This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    terça-feira, dezembro 11, 2018

    Cristina - Drive My Car (Long Version)

    Discurso de Diplomação



    BRUM

    Marcadores: ,

    Diplomado



    MIGUEL PAIVA

    Marcadores: ,



    "Segundo Eliane Ferreira, da Colônia de Pescadores Artesanais Z-9, que vai de Guapimirim a Duque de Caxias, “eles estão tentando encobrir o problema, jogando um produto para que o óleo afunde. Tem pescadores ajudando na limpeza desde ontem e ainda estamos fazendo um levantamento dos prejuízos”, afirmou.
     
    Conforme Alexandre Anderson, da Associação de Homens e Mulheres da Baía de Guanabara, mais de mil pescadores sofreram prejuízos diretos com o vazamento e mais de dois mil, indiretos. “Fomos os primeiros pescadores a chegar no local, às 9h de domingo. E pela minha experiência, em 30 anos de atuação, posso afirmar que não se tratou de furto”, contestou a justificativa da Transpetro.
    O biólogo Mário Moscatelli, que hoje vai em campo para acompanhar de perto o vazamento, detectou, em sobrevoo realizado no domingo, que o desastre ambiental afetou diretamente mais de 80 mil m² de manguezais do fundo da Baía de Guanabara e do Rio Estrela. “Se as árvores morreram intoxicadas, perderão as folhas. O mais grave, porém, é que passamos pelo período reprodutor de caranguejos, que estão ferrados. Um diagnóstico mais preciso, contudo, só será possível em pelo menos 15 dias”, estima. Moscatelli também observou do alto 4 km do Rio Estrela lambidos pelo óleo, “principalmente abaixo do ponto do vazamento. No entanto, a maré alta também conduziu o óleo para áreas acima do vazamento”, completa.

    O que o ambientalista não pretende questionar é se o vazamento foi de fato provocado por uma tentativa de furto. “Fui informado por pessoas da região que o vazamento teria começado na sexta-feira. Verdade ou não, a empresa só começou a providenciar as contenções no domingo. Questiono como uma empresa de ponta como a Petrobras não dispõe de um mecanismo para monitorar qualquer tipo de alteração na pressão dos dutos?”

    LEIA A REPORTAGEM AQUI

    Knights of Malta - Smashing Pumpkins

    You'll just rise on forever
    As my halo shines in you
    When doldrums age in platinum
    I've a starship you can use

    segunda-feira, dezembro 10, 2018

    Noname - Prayer Song (Ft. Adam Ness)

    Put your hands behind your back, ante up all your crack bitch
    I seen a cell phone on the dash, could've sworn it's a gun
    I ain't see a toddler in the back after firing seven shots

    A demon 'bout to get me, he watching me kill his mom

    Fatiando...


    AMORIM

    Marcadores: ,

    Os ataques de Trump à imprensa estão funcionando


    O presidente Donald Trump durante evento na cidade de Belgrade, no estado de Montana


    "Ao se envolver com seus ataques incessantes e afirmações infundadas, os jornalistas estariam caindo numa armadilha? Essa é a opinião de Steven Pinker, professor de ciência cognitiva em Harvard, que descreveu o presidente como o promotor de uma "ideologia de contrailuminismo"

    Ele admitiu, porém, que a mídia não pode ignorar Trump. E há o enigma. Este presidente "fala muito e tuíta muito sem que seu material seja vigorosamente aprovado, e há muitas outras imprecisões factuais que temos de enfrentar", disse Glenn Kessler, antigo colunista da Checagem de Fatos no "Post".

    Mas ao colocar com tal frequência suas palavras sob um microscópio os jornalistas podem dar a impressão aos apoiadores de Trump e até a alguns eleitores indecisos que estão a persegui-lo.

    Ela acrescentou que a mídia deveria parar de implicar com as minúcias de sua retórica e em vez disso se concentrar em seus maiores erros."

    mais no artigo de JIM RUTENBERG

    Real Stories From Life Inside the Migrant Caravan

    Democracias



    BRUNO DRUMMOND

    Marcadores: ,

    Bolsonaro queima a largada


     " O presidente recém-eleito, aparentemente, achou que ainda não estava suficientemente envolvido no escândalo e resolveu dizer que ele, Jair Bolsonaro, emprestou dinheiro para Fabrício Queiroz e que o depósito para a primeira-dama seria pagamento do empréstimo.

    Olha, sinceramente, se era para inventar um negócio desses, era melhor ter pedido ajuda ao Olavo. Ele teria contado que Queiroz era do Foro de São Paulo, que o dinheiro havia sido roubado por George Soros usando a Lei Rouanet, que Bolsonaro nasceu no Quênia, enfim, algo que tampouco nos convenceria, mas, ao menos, nos manteria entretidos.

    Assessor de político depositando dinheiro para a família do chefe é o tipo de coisa que dispara todos os alarmes de quem investiga corrupção."

    mais na coluna de Celso Rocha de Barros​

    Democracia Política e novo Reformismo: Celso Rocha de Barros: Bolsonaro queima a largada: o

    Assumimos em março


    LAERTE 

    Marcadores: ,

    Coração Absurdo - Itamar Assumpção

    O meu coração é um absurdo
    Bate forte bate fraco
    Bate surdo mudo
    Bate por nada bate em vão
    Bate por tudo
    Bate pouco bate muito
    Bate por ti sobre tudo

    Talquei?



    MARIANO

    Marcadores: ,

    domingo, dezembro 09, 2018

    Álbum branco, 50 anos - Época



     Paul McCartney e John Lennon nas gravações do álbum branco Foto: Reprodução

    "O “álbum branco” não é o melhor dos Beatles, mas ainda assim — perdão Anitta e Lady Gaga — é muito melhor que todas as paradas de sucesso de 2018. O que se está colocando no mercado agora, 50 anos depois de seu lançamento, em 22 de novembro de 1968, é um pacote de luxo com um livro e sete CDs — no Brasil apenas três —, no qual as 30 faixas do LP original, como se fossem gremlins cabeludos, transformaram-se em 150. São remix que atualizam em estéreo o som do disco de 1968, takes não aproveitados, curiosidades de bastidores — o instrumental de “Piggies” separado das vozes —, brincadeiras em torno de “Rocky raccoon”, 27 passagens gravadas no estúdio caseiro de George Harrison e outros rabiscos que mostram como fazer Arte dá trabalho, como os quatro músicos iam aos poucos se aproximando do resultado final. É presente de Natal perfeito para beatlemaníacos, todos conscientes de que a indústria está faturando com mais do mesmo. Sem problema. O Rolls-Royce psicodélico de John Lennon já tinha sido vendido fazia tempo. Vende-se agora a lata de lixo do estúdio de Abbey Road onde John, Paul, Ringo e George jogavam as sobras do “álbum branco”. São ensaios, mas você desprezaria um rascunho do Picasso? "

    leia resenha de Joaquim Ferreira Dos Santos​

    Álbum branco, 50 anos - Época:

    FESTA DE SÃO ROCK 007 : Bohemian Rhapsody


    Aproveitando a onda do filme, meu programa FESTA DE SÃO ROCK traz sucessos do Queen.
    E celebra o 20º aniversário do disco Aquemine, clássico do hiphop
    Clique para ouvir






    Araci Cortes - Juramento (Ary Barroso)

    Num dia a minha porta
    Tu virás bater em vão
    Para o nosso amor eu já morri porque
    O meu coração já não é de você

    Seleção 2019


    MIGUEL PAIVA

    Marcadores: ,

    Guerra vazia


    WhatsApp nas eleições

    Chips usados em empresa para enviar mensagens de WhatsApp em massa



    "Isso significa que as operações de disparo em massa foram de grande envergadura. Reportagem anterior da Folha indica que uma parte dos números utilizados para fazer os disparos foi comprada no exterior, para contornar a exigência de registro de CPF, requerido no Brasil. Com a reportagem de domingo, descobrimos que também foram utilizados números do país, registrados em CPFs de idosos, à sua revelia.

    Nos dois casos, a utilização de milhares de números exige uma logística gigantesca de aquisição, registro e operação —descartando e recomeçando com outro número após o bloqueio."

    LEIA COLUNA DE PABLO ORTELLADO 

    Roubar é...



    PATAXO

    Marcadores: ,

    Aracy de Almeida - “Palpite infeliz” (de Noel Rosa)

    Fazer poemas lá na Vila é um brinquedo
    Ao som do samba dança até o arvoredo
    Eu já chamei você pra ver
    Você não viu porque não quis
    Quem é você, que não sabe o que diz

    sábado, dezembro 08, 2018

    Xadrez do inacreditável mundo dos Bolsonaro, por Luis Nassif | GGN





    "Bolsonaro, o Jair, é emocionalmente frágil, intelectual e socialmente dependente dos filhos.

    Os filhos têm a agressividade dos toscos. Não se trata meramente de grossura. Grosso por grosso, ACM era, assim como Gilmar Mendes e outros personagens da política, mas que sabem utilizar a grossura como recurso político. Os Bolsonaro são grossos de graça, primários, valentões de rede social.

    Agora, as revelações do COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) comprovam que a família compartilha hábitos comuns ao baixo clero político, de receber mesadas e dinheiro de fontes desconhecidas. Não têm escrúpulos, mas também não têm a sofisticação para as grandes tacadas."

    leia mais>>

    Xadrez do inacreditável mundo dos Bolsonaro, por Luis Nassif | GGN

    Irritação de Onyx mostra que tática de atacar o PT e a imprensa tem limites


     

    "Dito o óbvio, o governo Bolsonaro vai ter problemas se continuar fugindo de questionamentos de jornalistas usando o PT como distração. Uma coisa é distribuir antipetismo à militância em listas de WhatsApp, outra é usar isso para não responder a indagações de profissionais de imprensa. A impressão que fica diante da falta de transparência de agentes públicos é que há algo a esconder ou que o novo governo não consegue se comunicar se não for via microtextos lacradores em redes sociais."

    leia a coluna do Leonardo Sakamoto​


    Irritação de Onyx mostra que tática de atacar o PT e a imprensa tem limites - 20/12/2007 - UOL Notícias

    Filho de Bolsonaro deixa grupo de WhatsApp após cobrança sobre ex-assessor





    Filho de Bolsonaro deixa grupo de WhatsApp após cobrança sobre ex-assessor

    VÍDEO: Questionado sobre ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Moro foge de coletiva




    VÍDEO: Questionado sobre ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Moro foge de coletiva

    Vergonha



    BRUM

    Marcadores: ,

    sexta-feira, dezembro 07, 2018

    O mundo da pastora que virou ministra |



    A futura ministra Damares Alves ao ser apresentada no CCBB de Brasília

    de Bernardo Mello Franco​

    A futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, pastora Damares Alves, considera que “as instituições piraram” e que “chegou o momento” de as igrejas evangélicas governarem o Brasil.

    A nova integrante do governo Jair Bolsonaro expôs suas ideias a fiéis da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte. A fala foi gravada em maio de 2016 e já teve mais de 160 mil exibições no YouTube.

    “As instituições piraram nesta nação. Mas há uma instituição que não pirou. E esta nação só pode contar com esta instituição agora: é a igreja de Jesus”, disse.

    “Chegou a nossa hora”, prosseguiu. “É o momento de a igreja ocupar a nação. É o momento de a igreja governar. Se a gente não ocupar este espaço, Deus vai cobrar.”

    Damares criticou o Supremo Tribunal Federal por discutir temas como a descriminalização do porte de drogas para consumo próprio. “Onze homens que não foram nem eleitos pelo povo brasileiro vão decidir se a gente libera ou não o consumo de drogas”, disse.

    Ela se referiu ao debate entre os ministros da Corte como uma “palhaçada”. “Será que podemos confiar no Judiciário? Não sei mais”, afirmou.

    A futura ministra descreveu o Congresso, onde trabalha ao lado do senador Magno Malta (PR-ES), como outra “instituição pirada”. Disse que as disputas na Câmara e no Senado não seriam ideológicas, entre direita e esquerda. “A luta lá é espiritual”, teorizou.


    Na sequência, ela disse que a escola deixou de ser o local apropriado para educar as crianças. “Só há um lugar seguro em que o seu filho está protegido nesta nação. É o templo, é a igreja, é ao lado do seu sacerdote”, defendeu.

    A exemplo do presidente eleito, Damares revelou a intenção de banir livros didáticos que não se encaixem em sua visão de mundo. Ela disse que “as Bíblias vão ter que voltar para as escolas do Brasil”. “O T nas escolas não é mais de tatu, é de tridente do diabo. Queiram ou não queiram os satanistas, esta é uma nação cristã”, afirmou.

    No púlpito, a futura ministra indicou que seus planos ultrapassam fronteiras. “A melhor forma de a gente conquistar os muçulmanos para Jesus é mostrar que o cristianismo deu certo nesta nação”, disse.


    Coaf



    GILMAR

    Marcadores: ,

    Conexão da família do PM Queiroz envolve Jair, Michelle e Flávio Bolsonaro






    "O Jornal Nacional, é claro, ignorou solenemente a denúncia sobre os Bolsonaro porque continua se dedicando apenas a dar ampla cobertura às delações de Palocci contra Lula e seu filho Luiz Claudio.

    No dia 1º de janeiro, o Coaf passará para o Ministério da Justiça, sob o comando do super-xerife Sergio Moro, para quem confiança é tudo."


    leia texto de Ricardo Kotscho​

    Conexão da família do PM Queiroz envolve Jair, Michelle e Flávio Bolsonaro. Por Ricardo Kotscho

    Aracy de Almeida - Menina Fricote (Marilia e Henrique Barbosa)

    Mas eu já lhe disse
    Nerusca, menina
    Não venha pra aqui
    A me chamar de très jolie
    Eu não sou mon chéri
    E língua estrangeira
    Eu nunca entendi
    Larga essa papa de oui



    A arte e o ódio

    "Brasileiro agora deu para ter ódio de artistas. Viramos todos uns “esquerdistas” que comem caviar, mamando em alguma teta. E “essa mamata vai acabar”.

    É uma implicância específica com quem faz arte — os famosos por qualquer outro motivo, tudo bem. E famoso por qualquer outro motivo é o que não falta.

    Nada contra os milhões de celebridades que surgem diariamente; aliás, confesso que quase nunca sei quem são. Mas ser artista é outra coisa. Ninguém decide: “Opa, acho que vou ser artista”. É algo do qual não se pode escapar. Que dói. Porque criar é doloroso."

    mais no artigo de FERNANDA YOUNG  

    Fernanda Young Foto: Reprodução

    quinta-feira, dezembro 06, 2018

    Blackberry Way THE MOVE

    Down to the park
    Overgrowing but the trees are bare
    There's a memory there
    Boats on the lake
    Unattended now for love to drown
    I'm incredibly down
    Just like myself they are neglected
    Turn with my eyes to the wall
    What an I supposed to do now
    Goodbye Blackberry Way

    Palocci Red Bull


    PELICANO


    Pacheco y su Charanga Chuki-Luki Wobble

    transição







    SIMCH

    quarta-feira, dezembro 05, 2018

    Wildflower - Getting Better (Lennon/McCartney)

    Paquetá, outra vez


    Margareth Menezes - Cordeiro de Nanã/Deixa a Gira Girar/Atabaque Chora

    O ovo da serpente - versão brasileira



    SIMANCA 

    Marcadores: ,

    Pacientes da Alegria



    PATAXÓ

    Marcadores: ,

    Número de jovens que não estudam e nem trabalham no Brasil é 'assustador'


    "

    Pesquisa do Ipea aponta que 23% dos brasileiros entre 15 e 24 anos estão nesta situação. Precisamos ter políticas pró-jovem, para mantê-los na escola e enfrentar os problemas dos "nem-nem". Onde estarão esses jovens daqui há 10 anos? É um perigo enorme perder um quarto de uma geração."

    CBN - A rádio que toca notícia - Número de jovens que não estudam e nem trabalham no Brasil é 'assustador'

    Jody Williams - Lucky Lou

    terça-feira, dezembro 04, 2018

    Ruinas do Rio



    MIGUEL PAIVA

    Marcadores: ,

    O presidente no jardim zoológico.




    "Bolsonaro não chega a repetir Manuel da Nóbrega. No século XVI, o padre dizia que “índios são cães em se comerem e matarem e são porcos nos vícios e na maneira de se tratarem”.

    As palavras são outras, mas a visão parece a mesma. Para o presidente eleito, o índio é comparável a um animal. Se quiser ser “um ser humano igual a nós”, tem que abandonar seu território e migrar para a periferia das cidades. O discurso soa como música para ruralistas, grileiros e mineradores, todos ansiosos para explorar as terras protegidas.

    Bolsonaro não esconde o que pretende. “No que depender de mim, não tem mais demarcação de terra indígena”, disse, no mês passado. A ameaça tem alvo certo. Segundo a Funai, o país tem 130 territórios em processo de demarcação. Outros 115 estão em estudo.

    “Índios não estão em reservas, muito menos em zoológicos. Índios vivem em territórios próprios, que são garantidos pela Constituição”, esclarece o antropólogo Mércio Gomes, professor da UFRJ e ex-presidente da Funai."

    mais na coluna de Bernardo Mello Franco​

    O presidente no jardim zoológico. Por Bernardo Mello Franco – Heron Cid

    Malafaia assombra



    AROEIRA

    Marcadores: ,

    Fotos: funcionários de Itaipu comemoram incêndio em aldeia





    "EM UMA FOTOGRAFIA, dois funcionários da Itaipu Binacional apertam as mãos enquanto uma casa de madeira arde em chamas altas atrás deles. Outra imagem mostra os servidores perto de uma caminhonete com a logomarca da Itaipu na porta. Um deles está escorado no veículo e olha para a câmera, como se estivesse posando. Mais uma vez, uma construção envolta em fumaça aparece ao fundo. Inéditas, as fotos revelam uma faceta praticamente desconhecida da construção da hidrelétrica: funcionários colocavam fogo em ocas de índios guarani que viviam na região de Foz do Iguaçu, no Paraná, para expulsá-los do local."

    leia mais na reportagem de Amanda Audi

    Fotos: funcionários de Itaipu comemoram incêndio em aldeia

    o patrão e o patriota



    JOTA CAMELO

    Marcadores: ,

    Charles Bradley performs soulful cover of Black Sabbath's 'Changes'

    We shared the years
    We shared each day
    In love together
    We found a way
    But soon the world
    Had its evil way
    My heart was blinded
    Love went astray
    I'm going through changes

    segunda-feira, dezembro 03, 2018

    Águia



    MONTANARO

    Marcadores: ,

    Hype do Obscurantismo



    RICARDO COIMBRA

    Marcadores: ,

    Olavo de Carvalho e sua filha brigam e se xingam pelas redes






    LEIA MAIS>>

    Olavo de Carvalho e sua filha brigam e se xingam pelas redes

    Bolsonaro compara índios em reservas a animais em zoológicos

    Projeto social da Pfizer em Pernambuco, com os índios Pankararu. O toré é um tipo de dança que os índios praticam nas festas da aldeia Tapera. Foto: Carlos Ivan / Agência O Globo


    — Não pode usar a situação do índio para demarcar essa enormidade de terras que poderão ser novos países no futuro. Justifica-se, por exemplo, a reserva ianomami, duas vezes maior que o estado do Rio de Janeiro, para talvez 9 mil índios? Não se justifica isso aí.
    Na Bolívia tem um índio que é presidente. Por que no Brasil devemos mantê-los reclusos em reservas como se fossem animais em zoológicos? O índio é um ser humano igual a nós — afirmou Bolsonaro. 


    Em Mato Grosso do Sul, os indígenas se queixam de intimidação. De acordo com eles, logo após o resultado do segundo turno das eleições caminhonetes passaram em carreata no limite da terra dos Caarapó, num buzinaço. Com medo, os indígenas pediram a presença da Funai. No município de Miranda (MS), uma caminhonete parou no limite da área dos índios terena e uma pessoa disparou vários tiros em direção à aldeia assim que saiu o resultado das urnas. 

    leia as reportagens de Cleide Carvalho, Tiago Aguiar e Dimitrius Dantas


    VOCÊ ME PAGA O QUE FEZ (Antonio Nássara), por Cristina Buarque.

    francamente eu nao sou mulher
    pra me sujeitar ao que voce quer

    Capacho


    JOTA CAMELO

    Marcadores: ,

    800 horas rezando sem parar na igreja para evitar uma deportação |



    Interior da igreja de Haia em que uma família armênia é protegida da deportação.


    "Os Tamrazyan querem tratamento igual para seus filhos, Hayarpi (21 anos), Warduhi (19) e Seryan (15). Especialmente por que os tribunais lhes deu sua razão por duas vezes, mas o Estado apelou e eles perderam o recurso final. "Não entendo por que o nosso caso chegou ao Conselho de Estado, quando poderíamos ficar. Até chegaram a me dizer que se me encontrarem no trem ou na rua, vão me deportar e a vida que levo acabará", disse Hayarpi à TV holandesa. O Governo afirma que existem cerca de 400 menores na mesma situação e não pretende decretar uma anistia geral. Se considera que os requerentes de asilo estarão seguros em sua terra natal, quer que voltem para lá."

    leia reportagem de ISABEL FERRER : 

    800 horas rezando sem parar na igreja para evitar uma deportação | Internacional | EL PAÍS Brasil

    Menos Médicos


    DUKE

    Marcadores: ,

    domingo, dezembro 02, 2018

    Pesquisador afirma que repressão às drogas gera mais violência e vício





    "Foi há cerca de cem anos, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha. Quando você olha os debates sobre o tema no Senado americano de então, vê que os argumentos não são os que pensamos hoje em dia, de evitar que as pessoas se viciem ou que as crianças usem. Elas foram banidas porque havia um medo racista de que negros e chineses nos EUA estivessem usando drogas e “esquecendo seu lugar”, atacando os brancos. O homem que inventou a moderna guerra às drogas, Harry Anslinger, assumiu o departamento federal responsável pela proibição do consumo do álcool assim que ela caiu e queria manter o lugar funcionando. Ele foi motivado por seu forte ódio aos negros e aos viciados."

    "Quando alguém tem um problema de dependência e para com a droga sem receber outras formas de apoio, há alguma dor física pela abstinência, mas a maior dor é a psicológica, por voltar à situação de que se tentava livrar usando a droga. É por isso que políticas baseadas em punição dos usuários falham. No Arizona (EUA), acompanhei presas que eram forçadas a saírem acorrentadas, usando camisetas que diziam “Eu era uma viciada”, para que a população zombasse delas e as atacasse. Resultado: a maioria delas, ao sair da prisão, estava ainda mais traumatizada e voltava a usar drogas. Compare com Portugal: no ano 2000, eles tinham um dos piores problemas com drogas do mundo, 1% da população estava viciada em heroína. Por anos, tentaram o método de Trump e Bolsonaro, com mais prisões, mais mortes, e o problema só piorou. Então decidiram que precisavam de algo diferente, criaram um painel de cientistas e médicos que sugeriu que todas as drogas fossem descriminalizadas e que, em vez de gastar dinheiro perseguindo usuários, se direcionasse para políticas de bem-estar. Hoje, o número de dependentes caiu mais de 50%, as mortes por overdose caíram 80%. Virtualmente nenhum português quer reverter essa política, nem a direita que se opôs a ela no início."

    leia entrevista com Johann Hari​

    Pesquisador afirma que repressão às drogas gera mais violência e vício - Blog da Cidadania

    Ministeriado



    VITOR TEIXEIRA

    Marcadores: ,

    SELEÇÃO BRASILEIRA 005; Artistas brasileiros que faleceram recentemente


    E aproveitando o domingão manso, modorrento, segue mais um programa da SELEÇÃO BRASILEIRA
    uma viagem no tempo homenageando tres artistas brasileiros que faleceram recentemente

    clique na imagem e ouça

    Miss Veneno



    AROEIRA

    Marcadores: ,





    "Quando é que Bolsonaro irá colocar suas crias dentro dos seus respectivos quadrados? Esse governo vai ser mesmo um projeto de monarquia da família Bolsonaro? São homens, representantes do povo com enormes responsabilidades, mas se comportam como crianças mimadas que tratam o Brasil como se fosse a nova empresa do papai. Está na hora de mandá-los refletir no cantinho do castigo."

    LEIA ARTIGO DE JOÃO FILHO 

    sábado, dezembro 01, 2018

    Otis Redding - Day Tripper (HQ)

    got a good reason
    for taking the easy way out now

     

    Ignorância e Truculência





    Temo que o Brasil esteja ás portas de uma nova era. A era da ignorância, Não se trata de burrice, de incapacidade mental , mas de falta de infomação. Ninguém neste futuro governo sabe da importância do comércio com os países árabes? Nunca ouviu falar do apoio político dessas nações ao Brasil em diversas negociações internacionais? Vamos abrir mão dessas relações para satisfazer igrejas evangélicas e a comunidade israelense? Não podemos nos esquecer de que há no país uma influente e bem instalada comunidade árabe.

    O desprezo pelo Mercosul é mais uma amostra do domínio da ignorância. Bastaria a consulta aos dados. O Brasil tem fronteiras com dez países. Dividimos a segunda maior hidroelétrica do mundo com o Paraguai. Há um enorme gasoduto vindo da Bolívia. Exportamos manufaturados para a Argentina. Existe um acordo automotivo que responde por cerca de 40% do comércio entre os dois países. O Paulo Guedes não tem a mínima noção dos compromissos e das regras tanto no Mercosul quanto na Organização Mundial do Comércio. A ideia de assinar acordos bilaterais não será possível enquanto o Brasil integrar a OMC.

    Os EUA agem dessa maneira, mas há uma enorme diferença. Eles são o império. O Brasil é um exportador de commodities. A União Europeia anuciou sua disposição de voltar a produzir açúcar. É fácil plantar soja, milho...  Não temos a força política, econômica e militar dos Estados Unidos.

    Samuel Pinheiro Guimarães
    em entrevista a Sérgio Lírio.

    sexta-feira, novembro 30, 2018

    Insulto de Natal


    MIGUEL

    Marcadores: ,

    Sexy Sadie - Beatles



    Maharishi, what have you done
    You made a fool of everyone

    A viagem do chanceler



    BERNARDO MELLO FRANCO

    CLIQUE PARA ABRIR NUM TAMANHO MAIOR

    quinta-feira, novembro 29, 2018

    Virou estrela


    DALCIO

    Marcadores: ,

    quarta-feira, novembro 28, 2018

    Enquanto isso, na cela dos corruptos...



    NANI

    Marcadores:

    O novo jeito de fazer política de Bolsonaro já naufragou




    "NUNCA EXISTIU um político eleito que tenha cumprido todas as expectativas oferecidas durante a eleição. É natural da política, mas Bolsonaro certamente levará o chamado “estelionato eleitoral” para um novo patamar. O presidente eleito justificou a nomeação de ministros envolvidos em denúncias afirmando que a “questão ideológica é mais grave do que a corrupção”. Sobre a nomeação de um réu no Supremo, debochou: “Eu também sou réu no Supremo. E daí?”

    A estupidez dos comentários já não choca mais ninguém. “Nós já fomos nos acostumando”, como tantas vezes recomendaram os militantes bolsonaristas. Mas vai ficando cada vez mais claro que a bravata moralizadora — a principal arma da campanha eleitoral — serviu apenas para ludibriar os eleitores que acreditaram que o capitão representaria um novo marco ético no país."

    leia artigo de JOÃO FILHO

    O novo jeito de fazer política de Bolsonaro já naufragou

    O novo jeito de fazer política de Bolsonaro já naufragou




    "NUNCA EXISTIU um político eleito que tenha cumprido todas as expectativas oferecidas durante a eleição. É natural da política, mas Bolsonaro certamente levará o chamado “estelionato eleitoral” para um novo patamar. O presidente eleito justificou a nomeação de ministros envolvidos em denúncias afirmando que a “questão ideológica é mais grave do que a corrupção”. Sobre a nomeação de um réu no Supremo, debochou: “Eu também sou réu no Supremo. E daí?”

    A estupidez dos comentários já não choca mais ninguém. “Nós já fomos nos acostumando”, como tantas vezes recomendaram os militantes bolsonaristas. Mas vai ficando cada vez mais claro que a bravata moralizadora — a principal arma da campanha eleitoral — serviu apenas para ludibriar os eleitores que acreditaram que o capitão representaria um novo marco ético no país."

    leia artigo de JOÃO FILHO

    O novo jeito de fazer política de Bolsonaro já naufragou

    Semear pistolas e colher canivetes


    ANTONIO ANTUNES

    Marcadores: ,

    Long Live The Queen - Frank Turner

    I was sipping on a Whiskey when I got the call
    Yeah my friend Lex was lying in the hospital
    She'd been pretty sick for about half a year
    But it seems liked this time the end was drawing near
    So dropped my plans and jumped the next London train
    I found her laid up and in a lot of pain
    Her eyes met mine and then I understood
    That her weather forecast wasn't looking too good
    So I sat and spun her stories for a little while
    Tried to raise her mood and tried to raise a smile
    But she silenced all my rambling with a shake of her head
    Drew me close and listen this is what she said now

    "You'll live to dance another day,
    It's just now you'll have to dance,
    For the two of us, so stop looking so damn depressed
    And sing with all your heart that the Queen is dead"

    Magoos



    MARIANO

    Marcadores: ,

    A obsessão de Olavo de Carvalho pelo furico alheio



    Olavo de Carvalho na casa de um dos seus filhos em Petersburg, nos EUA, em outubro de 2017.

    "“Ideólogo”, preferiu numa edição a Folha de S. Paulo. Carvalho vituperou: “Atenção, ô chefe da fôia: Ideólogo é o cu da sua mãe”.essantemente o substantivo com uma sílaba e duas letras que o Houaiss enuncia como “orifício na extremidade inferior do intestino grosso, por onde são expelidos os excrementos”.

    Lacrador, gracejou: “Em breve só restarão duas religiões no mundo: maconha e cu”.

    Interpretou o Brasil, do alto da condição de dono de “uma perspectiva geopolítica mais ampla” e “mais profunda” do que a “de Donald Trump” e “seu secretário de Estado”: “O cu do mundo é aí [o Brasil]”; “e olha que é um cuzão”; “vocês estão que nem aquele sujeito que estava limpando o cu do elefante, e o elefante decidiu sentar, e o cara ficou lá dentro, atolado”.

    Negacionista das mudanças climáticas, sofisticou o argumento: “Combustível fóssil é o cu da sua mãe. Não existe combustível fóssil porra nenhuma. Isso é uma farsa, uma palhaçada”.

    Confrontado com o pensamento divergente, nocauteou: “Ora, moleque, vai tomar no olho do seu cu”..

    Seria intolerável um urso que o escritor matou numa caçada aparentemente legal nos Estados Unidos, onde se radicou há 13 anos? Ao lado de um animal abatido, ele disparou: “Fui buscar hoje a minha Henry Big Boy [rifle] cal. 45-70. Pau no cu dos ursos”.

    Não trai cumplicidade, e sim receio, ao se referir a contendores políticos: “Os caras vêm com uma piroca deste tamanho e põem no nosso cu”. Uma variante, físico-erótico-estética: “Toda piroca se torna invisível ao entrar no seu cu”.

    Carvalho se embrenhou na dialética do fiofó: “Esquerdistas são pessoas que lutam pelo direito de dar o rabo sem ser discriminadas, ao mesmo tempo em que protestam para reclamar que só tomam no cu”.

    Assim como a peroração sobre “cumplicidade com o intolerável” se desmancha com o exemplo do urso, o ex-astrólogo que se apresenta como “escritor de envergadura universal” derrapa na aula de história. “Não se pode vencer uma guerra dando o cu”, pontificou. Do além, guerreiros gregos de outrora gargalham com a ignorância do professor."

    e tem mais cus no artigo de Mário Magalhães​

    A obsessão de Olavo de Carvalho pelo furico alheio

    Merdonismo



    SIMANCA

    Marcadores: ,


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER