This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • O PROBLEMA DO MUNDO DE HOJE EH QUE AS PESSOAS INTELIGENTES ESTÃO CHEIAS DE DUVIDAS, E AS PESSOAS IDIOTAS ESTAO CHEIAS DE CERTEZAS. (BUKOWSKI)

  • Vislumbres

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quinta-feira, agosto 01, 2019

    O dia em que a mídia se jogou nos braços da Lava Jato -

     


    "Com seu timbre falsamente cândido de carmelita contrariada e a bordo da indefectível camigia nera de filiação ideológica, o Duce do Ahú foi recrutado pela Aner a discorrer, por meia hora, sobre um tema capaz de ruborizar um fariseu: “O papel do jornalismo no meio revista na cobertura da Operação Lava Jato. O jornalismo investigativo de qualidade como pilar da democracia e das instituições brasileiras”. Palanque apropriado – anotou esta Carta – para um membro do andar de baixo do Judiciário exaltar, ainda que com o malabarismo verbal ardiloso de quem age como político fingindo falar como magistrado, as próprias virtudes de supremo bedel da moralidade pública.

    Moro foi ali, com carinhos estrepitosos de ovação de pé e rapapés eloquentes, entronizado pelo baronato da mídia na condição de um de seus pares, função que o juiz do rés do chão já vinha exercendo com desenvoltura. Em vez de buscar a verdade e a justiça, o Savonarola de Curitiba manipulava informações de forma a abastecer certa imprensa do privilégio com aquilo que ela queria publicar – e só aquilo. O ano era 2015, vale ressaltar, e Moro já revelava sua obstinação doentia de verdugo da esquerda, como está hoje fartamente documentado. Ele pautava as publicações e os telejornais, repassava intrigas, distribuía dossiês, sussurrava offs, oferecia aspas convenientes, lançava aos ventos acusações infundadas. Quando lhe foi timidamente perguntado se seus vazamentos não eram seletivos, Moro tergiversou e não respondeu."


    leia o artigo de Nirlando Beirão​


    O dia em que a mídia se jogou nos braços da Lava Jato - CartaCapital

    0 Comentários:

    Postar um comentário

    Assinar Postar comentários [Atom]

    << Home


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER