This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • O PROBLEMA DO MUNDO DE HOJE EH QUE AS PESSOAS INTELIGENTES ESTÃO CHEIAS DE DUVIDAS, E AS PESSOAS IDIOTAS ESTAO CHEIAS DE CERTEZAS. (BUKOWSKI)

  • Vislumbres

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quinta-feira, agosto 08, 2019

    A Lava Jato como álibi


     Conrado Hubner Mendes Foto: Davilym Dourado / Divulgação



    "Sergio Moro e Deltan Dallagnol, protagonistas, vêm de lá para cá misturando estratégias de autodefesa. Alternaram a fase do “tudo normal, portanto legal”, um contrabando da legalidade dentro da normalidade de condutas promíscuas; a fase da “la garantía soy yo, portanto legal”, prêmio exclusivo para pessoas dotadas de nobreza moral; a fase do “se a operação não fosse assim, os ladrões não estariam presos”, aposta contrafactual sem maior esforço argumentativo; a fase “Glenn Greenwald violou regra básica do jornalismo e deveria ter consultado as pessoas envolvidas” (como se Bob Woodward tivesse de perguntar a Richard Nixon antes de disparar o Watergate); e também a fase “o pior já passou, o resto é repetição”. Diante dos planos de enriquecimento pessoal de Deltan, vazados na última semana, entramos na fase “essa campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção está beirando o ridículo”, como tuitou Moro.

    A Lava Jato já foi o álibi perfeito. Forçava-nos todos a uma camisa de força: ou se é defensor da Lava Jato ou se é defensor da corrupção. Interditou a crítica. A fraude dessa classificação binária ficou mais óbvia. A Lava Jato foi uma rara oportunidade de aperfeiçoamento institucional. Perdeu-se. Seus operadores falharam no mais elementar. E no fundamental também. Faltou prudência, discrição e ética profissional. Sobrou deslumbramento e desrespeito à lei. A Vaza Jato fez incontornável a corrupção que preferíamos não ver. O negacionismo impediu correções de rota."


    mais na coluna de Conrado Hübner Mendes​


    A Lava Jato como álibi - BarãoNET

    0 Comentários:

    Postar um comentário

    Assinar Postar comentários [Atom]

    << Home


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER