books, including classics like Dostoyevsky and Milton, and modern staples like Hemingway and Kerouac. While she wasn’t shooting, she was taking literature and history night classes at UCLA. And yet, the public image of a breezy, bubbly blonde endures as a caricature of Monroe’s character, standing in stark contrast with whatever deep-seated demons led her to take her own life."

    read the article by Maria Popova >>
    Marilyn Monroe’s Unpublished Poems: The Complex Private Person Behind the Public Persona | Brain Pickings

    Uma vila que não tem gente



    Ararapira tem um punhado de casas, uma igrejinha do século 18 e um cemitério. Tem até uma cadeia. 

    Mas a vila situada hoje no Paraná não tem gente. As casas, embora quase todas bem conservadas, vivem com as portas e as janelas cerradas. 

    Não tem padre para rezar missa nem bandido para ser encarcerado ali. 

    Só o cemitério, um dos únicos da região, está ativo. 

    Não se sabe ao certo quando o último morador do lugarejo --que chegou a ter 500 habitantes-- deixou o local.

    leia a reportagem de Estevão Bertoni
    naofo.de | 1218

    foto: Eduardo Knapp

    Cunha discute impeachment com Gilmar Mendes

    Marcadores: ,

    Em uma hora de miséria nacional, não custa delirar um pouco.


     vladimir safatle

     " Em um momento de crise, os investimentos em educação e pesquisa tornam-se ainda mais decisivos. Países que entraram em crise econômica profunda, como a Islândia, criaram um sistema de bolsas para que desempregados se inscrevessem na pós-graduação, isso a fim de qualificá-los melhor.

    Mas imaginar que os economistas que controlam o atual governo compreendam algo dessa natureza é como pedir que andem de cabeça para baixo. "

    mais na coluna de Vladimir Safatle​ >>
    naofo.de |

    pela cochlea: The Guess Who - No Time (1969)

    No time for a summer friend
    No time for the love you send
    Seasons change and so did I
    You need not wonder why
    You need not wonder why
    There's no time left for you
    No time left for you


    Dilma nas festas juninas




    CHICO CARUSO
    (Rio de Janeiro, RJ)

    Marcadores: ,

    quarta-feira, julho 15, 2015

    Via Iris; PHOENIX (Christian Petzold, Alemanha,2014)

    PALAVRAS: Papa Francisco


    Não importa a quantas missas de domingo você foi, se você não tem um coração solidário, se você não sabe o que está acontecendo em sua cidade, sua fé muito fraca, está doente ou está morta.

    - Papa Francisco

    Gregório Duvivier: Não quer ajudar, não atrapalha


     gregorio duvivier



    "O problema é exatamente esse: alguém fazendo alguma coisa lembra a gente de que a gente não está fazendo nada. Quando o vizinho separa o lixo, você se sente mal por não separar. A solução? Xingar o vizinho, esse hipócrita que separa o lixo, mas fuma cigarro. Assim é fácil, vizinho.

    Quem não faz nada pra mudar o mundo está sempre muito empenhado em provar que a pessoa que faz alguma coisa está errada —melhor seria se usasse essa energia para tentar mudar, de fato, alguma coisa. Como diria minha avó: não quer ajudar, não atrapalha"


    leia mais na coluna de Gregorio Duvivier​ >>

    naofo.de |

    Placa no Alvorada


    (Curitiba, PR)
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Atraso em aquário de Campo Grande faz mais de 10 mil peixes morrerem


    Alguns dos peixes eram importados da África, Ásia e Oceania.

     O Ministério Público abriu investigação para apurar responsabilidades. Uma queixa da Imasul é a ausência de informações sobre os peixes coletados, o que impossibilita a devolução a rios de origem.

    Verruck assume que, "no limite", caso esse prazo se prolongue, pode doar os animais, despejá-los em um tanque maior ou "até abater e distribuir a carne". 



    Obras do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (MS), que já custou R$ 170 milhões e não têm prazo de conclusão



    leia mais na reportagem de JOsé Marques e  Fernanda Athas>>
     naofo.de |

    terça-feira, julho 14, 2015

    pela cochlea: Lou Reed: Leave Her Johnny

    I hate to sail on this rotten tub
            ah, leave her Johnny, leave her
            No grog allowed and rotten grub
            it's time for us to leave her
    
            No Liverpool bread, nor rotten cracker hash
            leave her Johnny, leave her
            No dandy funk, nor cold and sloppy hash
            and it's time for us to leave her
     

    Candidatos não mentirão tanto nas próximas eleições





    ANDRÉ
    (Uberaba - MG)
    quer ver mais mais charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Grécia pode ter de vender ilhas e ruínas para cumprir acordo

    Image result for acropolis "É uma afronta", disse Georgios Daremas, estrategista e conselheiro do Ministério do Trabalho grego. "É basicamente dizer 'vendam a memória de seus antepassados, vendam a sua história apenas para que possamos obter algo comercial com isso'", afirmou à revista "Time". "Essa é uma ideia para humilhar os gregos."

    Grécia pode ter de vender ilhas e ruínas para cumprir acordo - 14/07/2015 - Mercado - Folha de S.Paulo: "

    A Fully Functional Bluetooth-Enabled Replica of a Classic ‘Star Trek’ Communicator


    star trek communicator



     The Wand Company will soon be offering a fully functional Bluetooth-enabled replica of a classic Star Trek communicator from the original 1966 series. The device was created using 3D scans taken from an original prop from the show, and pairs with a phone or other Bluetooth device to allow the user to answer calls like Captain Kirk or just play music through the built-in speaker.

    A Fully Functional Bluetooth-Enabled Replica of a Classic ‘Star Trek’ Communicator

    Maioridade Penal





    (Vitoria, ES)

    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Cat Power - Ruin

    As far as I've seen, from the bush
    In the wilderness, to every known city
    I've been to Saudi Arabia, dug up Calcutta
    So I went to Mozambique, Istanbul, Rio, Rome
    Argentina, Chile, Mexico, Taiwan, Great Britain
    Belfast, to the desert, Spain
    Some little bitty island in the middle of the Ṗacific
    All the way back home, to my town

    What are we doing?
    We're sitting on a ruin


    PALAVRAS: Umberto Eco


    A mídia social dá voz a uma legião de imbecis, que antes falava apenas no bar depois de beber uma taça de vinho, sem prejudicar a coletividade.

    Hoje eles tem o mesmo direito de palavra de um Prêmio Nobel. É a invasão dos imbecis.

    O drama da internet é que promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade.

    - Umberto Eco

    Síndrome de Brasília





    (Curitiba, PR)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Some Brazilian Evangelicals Created a Sin-Free Facebook Where You Can Click 'Amen' Instead of 'Like'


     

    All the while, a looping stream of holy music like "Ressuscita-me" rings out through an embedded Soundcloud widget on the page. If you are tired of all that obscenity and porn on Facebook and wish there was a constant playlist of worship songs playing whenever you socialized online, you can sign up here.

    read more
    Some Brazilian Evangelicals Created a Sin-Free Facebook Where You Can Click 'Amen' Instead of 'Like' | VICE | United States:

    Evangelicals in Brazil Flock to “Sin-Free” Social Network





    "Perhaps the starkest difference between FaceGloria and mainstream networks like Facebook, aside from the self-selective users, is the Brazilian network’s strong stance against homosexuality. In 2011, a National Religious Brodcasters report accused Facebook of limiting religious expression when it removed content it deemed anti-gay. (The report also alleged that Google created obstacles for pro-life groups.) One of FaceGloria’s raisons d’être is to be a setting where everything gay is banned."

    read the article by Miriam Krule>>

    FaceGloria: A "sin-free" Facebook for evangelicals in Brazil.

    segunda-feira, julho 13, 2015

    ACME





    (São Paulo - SP)

     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Francis in America: a radical pope journeys to the 'heart of the machine'


     

    "Anti-capitalist, anti-war and anti-oil activists who question the world order don’t usually get much of a hearing inside the halls of the US Congress, where most lawmakers have little patience for views deemed too far outside the mainstream.

    But if there is one thing to be gleaned from Pope Francis’s trip to Ecuador, Bolivia and Paraguay, it is that an exception may have to be made in September. When the Argentinian pontiff arrives in Washington for his highly anticipated visit, his message will be just as contentious and radical as any protester calling for change."

    Read more clicking on the title》
    Francis in America: a radical pope journeys to the 'heart of the machine' | World news | The Guardian

    Dilma joga dominó



    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Hipócritas | Veríssimo


    "O economista francês Thomas Piketty deu uma entrevista à revista alemã “Die Zeit” em que disse, entre outras coisas, que antes de exigir o pagamento a qualquer custo da dívida grega os alemães deveriam lembrar seu passado de devedores. Segundo Piketty, a Alemanha nunca pagou suas dívidas. Cobrou, com a mesma intransigência de agora, a dívida de outros, como a reparação paga pela França com muito sacrifício depois da guerra franco-prussiana de 1870, mas não pagou sua própria reparação depois da Primeira Guerra Mundial. Esta dívida foi perdoada em 1934, o que desmente a tese de que foram as exigências dos vencedores da guerra que levaram a Alemanha, ressentida, a seguir Hitler. Em 34 a Alemanha não foi humilhada, como diz a tese. Foi perdoada. Em 1953, depois da Segunda Guerra Mundial, numa conferência realizada em Londres, decidiu-se perdoar 60% da dívida alemã, uma generosidade muito maior do que a que os gregos estão pedindo agora. Foi este presente que possibilitou à Alemanha derrotada na guerra iniciar o “milagre” que a transformou na potência econômica que é hoje, na posição de mandar na economia de toda a Europa e pregar a austeridade e a “responsabilidade” que ela mesmo exemplifica. Uma superioridade moral conquistada de calote em calote.

    Na entrevista, Piketty faz um histórico de dívidas nacionais através dos tempos, mostrando como há várias maneiras de cobrá-las ou equacioná-las além da ortodoxia assassina receitada por Angela Merkel, mais preocupada com a saúde dos bancos credores do que com a saúde de populações inteiras privadas de assistência social pela tal austeridade. O que a Alemanha desmemoriada não admite é que façam como ela fez, e não como ela manda."


     mais na coluna de Luís Fernando Veríssimo 

    caricatura por Baptistão 

    pela cochlea: Bill Potts Orchestra - Bess, You Is My Woman (Gershwin)



    BIll Potts (arr, cond), Charlie Shavers, Harry Edison, Bernie Glow, Art Farmer, Markie Makowitz (tp), Bob Brookmeyer (v-tb), Frank Rehak, Earl Swope, Jimmy Cleveland (tb), Rod Levitt (b-tb), Phil Woods, Gene Quill (as), Zoot Sims, Al Cohn (ts), Sol Schlinger (bs), Bill Evans (p), Herbie Powell (g), George Duvivier (b), Charlie Persip (ds)

    Ôshi!





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    domingo, julho 12, 2015

    Ditadura perseguiu até bailes black no Rio de Janeiro


     


    "O texto alertava para a formação de “um grupo de jovens negros de nível intelectual acima da média, com pretensões de criar no Brasil um clima de luta racial”. Os militantes seriam liderados por um negro americano, que receberia dinheiro do exterior, e agiria na Portela, tradicional escola de samba carioca. O Informe 17/75-B também mencionava supostas metas do grupo: “Sequestrar filhos de industriais brancos; criar um bairro só de negros; criar ambiente de aversão aos brancos”.

    mais na reportagem de Flávia Oliveira​ > "
    Ditadura perseguiu até bailes black no Rio de Janeiro - Jornal O Globo

    Via iris: JAUJA (Lisandro Alonso, Argentina, 2015)




    Se Rastros de Ódio (The Searchers) fosse filmado por Tarkovsky
    com roteiro de Jorge Luis Borges
    poderia sair um filme como este....

    Charge Outonal



    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Review: No Song Left Unsung, Grateful Dead Plays Its Last





    The three “Fare Thee Well” concerts featured the band’s improvisational strengths
    in celebrating the moment but, in saying goodbye, a sense of its history as well.





    "Evanescence and durability, side by side — that summed up the Grateful Dead’s ever-paradoxical mission. The three concerts I saw over the Fourth of July weekend at Soldier Field, billed as “Fare Thee Well: Celebrating 50 Years of the Grateful Dead,” also revived the band as an enterprise both quixotic and commercial, history-minded and fond of a tall tale, carefully plotted and forever in search of the happy accident. This briefly convened, decisively final incarnation of the Grateful Dead often managed to live up to the band’s name with songs that could turn intuitive, down-home, whimsical, haunted, elegant or euphoric.

    The Grateful Dead’s American ideal always ran even deeper. Its music drew from urban and rural sources, from deep blues and Latin rhythms, from jazz and the avant-garde. And its performance, then and now, was about disparate individuals forging something together— e pluribus unum — in a participatory democracy in which each member’s choices affected all the others."

    read review by Jon Pareles​

    Review: No Song Left Unsung, Grateful Dead Plays Its Last - The New York Times:

    pela cochlea: Lee "Scratch" Perry - Freaky Michael


     


    Why did you cut off your nose?
    Why did you change your big nose
    for a funny funny little little nose?

    Maioridade penal





    (Recife, PE) 

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER